1. Spirit Fanfics >
  2. The impossible - ABO >
  3. Um amor de tempos

História The impossible - ABO - Capítulo 3


Escrita por: e kiyus


Capítulo 3 - Um amor de tempos


Fanfic / Fanfiction The impossible - ABO - Capítulo 3 - Um amor de tempos

Voltei para casa já de noite, esse trabalho demorou, estava inquieto me arrependendo de cada momento e de cada coisa que fiz com Namjoon, aquilo foi tanta idiotice. Me jogo em minha cama afundando meu rosto no travesseiro e gritando me debatendo sobre a cama.

— DROGA!!

Eu paro e viro minha cabeça olhando para a janela que iluminava meu quarto.

— Onde estou com a cabeça?

Apenas me lembro disso, após isso, eu adormeci.

. . .

No dia seguinte somente Yoongi me esperava, normalmente é ele e Jimin, todo dia, mas hoje esta somente ele. Me aproximo e fico frente ao mesmo.

— Onde esta Jimin? — Perguntei olhando para todos os lados tentando achar o ômega.

— Não esta com você?

— Não, achei que estava com você.

— Ai meu Deus, onde que esse ômega foi parar? — Disse passando a mão no rosto.

— Ele te mandou mensagem? — Peguei meu celular olhando para o aplicativo de mensagens.

— Não, a única mensagem que ele me mandou foi ontem quando eu estava me arrumando para dormir.

— Será que chegou mais cedo? Quer o procurar?

— Quero.

Caminhamos pela escola, fomos em nossa sala, na sala de Jimin, biblioteca, jardim, todo térreo e primeiro andar. Estávamos subindo as escadas quando sinto um leve cheiro semelhantes a de framboesas, era sem dúvidas o cheiro de Jimin.

Andei sem dar uma palavra de onde estava indo, apenas ignorando tudo ao meu redor. Chegamos no banheiro de alfas masculinos do segundo andar, olho para Yoongi esperando que ele fizesse algo.

— É, ele sumiu mesmo.

— Sumiu seu rabo, esta ficando ruim de faro? Eu sinto o cheiro dele vindo desse banheiro. — Apontei para o local. — Jimin não entraria em um banheiro de alfas por conta própria.

— Eh, calma nervosinho, vamos entrar então pra ver se ele esta lá.

Apenas ignoro a fala de Yoongi entrando na frente. Não havia ninguém, mas ainda sim, eu sentia o cheiro de Jimin que agora se misturou com outro cheiro que não consigo distinguir.

— Jimin, esta com alguém. — Sussurrou. — Achei. — Foi até uma porta. — Vamos ver quem esta com o Jimin.

— Vai logo, já estou ficando agoniado de pensar que ele esta com um alfa.

Logo Yoongi arromba a porta que estava trancada, assim que a porta abriu vejo Jimin com um alfa, era Jungkook, olho para Yoongi que estava com suas mãos fechadas em punhos.

— O QUE ESTA ACONTECENDO AQUI?!?

— De novo não.

Eu sinto um certo nível de ódio percorrendo meu corpo, empurro Yoongi de leve somente para o garoto sair da frente da porta e puxo Jimin para fora do banheiro.

— Fica!

Meus olhos estavam aparentemente amarelos, não queria falar assim com ele mas é o único jeito de ele permanecer ali. Volto para o banheiro e Yoongi já segurava Jungkook contra a parede.

— Qual que é o seu problema?! Da última vez eu falei pra você ficar longe dele!!

— Eu sei o que falou. E eu vou falar em alto e bom som, eu não vou ficar longe do Jimin, nunca, pode me bater o quanto quiser, pode fazer o que quiser comigo, mas longe dele eu não fico.

Eu observava tudo da entrada escorado na parede com os braços cruzados, quando Yoongi soca o rosto do alfa.

— Então você vai aprender de vez, que é pra ficar longe dele!!

— Por que tem tanto medo? — Fez uma pausa. — Tão inseguro, teve uma namoradinha e ela te deixou não foi? — Riu.

— Isso não te interessa. — O menor logo joga Jungkook para outra parede do banheiro e começa a distribuir vários socos no mesmo.

Eu solto um suspiro com tal cena, me aproximo de Yoongi e o pego o colocando em cima de meu ombro.

— Foi mal, mas olha, tente se manter longe de Jimin, dá próxima vez não ajudo.

Jungkook concorda com a cabeça e eu saio do banheiro com Yoongi em meu ombro, Jimin nos esperava do lado de fora do banheiro onde mandei ele ficar.

— Por que Yoongi esta em seu ombro?

— Estava batendo no Jungkook. — Disse simplista.

Coloquei o moreno no chão que cruzou os braços emburrado.

— Por que você não deixou eu arrebentar ele?

— Yoongi, você ia trazer problemas pra nós.

— Foda-se, se ele tivesse me escutado isso não teria acontecido. — Bufou.

— Jimin, por que esta com ele ainda? — Ignorei o garoto ao meu lado.

— P-Porque eu gosto dele. — Corou.

Eu arregalo meus olhos e olho para Yoongi.

— É melhor eu não falar nada, prefiro que você fale Jin.

Suspiro voltando minha atenção a Jimin.

— Tem certeza do que sente? Você o conhece a tipo, um dia.

— Eu sei Jin, mas ele é diferente de todos que eu conheci, ele é gentil, fofo e engraçado, eu realmente gosto dele.

— Jimin. — Me aproximei do garoto segurando seus ombros com minhas duas mãos. — A escolha é sua, mas, Jungkook não parece ser alguém muito... Gentil como você disse.

— Comigo ele é.

Suspiro novamente e solto o garoto.

— Se acha que isso é o certo para você. — Dei de ombros. — Não posso fazer nada, afinal, a vida é sua, apenas fique bem meu bebê. — O abracei.

— Esta bem omma. — Riu.

Solto o pequeno e olho para Yoongi que ainda mantinha a cara fechada.

— Vai ficar assim mesmo?

Bufou. — Posso fazer nada, o sentimento é seu não meu, mas... Tome cuidado Jimin.

— Bom menino. — Dou tapinhas em sua cabeça logo bagunçando seus cabelos.

— Tá, vamos logo sair daqui.

— Jimin? — Olhamos para trás e vemos Jungkook já sem machucados.

— Jungkook?

Ele vai até Jimin, vejo Yoongi fechar brevemente seu punho. Jungkook fica de frente para Jimin e coloca uma mecha do cabelo do mesmo atrás de sua orelha.

— Desculpe se arrumei algum problema pra você.

— Não, fique tranquilo, você não arrumou problema nenhum, agora eu preciso ir, fique bem. — Dá um beijo no rosto do alfa e começa a caminhar.

— Estou de olho em você. — Sussurrei em seu ouvido logo me afastando junto com os meninos.

. . .

— Você fez o que!!?

— Namjoon, você não odiava ele?

— Ai gente, foi só um beijo de nada, precisa ficar assim não.

— Só um beijo, só um beijo. — Riu. — Namjoon você é louco.

— Foi só um beijo e eu não sou louco.

— É claramente louco, Taehyung esta certo, e ainda te chamou para ajudar ele no cio, tem noção de que ficará na casa dele por 3 dias sem vim para a escola?

— Por isso que eu aceitei.

— Namjoon, Jin é um alfa lúpus, se ele ver um ômega vai dar muita merda.

—E?

— Namjoon você é muito lerdo!! Se esse cio começar aqui na escola você vai se lascar.

— É mesmo, eu estou lembrando aqui, o Jin tem um amigo ômega.

— Não só o Jimin, tem muitos ômegas por ai. — Sentou-se em cima de uma mesa. — Eu sou um ômega, Namjoon, eu sou um ômega, então acho melhor controlar esse seu amigo.

— Calma vocês dois, eu vou dar um jeito.

— Bom mesmo. — Colocou um pirulito na boca.

— E então, você não explicou, o que vai fazer? Sabe, pra passar o cio dele.

— Ele vai passar o cio dopado.

— Fala sério!! — Proferiu o Kim mais novo. — É o primeiro cio dele Namjoon, larga de ser trouxa. — Jogou o pirulito no garoto.

— Esta doido Taehyung?!! Só porque eu beijei ele, não quer dizer que eu tenho que transar com ele.

— Tem, obrigação. — Pegou outro pirulito de seu bolso. — Sabe, se ele te pediu naquele momento que vocês estavam, significa que ele quer algo melhor que ficar dopado.

— Você só fala bobagens, Tae.

— Aish, como sou mal compreendido aqui, tchau para vocês. — Saiu da sala.

Taehyung On

Caminhei pelo corredor, ômegas aqui, alfas ali, betas, betas e betas, os mesmos rostos de sempre.

Vou caminhando frente as salas dos alunos do 2° ano, quando vejo cabelos negros, me aproximo do garoto e fico a sua frente. Era Yoongi.

— Yoonie, quanto tempo. — Dei lhe um sorriso.

— Tae? — Deu um sorriso.

— Euzinho. — Abri meus braços esperando um abraço do garoto.

Ele me abraça forte e logo olha.

— Quanto tempo.

— Não nos vemos a... — Olhei para o teto pensando. — 3 anos?

— É, mais ou mesmo isso. — Dá um sorriso gengival.

— Você não cresceu. — Falei decepcionado. — Achei que ia ficar maior que eu.

— É, também fiquei triste por não crescer, eu odeio quando ficam me chamando de anão, isso é muito chato.

— Me diz quem te chamou assim que eu vou atrás dele imediatamente!!

Riu. — Você continua o de sempre TaeTae.

Eu sorrio e então olho para os lados, era um corredor sem câmeras e estava sem nenhum aluno. Eu olhou para Yoongi e então selo nossos lábios passando o pirulito que estava em minha boca para a dele.

— T-Taehyung, por que fez isso?

— Queria te dar o pirulito. — Sorri.

— Só você mesmo, mas me diz, por que esta aqui?

— Estava caminhando por ai, os meninos não me compreendiam. — Fiz um bico.

— Por que?

— Hoseok disse que eu só falo bobagens, e Namjoon ainda concordou. Apenas estava querendo ajudar.

— Ajudar no que?

— Nada não Yoonie. — Beijei a ponta de seu nariz. — E você? Aqui fora, sozinho.

— A, o Jin foi entregar um trabalho que fez com esse tal de Namjoon e o Jimin tá na sala dele, minha aula não começou ainda por isso vim tomar um pouquinho de vento.

— Trabalho. — Ri. — Belo trabalho. — Disse em um tom quase inaudível.

— O que você tem? Em Tae?

— Nada. — Segurei a risada. — Me devolve meu pirulito? — Puxei o garoto pela cintura assim colando nossos corpos.

— Toma. — Ele me devolve o pirulito e se solta e vê as horas em seu relógio. — Preciso ir esta quase na hora da minha aula começar.

— Yoongi. — Segurei seu pulso. — Só mais um pouquinho.

Bufou. — Tá bom Taehyung.

— Isso!! — Me sento em um banco que tinha ali ainda segurando o pulso de Yoongi. — Faz bastante tempo que não nos vemos e nunca se sabe quando nos veremos de novo. — Puxei o garoto o fazendo se sentar em meu colo.

— É verdade, e por que você me colocou para sentar em seu colo?

— Porque é mais confortável. — Sorri e então o abracei. — Eu te amo muito Yoonie.

— Também te amo TaeTae.

Meu coração se apertou, eu sei que ele me ama, mas não, não é assim que eu quero, Yoongi me ama como amigo. Um olhar triste se fez presente em meu rosto.

— Pode ir pra sua aula. — Forcei um sorriso para o garoto não perceber.

— O que foi Tae?

— Nada. — Sorri mais.

— Tá bom então, eu vou pra minha aula. — Ele sai do meu colo e fica de frente para mim. — Tchau TaeTae. — Ele me dá um abraço e vai embora.

Eu abri minha boca para falar algo, mas acabei desistindo, seria inútil tentar alguma coisa.

. . .

Estávamos no intervalo, eu fui para a sala dos meus hyung's como sempre, me sentei na mesma mesa que sempre e olhei para baixo vendo meus pés balançarem no ar.

— Tae? — Hoseok chamou minha atenção. — Esta chorando?

Eu estava.

— Desculpe, não se preocupe. — Limpei as lágrimas.

— O que aconteceu Tae? — Perguntou Namjoon.

— Yoongi... — Olhei para baixo novamente não conseguindo dizer mais nada.

— O que esse Yoongi fez com você? — Disse já levantando da cadeira e vindo até mim.

— Ele não fez nada, eu que fiz.

— O que quer dizer?

— Eu gosto dele e... Sei lá, ele parece nem perceber ao menos o meu esforço para demonstrar isso! — Suspirei. — Fazia 3 anos que não via o Yoongi, sempre passei por ele desde que cheguei a meses atrás mas nunca conversei e... Acho que o ver me fez lembrar de tudo.

— Calma Tae, você pelo menos já falou o que sente pra ele?

— Namjoon, você não conhece o Yoongi, s-se eu falar e-ele pode se afastar de mim... — Comecei a chorar novamente. — Eu não quero isso...

— Calma. — Me abraçou. — Vai ficar tudo bem, ele pode sentir a mesma coisa que você, e pode estar escondendo também.

— Mas e se não estiver? — Olhei para Hoseok que tinha um olhar distante e então voltei minha atenção a Namjoon. — E se ele fazer algo por pena?

— Hoseok me ajuda aqui né.

Vejo o garoto sair da sala sem dizer nada, o que ele tem?

— Nam. Por que ele esta assim?

— Também não sei o que deu nele.

— Pode me ajudar com o Yoongi?

— O que você quer que eu faça?

— Só me acompanhar enquanto vou falar com ele. — Sorri.

— Esta bem Tae.

Pego a mão de Namjoon e o puxo até a sala de Yoongi e de Jin. Como sempre havia somente eles dois e o Jimin.

— Yoongi? — O chamei.

— Hm? Tae? O que foi?

— Pode vim aqui? Preciso falar com você. — Apertei a mão de Namjoon.

— Posso, já volto gente. — Ele se levanta e vem em minha direção.

— Venha. — Peguei sua mão com minha outra mão livre e puxei ele e Namjoon para um corredor com poucos alunos.

Me sentei em um banco junto com os dois alfas - Namjoon se sentou um pouco longe de nós dois enquanto eu me sentei perto de Yoongi.

— Yoongi... Me prometa primeiramente que independente de tudo nossa amizade não vai acabar.

— Óbvio que prometo.

O olhei um pouco aliviado mas meu olhar se torna triste e eu começo a chorar mais uma vez.

— Ei... — Ele coloca sua mão em meu queixo e levanta levemente. — Por que você esta chorando?

— Eu gosto de você Yoongi! — Fechei meus olhos e então os abri novamente. — Eu gosto de você a muito tempo e... Quando voltei sempre te vi mas nunca pude falar com você, eu entendo o que você vai provavelmente me dizer...

— Riu.— Eu achava que era eu que ia falar isso.

— Hm? — O olhei confuso ainda com lágrimas nos olhos.

— Eu também gosto de você Tae, não como amigo, mais que isso, nunca tive coragem de dizer para você quando eu te via, mas agora que você já falou eu posso falar também. — Dá um sorriso.

Eu olho para trás, Namjoon não estava mais conosco, volto minha atenção a Yoongi e então o abraço apertado chorando ainda mais.

— Eu te amo muito Tae.

— Eu também te amo Yoonie. — Levantei meu rosto e o beijei sem nem me importar com quem estava ao nosso redor.

Yoongi é um ótimo alfa, meu alfa.

Taehyung Off



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...