1. Spirit Fanfics >
  2. The Imprint >
  3. Latata

História The Imprint - Capítulo 10


Escrita por: Lex_Horveux

Notas do Autor


😅

Capítulo 10 - Latata


Fanfic / Fanfiction The Imprint - Capítulo 10 - Latata

- sim, os seus pais.

Responde Shuhua como se não fosse nada demais, ela encarava os Jensoo ainda boquiabertos e, por fim suspirou.

- então quer dizer que nós somos os seus...

- sim.

- mas eu pensei que Soojin que era minha prima.

Comentou Jennie fitando sua amiga, que sorriu compreensível para a Kim. Ela sabia que havia um leve parentesco só no fato de que ambas vinham da descendência de Kim Soo Hyun e Seo Yeji, em termos não sanguíneo direto, isso é, Soojin era apenas sobrinha bisneta de Yeji.

- apenas de segundo grau.

- uma pergunta, porquê o senhor Seo Eunwoo, guardaria um documento tão importante em casa?

- durante os primeiros anos do meu "desaparecimento" sim, mas logo foi transferido para o cofre da Imortally. Justamente como fora pedido por meu pai, Jackson Kim, caso eu não tivesse interesse em assumir Crystal Kingdom, a coroa passaria para os últimos herdeiros do antigo General Kim, Soo Hyun, irmão mais velho do que pai.

- então isso quer dizer que, supostamente os nossos pais já sabiam disso?

- não tenho dúvidas. Taeyeon e Seokjin provavelmente tinha esperança de que eu assumisse a liderança de CK.

- ninguém dos sobrenaturais respeitavam o reinado Lee, era uma piada.

- imagino que seria. Uma vez que todos sabiam da culpa de Donghae no atentado que matou meus pais, mas como naquela época não podia condenar a corrupção na monarquia... acabou que as leis só serviam para os hostis.

- Donghae tremeu na base quando me viu. Só faltou lamber o chão, pedindo que eu não o matasse... o que não adiantou de nada.

Confessou Shuhua num tom de desinteresse para o tópico "Era Lee" em Crystal Kingdom. Então olhou para seu relógio Rolex de ouro branco e, deu mais outro suspiro.

- o papo está ótimo, mas acredito que em 15 minutos, vocês chegam na primeira aula de segurança e camuflagem da Sra Blossom.

- puta merda, a gente vai se atrasar!

Exclamou uma Yuqi levantando de supetão e, levando a namorada, Jeon Soyeon, consigo. Logo foram os demais, ficando apenas ela e Soojin, que sorriram uma para a outra.



(...)



SNU, 2 Hours Later...



Jennie andou pelo corredor em um vácuo curioso. Na faculdade, ela era normalmente recheada de saudações de todos os lados; era “olá, Jennie,” atrás de “olá, Jennie unnie,” para qualquer lugar que ela fosse. Mas hoje os olhos deslizavam para longe furtivamente quando ela se aproximava, ou as pessoas de repente ficaram muito ocupadas fazendo coisas que requeriam que eles mantivessem as costas para ela.

Isto aconteceu durante todo o dia.

Ela parou no caminho para a porta da sala de biologia básica. Havia alguns universitários já sentados, e no quadro estava um quase conhecido.

Ele tinha um cabelo negro como a noite, olhos castanhos, e a estrutura de um atleta.

No quadro tinha escrito: Ji Chang Wook.

Quando ele se virou, Jennie viu que ele também tinha um sorriso de menino.

Ele continuou sorrindo enquanto Jennie se sentava e outros estudantes entravam. Jisoo estava entre eles, e seus olhos encontraram os de Jennie enquanto ele sentava do lado dela, mas eles não conversaram. Ninguém estava falando.

A sala estava mortalmente silenciosa.

Seulgi se sentou no outro lado de Jennie. Lisandre estava distante há apenas algumas carteiras, mas ele estava olhando diretamente para frente. As duas últimas pessoas a entrarem foram Bae Suzy e Kim Taehyung. Eles andaram juntos, e por alguma razão, Jennie não gostou da expressão na face de Bae.

Ela conhecia aqueles olhos bem demais.

A beleza de Taehyung, ou melhor, suas feições carnudas estavam brilhando de satisfação.

- Okay, para começar, por que não colocamos todas essas cadeiras em um círculo?

A atenção voltou-se para Ji Chang Wook na frente da sala. Ele ainda estava sorrindo.

- Vamos lá, vamos fazer isto. Desta forma podemos todos ver o rosto de cada um enquanto falamos.

Silenciosamente, os alunos obedeceram. O coreano não sentou na cadeira da falecida, Lee Sunny; em vez disso, ele puxou uma cadeira para o círculo e sentou-se de frente para as costas da cadeira.

- Agora... sei que vocês todos devem estar curiosos sobre mim. Meu nome está no quadro: Ji Chang Wook. Mas quero que vocês me chamem de Changwook. Eu contarei para vocês um pouco mais de mim depois, mas primeiro eu quero dar a vocês a chance de falarem.

- ...

- Hoje é provavelmente um dia difícil para a maioria de vocês. Alguém que vocês gostavam se foi, e isto deve ser doloroso. Eu quero dar a vocês a chance para se abrirem e compartilharem estes sentimentos comigo e com seus colegas de classe. Eu quero que vocês tentem entrar em contato com a dor. Então poderemos começar a construir nossa própria relação na verdade. Agora quem gostaria de ser o primeiro?

Eles olharam para ele. Ninguém moveu mais que um cílio.

- Bem, vamos ver... que tal você?

Ainda sorrindo, ele gesticulou encorajadoramente para uma garota bonita e loira.

- Diga-nos seu nome e como você se sente sobre o que aconteceu.

Perturbada, a garota se levantou.

- Meu nome é Hwang Yeji, e, uh...

Ela tomou um longo suspiro e continuou obstinada.

- E eu estou com medo. Porque todos nós conhecíamos Min Yoongi, e jamais pensariamos que ele estava por trás disso desde o início.

Ela se sentou.

- Obrigado, Yeji. Estou certo que muitos dos seus colegas compartilham sua preocupação. Agora, estou certo de que alguns de vocês estavam na verdade lá quando a tragédia aconteceu?

Carteiras rangeram enquanto os estudantes moveram-se desconfortáveis. Mas Kim Taehyung, um amigo próximo de Yoongi, levantou-se, seus lábios se retraindo de fortes dentes branco em um sorriso.

- A maioria de nós estava lá.

Ele disse, e seus olhos cintilaram na cadeira que era de Shuhua e depois na de Soojin. Mas nenhuma pessoa seguiu seu olhar... Uma vez que isso era incitação de motins ou conspiração à coroa, pensou ela.

- Yoongi chegou logo depois que Seulgi-ssi descobriu o corpo. E o que eu sinto é preocupação para com a comunidade. Yoongi está preso, mas quem me garante que não há aliados lá fora?

Ele parou. Jennie não tinha certeza de como, mas ela sentiu que Suzy tinha sinalizado para ele fazer isto. Bae jogou seu reluzente cabelo castanho para trás e recruzou suas longas pernas enquanto Taehyung tomava seu lugar novamente.

- Okay, obrigado. Então a maioria de você estava lá. Isto faz as coisas duas vezes mais difíceis. Podemos ouvir a pessoa que realmente achou o corpo? Seulgi está aqui?

Ele olhou em volta. Bonnie levantou sua mão lentamente, então se postou em pé.

- Eu acho que eu descobri o corpo. Quero dizer, eu fui a primeira pessoa que soube que ela estava realmente morta, não apenas fingindo.

Ji Chang Wook olhou ligeiramente alarmado.

- Não apenas fingindo? Ela costumava fingir estar morta?

Houve risadas abafadas, e ele lançou aquele sorrisinho de garoto novamente.

Jennie se virou e olhou de relance para Jisoo, que estava com as sobrancelhas franzidas.

- não. Veja, ela era um sacrifício. Na Casa Assombrada. Então ela estava coberta com sangue de qualquer forma, mas era sangue de mentira. E isto foi parcialmente minha culpa, porque ela não queria colocá-lo, e eu disse que ela tinha que colocar. Era para ela ser um Cadáver Sangrento. Mas ela dizia que era muito sujo, e continuou até que Shuhua-ssi veio e discutiu com ela.

Ela parou.

- Quero dizer, nós falamos com ela, que finalmente aceitou em fazer isto, e então a Casa Assombrada começou. E um pouco depois eu percebi que ela não estava levantando e assustando as crianças como deveria fazer, e eu fui até lá e perguntei o que havia de errado. E ela não me respondeu. Ela apenas... ela apenas continuou olhando fixamente para o teto. E então eu toquei nela... foi terrível. A cabeça dele apenas meio que caiu pesadamente...

A voz de Seulgi tremulou e desistiu. Ela engoliu. Jennie se levantou, assim como Jisoo, Lisandre e algumas outras pessoas. Jennie alcançou Seulgi.

- Seulgi, está tudo bem. Seulgi, não; está tudo bem.

- E sangue se espalhou por minhas mãos. Tinha sangue por todo o lugar, tanto sangue...

Ela fungou histericamente.

- Okay, tempo esgotado.

Ji Chang Wook falou.

- Desculpe-me; eu não queria afligir você

tanto assim. Mas eu acho que você precisa trabalhar estes sentimentos em algum momento no futuro. Está claro que isto foi uma experiência bem devastadora.

Ele se levantou e andou compassadamente pelo centro do círculo, suas mãos abrindo e fechando nervosas. Seulgi ainda estava fungando levemente.

- Eu sei.

Ele disse, o sorriso de menino voltando com força total.

- Eu gostaria que a nossa relação aluno-professor tivesse um bom começo, longe de toda esta atmosfera. Que tal se todos vocês viessem para minha casa hoje à noite, e nós podemos conversar informalmente? Talvez só para conhecer uns aos outros, talvez falar sobre o que aconteceu. Vocês podem até trazer um amigo se quiserem. Que tal?

Passaram aproximadamente trinta segundos apenas com os eles se olhando fixamente. Então alguém disse.

- Sua casa?

- Sim... Oh, esqueci. Que estupidez minha. Estou na casa dos Gong, em Gangnam.

Ele escreveu o endereço no quadro.

Os Gong são amigos meus, e eles me emprestaram a casa enquanto estão de férias. Eu vim de Bongdam, e o reitor me ligou na sexta para perguntar-me se eu poderia substituir. Eu pulei de cabeça na chance. Este é meu primeiro emprego de verdade como professor universitário.

- Oh, isto explica.

- Explica?

Questionou Jisoo.

- De qualquer forma, o que vocês acham? É um encontro?

Ji Chang Wook olhou em volta para eles.

Ninguém teve um coração para recusar. Houve diversos “sins” e “claros”.

- Ótimo, então está marcado. Eu providenciarei os petiscos e refrescos, e nós vamos todos conhecer uns aos outros. Oh, e por falar nisto...

Ele abriu um caderno de notas e olhou rapidamente.

- Nesta aula, participação vai valer a metade de sua nota final.

Ele olhou de relance para cima e sorriu.

- Vocês podem ir agora.

- Que paciência a dele.

Alguém murmurou enquanto Jennie saiu. Seulgi estava atrás dela, mas a voz de Ji Chang Wook a chamou de volta.

- Os alunos que compartilharam conosco poderiam ficar para trás por um minuto?


Notas Finais


👀


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...