1. Spirit Fanfics >
  2. The Hunters - VHope >
  3. Minha presa esta noite

História The Hunters - VHope - Capítulo 2


Escrita por: Keeun_07

Notas do Autor


desculpem pelos erros ortográficos que posso ter deixado escapar...


BOA LEITURA!

Capítulo 2 - Minha presa esta noite


Fanfic / Fanfiction The Hunters - VHope - Capítulo 2 - Minha presa esta noite

 

 

 

    O de cabelos acastanhados estava sentado no bar. Haviam lá muitas outras pessoas, mas o local ainda não estava lotado.


    O ambiente meio clássico era aconchegante, Taehyung adorava ir para lá algumas noites, normalmente sexta-feira, para beber um pouco ou conhecer alguém, que normalmente, nunca levava para casa por ser perigoso.


    Enquanto procurava algum homem interessante, algo acaba por lhe chamar a atenção: “G.T transferiu todas as suas presas para um laboratório em Seul, que será agora a nova residência da organização de Hunters. Durante o caminho, alguns dos que têm a dádiva tentaram fugir, mas foram logo caçados de volta para a que é chamada de Given-Taken.”


 — você está muito atento à televisão. — uma voz no banco atrás de si diz, com um ligeiro sarcasmo.


 — desculpe? — o Kim vira-se, dando de caras com um homem, um pouco mais velho do que si, com os cabelos curtos, ruivos, mas escuros, e os olhos castanhos. Por algum acaso, o achou muito bonito. O cara realmente lhe tinha chamado a atenção.


 — estava brincando com você. — diz, rindo e pegando sua bebida. — Me chamo Jung Hoseok.


 — Kim Taehyung. — se apresenta também.


 — posso te pagar uma? — o outro pergunta, referindo-se à bebida.


 — claro. É um convite difícil de recusar. — sorri de volta, observando detalhadamente o rosto ao seu lado. Depois do ruivo ter pedido ao barman um whisky para o mais novo, volta a virar-se para o mesmo, lhe dando toda a atenção.


 — te interessa? — pergunta, confundindo o moreno. — Presas e Hunters?


 — bom, acho que interessa a todo o mundo, é algo que nos rodeia. — responde, sendo cauteloso com as palavras. Já tinha tido conversas assim com várias pessoas, então sabia o que dizer para não se enterrar na própria cova.


 — boa resposta. — diz, erguendo uma sobrancelha enquanto esboçava um sorriso de lado e tragava de sua bebida.


 — e você? Te interessa? — pergunta, curioso. Queria muito que o homem à sua frente lhe dissesse que era a favor das Presas.


 — acho complicado. — e volta a beber mais um pouco, desta vez junto de Taehyung.


 — boa resposta. — repete o moreno, fazendo o outro rir suavemente e depois abaixando o tom de voz. — Ainda vou achar que você é um caçador…


 — e se eu fosse? — pergunta, aproximando-se do Kim. — Você seria minha presa?


 — teria de me pegar primeiro… — responde, se levantando e dirigindo-se até ao estacionamento. Passava pelo local, sabendo que o “caçador” viria atrás dele, e encosta-se a um dos carros. E, claro, o ruivo de antes chega ao local e logo vê Taehyung, sorrindo maliciosamente enquanto ia até ele. Assim que ficou à sua frente, colocou as mãos na sua cintura e aproximou os rostos, sussurrando de forma rouca em seu ouvido:


 — te peguei. — e sem esperar mais nada, junta os lábios. Quando o mais novo queria mais contacto, ele se afastou ligeiramente, sorrindo de canto e depois voltando a unir os lábios, mas desta vez, inclinando um pouco a cabeça e abrindo a boca de forma subtil.


    Devagarinho, vão perdendo a vergonha e começam envolver as línguas, em uma perfeita sincronia, aumentando o ritmo do beijo cada vez mais rápido. Enquanto isso, as mãos passeavam pelo corpo um do outro.


    O Kim, que antes tinha as mãos uma na bochecha e outra à volta do pescoço de Hoseok, agora puxava os cabelos do outro, com força quando o sentia morder-lhe o lábio inferior, e passava a perna à volta de sua cintura, impedindo-o de se afastar.


    As mãos do mais alto viajavam da cintura fina para as coxas fartas, apertando com força enquanto juntava mais os corpos. Estava bom demais.


    E tudo o que é bom dura pouco.


    Assim que se afastam para apanhar um pouco de ar, chega uma mulher que, ao vê-los ali, fica um pouco constrangida mas mesmo assim aproxima-se dos dois.


 — importam-se de… não se comerem no meu carro? — pergunta, apontando para a porta que dava lugar ao assento do condutor e que, no caso, seria ela a fazer esse papel. Os dois garotos se entreolham e depois contém o riso, afastando-se da mulher e pedindo desculpas.


 — vamos sair daqui? Eu te levo para o meu apartamento… — Hoseok propõe, dirigindo-se até ao seu carro. Taehyung ainda pensa um pouco, mas infelizmente, já estava apanhado. E inebriado também, o gosto do ruivo era demasiado bom para se deixar escapar. Ele poderia senti-lo a noite toda, e era o que faria.


 — vamos. — diz, entrando no lugar do passageiro e esperando o Jung dar partida no carro.


    O caminho foi feito em um silêncio um pouco desconfortável, ou melhor, em uma tensão bastante sexual. Os dois pensavam no que iriam fazer. Tinham criado altas expectativas, isso era certo.


    Tanto que, assim que chegaram ao prédio, subiram o elevador e entraram no apartamento, que não era pequeno, por sinal, a primeira coisa que o Jung fez quando fechou a porta, foi encurralar Taehyung contra a mesma, não perdendo mais tempo nenhum em juntar os lábios e iniciar um beijo molhado e luxúrioso mais uma vez.


    O moreno descia as mãos pelo peito de Hoseok, baixando até ao cós da calça e depois puxando a bainha da camisa, adentrando com as mãos para dentro e sentindo a pele macia do mais velho nas suas palmas. E não demora muito a arranhar essa pele quando o ruivo desce os beijos pelo seu pescoço, começando a lamber e chupar essa pele.


    Devagarinho, foram andando até ao quarto do mais alto, sendo que paravam em quase todas as paredes para se beijarem mais uma vez, para se agarrarem, arranharem e tirarem as camisas que vestiam.


    Quando chegaram ao quarto, já estavam apenas de calças, tendo os pescoços avermelhados e meio molhados, quentes.


    O Kim se ajoelha na frente do ruivo assim que eles chegam à cama. A calça do mais velho foi retirada, assim como a cueca, revelando o falo grande e grosso na frente do melhor, que saliva.


 — me mostra como você chupa, hum? — agarra os cabelos do mais novo, puxando com força e fazendo-o soltar um gemido baixo. — E me faça implorar por mais…


 — isso com certeza você vai ficar… — com um sorriso malicioso, o mais novo diz, depois começando a chupar apenas a cabecinha de Hoseok, que só por aquilo, já delirava. O moreno fica assim durante algum tempo, se divertindo com os gemidos roucos e arrastados que o outro soltava, mas depois decidiu que iria fazê-lo enlouquecer ainda mais.


    Começou a chupar todo o pau do mais alto, de forma lenta e molhada, vezes ou outra aumentando a velocidade, apenas para torturar Jung, que apenas conseguia puxar os cabelos acastanhados do outro, arfar e gemer.


    Não demorou muito para Taehyung decidir aumentar a velocidade do vai-e-vem, fazendo o ruivo gemer mais alto, e passado pouco tempo, gozar na boquinha do mais novo. Talvez aquele tivesse sido o melhor boquete que já tinha recebido… Depois, ele pega no Kim com brutalidade e o atira para cima da cama, ficando por cima dele e começando a maltratar novamente a pele sensível de seu pescoço.


 — hm… caçador… — geme quando sente Hoseok descer a língua pelo seu peitoral e chegar aos mamilos, lambendo ali também.


 — você gosta assim? Ou prefere quando eu… mordo? — mais um gemido escapa dos lábios rosados do mais baixo assim que este sente uma mordida leve em seu outro mamilo.


    Não demora muito para também este ter a calça retirada, ficando só de cueca. O “caçador” fá-lo flectir as pernas, molhando e mordendo também o interior das suas coxas para depois retirar a cueca alheia.


    Quando vê o falo do mais novo, não demora para começar a masturbá-lo lentamente, fazendo o moreno gemer baixinho pelo toque e arquear as costas.


 — você gosta? — pergunta, safado.


 — uh-hum… — com um pouco de dificuldades, responde.


 — sabe do que vai gostar ainda mais? — pergunta, começando a masturbá-lo mais rapidamente e o fazendo gemer ainda mais.


 — o-o que? — pergunta, se controlando para não gemer muito alto.


 — quando eu tiver meu pau enterrado em você, te estocando forte e fundo. É assim que você gosta? Ou prefere quando eu vou devagar e de forma tortuosa para punir você? — pergunta, obtendo como resposta um gemido manhoso do moreno e rindo ligeiramente depois.


    Ele para de masturbar a sua “presa” e se posiciona bem entre as suas pernas, adentrando com um dedo dentro da sua entradinha apertada e começando a estocar devagarinho.


 — ah… — resmunga um pouco, por não estar muito habituado a essas coisas. Já tinha tido sexo algumas vezes, mas não muitas e normalmente com outras presas, o que era muito raro de se encontrar.


    Pouco depois, ele entra com outro dedo, começando a fazer movimento de tesourinha para que, após o ato, pudesse entrar nele com mais facilidade. O Kim agora gemia alto, um pouco incomodado, mas depois foi se habituando e começando a gostar mais da sensação.


 — posso ir? — o ruivo pergunta, agora mais atencioso ao mais novo, que assente com a cabeça.


    Então, com uma mão, Hoseok pega em seu pau e começa a inserir lentamente dentro de Taehyung. No entanto, quando estava quase chegando a metade, ele ouve o moreno pronunciar, com muita dificuldade:


 — deixa de frescura e m-mete logo tudo. — fala, talvez se arrependendo no mesmo instante, quando sentiu uma lágrima sair do canto do seu olho.


 — você que pediu… — sussurra o caçador, se aproximando do seu ouvido apenas para poder dizer aquilo.


 — idiota… — xinga o mais novo.


 — você fica nervosinho quando eu entro dentro de você… e isso é apenas mais excitante. — diz, saindo de dentro do menor devagarinho.


 — e-espera… — ele pede, mais isso não faz com que o caçador pare o que estava fazendo. Ele volta a entrar dentro de si de forma lenta, e depois sai de novo, e volta a entrar. Repete isso várias vezes enquanto ouvia o Kim gemer de prazer e dor ao mesmo tempo.


 — você é tão… apertadinho… — confessa o mais velho, enquanto estocava Taehyung devagarinho, de uma forma a que ele gostasse também…


 — mais rápido… hm… — geme, logo sendo obedecido pelo ruivo, que acelera a velocidade das estocadas enquanto apoiava as mãos na cintura do mais novo, que já estava delirando. Agora, os seus gemidos eram manhosos, ele mantinha o ante-braço tapando os olhos e parte do rubor e a outra mão segurando com força os lençóis.


 — que… apertadinho… — profere Hoseok, com dificuldade devido aos rápidos movimentos que realizava. Estava quase, quase chegando ao ápice. Sentia o interior quente e apertado de sua “presa” e isso fazia-o ficar cada vez mais quente, cada vez mais pronto para se desfazer dentro do moreno.


    Percebendo que o mesmo também não estava muito longe de gozar, começa a masturbá-lo na mesma velocidade que as estocadas, fazendo-o quase perder o controle de si e arquear as costas, cravando as unhas no lençol em uma tentativa de descontar o prazer que sentia naquele momento. Era indiscritível.


    Sentia o seu interior sendo preenchido pelo mais velho, enquanto o seu pau era envolvido em uma onda de prazer veloz. A sensação era incomparável. Tanto que, pouco depois, se desfaz junto do ruivo que tinha ganho a alcunha de “caçador”.


 — ah… — gemem, para logo depois se separarem e Taehyung se deitar na cama, cansado.


 — talvez o melhor sexo que já tive… — confessa, confundindo-se com o riso de Hoseok a seu lado, que se senta com as costas encostadas na cabeceira da cama, descontraído.


 — então você acha que o sexo acaba sem você sentando gostoso em cima de mim?…

 

 

 

 

CONTINUA...

 

 

 

 


Notas Finais


Podem comentar o que quiserem! Fiquem à vontade para imaginar o que poderá acontecer, para dar a vossa opinião e especular sobre o próximo capítulo!


chuu ~<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...