1. Spirit Fanfics >
  2. The insatiable desire >
  3. As ômegas insolentes

História The insatiable desire - Capítulo 2


Escrita por: e bb_bil


Notas do Autor


Comam muito crianças, não façam como a tia Flávia, que está criando a fic comigo, ok? Xau

Boa leitura.

Capítulo 2 - As ômegas insolentes


Fanfic / Fanfiction The insatiable desire - Capítulo 2 - As ômegas insolentes

No capítulo anterior

"_eu quero que sempre me responda quando eu falar com você_ rosnou e segurou o maxilar da ômega com força causando um pequeno gemido de dor Flávia sorriu sadicamente 

Agora Emily estava prensada na parede sendo segurada pelo maxilar e sendo olhada fixamente pelos olhos castanhos e um pouco vermelhos de Flávia"

Flávia suspirou fazendo seu bafo com cheiro de sangue quente atingir Emily a deixando com mais medo.......

Emily tentou não respirar o bafo com cheiro forte de sangue de pessoas que Flavia certamente já deveria ter matado

Flávia sente o cheiro de Emily e é um doce cheiro de morango que chamou a atenção de Flávia, não era toda ômega que tem um cheiro agradável

_voce tem um aroma doce .....eu gostei_fala liberando o maxilar da ômega

Flavia desce a mão e coloca no pescoço de Emily, o que deixa a garota com mais medo, pelas mãos fortes da alfa 

_V-Você...você vai me m-matar?..._Pergunta com toda a coragem que ainda tinha

Flávia olha a ômega nos olhos e sorri para a expressão aterrorizada da garota

_quando eu estiver com vontade eu vou coelhinha_fala seca e sem hesitação.

Emilly estava estática, ela não sabia o que fazer, ela temia que alfa a matasse se ela fizesse algo que a irritasse

Flávia percebe que o frio está aumentando isso seria ruim para a ômega, pega Emily como um saco de batatas que faz a ômega dar um gritinho pelo susto

_Silêncio_disse Flavia

Emily faz silêncio e nervosa segura o casaco de pelos da alfa que ignora os atos do ômega

Flávia entra em seu castelo e as ajudantes do castelo olhavam para Emily com pena, outras já com inveja, mas todo mundo tinha medo da alfa que é conhecida como loba vermelha

Quando ela chega em seu quarto, ela joga Emily no chão e se senta na cama observando o olhar da ômega que não se mexe e olha para o chão sem coragem para olhar Flávia.

_Olhe para mim_diz e Emily estremece

Emily continua olhando para o chão tremendo, irritando Flavia, que se levanta e a puxa pelo braço, fazendo-a se levantar pela força da alfa

_EU DISSE PARA OLHAR PARA MIM!_Aperta o braço da ômega com força fazendo ela soltar um gemido de dor

Emily olha para Flavia, que solta o braço dela, mas por conta das unhas afiadas, ela faz um pequeno corte no braço da ômega

Emily cobre o corte com a mão e olha para Flavia com medo

_D-Desculpe..._ diz com uma voz chorosa que agrada a Flávia

_Vou deixar passar desta vez Eu ainda não brinquei com você_Tira a espada suja com sangue da sua cintura e joga a mesma na cama

Emily não diz nada e espirra pelo frio. A Omega tenta aquecer suas mãos soltando ar quente pela boca

_Não aguenta esse friozinho? ômegas são tão frágeis_tira seu casaco de pelos e coloca em Emily

_Fique com esse casaco e espere-me em silêncio na minha cama Eu vou tomar um banho para tirar esse sangue imundo de mim se você tentar algo Eu vou te matar, então faça as escolhas sábias..._ diz e sai do quarto deixando a ômega sozinha

          ...........

Depois do banho, voltou para o quarto onde encontrou a Omega dormindo em sua cama como um bebê. Flávia nota que a garota ainda estava com o casaco de pele que lhe tinha dado para se aquecer.

Normalmente as ômegas têm medo e não aceitam nada que vem da loba vermelha, mas desta vez essa teve até a audácia de dormir

Flavia vai até Emily e a puxa pelo braço, fazendo a mesma acordar e fica com medo ao ver a alfa com um sorriso malicioso

_Se você tem coragem de dormir na minha cama, tem coragem de fazer sexo nela não é mesmo.......hum ?_Falou Flávia com um sorriso ladino no rosto devido ao nervosismo e pavor da pequena ômega

_P-Por favor, não..._ fala a ômega apavorada

_fique quieta coelhinha_Sobe a blusa branca com detalhes pretos da ômega o suficiente para ver a barriga da garota

Emily sente o toque não tão rude desta vez da alfa e sente sua mão extremamente quente e macia 

Com as mãos trêmulas, a ômega segura as mãos da alfa que sem paciência prende os braços da garota na cama

_por favor eu não quero eu n-nao..... - fala entre de lágrimas

_pode chorar será mais prazeroso coelhinha Chore mais alto!_Falou Flavia com o rosto perto do de Emily, fazendo a pequena ômega sentir o bafo com cheiro de sangue novamente

Antes de Flávia conseguir tirar a blusa de Emily, ela foi interrompida por uma de suas ajudantes batendo na porta

_Majestade, precisamos da sua presença no trono agora..._Falou hesitante afinal ela já havia percebido que a loba vermelha já havia começado com seu hobby de torturar ômegas até a morte certa

Flávia se levanta pega sua espada e abre a porta puxa a alfa pela gola do casaco, deixando a ajudante em pânico

_Conte-me a situação e espero que seja algo que me interesse, porque você acabou de atrapalhar minha diversão!_Rosna mostrando suas presas afiadas que assustariam qualquer um que as visse de perto

_Um grupo de ômegas estão se rebelando contra os tratamentos que recebem das alfas e agora estão na entrada do castelo..._Falou a alfa sem fazer contato visual com a loba vermelha

_Não conseguem lidar com um grupinho de ômegas inúteis que não sabem nem se defender?!_Joga a alfa com força no chão, fazendo-a bater a cabeça na parede

_Sinto muito, majestade! Eu sou tão inútil que mereço morrer 1000 vezes..._Falou a alfa se curvando para a loba vermelha

Flávia já sabia que ela só falava isso para que a loba vermelha a poupasse de uma morte dolorosa

_Já que você quer morrer tanto, comece morrendo...... agora_Flávia, sem nem pensar duas vezes, tira sua espada da bainha e enfia ela na barriga da outra alfa

Emily, que estava assistindo a cena, imediatamente se encolheu, pensando em como ela teve a coragem de desobedecer essa loba vermelha que poderia ter a matado em questão de segundose assim foi feito

_Que MERDA!...estou suja de sangue de novo se minhas roupas ficarem manchadas com seu sangue, suas irmãzinhas vão ter o mesmo destino - diz Flávia olhando para a alfa morta no chão

Flavia vai até a cama olha para Emily, que se estremece e se arrepia com o olhar da alfa

_Você vem comigo coelhinha_Falou Flávia levando Emily como um saco de batatas novamente

Emily não fez barulho nem se mexeu, estava apavorada e não queria irritar a alfa que estava indo em direção ao trono

Chegando no trono, Flávia coloca a pequena ômega no chão não foi de um jeito gentil, mas pelo menos a ômega não foi jogada no chão como as outras vezes

A alfa se sentou no trono de ouro com uma almofada vermelha de pura seda o salão do trono era enorme, o chão limpo e liso tinha algumas estátuas de lobos e um enorme quadro de um lobo de olhos vermelhos

Emily nunca tinha ido ao castelo ou ao reino das alfas, então apenas admirava o lugar com um sorriso e brilho nos olhos o que fez Flávia a achar um pouco fofa

_Coelinha_Emily olha para Flávia pelo canto do olho, com medo

_S-Sim?..._Se arrepia

_Venha aquecer minhas pernas Eu te dei meu casaco de pelos, então retribua meu favor e aqueça minhas pernas_Falou Flávia com um sorriso ladino

Emily não sabia o que fazer para aquecer as pernas de Flavia, ela estava com medo, mas sabia que, embora fosse rude, a alfa a deixou usar seu casaco de pelos para se aquecer

Emily se aproxima de Flávia hesitante e olha para ela Flávia sem paciência com a ômega a puxa pelo braço, fazendo-a sentar no colo da alfa

Emily fica constrangida, mas não tem a coragem de contrariar a loba vermelha 

A ômega podia sentir a respiração da alfa em seu pescoço que a fazia se arrepiar mais ainda

Flávia chega mais perto do pescoço de Emily e se aproxima sentindo o doce cheiro de morango da ômega aumentar suavemente

A alfa dá um beijo no pescoço da garota que arrepia novamente fazendo Flávia sorrir

Flávia estava gostando de provocar a pequena ômega, mas sua diversão termina novamente quando o grupo ômegas chega à sala do trono

_Governante desse reino miserável que nos trata como objetos! Loba vermelha!_fala uma ômega com cabelos ruivos, olhos castanhos claros e sardas

Flávia olha para o grupo com raiva e as ômegas ficam assustadas com a aura assassina da alfa

_Eu sabia que isso era loucura! Estou fora! _solta o machado e corre o mais rápido possível pra fora

_E-Eu também!_faz o mesmo que a outra ômega e foge como todas as outras, exceto a ruiva com sardas

Flávia ri das ômegas fujonas já sabendo que seriam mortas pela espada de Flávia

_Você é uma governante sem razão! você não é justa conosco, ômegas_fala com uma voz firme, mas com as pernas trêmulas_Eu não tenho medo de você loba vermelha! 

_Tente dizer isso para suas inúteis pernas ômega_ Pega Emily pela cintura e levanta-se com ela_Vou ter que mostrar a diferença de uma ômega inútil para uma alfa forte

Flávia coloca Emily no trono e percebe que a ômega estava com medo do que a alfa faria com a ômega insolente

Flávia pega o casaco de pelos que está com Emily e o coloca no rosto da garota, depois pega as mãos da garota e as usa para cobrir os ouvidos dela

_Se você não quiser ver ou ouvir o que vou fazer agora, fique assim - diz a alfa, tirando a espada da bainha novamente_Não demorarei muito para punir essa ômega insolente e inutil

Flávia se aproxima da ômega que recua até sentir a parede atrás dela e em desespero pega o machado do chão e aponta para Flávia

_Não chegue perto! Não tenho medo de te matar!_fala tremendo

_acha mesmo que pode me matar ômega ? Nem os que eram alfas e mais fortes do que eu conseguiram então saiba que sua ideia foi inutil_Flavia corta a garganta da ômega  que vai ao chão já perdendo muito sangue 

Depois de uma bela perda de sangue, ela morre e uma ajudante aparece com sangue em suas roupas

_Tire esse corpo daqui_coloca a espada de volta em sua bainha e caminha de volta ao trono

A ajudante tira o corpo e Flávia remove o casaco de pelos do rosto da Emily e as mãos dos ouvidos dela

_Pronto coelhinha_falou com sangue na bochecha e na camisa fazendo a ômega desviar o olhar imaginando a cena do assassinato 

Emily abraça o casaco de pelos, o cheiro a acalmava, fazendo Flavia ficar um pouco confusa.


Notas Finais


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH

:3 a julimose é louca


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...