1. Spirit Fanfics >
  2. The Hood >
  3. Eu nunca tive nem um pai

História The Hood - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


E aí
Sentiram saudades?
Espero que gostem do cap

Capítulo 27 - Eu nunca tive nem um pai


Hyuna- O que faz aqui?

Irene- não seria mais educado dizer um obrigada antes do interrogatório?

Hyuna- Me desculpe, eu ainda tô tentando entender o que acabou de acontecer, obrigada Irene

Irene- O que você faz aqui a uma hora dessas?

Hyuna- Resolvendo algumas pendências com um amigo

Irene- Hum, é porque não tô vendo ninguém por aqui

Hyuna- Ele já foi embora

Irene- Eu vou te levar para casa, não é seguro andar por aí sozinha

Hyuna- Você não respondeu minha pergunta, o que você faz por aqui?

Irene- Eu só estava passando por aí, tenho mania de vigiar esse babaca

Hyuna- Entendi, sabe... Eu queria perguntar, qual a probabilidade de a Tzuyu se arrepender de algo?

Irene- A Tzuyu tem uma mente muito fraca, é fácil manipula-la, a não ser que ela descubra a verdade sobre essa pessoa, ela não se arrepende

Hyuna- Ah, valeu

Eu sempre tive a dúvida, será que a Tzuyu realmente se arrependeu? Porque é difícil confiar nela

Hyuna- Eu acho que o papel está invertido

Irene- Como Assim?

Hyuna- Eu sou a mais velha, então eu deveria cuidar de vocês, mas vocês que estão cuidando de mim

Irene- Sabe, eu tenho uma pergunta pra te fazer

Hyuna- Fala

Irene- Você realmente nós abandonou pra viver uma vida de princesa? Você não parece isso tudo que estão dizendo- conversávamos enquanto caminhavamos para minha casa

Hyuna- Não, eu jamais faria isso, eu nem sequer sabia que tinha irmãs, eu sempre quis Alguém pra me fazer companhia, mas meu pai nunca quis me dar uma irmã depois da morte da minha mãe. Eu sempre fui sozinha, nunca tive amigos nem uma vida normal, na verdade eu nunca tive nem um pai

Flashback On

10 anos antes

Hyuna- APPAAAAAA, eu tirei a nota máxima no trabalho de português

Tae- Hyuna eu não tenho tempo pra isso, não vê que eu estou trabalhando?

Hyuna- Tudo bem, eu já estava de saída

Tae- Não entre mais no meu escritório sem bater

Hyuna- Pode deixar que eu não vou mais entrar aqui!- disse batendo a porta

Fui para o meu quarto para chorar, o que eu mais fazia, era uma decepção atrás da outra

Kook- O que foi minha querida?

Hyuna- Nada tio eu estou bem

Kook- Você pode ter 13 anos, mas ainda mente muito bem, fala o que aconteceu?

Hyuna- É o meu pai, ele me trata como se fosse mais uma das empregadas dessa casa, eu já não tô aguentando mais!

Kook- O seu pai o que?! Ele tá ficando louco?- ele saiu correndo para o escritório do meu pai

Tae- Que merda é essa? Você tá ficando louco?

Kook- Não! Você que tá ficando! Ela é sua filha e você a trata como uma empregada, nem um parabéns você diz pra ela- disse bem alterado

Tae- Eu estou trabalhando caso não esteja vendo

Kook- ELA É SUA FILHA! OU VOCÊ COMEÇA A AGIR COMO PAI OU EU VOU TOMAR A GUARDA DA HYUNA!

Tae- Quer saber...

Lisa- Hyuna O que acha de irmos tomar um sorvete- disse me puxando da porta sem me deixar terminar de ouvir o que ele ia falar

Flashback Off

Hyuna- Eu nunca soube o que ele disse para o meu tio aquele dia

Irene- Vocês pareciam ter uma ótima relação

Hyuna- Ele só lembrou que tinha filha quando percebeu que já tinha a perdido a muito tempo

Irene- Imagino o que você deve ter sofrido, deve ser horrível ter um pai assim, mas porque ele te tratava tão mal?

Hyuna- Nem sempre foi assim, Quando minha mãe estava viva as coisas eram completamente diferente

Irene- Não fica assim, eu vou te fazer recuperar o tempo perdido- sorri

{Q.D.T}

3 dias se passaram e nada de E'dawh voltar a falar comigo, ele não respondia minhas mensagens nem atendia minhas ligações

Lisa- Princesa tem visita pra você

Hyuna- Quem?

Lisa- É melhor você ver com os seus próprios olhos

Hyuna- Pra que tanto mistério?- desço para sala e vejo E'dawh perto da porta- o que faz aqui?- pergunto surpresa

E'dawh- Eu... Meu pai quer ver você, ele está muito mal, os médicos não sabem quanto tempo ele tem ainda

Hyuna- Eu só vou me trocar e já venho- ele afirmou com a cabeça, me troquei rapidamente e fomos para o hospital

Mark- Você veio- sua voz estava fraca, quase não se ouvia

Hyuna- Sim, eu estou aqui, como o senhor está?

Mark- A beira da morte

Hyuna- Não diga isso, você vai ficar bem, você tem que pensar positivo

Mark- Uma pessoa sabe quando ela está pra morrer, e eu sei que em breve morrerei, por isso que te chamei aqui, tenho algo pra te contar, mas antes tenho alguns pedidos pra te fazer

Hyuna- Eu faço qualquer coisa por você

Mark- Quero que cuide desse cabeça de vento, não deixe ele se afundar, me promete que vai cuidar dele?

Hyuna- Eu prometo

Mark- E você tome conta dela, não deixe ela ficar com nem um arranhão, você promete?- ele virou o rosto- você promete?

E'dawh- Eu prometo- disse sem olhar nos olhos do pai

Mark- O que está acontecendo? Vocês estão estranhos

Hyuna- Não é nada senhor, só estamos um pouco estressados com o trabalho, mas está tudo bem

Mark- Bom então tá, se você diz, bom S/N eu tenho que te contar que sua mãe...-Nesse instante ele começou a tossir- Não... Consigo... Respirar

Hyuna- Senhor, senhor! E'dawh chama um médico!- ele demorou um tempo para processar a situação- ANDA!

E'dawh- Eu, eu já tô indo

Mark- Hyuna... Sua... Sua

Hyuna- Por favor, não fala nada, fica tranquilo, você vai ficar bem!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...