História The Hobbies - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Chefe Jim Hopper, Dustin Henderson, Eleven (Onze), Joyce Byers, Lucas Sinclair, Maxine "Max" Mayfield / "Madmax", Mike Wheeler, Personagens Originais
Tags Cadie, Fillie, Finn Wolfhard, Gaten Matarazzo, Jaeden Lieberher, Jilia, Lilia Buckingham, Millie Bobby Brown, Noah Schnapp, Sadie Sink, Wyatt Oleff
Visualizações 62
Palavras 1.146
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Realmente não sei com que cara eu vim aparecer aqui, sério gente, mil desculpas pela demora.

Tenham uma boa leitura.

Capítulo 3 - Sadie


Sadie



Quando me sento no sofá, e pego o controle para procurar algo pra assistir, o telefone toca. Reviro os olhos, e me levanto.

- Residência dos Sink. Quem fala? - pergunto com o telefone no ouvido.

- Ah, oi tio... A mamãe? Espera um segundo. 

- MÃÃÃE. - grito afastando o telefone do meu rosto.

- O que foi? - diz entrando na sala, e enxugando as mãos com um guardanapo, o que presumo que devia estar lavando a louça.

- Titio quer falar com a senhora. - digo apontando o telefone na sua direção.

Coloca o guardanapo no ombro, e pega o telefone da minha mão.

Me jogo no sofá, procuro algo pra assistir, e coloco em Keeping Up With the Kardashians. Fico assistindo os episódios por umas duas horas e meia, até eu cansar, e decidir andar de skate.

Aviso minha mãe, pego meu skate, e quando estava prestes a abrir a porta, alguém do outro lado a abre antes de mim, e a figura de Millie aparece na minha frente.

- Vai sair agora que eu apareci? - pergunta fazendo um biquinho, e rindo em seguida.

- É. Por que não vai comigo? - pergunto, mas faz uma careta engraçada e nega, fazendo eu rir.

- Qual é, Millie? Eu te ajudo. - respondo calmamente.

Franze o rosto, e desiste de persistir. 

Pego um outro skate meu, que não uso tanto, e empresto para ela. Vamos andando até um parque que é proximo a minha casa.

Vou em direção a rampa, já com o skate abaixo dos meus pés. Millie vai me seguindo, andando. Dou umas manobras, e alguns truques, enquanto ela fica me observando. Paro de andar, e vou na sua direção.

- Sua vez. - digo a puxando para rampa, mas ela se fixa no lugar, e não consigo movê-la.

- Nãooo - diz colocando as mãos no rosto.

- Vamos logo. - digo a puxando com mais força, e dessa vez consigo fazê-la sair do lugar.

Depois de conseguir fazer com que ela mantesse o equilíbrio no skate, tento deixa-la tomar o controle do objeto sozinha. Me viro pra procurar o banco que fica próximo a rampa, ao encontrar, vou na direção dele, mas antes de me sentar, escuto um grito.

- Meu deus, Mille, me viro por cinco segundos, e você já caiu? - pergunto a ajudando a levantar. 

- Ninguém mandou você me deixar sozinha. - diz passando a mão na coxa, na esperança de limpar o resquício de terra, e tentar passar a dor.

Reviro os olhos, e rio.

- Vai, dessa vez eu fico do seu lado, e te ajudo. - digo pegando meu skate, e o outro que estava jogado. 

Uns outros tombos, e várias gargalhadas minha, até que Mille não precisa mais da minha ajuda.

- Finalmente - suspiro ao vê-la conseguindo andar no objeto, sem levar seu corpo ao chão.

- Cansei! - diz depois de um tempo andando, e vem trazendo o skate entre os braços.

Nos sentamos no banco, e ficamos conversando sobre o que aconteceu no nosso dia ontem. Millie me conta que foi no parque com Noah, e conheceu umas pessoas novas. E falo que passei o dia maratonando uma série qualquer. 

- Wow, já é quatro pras seis. - digo ao ver o horário no meu celular.

- Nossa, a hora passou tão rápido. - Mille diz se levantando do banco.

- Melhor irmos. - digo me levantando também, e devolvendo meu celular pro bolso.

Voltamos pra casa andando. Ao chegar, nos jogamos no sofá, e descansamos um pouco. Fico com vontade de jogar, e pergunto se ela quer, apenas assente. Coloco Guitar Hero, e pego as guitarras. O jogo se inicia tocando It's My Life, do Bon Jovi, e logo já estamos vidradas na tv. Ficamos jogando por cerca de uma hora e meia, até minha mãe aparecer na sala.

- Meninas, o jantar já está pronto. E larguem essas guitarras, seus dedos já devem estar vermelhos. - e sai da sala.

- Já estamos indo, mãe. Só um minuto. - digo sem tirar os olhos da tv.

Nos jogamos de joelho no chão, pressionando as cordas, finalizando o solo de Sweet Child O' Mine.

Me levanto, olho pros meus dedos, e Mille também, e como mamãe falou, realmente nossos dedos estavam vermelhos do tanto que ficamos pressionando as cordas.

Ao terminamos de jantar, mamãe se levanta, vai na cozinha, e volta trazendo torta.

- Tia Stella, essa torta de chocolate com nozes, tá muito deliciosa. - Mille diz, de boca cheia, fazendo eu rir.

- Obrigado. - responde dando um pequeno sorriso.

- Ahm... mãe, o que o titio queria na hora que ele ligou? - pergunto, mexendo com a colher na sobremesa.

- Ahh, ele falou que conseguiu uma promoção no emprego, mas vai ter que se mudar pra cá. Ele ainda vai procurar algum apartamento pra ficar, e durante não ter encontrado nenhum, ele vai passar umas semanas aqui em casa.

- Ah, tá. E vem só ele? - pergunto olhando pra ela.

- Não, parece que seu primo mais velho também vem. - diz com o dedo no queixo, e olho pro nada, talvez estivesse tentando lembrar o que ele tinha falado.

- Hm.

Ficamos as três conversando sobre coisas aleatórias, até papai chegar.

- O trabalho hoje no escritório foi cansativo. - diz tirando o paletó e colocando no sofá. - Ah, oi Mille. - fala finalmente percebendo que Millie estava em casa.

- Oi, tio Sam. - responde dando um pequeno sorriso. - Tia, o jantar estava realmente incrível, mas agora eu preciso ir - se levanta, e da um abraço nela.

- Eu vou acompanhar ela até a casa dela, tá mãe? - pergunto, e ela assente.

Vou na direção da porta, e pego o skate que estava encostado na parede.

- Vamos. - falo abrindo a porta pra ela.

- Tchau, pessoal. - diz acenando antes de sair.

Mille vai andando, enquanto eu a acompanho andando devagar no skate. 

- Está entregue - digo ao estarmos em frente a casa.

- Tchau, abóbora. Obrigada por ter me acompanhado. - fala acenando.

Rio de um dos típicos apelidos, que ela acabou me dando com o tempo.

- Tchau, baixinha - me despeço, e ela mostra a língua.

Volto pra casa, e fico aliviada ao tomar um banho. Me jogo na cama, fecho os  olhos por alguns minutos, mas não consigo dormir. Procuro algum filme, até ver que já havia acabado de começar "Orgulho e preconceito", por ser um dos meus filmes favoritos, coloco nele.

Depois de algum tempo assistindo, começo a rir de uma de minhas cenas favoritas, no momento que o homem de peruca estranha, apresenta a família Beneth, e fica "Senhorita Beneth, Senhorita Beneth, Senhorita Beneth, Senhorita Beneth, Senhora Beneth...".

De repente me bate uma fome, então saio do quarto, desço as escadas rapidamente, e vou pra cozinha. Pego um salgadinho, volto pro quarto, e continuo assistindo o filme.

Um tempo depois, o filme acaba, e desligo a tv. Me embrulho, e antes de dormir me lembro da cena da "Senhorita Beneth", dou um pequeno sorriso, e fecho os olhos.




Notas Finais


Eu sei que parece que o capítulo tá bem irrelevante, mas tem uma parte que vai ser importante num capítulo.
Ah, e obrigada @BarbieGirl_ , pela ajudinha.


Se você ainda não leu nenhuma fanfic da @LadyAmetist, você ainda não é considerado um Fillie shipper, porque não ter lido nenhum dos hinos que ela escreveu, é difícil de acreditar.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/what-is-love--fillie-e-mileven-10992667 . Own, foi a "terceira" fanfic que eu li, e meu Deus, eu me apaixonei por ela tão rapidamente, do tão maravilhosa e extraordinária que ela é. É uma fanfic Fillie e Mileven, e logo avisando, impossível não chorar com nenhuma fanfic da Bia.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/stranger-text--nocat-short-fic-11289261 . Ohh, é uma short fic Nocat, um shipp que tem em "What is love?", então não leiam se não tiverem lido ela primeiro. Eu amo esse shipp demais, é MUITO fofinho♥

https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-guarda-costas-i-fillie-11446651 . Três rainhas escrevendo uma só fanfic: Bia, Rê, e Nessa, então já de pode ter uma ideia de como a fanfic é maravilhosa. Facob, KKKKK.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/back-to-1986--fillie-e-mileven-11606990 . Nessa fanfic você faz cada teoria louca, pra explicar o motivo que as coisas acontecem. Também é Fillie e Mileven, e você usa lencinhos enquanto lê ela, kkkkk. Quando as coisas comecam fazem sentido, você fica em choque.

https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-end--fillie-13019762 . Meu deus, essa fanfic caiu do céu, porque eu queria demais ler uma fic Fillie, que fosse nos tempos apocalípticos, e tivesse uma escrita boa. E o que acontece? Lady Ametist vai lá, e faz isso, e ainda coloca Imagine Dragons. Sério, confirmação de morte da pessoa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...