História The Hidden Warmth In A Hurt Heart - Jeon Jungkook - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Drama, Eloarmy4everjk, Jungkook, Romance, Shoujo
Visualizações 112
Palavras 626
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá,amores!!!💜🐰💜

Espero que gostem!!!💜

Tenham uma ótima leitura!!!❤

Capítulo 3 - Red Rose


Fanfic / Fanfiction The Hidden Warmth In A Hurt Heart - Jeon Jungkook - Capítulo 3 - Red Rose

Jungkook

 

— Estou esperando. — aviso. — Vai ficar ou vai embora? — indago friamente.

 

 — Vou ficar.— responde calmamente.

 

— Não tem medo de que eu faça algo,contigo? — questiono.

 

— Não. — afirma convicta.

 

— Por que não teme à mim,assim como os outros? — indago um tanto surpreso com a sua atitude.

 

— Desconheço a razão do medo deles,além disso,você não me parece que machucaria alguém. — avisa simplista.

 

— Não se deixe enganar pelo que seus olhos vêem,talvez eu não seja o que você pensa.dito sério. — Acredito que é melhor levá-la para casa. — aviso,mudando de assunto. — Diga-me,onde vive? — indago. — Eu irei guiá-la. — acrescento.

 

— Moro em uma pequena casa,do outro lado do bosque,junto com os meus pais. — responde em um tom ameno.

 

— Tudo bem,espere-me aqui,irei tomar um banho rápido,daqui à pouco te levo. — aviso simplista.

 

— Banho? — questiona com uma expressão confusa.

 

— Sim,algum problema com isso? — retruco descontente.

 

— Não.Está bem,obrigada. — assente,curvando-se brevemente.

 

Adentro a minha casa,dirigindo-me ao meu quarto,tomo um banho apressadamente,logo escolhendo um conjunto preto qualquer.

 Ao sair de casa,aproximo-me de S/N que não se dá conta da minha presença,por estar imersa na imensidão da noite.A mesma encontra-se sentada em um pequeno banco prateado que fica próximo ao roseiral,admirando a luz brilhante da lua,sendo refletida.

 

— Já podemos ir. — aviso repentinamente,tirando-a de seu transe.

 

—  V-vamos. — assusta-se um pouco ao notar a minha presença.

 

Sigo até o bosque com S/N,acompanhando-me logo atrás.

Trilho um caminho diferente,do qual,não é preciso passar pelo rio,além de ser um atalho para sair do bosque.Ela me segue com cautela à passos curtos,mantendo uma certa distância de mim,no entanto,isso mudou assim que uivos de lobos foram ouvidos.A garota,apavorada corre até mim,aferrando-se ao meu corpo.

Ela parecia tão destemida ao correr por esse bosque à noite,mas parece que eu estava enganado,ela não veio para cá por vontade própria,foram apenas as circunstâncias que a trouxeram aqui.S/N,não passa de uma garota curiosa que assim como as outras,tem seus medos.

 

— S/N,temos que continuar,ainda está distante. — aviso calmamente,tentando compadecer da sua situação.

 

— N-não posso,estou com medo. — pronuncia-se com a voz trêmula.

 

— Está com medo de quê? — questiono.

 

— Os lobos e... — hesita por um instante. — O escuro. — completa num fio de voz.

 

— Por que tem tanto medo? — retruco novamente.

 

— Quando tinha 7 anos me perdi na floresta. — começou. — Era noite,não conseguia encontrar os meus pais,eu estava sozinha,sentei-me embaixo de uma árvore,encolhendo-me ali,no entanto,lobos apareceram cercando-me,eles  aproximavam-se de mim... devagar... eu pensei que seria devorada,eu chorava incessantemente até ao ponto de acabar perdendo a consciência de tanto medo. — continua com certo temor em seu tom. — Quando despertei estava fora do bosque deitava sob algumas folhas e ao meu lado havia uma rosa vermelha. — prosseguiu. — Não sei o que aconteceu quando perdi a consciência,mas de alguma forma eu sobrevivi,no entanto,para mim,até hoje é um mistério quem deixou aquela rosa ao meu lado. — Só sei que desde aquele dia passei a ser cativada pelas rosas. — um sorriso involuntário contornou os seus lábios.

 

Agora faz sentido o porquê da reação dela nesse momento e o motivo pelo qual o meu roseiral é tão atrativo para si.

Ela tem trauma com lobos e o escuro,além de possuir um forte sentimento com relação às rosas.

 

— Não podemos parar agora. — aviso. — Os lobos estão próximos.profiro indiferente. — Solte-me,não poderei continuar desse jeito. — ditei em um tom mais ríspido,de modo que S/N solta-me devagar,logo abaixando a cabeça.

 

— D-desculpe. — pronuncia-se envergonhada,sem me fitar-me diretamente.

 

— Tudo bem,só não volte a tocar-me. — alerto frivolamente.

 

— Está bem.assente cabisbaixa.

 

Continuamos o trajeto,após algum tempo caminhando,sem trocarmos uma palavra sequer até S/N se pronunciar.

 

—  J-Jungkook... — chama-me com a voz falha.

 

— O que quer agora? — Viro-me e vejo-a recuando em minha direção devagar,enquanto um lobo cinzento aproxima-se dela.Ao tombar em meu corpo,ela se assusta pelo contato repentino,ocasionando que ela movimente-se mais,ato que faz o lobo avançar em S/N.


Notas Finais


Beijos!!!😘😘😘
Até o próximo!!!👋💞
Desculpem os erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...