História The Humanimals - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Animais, Anime, Aventura, Comedia, Ecchi, Ficção, Historia Original, Luta, Magia, Shonen, Shoujo, Violencia
Visualizações 4
Palavras 717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Ficção, Luta, Magia, Shoujo (Romântico), Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Konnichiwa! Não sei ao certo se ficou muito curto mas vou tentar escrever mais coisa no próximo capítulo.

Capítulo 1 - O Começo


Fanfic / Fanfiction The Humanimals - Capítulo 1 - O Começo

  ~Narração on

  Há muito tempo atrás, o mundo era dividido entre Animais e Humanos. Um dia o fruto do amor de um Animal e de um Humano gerou a criação do primeiro Humanimal, um Humano com a capacidade de se transformar em um devido tipo de Animal. Com o surgimento do primeiro da espécie, mais Humanimais foram surgindo na Terra. Ambas as espécies viviam em harmonia. Mas, como todo Humano possui seu lado ambicioso, eles resolveram romper o tratado de paz e declarar guerra. Muitos Humanimais morreram nesse conflito, deixando apenas metade deles vivos. Os Humanimais restantes foram forçados a se isolar em pequenas ilhas espalhadas por todo o Oceano, no total, seis.                     Uma das ilhas principais da nossa história é Keahi, onde o nosso protagonista se encontra, mas... o que será que ele está fazendo?

~Narração off

  Altos roncos evacuam pela casa, Woofa está tirando um cochilo. Moke seu irmão mais velho o acorda calmamente...       

  -Acorda logo Woofa!!!!!- grita em seu ouvido fazendo seu irmão pular da cama de susto enquanto cai na gargalhada

  -Ah, qual é Moke!? Não ri de mim idiota!! Eu sei me virar sosinho, não sou mais um bebê!- resmunga

  -Haha, eu sei! Bom, deixando as brincadeiras de lado, eu preciso ir, meu turno de vigia começa de manhã hoje- fala calçando suas botas

  -Entendi, bom trabalho irmão!

  Caminhando pela varanda da casa tropeça em uma foto. A foto não era nova, mas também não tinha aspecto de velha. Era uma foto de família, o que fez o jovem ruivo se lembrar da guerra contra os Humanos de Nove anos atrás, a qual perdeu seus pais. De repende lhe vieram a cabeça vários mals pressentimentos. E se nós formos realmente extintos? O que os Humanos farão conosco? Será que vamos conseguir sobreviver? Por que os Humanos estão agindo desse jeito? O que eles querem de nós? O medo e a preocupação tomam conta da sua mente. Nesse exato momento alguém bate na porta:

  -Voltei Woofa- fala Moke tirando os sapatos- como foi o seu dia?

  -Bom, não teve muita coisa interessante, fiquei em casa o dia inteiro, o jantar está pronto.

  -Vamos comer!

  Woofa fica frustado sem querer tocar na comida por conta dos pensamentos que teve a pouco tempo.

  -Woofa, você está bem? Não encostou no prato até agora, o que aconteceu?- coloca a mão sobre sua cabeça

  -Não encoste em mim!!!- dá um tapa na mão de Moke- Aqueles Humanos malditos levaram nossos pais e metade das pessoas que amavamos e é isso que vamos fazer?! Ficar parados esperando uma desgraça acontecer!?

  -Woofa, me escute... eu sei que eles levaram metade da nossa espécie, mas isso...

  -Eu não aguento mais os Humanos nos fazerem de brinquedinho! Nós temos que impedi-los antes que seja tarde! Eles podem cometer mais uma atrocidade igual a de nove anos atrás!! Não podemos ficar parados Moke, precisamos agir rápido e lutar contra eles!-fala entre lágrimas- Eu não quero... que eles levem as pessoas que eu amo. Temos que ser fortes e encarar o inimigo!

  -Tá mas... como você pretende impedi-los?

  -Nós apenas precisamos juntar aliados, cada um de um tipo de energia diferente, precisaremos de um barco, sairemos amanhã de manhã, precisamos agir o mais rápido possivel.

  -Ou ou, espera aí maninho, como é que vamos conseguir um barco de noite pro dia?

  -Não precisa ser um navio, podemos começar com algo menor como um barco a vela, apenas precisamos ser rápidos e acabar com os Humanos de uma vez por todas. E então, vc tá comigo ou não?- diz estendendo a mão

  - Hunf, idiota, você sabe que eu sempre estarei contigo, afinal, somos irmãos não?!- diz apertando a mão do ruivo

  - Então tudo certo!- pega seu mapa e traça as possíveis rotas para velejar.

  No dia seguinte de manhã, Moke abastece o barco com frutas e água enquanto Woofa prepara as cordas e pega a bússola. Com tudo pronto os Irmãos  se despedem dos habitantes da Ilha. Woofa empurra o barco para o mar e logo em seguida pula pra dentro do barco, iça as velas e pega no remo como se fosse um sonho se tornando realidade, com a brisa do mar batendo em seu peito. O que os dois não esperavam era que uma grande aventura estava prestes a começar.
 

  

 

  

  

                                       

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, já estou escrevendo o próximo capítulo :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...