1. Spirit Fanfics >
  2. The House At The End Seoul - Imagine Kim Namjoon >
  3. The Beginning Of Everything.

História The House At The End Seoul - Imagine Kim Namjoon - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu sei, não posto o capítulo das outras fics, e já posto outra, peço perdão, nas infelizmente também irei demorar de postar essa fic.



Espero que gostem, eu tinha postado ela no outro perfil que foi banido, então não é plágio caso alguém tenho lido.

Beijos e boa leitura.

Capítulo 1 - The Beginning Of Everything.


Fanfic / Fanfiction The House At The End Seoul - Imagine Kim Namjoon - Capítulo 1 - The Beginning Of Everything.

Chapter One

The beginning of everything 







Significado de INÍCIO.

O princípio de alguma coisa, com expectativa de continuidade: Inauguração, estréia e fundação.

“O início da temporada.”





Coreia do Sul

Seoul

7:30, segunda-feira.



Estou na porta de casa esperando o Nam para irmos à escola, mas até agora nada. Ele sempre passa 7:20hrs porém hoje se atrasou, deve ter acontecido alguma coisa, justamente hoje que tem aula de história. O único dia que tenho prazer de acordar cedo para ir estudar e eu não posso faltar. Fora que é minha matéria preferida e essa unidade estamos dando como assunto "mitos e lendas históricas", o que mais gosto desta matéria.

Já se passaram dez minutos e nada do Namjoon chegar. Quer saber? Ele que me desculpe mas já estou indo, já esperei demais e não quero me atrasar mais do que esse tempo de espera.

— Aish, ele sabe que não gosto de atraso. - suspiro. — Namjoon, se prepare. Pois você vai levar uma surra pelo atraso. Ô se vai!

Coloquei meus fones de ouvido seguindo o caminho de minha escola enquanto apreciando minha música, mas não tão alta, gosto de poder escutar os carros, motos ou até mesmo passos se aproximando, gosto de ter atenção na rua, não quero ser atropelada por um carro, esmagada por um caminhão ou ônibus ou então, pisoteada por pessoas, quero viver, sou muito nova pra dizer adeus a esse mundo cruel.

Saindo de meus pensamentos, enquanto virava a esquina perto da escola, escutei uma voz me chamar duas vezes, tirei meus fones e me virei pra ver quem era, assim que me viro vejo uma girafa correndo em minha direção logo parando próximo a mim colocando sua mãos em seus joelhos descansando da corrida e levando um tapa bem no meio das costa fazendo ele rapidamente reclamar da dor e colocar sua mão esquerda no local – na verdade colocar perto, mesmo sendo braços longos, ele não conseguiu tocar no lugar certo – e fazendo uma careta.

— Ai! Pra quê esse tapa? - Namjoon reclamou.

— Pra' você aprender a não me deixar esperando em uma plena segunda-feira. E por que diabos você se atrasou, Kim Namjoon?

— Bom dia pra você também estressadinha. Peço desculpas, mas aconteceu um imprevisto lá em casa e não precisa me chamar pelo nome completo.

— E o que seria? - perguntei começando a andar e sendo seguida por ele que logo se pôs ao meu lado.

— Eu sem querer quebrei a fechadura da porta lá de casa. Satisfeita?

Eu simplesmente não aguentei e comecei a rir, o Nam sempre quebra tudo, tudo mesmo, mas seu jeito desleixado e atrapalhado é fofo.

— Ai meu Deus, Jonnie. - falei rindo.

— Para de rir e anda mais rápido, estamos atrasado. - falou envergonhado.

— Por sua culpa, mas tá bom.

Como dito, andamos mais rápido e chegamos na escola. Quando entramos no pátio não tinha mais ninguém, nem mesmo os que ficam matando aula.

— Se não queremos ser pegos pela inspetora por ter chegado atrasados e ir para diretoria, vamos ter que correr. - disse o girafão.

— Ô meu querido, e se ela nos pegar correndo no corredor? Iremos pra diretoria por chegar atrasados e por ter corrido.

— Se não nos arriscarmos, não chegaremos em três minutos na aula e ficaremos de fora do primeiro horário e na diretoria. - falou olhando seu relógio. — Vai querer isso?

— Tá tá, me convenceu, mas acho bom chegarmos a tempo.

Sem mais nem menos, o Nam pegou em minha mão e saiu correndo me puxando. Eu literalmente me sentir uma bola de futebol americano preste a ser arremessada.

— Assim que chegarmos em frente a porta totalmente ofegantes por ter corrido - bati na na mesma e o professor pediu para que entrássemos. Adentramos a sala de aula e logo o professor Seok nos olhou feio.

— Por que estão atrasados?

Assim que recuperei meu fôlego juntei palavras para nos desculpar.

— Desculpa professor, mas tivemos um pequeno imprevistos. Não vai se repetir. - logo, eu e o meu amigo nos reverenciamos mostrando nosso respeito pelo mais velho em nossa frente.

— Tudo bem, podem ir sentar, aproveitem e façam dupla para o trabalho que estarei passando no final da aula.

— Okay. - Namjoon respondeu.

Fomos em direção as carteiras que estavam vazias e nos sentamos organizando os materiais encima dela, começando a prestar atenção na aula.

— Alunos, alguém sabe me dizer o que é mito? O que significa? Sendo mais específico qual a sua definição?

Quando ouvimos essa pergunta, eu e o Jonnie nos olhamos, sabíamos que esta resposta estava na ponta de minha língua, mas antes mesmo de poder me levantar a mão um aluno o fez de imediato.

— Eu sei, professor.

— Pode falar. - Senhor Kim respondeu.

— Mito são narrativas utilizadas pelos povos gregos antigos para explicar fatos da realidade e fenômenos da natureza, as origens do mundo e do homem, que não eram compreendidos por eles. Os mitos se utilizam de muita simbologia, personagens sobrenaturais, deuses e heróis. Todos estes componentes são misturados a fatos reais, características humanas e pessoas que realmente existiram.

— Muito bem, está correto - falou se escorando em sua mesa ficando de frente pra sala cruzando seus braços. - Mas me diga, mitos e lendas são iguais ou diferentes?

— São iguais.

— Errou, errou feio, amigo. - disse baixinho.

— Alguém se opõe a resposta dada pelo colega?

Hora de brigar, S/n.

— Eu, professor. - levanto minha mão logo obtendo atenção do mesmo e a abaixando.

— Prossiga. Elas são diferente? Porquê?

— Porque uma lenda pode ser algo real, uma pessoa real que concretizou feitos fantásticos, como Pelé, Frank Sinatra, etc. Já o mito é algo ou um personagem criado, como Zeus, Hércules, Hidra de Lerna, Fênix, dentre outros.

Os alunos ficaram impressionados, já que não sou muito de debater em aula e por ter dando um resposta curta, mas que dá um entendimento completo sobre as diferenças.

—Está certa, e parabéns, sua resposta foi muito boa. - que alegria, o professor me deu parabéns, mano.

— Obrigada.

Namjoon passou seu braço por minha cintura a abraçando, sussurrando no meu ouvido.

— Essa é minha garota da história.

Rimos de seu comentário e voltamos a prestar atenção na aula, mas cá entre nós, meu Deus, me arrepiei todinha.

Após várias explicações debates o professor Seokjin finalizar sua maravilhosa aula.

— Então alunos, chegamos ao fim da nossa aula. Gostei muito da participação da maioria no debate, foi bastante divertido, e como disse no início da aula, irei passar um trabalho agora. Com sua respectivas duplas, vocês que precisar fazer uma trabalho escrito sobre um determinado tema.

— E qual seria esse tema? - pergunto.

— Já chego lá. - arrumou sua maleta e se pôs em frente a sua mesa. - O tema é, lendas históricas locais, ou seja, lendas que se passaram aqui pela cidade de Seul, e não se esqueçam. Lendas não é a mesma coisa de mitos.

— A data de entrega é para quando, professor Kim? - uma aluna perguntou.

— Darei uma prazo de um mês, pois quero algo complexo, bem detalhado. Com eu sempre digo… Quanto mais detalhado o trabalho… Mais alta a nota. - os alunos completam arrancando risadinhas de todos. — Bom trabalho. - Após isso saiu da sala.

Com esse intervalo de tempo que temos enquanto os professores mudam de sala resolvi conversar com o Namjoon.

— Nam. - o chamei.

— Oi, meu bebê.

— Vamos começar a fazer o trabalho hoje?

— Pode ser, vai ser mais rápido, só precisamos pegar da internet e pronto.

— Claro que não, Namjoon. Vamos pesquisar pelos livros, porque, assim, o restante do pessoal vai pegar pela internet, e é bem possível de haver plágio.

— Como você é sábia, garota.

Acabo rindo da sua forma de falar.

— Então... no intervalo, vamos pra biblioteca?

— Sempre vamos, S/n.

— Mas hoje iremos pra estudar.

Ele confirmou com a cabeça e pela minha tristeza a professora de inglês entrou na sala. Eu odeio a matéria, mas graças à Deus tenho o Jonnie como amigo que me ajuda a estudar e a passar pesca, ninguém aqui é santo.

Aula vai, aula vem, cochilos vai, cochilos vem, reclamações do Nam por eu dormir em aula vai, reclamações vem, e chega, pela glória da santidade, o intervalo.

— Vamos? - digo levantando.

Ele confirma e vamos de mão dadas, um costume nosso de andar assim, nada demais, só coisa de amigos que todo mundo acha que é namoro.

Já na biblioteca fico pensando por onde começar, e óbvio que devo começar pela seção de lendas locais.

— Nam, você vai por aquela seção que eu vou por essa, okay!?

— Ok.

E assim saímos a procura dos livros.

Tinhas vários livros, tipo, ‘Kim Maria, a garota desaparecida de Seul”, “Seul, a cidade do Félix.”

Veio vários desse tipo, mas nenhum despertou meu interesse, já estava por desistir daquela seção, quando vi um título em inglês, não em coreano. Nele estava escrito, “The house at the end of Seoul”, a tradução era “a casa do fim de Seoul”.

Li a sinopse, e a história dele se baseia em um fato real passada em Seul, na casa do bairro de Cheongdam ( 청담). Cara, essa casa de existir, porque esse bairro existe e é um dos mais ricos de Seul.

Fui até o Namjoon e o mostrei o livro.

— Bora fazer o trabalho baseado neste livro? - perguntei enquanto o mesmo lia a sinopse.

— Nossa! Esse livro é bem interessante, vamos fazer sobre ele. - confirmou minha pergunta.




Significado de FATO - 

Algo cuja a existência pode ser constatada de modo indiscutível; verdade.

"Não se dei conta de que isso é um fato."



Notas Finais


Espero que gostem, beijos e até a próxima que vai demorar um pouquinho.


Capa e banner feita pela talentosa: @orniyoon
Caso queiram fazer pedidos, no perfil dela terá link, para o formulário.


Beijinhos da tia, que não tem nada de tia, Lary.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...