História The Jeon Brothers - (ABO) - Capítulo 55


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, Katerina Graham
Personagens Jackson, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Katerina Graham, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Yugyeom
Tags Abo, Bangtan Boys, Bts, Gêmeos, Híbrido, Hoseok!alfa, Hoseok!top, Irmãos, Jeon Jungkook, Jikook, Jimin!bottom, Jimin!ômega, Jimin!uke, Jin!ômega, Jungkook!alfa, Jungkook!seme, Jungkook!top, Kat Graham, Kookmin, Min Yoongi, Namjin, Namjoon!lúpus, Park Jimin, Taehyung!ômega, Traição, Vhope, Yaoi, Yoongi!beta, Yoongi!bottom, Yoongi!flex, Yoonkook
Visualizações 207
Palavras 1.638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha só quem apareceu!
Uh, e esse capitulo inicia mais uma nova transição da história... Poderia dizer até que é um caminho em direção ao fim. Aqui começa o mistério... Espero que gostem.
Sem mais delongas... Perdoem os erros e boa leitura! ~❤

Capítulo 55 - Dá-se Início ao Mistério


Fanfic / Fanfiction The Jeon Brothers - (ABO) - Capítulo 55 - Dá-se Início ao Mistério

Semanas depois...


- O que acha desse macacãozinho, Kookie? -  perguntava sorridente o ômega loiro e barrigudinho com uma mini-roupinha amarela com desenhos de patinhos em mãos. 


-  JiMin-ssi, eu já disse que nosso filhote não vai usar essas roupas sem graça que você escolhe! - resmungou o alfa do outro lado da arara de roupas, pegando de uma das prateleiras um conjuntinho vermelho com detalhes amarelos. - Aqui! Esse conjunto do Homem de Ferro é perfeito!


-  Nhaaa! Meu bebê não vai usar essa roupa ridícula, Jeon JungKook! - reclamou dando a volta na arara que lhe separava do agora noivo, e sem nenhuma delicadeza lhe tirou a roupinha das mãos. - Além do mais, que o nosso bebê vai ser menina, então não tem porque comprar esse tipo de roupa 'pra ela! - disse com um biquinho nos lábios grossinhos e rosados.


- Minnie, já falamos sobre isso, nosso bebê será menino! Eu sinto! - rebateu.


- Mas quem está carregando ele na barriga sou eu! E se eu 'tô dizendo que é uma menina, é porque vai ser uma menina, seu cabeça dura! - deu um tapa estalado no braço do mais alto, que resmungou pela ardência enquanto alisava o local atingindo. Viu seu ômega lhe dando as costas e logo começando a empurrar o carrinho de compras que já estava cheio de fraudas, brinquedos, roupinhas em tons de amerelo, azul, verde e branco - já que SeokJin tinha lhes aconselhado a comprarem roupas dessas cores, já que ambos decidiram saber o sexo do filhote apenas no dia do parto. - JungKook não pode deixar de admirar a bela visão traseira de seu loirinho, que por causa dos meses de gravidez havia ganhado alguns quilinhos a mais, e sua bunda que já era grande, agora parecia ter o dobro do tamanho original... E nossa! O Alfa chegou a suspirar ao se imaginar sendo sufocado por aquela abundancia toda, enquanto tinha o Park quicando em sua cara. - JungKook! Será que dá 'pra parar de secar minha bunda e empurrar o carrinho 'pra mim? - JiMin virou-se outra vez com uma expressão raivosa, e o engraçado é que suas bochechas ficavam vermelhinhas do nada.


- Hã? Ah! C-claro my Mochi.... - balançou a cabeça em negação ao pegar na alça do carrinho e empurrá-lo, enquanto JiMin vinha atrás de si para irem ao caixa pagar pelas compras.


                 『. . . 』


-  Como se sente? - perguntou SeokJin ao filho, quando o mesmo passou pela porta da sala de visitação da delegacia municipal de Seul.


-  Bem... Não é como se eu me importasse de estar sozinho numa cela durante o dia inteiro...  -  respondeu ao sentar-se de frente ao pai, ainda não tendo coragem de lhe olhar nos olhos. - demorou para vir dessa vez...  - disse olhando para um canto qualquer daquela sala completamente branca, o que fez o Kim sorrir.


-  Sentiu minha falta? -  arqueou a sobrancelha sem esconder o sorriso em seus lábios bonitos, mas como viu que o Jeon não iria respondê-lo, decidiu agachar-se atrás de sua bolsa, onde havia guardado um potinho com uma fatia de bolo de baunilha e calda de chocolate.  -  Eu fiz um bolo lá em casa, e trouxe un pedaço 'pra você... Como é o favorito do Rai e do Kook, imagino que seja o seu também. - estendeu o pote transparente de tampa rosa para o Alfa, que mesmo um pouco desconfiado pegou o objeto e logo o destampou, sentindo o aroma tomar suas narinas 


-  O cheiro está delicioso... - sorriu fraco ao pegar o garfo de plástico e tirar um pedaço logo o colocando na boca e mastigando, arregalou os olhos e não se demorou a comer mais outro pedaço, fechando os olhos em puro deleite, antes de sorriu grande para o ômega de cabelos rosas.  - Está muito gostoso, obrigado Omma... - disse a última palavra num tom ainda receoso, mas sorriu mais abertamente ao ver os olhos do outro brilharem com o pronome de tratamento.


- Que bom que gostou filho... - disse sorridente, mas ficou sério ao se certificar que o guarda não estava prestando atenção neles. - E Katerina? Ela falou alguma coisa sobre o tal plano?


-  Ela citou alguma coisa sobre já ter contratado uns capangas para me ajudar no crime. Mas não se preocupe, eu não vou fazê-lo... - JungHyun parou de comer o bolo e finalmente olhou para SeokJin. -  Não vou prejudicar meus irmãos outra vez.


-  Eu sei que não, meu bem... - tocou o rosto do Jeon e fez um carinho singelo em sua bochecha, ainda sem acreditar que seu menino - o qual por muito tempo achou que havia morrido - agora estava ali de olhos fechados apreciando seu carinho paterno.



                   『. . . 』


Katerina despediu-se de Mark - este ficaria de plantão aquela noite - seguiu para fora da delegacia, onde seu carro estava estacionado na vaga dedicada a si, e entrou no mesmo logo colocando sua bolsa no banco do passageiro e dela retirando as chaves do automóvel e consequemente ligando-o e dando a partida. Nisso, uma pessoa lhe observava de dentro de um táxi e assim que a viu deixando o estacionamento pediu ao taxista que a seguisse.


A Alfa adentrou seu apartamento - após ter pegado o elevador e subido seis andares até chegar ao seu - e retirou os saltos ali mesmo na porta de entrada, largando a bolsa sobre o sofá e seguindo para cozinha - que era separada da sala de estar por uma pequena parede - abriu a geladeira e dela retirou uma garrafa de whisky e depois tirando um copo do armário e o enchendo com o líquido de cor amadeirada. Tomava alguns goles quando ouviu tocarem a campainha de sua casa, mesmo resmungando um pouco foi até a porta e a abriu.


-  Você? - disse completamente surpresa ao dar espaço para sua vista passar. -  O que devo a honra de sua presença aqui?


E então o que era para ser um diálogo normal acabou se tornando uma discussão árdua entre ambas as pessoas presentes naquela sala. Katerina já estava furiosa, aquela pessoa poderia acabar com seus planos e logo não perdeu tempo em agarrá-la pelos cabelos e sacudi-la com força, enquanto o ser gritava pela dor em seu couro cabeludo e tentava se soltar a todo custo. Os dois começaram a caminhar a socos e empurrões, mesmo sem perceber em direção a sacada do apartamento da Alfa.


-  Eu não vou deixar você estragar meus planos! - gritou a morena ao sacar seu revólver e apontar para o indivíduo que na mesma hora foi para cima de si com o objetivo de lhe tomar a arma.


Começou então uma luta corporal, disparos foram realizados, até que Katerina foi imprenssada contra varanda feita de vidro, a qual nenhumas das duas pessoas notara estar trincando por conta da pressão exercida ali... E foi assim que de repente o vidro todo se estilhaçou, fazendo Katerina se desequilibrar e consequentemente despencando do sétimo andar, e batendo com o corpo no chão de concreto.  A pessoa que lutava com ela pôs as duas mãos na boca com o objetivo de abafar o grito desesperado que rasgada sua garganta ao ver o corpo da mulher estirado no chão com uma poça de sangue ao seu redor. Mesmo que em pânico tratou de deixar o apartamento - tendo cuidado de pegar na maçaneta da porta com um pano de prato que achara na cozinha - e rapidamente correu em direção ao elevador, e antes que as portas de metal se fechassem, ouviu os gritos desesperados dos vizinhos da Alfa e alguém ligando para polícia.


Dia Seguinte...


-  Nam... -  esse era SeokJin cutucando o marido, este que até então ainsa dormia. -  Estão tocando a campainha, vai lá ver quem é...  -  disse quando o loiro murmurou algo.


Mesmo a contra gosto, o Alfa vestiu-se num roupão cor vinho e preguiçosamente desceu as escadas, indo em direção à porta, e qual não foi a sua surpresa ao abri-la e se deparar com o ômega ruivo vestido em seu uniforme e seguido por mais quatro policiais.


-  Detetive Twan? - indagou com o cenho franzido ao lhe dar passagem para entrar. -  Aconteceu algo?


-  Desculpe a hora e o jeito de aparecer assim, senhor Kim... Mas algo muito grave aconteceu... -  o mais baixo disse guardando seu distintivo dentro da camisa.  -  Pode chamar o resto das pessoas da casa? - pediu, sendo prontamente atendido pelo  chefe da casa, que subiu as escadas e não demorou mais que cinco minutos para descer acompanhado do esposo, dos filhos e dos respectivos namorados destes.


-  O que está acontecendo? - Rai franziu o cenho completamente confuso, enquanto tinha um YoonGi abraçado ao seu corpo ainda sonolento.


-  Ontem à noite... A delegada Katerina foi assassinada em seu apartamento. - falou sem rodeios, causando o espanto em todos ali presentes e antes que alguém disse algo, continuou. - Fizemos uma vistoria no apartamento dela e escolhemos algumas coisas que mostravam um certo interesse amoroso dela em você. - olhou diretamente para o gêmeo mais velho. -  Ela planejava até o sequestro de Min YoonGi e Park JiMin no intuito de fazê-lo ficar com ela...


-  Meu JiMin?  - JungKook abraçou o ômega que prontamente retribuiu com bastante medo.


-  Não... Isso não é possível... - Rai murmurou olhando rapidamente para o beta em seus braços antes de olhar outra vez para o detetive. -  Mas e então, algum suspeito?


-  Ainda não, mas preciso recolher os depoimentos de vocês e por isso preciso que todos me acompanhem até a delegacia, por favor.  - suspirou ao tirar alguns fios de cabelo que teimavam cair sobre seus olhos. 


As pessoas naquela sala se entre olhavam assustadas e receosas, aquela notícia havia pegado todos de surpresa, e ainda mais era um completo mistério.



Afinal, quem matou Katerina?



Notas Finais


E aí? Façam as suas apostas!
FINALMENTE ATUALIZEI ESSE BEBÊ! ESTAVA COM SAUDADES!!!
espero ansiosa pelos comentários...
Até mais 😘😘
Fui! 〜〜(/ ̄▽)/ 〜ф


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...