História The killer (o assassino) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Jay Park
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, Jay Park, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Visualizações 14
Palavras 2.523
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaa, bem, essa é minha primeira fanfic yaoi, então por favor, tenham paciência comigo hahaha

Bem, sobre os couples da história no decorrer dela vocês vão conhecendo, eu sei que parece bobo e idiota de minha parte não colocar os shipps nas tags, mas eu realmente queria fazer essa surpresinha para vocês :3

Outra coisa, não se assustem com o parentesco que haverá entre os personagens, eu tive que fazer dessa maneira para que a história se encaixasse em todos os padrões de ideias que tive para a fanfic. Alguns nomes serão modificados como por exemplo : Oh Sehun será Park Sehun. Me desculpem por isso também... E se vocês não gostarem dessa mudança de nomes vocês podem me dizer que eu coloco o original sem nenhum problema. ^^

Só para deixar explicado que o Jin é o professor de português.

Quero pedir desculpas também por ter posto apenas o Mark e o Jackson do GOT7. Me perdoem sério, mas é que não tinha mais espaço para personagens representados por k-idols, eles apareceram mais para frente também :3

Espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo 1.


Minseok suspirou umas quatro vezes antes de bater á porta do perito Chen. Suas mãos estavam suadas e não era por causa de calor, até porque estavam no inverno. Minseok não sabia o porquê de ficar tão nervoso quando ia falar com seu superior, suspeitava de um mero sentimento mas tentou deixá-lo de lado, já que, Chen se mostrava completamente hétero. Deu três batidas e depois de um tempo foi atendido.

-- Bom dia, Minseok. - Chen expressava cansaço, tinha olheiras enormes por baixo dos olhos. Chen não dormia direito a praticamente duas semanas, estava totalmente ocupado e frustrado com um sério caso de assassinato.

-- Bom dia, senhor Chen. - o menor tinha uma pequena quantidade de folhas e entre elas estava a de grande interesse por parte de Chen... Ou não. - Eu tenho uma notícia não muito boa para o senhor... - Minseok mordeu o lábio inferior levemente, onque não passou despercebido pelos olhar discreto de Chen.

-- Me fale... Nessas últimas duas semanas eu recebi apenas notícias ruins, mas não faz mau. - o moreno suspirou cansado, Minseok lhe entregou a folha que era interessante naquele momento. - O que é isso? - Chen pegou a folha.

-- É a ficha de mais um dos assassinados... - o menor falou e colocou seu dedo indicador na folha indicando algo ao maior. - olhe o nome. - Os olhos de Chen percorreram a ficha até pairar o olho sobre a linha indicada.

-- Não pode ser!


~°~


Jungkook e kyungsoo foram os primeiros a entrar na sala, os dois amigos sempre chegavam mais cedo, Jungkook estava sentando em cima de uma mesa e kyungsoo se encontrava na carteira do professor, estavam conversando aleatoriamente quando Tao entra pela porta e joga a mochila em qualquer canto da sala, se deita por cima da mesa do professor e kyungsoo começa a fazer carinho em seus cabelos enquanto Jungkook colocava as pernas sobre as do amigo. 

-- Onque aconteceu dessa vez, Tao? - Kyungsoo pergunta ainda remexendo nos cabelos do amigo.

-- Aconteceu que meu pai é aquela mulher brigaram novamente.

-- Sua mãe, você quer dizer. - Kyungsoo o corrige.

-- Tanto faz... - Tao fechou fechou os olhos e mordeu o lábio inferior aflito , Jungkook é kyungsoo se entreolharam.

-- Qual foi o motivo dessa vez? - Jungkook pergunta observando o rosto de Zitao que expressava cansaço.

-- Papai anda desconfiado de que minha "mãe" estabo traindo... - Tao abre os olhos e se senta na mesa, Jungkook se ajeita ao seu lado e Kyungsoo permanece sentando a cadeira. - Eu não aguento mais vê-los brigar tanto. - Seus olhos marejaram. 

-- Shii... Não precisa chorar, amigo. - Jungkook o abraça de lado. - Eu e kyungsoo estaremos sempre aqui com você, ok? - Kyungsoo concorda com a cabeça e faz um pequeno carinho nos cabelos de Tao.

-- Obrigado, muito obrigado mesmo... É muito bom saber que posso contar com vocês... - Tao sorriu minimamente - vocês é meu pai são os únicos que se importam comigo...

-- Não fala assim! - Kyungsoo lhe deu um tapa a cabeça. - Você também tem sua mãe!

-- Mãe? Ela nem liga pra mim... Não sei porque mas ela me parece ser falada. - dito isso levou mais um tapa á cabeça.


~°~


SeokJin havia passado praticamente a noite toda em claro corrigindo as provas de seus alunos, acabou acordando atrasado, apressou-se em se arrumar e saiu batendo na porta dos quartos de seus filhos.

-- Luhan! Taehyung! Acordem! Já estamos atrasados. - se olhou no espelho do correndo enquanto arrumava a gola de sua camisa social. - Não deixem que eu conte até três! - se virou no momento em que as portas se abriram.

-- Fala sério, pai... Contar até três? Que coisa mais cafona. - Taehyung comentou revirando os olhos enquanto Luhan se espreguiçava.

-- Cafona? Tu vai ver só o que é cafona se você não apressar em se arrumar. - Jin encarou o filho.

-- Ai, que agressivo. - Taehyung fez uma careta rindo.

-- Sai da minha frente, moleque! - Jin fez uma expressão séria fazendo com que Taehyung gargalhasse enquanto andava preguiçosamente em direção ao banheiro, Jin olhou para Luhan, Jin olhou para Luhan. - E você? Vá se arrumar de pressa.

-- Calma pai, que estress logo de manhã... Eu hein. - o menor levantou as mãos em forma de rendição e se virou de costas entrando novamente em seu quarto.

-- Calma nada, não são vocês que tem mais de dez horários de aula para dar hoje! - o loiro se retirou dali descendo as escadas rapidamente assim que o telefone da casa tocou.


~°~


Yifan arrastou Yoongi até seu quarto e fechou a porta encarando seu melhor amigo.

-- Yoongi. - Yifan o chamou se aproximando do menor com um olhar ameaçador. - Você pode me dizer, se não for muito incômodo á sua pessoa extremamente ocupada...

-- Fala logo, Kris. - Yoongi revirou os olhos se jogando na cama do amigo de sapato e tudo, Kris fez uma expressão indignada.

-- Olha aqui, você me respeita que eu ainda sou superior a você.

-- Claro... Tão superior que estaria perdido se não fosse essa pessoas brilhante na sua vida.

-- Pessoa brilhante? Tá falando do Namjoon? - Yifan se fez de desentendido.

-- Ah mas eu vou dar na sua cara, Eu Yifan! - Yoongi jogou um travesseiro que passou longe de Kris.

-- Vai precisar de um banquinho. - Yifan começou a rir.

-- Nossa, você é tão engraçado... Quem vê nem pensa que é o assassino mais procurado ultimamente.

-- Eu sou um amor de pessoa, Yoongi. Sou um amor de pessoa com quem merece.

-- Você tá precisando de uma namorada ou um namorado, sério. - Yoongi comenta se sentando na cama, Yifan de senta ao seu lado.

-- Falando nisso... Cadê meu café? Você não trouxe por quê? Eu tô precisando do meu calmante e meu café depois da noite "incrível" que eu tive com a Susan. - Kris fez aspas com as mãos acompanhado de uma careta o que fez Yoongi rir.

-- Desculpe, eu vou lá buscar e já volto. - Yoongi se levantou.

-- Antes me responde uma coisa... Por que é que eu comecei a pegar essa mulher mesmo?

-- Hum... Para seu plano dar certo?

-- Posso dizer um coisa?

-- Diga até duas.

-- Eu odeio meu plano.

-- Eu sei.


~°~


Chen andava apressadamente pelos corredores da delegacia, parou de frente ao secretário do detetive.

-- Bom dia, senhor perito. - Baekhyun sorriu deixando de lado alguns papéis que analisava, ajeitou seus óculos. - O que deseja?

-- Quero falar com o detetive JongIn. - Chen sorriu.

-- Vou ver se ele pode atendê-lo... - Baekhyun pegou o telefone para ligar a seu superior.

-- Espera... Ele está muito ocupado? - Chen pergunta se recostando na mesa.

-- Não muito, mas o delegado se encontra lá dentro.

-- O delegado? - Chen fica pensativo por um tempo. - Eu também quero falar com ele. Pode ligar.

Baekhyun fez que sim com a cabeça e logo discou o número, após um tempo a entrada de Chen foi liberada. O mesmo abre a porta encontrando ali dentro o delegado e o detetive.

-- Bom dia detetive, bom dia senhor delegado. - Chen fez uma referência comprometativa e se sentou em uma das poltronas que haviam na sala do detetive.

-- Bom dia, perito. - JongIn e Chanyeol comprimentram em coro. O delegado Chanyeol se encontrava recostado a parede.

-- Então, hoje mais cedo meu secretário me entregou a ficha de mais um dos assassinados e eu gostaria que vocês descem uma olhada no nome. - Chen entregou a folha ao detetive e o delegado foi para o lado do mesmo para que também pudesse ver, os dois leram o nome e arregalaram os olhos.

-- Ah, não! - Os dois exclamaram juntos. - Não pode ser!


~°~


Namjoon andava sorridente pela residência do senhor Wu, seu dia estava adorável, bem diferente do dia de Yoongi que apareceu ao seu lado e inesperadamente lhe deu um tapa á cabeça.

-- Ai! - Namjoon reclamou levando a mão até a cabeça por impulso. Olhou para o lado e um pouco para baixo assim podendo se deparar com a expressão fechada de Yoongi. - Juro que dessa vez não fui eu.

-- Idiota! - o menor se pronunciou. - Você esqueceu de levar o café para o Kris, retardado... Agora ele tá pegando no meu pé! - fez um bico e cruzou os braços.

-- Ah, eu não tenho culpa, isso é trabalho seu! - Namjoon se defendeu.

-- Eu te pedi esse favor! - Yoongi respondeu ainda irritado.

-- E eu esqueci! A culpa não é minha se você estava super mega ultra ocupado pegando uma das empregadas do Kris.

-- Você quer falar baixo?? - Yoongi tampou a boca do maior. - Ele pode escutar! - Tirou a mão dali. - E o que é que você tava fazendo de tão importante para esquecer um favor mínimo desse?

-- É... - Namjoon ia falar mas logo Sehun e Jimin apareceram ao seu lado. - é... Eu tenho que levar meus filhos á escola... Você sabe né... Parte do plano. - Namjoon sorriu sem graça e Yoongi franziu o cenho.

-- Essa conversa ainda não acabou, Rap Mon.


~°~


Taehyung deu um jeito de fugir da aula de história como fazia todos os dias, foi até detrás do ginásio onde encontrou Jay Park, seu melhor amigo.

-- Eae Jay, beleza? - Taehyung jogou sua mochila em qualquer canto do local e se sentou ao lado de seu amigo.

-- Eae Taetae. - Jay comprimentou e assim começaram a conversar aleatoriamente até que ouviram alguém se aproximar, não deu nem tempo de se esconderem, viram apontar na porta do vestiário dois garotos, Jay Park encarou um deles e se levantou rapidamente. - Park Sehun?? - os garotos encararam Jay e Sehun sorriu sacasticamente.

-- Olha vejamos só... Jayjay? É você mesmo? Poxa...está mudado... Talvez até mais bonito. - Jimin sorriu minimamente ao ouvir o irmão dizer essas palavras.

-- O que você tá fazendo aqui? Tá me seguindo? Por que não me deixa em paz? - Jay Park pergunta aflito.

-- Calma aí bixinha. - Sehun falou sério. - Eu não vim para cá por sua causa... Eu nem sabia que você estava aqui... Até porque eu nunca perderia meu tempo com alguém como você.

-- Ei! - Taehyung se levantou cerrando os punhos. - Quem você pensa que é para trata-lo assim?

-- Ora vejamos só.. - Sehun olhou Taehyung de cima a baixo. - Vejo que a bixinha arranhou um protetor.

-- Para de o chamar assim! - Taehyung se aproximou de Sehun mas Jay o impediu.

-- Deixe ele para lá, Taetae. - Jay Park pede segurando o braço do amigo.

-- O que vai fazer, "Taetae" - Sehun o encarou desafiador e Jimin colocou a mão sobre o ombro do irmão.

-- Pare de provocar, Sehun. Não vá caçar problemas. - o menor foi empurrado cuidadosamente para trás pelo maior.

-- Me deixa, Jiminnie. Esse cara está me desafiando de mais para meu gosto, mas pelo visto é tão fraco quanto a bixinha ali.

-- Cale sua boca para falar dele! - Taehyung o empurrou, Sehun arregalou os olhos sentindo seu sangue ferver.

-- Você ficou louco? Tá querendo morrer?

-- Você fala de mais. - Taehyung lhe deu um soco ao rosto, não houve como segura-los, já estavam entre grandes socos e chutes, a única coisa que Jimin e Jay Park puderam fazer foi gritar pedindo que parassem, não perceberam mas o professor de educação física se aproximou e cruzou os braços observando a cena.

-- Que palhaçada é essa aqui? - Hoseok chamou-lhes a atenção. Taehyung, Jay Park e Jimin olharam para ele com os olhos arregalados, já Sehun o olhava sem expressão. - Será que alguém pode me explicar o que é que está havendo aqui? Por que vocês estão fora das salas? - passou um segundo e Jimin, Jay Park e Taehyung começaram a falar todos juntos, cada um dando uma desculpa diferente. - Vocês querem calar a boca? - todos calaram. - Ótimo, me sigam os quarto para a diretoria.


~°~


O delegado e o detetive ainda estavam perplexos pelo nome que viram escrito ali.

-- Essa ficha está errado, só pode ser brincadeira... - Chanyeol pegou a ficha da mão do detetive.

-- Primeiro foi Lee SeongHe, depois Park SeongHe e agora Ong SeongHe... Onque virá depois? - Chen perguntou preocupado.

-- E por que o mesmo nome? Isso é estranho... - Chanyeol coçou a cabeça.

-- Eu andei analisando a vida dos dois primeiros assassinados e os dois eram donos de empresas grandes. - o detetive comentou.

-- Temos que pesquisar se há mais algum senhor SeongHe dono de alguma empresa grande. - Chen comentou entortando a boca.

-- Eu vou dar uma olhada nisso. - o detetive ligou seu computador.

-- Ótimo, eu vou até o local do último crime para ver se há alguma pista. - Chen se levantou.

-- Eu vou com você. - o delegado se pôs ao lado do perito. - Tenha um ótimo dia de trabalho,detetive JongIn. - Chanyeol sorriu e assim abandonou a sala juntamente com Chen.

-- Obrigado. - o detetive sussurrou em agradecimento.

Do lado de fora o secretário do detetive digitava alguma coisa em seu computador, Chanyeol o observou por um tempo.

-- Baekhyun, quero que me faça um favor. - Chen o chamou. - O detetive irá lhe entregar uma folha brevemente, quero que faça mais duas cópias da mesma e entregue ao meu secretário e ao secretário do delegado, certo?

-- Sim senhor. - Baekhyun sorriu com seu sorriso retangular que chamou a atenção de Chanyeol que ficou a observar a boca do mesmo por algum tempo. - Mais alguma coisa?

-- Não, obrigado. - o loiro agradeceu e olhou para Chanyeol. - Vamos delegado?

-- Sim, vamos. - Chanyeol sorriu para Chen, o loiro deu um pequeno Tchau a Baekhyun e foi andando na frente, Chanyeol se aproximou do menor e fez um pequeno carinho em seus cabelos. - Tenha um ótimo dia, Baek.

Chanyeol vinha observando Baekhyun faz alguns dias, em seu consentimento nunca havia visto homem mais bonito, o secretário tinha um corpo bastante chamativo aos olhos de Chanyeol é isso ficava ainda melhor pelas roupas que o menor utilizava, Chanyeol o via todos os dias na hora de ir embora pois, Baek era o melhor amigo de Suho, seu secretário. Assim o delegado se distanciou deixando ali um secretário confuso. Baek nunca havia conversado normalmente com o delegado, todas as vezes em que conversaram foi profissionalmente mas isso não quer dizer que o secretário não olhava o delegado com outros olhos, todos os dias ia até a porta do escritório do mesmo e usava a desculpa de que estava indo lá apenas para acompanhar seu melhor amigo até a saída. Suho sabia dessa pequena admiração que Baek tinha pelo seu superior e apenas fava risada da cara se apaixonado que Baek fazia quando via Chanyeol, mas voltando ao assunto inicial, Baek quase teve um infarto quando o mais velho se aproximou e bagunçou-lhe os cabelos. E quando Chanyeol no chamou pelo apelido? Céus, só faltou desmaiar. Baekhyun agora tinha muito o que contar para seu melhor amigo, Suho iria para casa desorientado do tanto que iria escutar o nome Chanyeol... Ou talvez... Iria para casa feliz se outro nome invadisse sua mente... Outro nome vulgo o nome do faxineiro.








Notas Finais


Bem, eu tentei fazer um capítulo bem resumidinho para que todos os nossos personagens maravilhosos aparecessem. Todos os k-idols importantes na história, claro. Até porque ainda tenho muito personagem pela frente... E não só porque nosso querido Mark e Jackson não apareceram não quer dizer que não são importantes :3

Acho que ja dei algumas dicas sobre alguns couples não é mesmo? Acredito que vocês já saibam quem é o faxineiro...

Gente, mil perdões por ficar mudando os nomes para apelidos constantimente, eu sei que é chato esse negócio de eu falar Yifan e depois mudar para Kris. Mas é costume, tenham paciência comigo rsrs

Gostaram de Luhan e Taehyung serem filhos do Jin?
E o que acharam sobre Jimin e Sehun serem filhos do Namjoon?
Esse parentesco foi realmente necessário... Vai ter muitas tretas! E se vocês estiverem confusos sobre as mães deles isso será explicado no decorrer da fanfic.

O próximo capítulo eu não sei bem quando irá ser, isso depende do percurso em que esse capítulo ora percorrer. Eu já comecei a escrever o segundo capítulo mas não está totalmente pronto. Mas, eu prometo que depois irei passar direitinho os dias em que irei postar :3

Comentários? Vocês gostaram? Posso continuar? Espero retorno!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...