1. Spirit Fanfics >
  2. The insatiable desire >
  3. Um ato de afeto

História The insatiable desire - Capítulo 3


Escrita por: e bb_bil


Notas do Autor


Agora é a minha vez, depois é a julimose prequiçosa novamente
(Foto do cap: cama da Flavia)

Capítulo 3 - Um ato de afeto


Fanfic / Fanfiction The insatiable desire - Capítulo 3 - Um ato de afeto

Emily já estava um bom tempo apertado e abraçando o caçaco de pelos de Flávia 

_coelhinha_falou Flavia respirando fundo o cheiro doce que a ômega embriagava_voce está com frio ? 

_s-sim......d-desculpe...._dizia tremendo ao olhar atento da alfa

_por que me pede desculpas ? você está com frio, é normal_se abaixou na altura do trono em que tinha deixado a pequena ômega _olhe aqui _Flavia levou seu dedo indicador para o queixo da pequena ômega fazendo ela olhar para seu rosto

Flavia encarou o rosto da ômega persebendo que ela era bem mais linda as seus olhos de perto, seu nariz estava vermelho indica que estava doente e seus olhos estavam falando o medo extremo que ela sentia e seus olhos também estavam descendo pequenas linhas de lágrimas

_porque chora coelhinha _Flavia estava se divertindo com o sofrimento da ômega mas ver seu choro desta vez não foi bom 

_e-eu estou com u-um machucado e está ardend-do_ dizia com uma expressão de dor 

_aonde está o machucado ?_ Flavia nem sequer se lembrava do machucado que tinha feito nela 

_a-aqui_mostrou seu braço que estava escorrendo seu sangue 

Aquilo fez Flavia perder o controle dando um pulo saindo de perto da ômega rapidamente babando e mostrando seus olhos que ficaram vermelhos, o sangue da ômega tinha um cheiro extremamente atraente e aquilo estava acabando com Flávia ela não podia matar a ômega e beber seu sangue.... Ainda não

_NAO .....AAAA S-SAIA DE PERTO_falou quando a ômega se aproximou_GUARDAS

Os guardas chegaram rapidamente pelo rugido que Flavia emitiu

_TIREM ELA DAQUI E FASSAM UM CURATIVO EM SEU BRAÇO BEM FEITO....AGORA _falou entre dentes

_sim mag-gestade_logo os guardas a tiraram do salão e a levaram para o quarto de Flávia para fazer um curativo em seu corte

_aa caralho por que eu fiquei assim _falava Flávia colocando as duas mãos na cabeça _eu acho que preciso me alimentar melhor _o cheiro do sangue da ômega não tinha saído do seu nariz aquele cheiro a tinha deixado com fome 

            .....................

Depois de se recuperar Flavia estava andando para o seu quarto novamente para pedir desculpas a pequena ômega , normalmente ela nunca pede desculpas mas sua mente pedia e necessitava fazer aquele ato

Quando chegou na porta pode ouvir alguns grunidos dizendo não , então rapidamente ela abriu a porta encontrando os 3 guardas nojentos cercando e empurrando Emily na Parede eles estavam batendo e tentando tocar suas partes privadas 

_QUE PORRA _flavia rugiu fazendo os 3 homens tomarem um susto 

_m-magestade?_falava o homem se cagando de medo 

_eu quero saber quem foi que mandou os três FILHOS DA PUTA mecherem com a minha ômega....

_m-mas majestade você ainda não a mordeu 

_NAO IMPORTA SE EU A MORDI OU NAO, ELA ME PERTENCE NINGUÉM MANDOU VOCES TOCAREM NELA _seus olhos ficaram completamente vermelhos e Flavia soltava rosnados médios

_desculpe alt-eza nos perdoe por favor_pediam os homens se abaixando 

_SAIAM DAQUI E VAO PARA UMA SALA VAZIA ...AGORA_gritou Flavia 

Os três homens saíram correndo do quarto deixando Flávia em fúria e a pequena ômega no chão com agora vários machucados e chorando silênciosamente

Flavia chegou perto da ômega e se ajoelhou colando sua mão no rosto da ômega

_coelhinha_respirou fundo_me perdoe por isso ...se eu soubesse eu não tinha os mandado para cuidar do seu machucado ...eles vão pagar caro_susurou a última parte

_t-tudo b-bem _ a pequena ômega falou baixinho 

Flávia sentiu um afeto muito grande pela ômega mas não sabia por que ,era um sentimento novo

_venha aqui_flavia pegou a ômega no colo e colocou ela na poltrona do quarto 

_eu já volto coelhinha_ Flavia saiu do quarto e foi em direção a sala em que os três homens estavam

Nós dois reinos os homens era escravos das duas raças de mulheres tanto alfa quanto ômega comandavam eles que era chamados de betas ele serviam as duas raças ,se ômegas servem as alfas então betas era seres insiqnificantes para as alfas os betas não podiam ter relações com nenhuma das raças até porque nenhuma na humanidade se juntou a um beta nojento.

_entao...._Flavia falou entrando na sala em que os 3 betas estavam com olhares de puro medo_sabiam que eu não me alimentei hoje _sorriu sadicamente

_por favor magestade nós polpe por favo-r AAA_falou e deu um berro pela espada sendo atravessada no seu tórax

_nunca mecha com minhas ômegas_susurrou vendo ele jorrar sangue morrendo e caindo no chão

            ................

Flávia mordia e tomava o sangue do último homem o segurando pela gola da armadura, o gosto não era o dos melhores mas o cheiro do sangue de Emily ainda estava em seu nariz fazendo tudo ficar mais saboroso

Flavia largou mais específicamente atieou ele no chão e observou seu próprio corpo que estava com sangue por todo o lado 

Saiu da sala e mandou que limpassem a mesma 

                ............

Flavia entrou em seu banheiro e trocou de roupa lavando as mãos e sua boca sujas de sangue

               ...............

Entrou no seu quarto vendo a ômega ainda sentada na cadeira e de cabeça baixa 

_coelhinha.....calma eu vou cuidar de vc _disse Flavia  colocando a mão no ombro da ômega e novamente observando seus olhinhos

Flávia olhou os machucados pelo corpo da mesma, ficando com raiva e a pegou no colo a colocando em sua cama macia e bem quente

Flávia fez os curativos na pequena ômega enquanto adimirava o seu rostinho mas sua expressão continuava seria e assustadoura para a ômega

A pequena ômega fechou lentamente os olhos e se permitiu dormir, aquele dia foi muito agitado para a pequena

Flávia terminou de fazer os curativos e viu ela dormindo se sentiu bem mas ela não sentia muito carinho pela ômega apenas queria satisfazer seus desejos com ela mas não queria a deixar cadeirante e com mais dor não agora ...

Flávia apagou a vela que iluminava o quarto e se deitou ao lado da ômega pegando na sua cintura e abraçando a mesma lentamente fazendo ela acordar assustada

 mas dormiu novamente pelo abraço quante e gebtil que estava sentindo 

Talvez ela não fosse tão inútil assim pensou Flavia...






Notas Finais


Vish kkkk
Não tenho nada a declarar
Comenti se goxtou :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...