História The Hell's of Nayla - Capítulo 93


Escrita por:

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Tags Creppypasta, Eyeless Jack, Jack Risonho, Jeff The Killer, Novela, Romance, Slenderman
Visualizações 35
Palavras 658
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 93 - Hoo


Narradora on

Nayla ficou por horas andando naquela floresta, era difícil ela se lembrar de alguma coisa porque mal se lembrava da fachada da mansão onde a mesma viveu por um ano. Contudo ela ficou até o dia amanhecer andando, ela se senta no chão esgotada, o sol já batia forte até ela passar o olho pela clareira e um pouco longe avistar um chalé florido, uma coisa bem casa de bonecas - Que conto de fadas.. - ela diz sem ânimo. Se deita na grama e adormece, soltando os últimos suspiros antes da escuridão dominar tudo. 

     Quebra de Tempo.....

Anyo: Será que ela está morta? - a simpática senhora Japonesa diz em seu kimono vermelho com verde. 

Ed: Ela só está dormindo. Vamos acorda-la - ele chacoalha Nayla que acorda num susto - Q-quem são vocês ? - ela pergunta sonolenta - Somos Anyo e Ed Hoo.. você está bem jovenzinha ? - A-acho que sim.. oque aconteceu? - ela pergunta. 

Anyo: Você estava dormindo na clareira perto do nosso chalé, eu estava olhando as árvores quando vi você estirada no chão.  Sua respiração estava fraca e cansada então te trouxe pra que meu marido visse se está tudo bem.. - ela diz dócil - Oque aconteceu com você ? 

Nayla: Se eu contasse que um monte de aberrações que moram nessa floresta me trouxeram pra cá - ela olha pra Any nos olhos - Você acreditaria ? - Any olha pra Ed - Sabia que eu não fui a única que vi! - uma voz feminina desconhecida soa na sala. - O que ? - Nayla pergunta. 

?????: Eu vi uma vez um palhaço alto, com os braços que mais pareciam borrachas e um nariz em formato de cone todo branco e preto rindo de um cadáver de uma pessoa!  - Jack Risonho ..- - Ele me viu e correu atrás de mim, eu saí correndo na floresta! Dai encontrei minha mãe e a arrastei pro meio da floresta e só saímos de lá quando eu estava certa dele ter ido embora! Mas pelo o jeito ele não foi..

Ed: Então você também o viu ? - ele diz pra Nayla que assente com a cabeça e suspira - Então aquilo que meu avô contava era real! - ele diz e sai correndo entrando em um cômodo e volta segundos depois com um livro - Nesse diário de meu avô conta história de cada ser místico entre eles esse que minha filha citou.. - ele pausa - os chamados creppypastas. - Ele passa um tempo contando as histórias que a anos ouvia do avô Tae que a tempos havia morrido.

Nayla: E tem um jeito pra matar eles? - ela diz depois, Ed suspira e a olha - Tem um jeito.. - E qual seria ? - ela diz - De acordo com oque meu avô deixou escrito o jeito seria......

Nayla come alguma coisa e conta pro casal como tinha sido estar com os creppys e oque tinha acontecido a horas atrás.  Anyo não disfarçava a cara de desacreditada a cada palavra que Nayla dizia, porém acidentalmente eles tiveram a comprovação quando Nayla se cortou fundo com uma faca enquanto comia um pedaço de torta. A cicatriz sumiu em fração de segundos e ela nem sequer gritou.

Depois de um certo receio e de mais conversa, eles acabaram deixando a jovem na casa de Silvana. Nayla chega na mansão da tia e sobe pro quarto. Tenta assimilar tudo pra que na oportunidade que tivesse ela pudesse colocar em prática. Porém isso dependerá da decisão dela, e não é certeza que de certo.

 fogo cruzado 

- Se escolher Zalgo vou ser coroada princesa do submundo e não vou poder voltar pra terra firme. Contudo se ficar com os creppys eu vou morrer, se ficar com os humanos também vou morrer. - suspira fundo - o jeito é formar a minha última opção - e eu vou ter que fazer isso. 

Narradora off




Notas Finais


Ficou meio chatinho mas só pra vocês entenderem como ela foi pra casa e tals.. no próximo ja sai o último mês e tudo o mais! Bjs bbs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...