História The House Of The Rising Sun (Yaoi) - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lgbt, Terror, Violencia, Yaoi
Visualizações 206
Palavras 2.204
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura gente... Mals a demora.

Capítulo 16 - O Poder do Chocolate.


Nós todos almoçamos juntos, Amanda e Louis conversaram muito em meio a isso, enquanto eu e John nos preocupamos em apenas comer tudo logo.

Depois do almoço eu resolvi vir aqui pra sala, John foi tomar banho e Amanda e Louis subiram lá pra cima.

Eu estava lendo um livro que era do meu pai, quando escutei passos na escada e isso me fez olhar pra trás, tirando minha atenção da leitura.

- George, pode ajudar nós dois a levar as bagagens do Louis pra casa aqui do lado? É onde ele vai morar... - Amanda pediu.

- Claro! Ajudo sim. - respondi já fechando o livro e me levantando do sofá.

Louis estava alguns passos atrás da Amanda, assim que ela abriu a porta principal da casa de John o Louis se aproximou de mim e me entregou duas malas.

Na hora de ele me entregar as malas, nossas mãos se tocaram e eu senti aquela vontade de judiar de sua pele. Não sei se é por ele parecer tão delicado e frágil que algo do instinto demoníaco deu sinais de vida, porque até agora eu nunca havia sentido vontade de machucar ninguém! Digo... Ninguém além dos assassinos que mato pra comer a alma...

- Vamos... - Louis sussurrou pra mim, indo em direção a saída da casa com outras malas em mãos, que ele buscou no segundo andar enquanto eu pensava nas minhas reações.

- Certo eu estou indo!  Então quer dizer que você vai ser nosso vizinho...- comentei algo óbvio enquanto o acompanhava até a casa que fica bem ao lado da casa de John, falei isso pra tentar me distrair e ignorar certas coisas.

-  Você está bem? Parece meio desconfortável toda vez que nós conversamos. - ele questionou, sem parar de andar.

Nós chegamos na frente de sua nova casa e ele parou de andar, e me olhou como se esperasse que eu responda.

Mas só por ele ter percebido eu já estou mais desconfortável.

- Eu estou com uma dorzinha de cabeça... Apenas - respondi, admirando o rosto a minha frente.

Louis sorriu e então abriu a porta de sua nova casa.

Assim que ele entrou eu entrei também, demos de cara com Amanda já organizando certas coisas.

A casa é bem pequena por dentro, tendo um quarto, um banheiro e uma cozinha.

- Obrigado pela ajuda George. - Amanda agradeceu assim que coloquei as malas no chão.

Observei Louis fazer o mesmo, e quando ele olhou pra mim de volta eu desviei o olhar.

- Louis desfaz essas malas de roupas no seu quarto.... E já vai dobrando elas dentro do guarda roupa. - Amanda falou para o irmão.

Ele assim fez, indo direto para quarto.

Amanda então chegou perto de mim e me cutucou para que eu olha-se para ela.

- Que foi? - perguntei.

- George... Você está fazendo aquela expressão de quando estava apaixonado pelo Akytosh! Só que olhando pro Louis... - ela falou, sorrindo de um jeito estranho.

- Eu não! Ta louca?? Sofri um puta trauma e falei que nunca mais ia ser idiota assim de novo! Além disso conheci seu irmão hoje!  - respondi, ela riu e deu tapinhas nas minhas costas.

- Acontece que... Você não manda no seu coração, e se apaixonar não é agir como um idiota... Se você se apaixona pela pessoa certa. - ela explicou, em meio a ums risinhos.

- Amanda! Ele é seu irmão... Esqueceu foi? - falei cruzando os braços, totalmente chocado com ela.

- Esqueci não, e te desejo sorte. - ela concluiu o diálogo, me entregando uma sacola com umas coisas embrulhadas.

- Como é??? Amanda! - ainda to surpreso.

- Leve isso pro Louis, são itens de caçador. - ela pediu, dando uma piscadinha logo em seguida como se tivessemos um plano.

Revirei os olhos e peguei a sacola, indo para o quarto logo em seguida.

Entrei e o encontrei dobrando roupas.

- Amanda pediu pra eu trazer isso, disse que são os itens de caçador.- expliquei, ainda pensando no que ela disse.

- Obrigado... Sua dor de cabeça melhorou um pouco? - ele agradeceu, e veio até mim para pegar a sacola.

Parado logo a minha frente, ele me encarou de modo que está esperando que eu responda... Eu sei, mas continuei apenas o observando.

- George? - ele chamou, me fazendo voltar a realidade.

- Minha cabeça ainda dói, infelizmente... Por eu estar com fome.- respondi, só percebendo depois que eu falei mais do que devia.

- Oh... Você precisa de uma alma? - ele fez uma nova pergunta.

- N-não necessariamente. - respondi novamente, olhando pro chão.

- Você gosta de comer pipoca com chocolate? Eu vou fazer hoje a noite pra assistir um filme, você pode vir. - Louis disse, me fazendo arregalar os olhos.

Um "encontro"???? Não! Ele só está sendo legal... Para de ser paranóico George.

- Sim! Eu venho... Eu gosto de chocolate em qualquer coisa. - respondi imediatamente.

- Eu passo na casa de John para te chamar. - ele disse.

Acenti com a cabeça umas 4 vezes.

Louis riu e voltou a dobrar as roupas, então eu sai de seu quarto e encontrei Amanda de novo.

- Louis me chamou pra ver um filme aqui, hoje a noite. - comentei.

- Isso é ótimo!! Vou continuar te enviando energias positivas... Só peço que não faça nenhuma besteira. - Amanda comemorou batendo as mãos.

E eu realmente não posso de jeito nenhum pisar na bola! Tenho que tentar ao máximo não parecer estranho ou perigoso... Não que eu queira causar boa impressão, isso não é um encontro!

______________________________________

Depois de ajudar Amanda e Louis eu voltei para a casa de John e fui tomar um banho, assim que sai do banheiro já fui me vestir por conta do frio desgraçado que tá fazendo.

Quando olhei o relógio vi que já são 8:00 horas da noite, resolvi então descer e ficar aqui sentado na sala.

- Por que está ai assim? Nunca te vejo muito por aqui... Você está sempre no seu quarto jogando videogame. - John apareceu na sala e fez essa pergunta.

Olhei para ele e lembrei que meu pai costumava dizer a mesma coisa...

- Eu vou ir na casa do irmão da Amanda ver um filme, por isso estou aqui... Esperando ele vir me chamar.- respondi.

- Ah... Certo... Cuidado pra não fazer nenhuma besteira em.... Eu e Amanda fizemos Louis acreditar que você é um bom rapaz e sabe controlar sua parte não humana. - John falou, se sentando em sua poltrona e passando a olhar algo no celular.

Sim, e eu posso controlar... Mas não posso negar certas vontades que surgiram do nada com a chegada de Louis... Imagina se a Amanda e o John percebem isso... Ai to ferrado mesmo.

- Sim John, eu sei... Não vou fazer nada de errado. - falei me sentindo meio ansioso.

No momento em que John parecia que ia falar mais alguma coisa... a campainha tocou.

Me levantei de onde estava sentado e fui em Passos rápidos até a porta, assim que a abri não me surpreendi ao ver quem estava parado em cima do tapete escrito "bem vindo".

- Oi, vamos? Já fiz a pipoca e o chocolate. - Louis disse com um sorriso pequeno no rosto.

- Certo...  John você avisa a Amanda que eu já fui? - pedi.

- Sim, eu aviso... Pode ir tranquilo.- John respondeu sem desviar a atenção de seu celular.

Após a confirmação eu sai e fechei a porta, então comecei a andar junto a Louis até sua nova casa.

- Então... Que filme vamos ver? - perguntei, pra quebrar o silêncio.

Louis pareceu pensar por um tempo, até que começou a me olhar antes de responder.

- Eu não decidi ainda, nós podemos escolher juntos. - disse ele.

- Beleza... Que filmes você gosta? - perguntei, animado.

- Gosto de filmes de terror... E você? - ele respondeu, já destrancando a porta de sua casa.

O observei abrir a porta e quando ele me deu passagem eu entrei.

Isso enquanto pensava em que tipo de filme eu gosto, porque até hoje eu nunca tinha parado pra pensar nisso.

- Eu realmente não tenho preferência, acho que assisto qualquer coisa... Na verdade nunca tinha parado pra pensar em qual tipo eu gosto mais. - respondi olhando para como a casa ficou depois de organizada.

Louis riu.

- Entendi, então... Você percebeu que não tenho sala né? Vamos ver o filme no meu quarto... Pode ir pra lá, vou pegar a comida e levar. - Louis disse indo até a mesa, onde notei uma tigela grande de pipoca e outra pouco menor de brigadeiro.

N-no quarto???

- Eu te ajudo a levar a comida... - falei indo para perto da mesa também e pegando a tigela de pipoca.

- Obrigado...- Louis agradeceu me encarando com um sorriso estranho no rosto.

Por que sinto que vai acontecer alguma coisa? A qualquer momento...

Nós dois andamos lado a lado até chegar no quarto de Louis.

O dono da casa colocou toda a comida em uma mesa ao lado de sua cama.

- Pode sentar ai, vou por na netflix. - ele avisou, apontando para a cama bem arrumada.

A TV de Louis fica de frente para a cama dele, então o observei ligar a mesma.

To meio hesitante sobre sentar na cama dele e etc, mas já que o próprio Louis que disse que é pra fazer isso...

Acabei sentando, do lado esquerdo da cama de casal.

- Por que você tem uma cama de casal ao invés de uma de solteiro? - perguntei, por pura curiosidade.

- Eu ganhei essa cama do John, estava no sótão dele, então ele me deu já que eu tinha dito que ainda não tinha comprado uma cama. - ele respondeu se virando pra mim e vindo até a cama, sentou do meu lado e colocou a tigela de pipoca entre nós dois.

Ele me entregou a outra tigela com chocolate.

Eu peguei a pipoca e comi sem usar o chocolate, e não percebi que ele estava me olhando comer só a pipoca.

- Faz assim... Fica mais gostoso. - ele disse, pegando uma pipoca e molhando no chocolate pra logo depois comer.

Me senti meio hipnotizado com a cena de modo que fiquei apenas o observando em completo silêncio, com a boca entreaberta.

Quando ele olhou pra mim, eu desviei o olhar e o imitei pegando uma pipoca e molhando no chocolate pra comer em seguida.

O que me surpreendeu, realmente é muito bom... O gosto.

- Gostou? - Louis perguntou, começando a olhar o catálogo da netflix.

- S-sim... - respondi, voltando a olha-lo.. De modo que ele não perceba.

Digamos que passou ums minitos com Louis olhando para a Tv, até que finalmente achou o que estava procurando.

- Você já assistiu esse? - ele questinou.

O filme ao qual ele se refere é IT: A coisa , eu já tinha ouvido falar... Mas nunca assisti.

- Nunca vi esse ai. - falei após comer mais pipoca com chocolate.

- Então vamos ver esse já que você nunca assistiu. - Decidiu ele.

Dando início ao tal filme, eu tomei um susto com a morte de um garotinho que foi puxado por um palhaço, o que fez Louis começar a rir de mim.

- Qual a graça? Esse palhaço é mó feio.... Credo. - argumentei cruzando os braços, ainda com os olhos arregalados.

Louis deu um berro ao se engasgar com a pipoca e continuar rindo desesperadamente.

- Você é mesmo metade Demônio? Porque realmente não parece... Haha -

Louis disse, ainda rindo como se tivesse sido muito engraçado.

Voltamos a prestar atenção no filme, quer dizer... O Louis voltou a prestar atenção.... Já eu fiquei focado em comer mais pipoca, pra evitar de levar outro susto.

Só que sem querer derrubei um pouco de chocolate na minha blusa, o que fez soltar um suspiro e conseqüentemente ter Louis me encarando.

Ele pausou o filme.

- Quer uma camisa emprestada? - o ruivo perguntou.

Que droga...

- Não tudo bem... Desculpe o desperdício... - falei olhando o chocolate na minha roupa.

- Tudo bem... Não vou deixar ser desperdício... - ele disse, se aproximando mais de mim e me deixando confuso com o que acabou de dizer.

Isso até eu o ver se apoiar em cima das minhas pernas e começar a lamber o chocolate que caiu na minha blusa branca, me deixando surpreso e chocado.

Meu Deus.... Porque ele ta fazendo isso??? Me parece tão... Erótico.

Mas é muito errado!!! O que eu to pensando???

- E-Ei... T-tudo bem... Deixa que eu lim..- eu ia dizer pra ele parar.

Mas ele me encarou de um jeito, que me fez hesitar em continuar falando...

- George... Mas ainda está sujo... Olha pra sua mão. - ele sussurrou, segurando meu pulso e melando o meu dedo na tigela de chocolate, pra começar a chupa-lo logo em seguida.

Eu não consegui me conter e logo eu não conseguia prestar atenção em mais nada além do movimento que a língua dele ta fazendo no meu indicador da mão direita.

- E-ei... Não f-faz isso... - pedi, mas soou mais como uma súplica.

Louis parou o que fazia e me olhou enquanto mordia o próprio lábio.

- Vamos direto ao ponto... - ele disse se sentando no meu colo e rebolando de leve em cima da minha ereção.

- Hmmm... P-ponto? - perguntei, sentindo o atrito me fazer respirar de modo lento e contido.

- Sim... Eu percebi o jeito que olha pra mim, então presumo que você queira isso.. E tu tem sorte de eu estar afim também. - ele explicou, colocando as mãos sobre os meus ombros e rebolando de novo.

Mandei o meu juízo pra longe.


Notas Finais


Até o próximo meus amores ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...