História The kidnap - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Imagine, Jungkook, Kim, Kook, Sequestro, Tae, Taehyung
Visualizações 38
Palavras 1.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, desculpa a demora para postar o próximo capítulo, não desistam de mim! Amo vocês sz

Capítulo 2 - Please, try to remember


Fanfic / Fanfiction The kidnap - Capítulo 2 - Please, try to remember

Após as "últimas" palavras dele, ele saiu do cômodo, e escutei a porta ser fechada. O que eu fiz pra ele? Todos os meus pensamentos, todos eles, estavam completamente desorganizado, meu coração estava acelerado, medo! Essa era a única palavra que me definia nesse exato momento. 

Se ao menos eu, não estivesse apavorada, se ao menos meus pensamentos não estivesse um turbilhão. Tentei me concentrar, no meu único objetivo: Encontrar uma fomra de me soltar e tirar essa maldita venda dos meus olhos. Escutei a voz de alguém, não entendendo muita coisa que ele falou, em seguida a voz do Senhor Kim... Tem mais alguém com ele. 

— Eu estou com ela. Ela estava no quarto.— A voz dele, soava como se ele estivesse frustrado.— Não se preocupe, ela vai se lembrar do passado dela, uma hora ou outra. 

— Acho bom. Aliás toma cuidado, o pai dela colocou toda a polícia dos Estados Unidos atrás dela.— Esse cara estava falando muito baixo, deve ser por isso que eu não entendi muita coisa.— Eu tenho que ir, precisam de mim. Se precisar de alguma coisa, me liga. 

Escutei a porta se fechando, acho que o outro cara foi embora. Enquanto o desespero tomava conta do meu corpo, eu comecei a brincar com a ponta da corda, que estava amarrada em meus pulsos, tentando me acalmar, mas quando eu a puxei, ela se soltou, um breve alívio tomou conta do meu corpo, tirei aquelas cordas do meu braço e a venda dos meus olhos, ao ver pela primeira vez, onde eu estava, parecia um lugar normal, um quarto, com decoração simples em cores claras, o quarto era bem grande, com um cama de casal no "meio" dele, a cadeira que fui amarrada estava do lado da cama. Eu não vou ficar aqui para descobrir de quem era o quarto. Quando me levantei escutei meu celular tocando. Merda! 

Olhei ao redor e vi minha bolsa no canto do quarto, quando pensei em me aproximar, um garoto com cabelos castanhos abriu a porta do quarto, fiquei paralisada. Será que ele é o Senhor Kim? 

— Como conseguiu se soltar?— Pela voz grave dele, com certeza ele é o Senhor Kim.— Me responde (S/n)!

— Como eu me soltei? Você é péssimo com cordas, da próxima vez use algemas, além de ser mais fácil de manter alguém preso.— Minha irônia era notável em meu sorriso

Ele pareceu irritado, e eu? Apavorada. Ao perceber que ele iria tentar se aproximar, passei por cima da cama, indo para o outro lado dela, ficando mais distante possível dele. 

— Não se aproxime!— Disse fazendo um sinal com a mão para ele ficar parado, bem longe de mim. 

— Vamos conversar. Por favor... 

— Não! Nem se eu fosse maluca! Você me sequestrou! Eu não tenho a menor idéia de quem você é, e ainda quer que eu converse com você?— Falei rápido por conta do nervosismo e euforia.— Seja o que for, você pode falar dai mesmo. 

— Não tenha medo de mim, okay?— Ele disse subindo na cama, se ajoelhando e tentando se aproximar de mim.— Eu não vou te falar meu nome! Não até você confiar em mim. 

— Como você quer que eu confie em você? Hello! Você me sequestrou! Não se lembra? Esta com amnésia? Se você esta, eu não estou!— Repirei fundo, dando alguns passos para trás ao perceber que ele já estava bem perto de mim. 

 — Só confia em mim! 

— Me fala um motivo! Um único motivo, para que eu possa confiar em você. 

— Eu sei o que aconteceu com a sua mãe, eu sei o que aconteceu com você, eu sei o porquê você não consegue se lembrar... 

— Eu também seu o que aconteceu com a minha mãe! Ela morreu! Comigo? Eu só sofri um acidente e esqueci algumas coisas, nada demais.

— Isso é o que eles te contaram!— A voz dele saiu alto.— Eu não estou certo? Vai me dizer que se lembra de tudo? 

— Me lembro! Agora me deixa ir embora!

— Está mentindo! 

— Não estou não! 

— Está sim, (S/n)! Pensa que me engana?

— Me deixa ir embora seu filho da puta! 

Ele se aproximou, me cercando, não tinha mais como eu me afastar, estava encurralada, eu estava contra a parede, a mão dele veio em direção do meu rosto, fechei os olhos, esperando o pior, mas eu recebi um carinho em meu rosto. Abri meus olhos e vi ele  aproximar o rosto dele. 

— Vai para o inferno!— Após dizer isso dei um chute no meio das pernas dele.

— Sua... Vad...— O interrompido dando outro chute nele, só que dessa vez na barriga dele. 

Sai do quarto correndo, me deparando com um corredor imenso, andei mais um pouco, tentando não fazer muito barulho, com medo de que tenha mais alguém ali, parei no começo da escada, ao olhar para trás vi o Sr. Kim, parado me encarando. Desci as escadas o mais rápido que eu consegui. Finalmente estava perto da porta, olhei para trás, e parei de correr quando bati em alguém. 

— O que?— Olhei para o dono do rosto, responsável por atrapalhar a minha provável fuga. 

— O que esta acontecendo aqui, TaeHyung?!

— Jin? O que você esta fazendo aqui? 

TaeHyung? Jin? Olhei para trás e o tal TaeHyung, estava mancando, bem feito! Os dois começaram a discutir, foi ai que eu percebi que Jin, era a pessoa que ele estava conversando antes, se não era, a voz era idêntica, aproveitei a distração dos dois, tentei sair de fininho, quando minha visão ficou escura e minhas pernas bambas.. De novo não.

Apesar de não estar em pura consciência, escutei eles conversando, mas não conseguia focar no que eles falavam, senti alguém me pegar no colo, e me levar de volta para aquele quarto. Vi brevemente o rosto do TaeHyung e vi o Jin sair do quarto irritado. 

— Me desculpa por fazer isso com você..— Senti um beijo em minha testa.— Por favor, tente se lembrar... Eu te amo.




Notas Finais


Foi isso, não esqueçam de comentar, porque eu quero muito saber a opinião de vocês, que é muitíssimo importante, afinal de contas é vocês quem tem que gostar não é mesmo!?
É isto. AMO VOCÊS!
Mais uma vez, me desculpem pela demora aksksksd


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...