1. Spirit Fanfics >
  2. The Killer. (Vkook shortfic) >
  3. Number Thee

História The Killer. (Vkook shortfic) - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Number Thee


       Previously in Killer Bunny...

O mais velho seguiu o garoto sentindo suas pernas falharem enquanto tremia de medo do próprio namorado, Não conseguia aceitar que o garoto fofo que conhecia, era talvez o assasino. Viu Jeon leva-la ate um grande beco e a derrubar no chão do mesmo, colocou alguma coisa nela que a fez acordar, só então, o mais velho pode ver o que estava no rosto do namorado com clareza absoluta apesar da iluminação escassa que aquele beco continha.

Era uma máscara, a máscara quebrada, ensaguentada, com um sorriso macabro desenhado, orelhas grandes e olhos esbugalhados, era a mascara de coelho, a máscara do Killer Bunny.

O coração de Taehyung batia rápido, sua respiração estava ofegante, não conseguia raciocinar direito. Taehyung não conseguia aceitar que seu amado namorado era na verdade um dos maiores assassinos dos tempos, estava com medo do que o mais novo iria fazer com aquela mulher desacordada no beco escuro. Cerrou seus punhos e sentiu seus olhos marejagerem dificultando a sua visão ainda mais do que se passava ali, Taehyung estava escondido no inicio do beco enquanto espreitava o garoto distante no final do beco, queria ter coragem de aparecer e enfreta-lo mas não conseguia nem ao menos sair do lugar direito.

Observou Jeon abrir a grande mochila e amarrar a mulher que se debatia e tentava lutar contra ele, em vão é claro, Jeon cobriu a boca da mulher a sua frente enquanto parecia fazer tudo com a maior calma do mundo.

— Shhh, Shhh. Não adianta se debater ou gritar, ninguém vira te salvar, pessoas imundas como você merecem morrer. Sabia que eu odeio gente que fala demais?! Principalmente gente xereta que fica cuidando do que não deve e ainda fala o que não deve. – Dizia meio baixo enquanto apunhalava em suas mãos uma faca extremamente grande e parecia bem afiada, bastou Jeon tocar levemente a bochecha da mulher com a lâmina e ali se abriu um corte em tanto fazendo-a entrar em desespero e começar a chorar.– Não chore, pessoas choronas me irritam. – Jeon se abaixou em frente a mulher e acariciou o rosto da mesma com sua faca e logo em seguida colocou uma mecha de cabelo da mesma atrás de sua orelha, por fim, segurou o queixo dela e se aproximou dela fazendo a mulher encarar a macabra máscara de Jeon. Gargalhou de forma sádica e se levantou, chutou a mulher de forma que ela caísse no chão gelado e aparentememte bem sujo, logo passando a chutar a barriga da mulher diversas vezes a vendo agonizar de dor no chão, a cada chute se encolhia cada vez mais e mais devido a imensa dor que lhe atingia por completa.–

Taehyung pode observar que no canto da boca enfitada da mulher, escorria uma fileira de sangue, logo pequenas gotículas pingavam sobre o asfalto fazendo o mais velho entrar cada vez mais em desespero, ele estava vendo de perto o seu próprio namorado matar alguém e não conseguia sequer se mexer, se sentia um tremendo covarde por não tomar alguma atitude e para-lo, ele iria mata-la se ele não intervisse de uma vez, mas como?! Taehyung mal conseguia se mexer sem suas pernas tremerem desmasiadamente. Sentiu um aperto em seu coração enquanto observava a inocente mulher apanhar de Jeon sem piedade alguma, suas bochechas estavam encharcadas de lágrimas que insistiam em escorrer cada vez mais e mais, cobriu sua própria boca ao ver que logo resultaria em soluços e os soluços poderiam chamar a atenção de Jeon para si e ele não estava ali para ser visto.

Taehyung ja não sabia se ligava para a polícia ou se gravava, ou corria de volta para o apartamento e fingia que não tinha visto nada, mas talvez, Taehyung não aguentaria viver escondendo aquilo e se ele terminasse com Jeon, poderia se tornar a próxima vitima do menor. Respirou fundo sentindo como se tivesse deixado de respirar faziam horas.

Jeon, arqueou sua sombracelha enquanto olhava a mulher agonizando no chão de dor, sentia-se orgulhoso pelo o que fizera a mesma. Sentisse justiçado pela fofoca que a mesma fizera na tv outro dia, Jeon queria mata-la mas tinha receio pois sentia que havia mais alguém ali alem deles, com o tempo, Jeon desenvolveu esse sentido que conseguia perceber quando alguém estava próximo ou quando alguém alem dele estava ali, sendo assim, para ele seria ótimo, mais uma vítima para se juntar a divertida brincadeira de Jeon mas ele precisava que a pessoa se entregasse, ele sabia como seres humanos são irracionais quando estão com medo, estava atento a todo e qualquer barulho que pudesse entregar que eles não estavam sozinhos naquele beco escuro e até em tão silencioso.

Gargalhou de forma sarcástica enquando observava a mulher no chão, a mesma chorava de forma desesperada pedindo socorro pelo seus olhos já que seus gritos seriam inúteis naquela situação. Respirou fundo e sacou a arma de dentro da sua mochila preta, destravou a mesma e apontou o cano da mesma em direção a mulher, esta arregalouos olhos e seu choro apenas piorou ainda mais enquando resmungava com a fita em sua boca, resmungos que não podiam ser entendidos de forma alguma. Jeon tombou a cabeça para o lado de forma pensativa enquanto esperava de alguma forma que a pessoa que ele tinha certeza que os observava, aparecesse com seu senso de justiça para salvar a mulher prestes a morrer em sua frente.

Taehyung arregalou seus olhos e saiu da onde se escondia parando em uma das partes escuras do beco de forma que Jeon não pudesse ver seu rosto mas sua silhueta em meio as sombras. Jeon rapidamente olhou em direção aonde os passos vinham podendo ver a figura de um homem naquela escuridão. Arqueou a sombracelha satisfeito e sorriu sádico tombando sua cabeça para o lado de forma debochada se mantendo em silêncio esperando a sombra se pronunciar e melhorar a brincadeira de Jeon.

— Pare agora mesmo ou você irá se arrepender. – A voz rouca soou pelo local fazendo Jeon arregalar os olhos levemente. Jeon podia jurar que aquela voz lhe era familiar, mas não... Seria impossível Taehyung estar ali, ele o viu dormindo antes de sair, ele tinha certeza que Taehyung jamais estaria ali naquela hora. A silhueta saiu da escuridão de forma dramática revelando aos poucos a figura que ali estava.–

Jeon paralisou completamente sentindo suas mãos suarem e engoliu seco ao se deparar com a imagem do namorado, este carregava um semblante decepcionado e triste, os olhos avermelhados entregavam que ele havia chorado, Jeon não queria que Taehyung descobrisse seu maior segredo, mas agora era tarde... Ele estava bem a frente de Jeon e não havia como escapar daquele momento. Respirou fundo tentando se acalmar e andou em direção ao Taehyung, parou alguns passos de distância do mesmo.

— E o que você é para me dizer o que eu devo fazer?! – Jeon disse em tom sarcástico e alisou a arma em suas mãos tentando parecer o mais calmo possível, não queria que o garoto percebesse seu medo e seu nervosismo de ver o namorado ali.–

— Eu sou seu pior pesadelo, Jeon Jeongguk. Sabe o que é pior? É que tudo faz sentido, todas as noites que eu via você saindo, de início achei que trabalhasse em alguma boate e esperava que você me contasse mas esse momento nunca chegava, seu interesse repentino em saber tudo sobre esse assassino “Killer Bunny” e o modo estranho que você agia quando via alguma arma, parecia querer dispara-la imediatamente contra alguém. Eu nunca imaginei que meu namorado seria um dos maiores assassinos do país, eu não sei se devo me considerar um monstro por ainda sim te amar, mas eu não posso deixar esse sentimento aqui, garoto. Seu reinado vai acabar aqui e agora. – Taehyung sem medo algum se aproximou de Jeon que apenas ouvia tudo de forma atenta e silenciosa. Pegou a arma de Jeon e este foi mais rápido girando o braço de Taehyung e o rendendo enquanto o enforcava.–

— Eu sinto muito, amor. Você não podera sair vivo daqui... – Jeon bateu com a ponta da arma com força na cabeça de seu namorado o vendo desmaiar e seu corpo ficar mole, com cuidado, Jeon o posiocionou no chão e voltou sua atenção a mulher que ainda tentava fugir. Revirou os olhos cansado de tanto enrolar e apontou a arma para a mulher apertando o gatilho vendo a bala estourar os miolos da mulher, por sorte, Jeon usava um silenciador, então nada de vizinhos ouvindo disparos. Chutou o corpo morto da mulher vendo a enorme poça de sangue se formar em volta de sua cabeça, respirou fundo e juntou todas suas coisas antes de pegar taehyung com muito cuidado em seus braços e leva-lo consigo até um de seus esconderijos ali perto.–

[...]

Uma pequena caminhada com o garoto ainda desacordado em seus braços e chegaram até o local, Jeon colocou o garoto em uma cadeira e tratou de imobiliza-lo. Algemou as mãos do garoto, prendeu os pés do mesmo e cobriu a boca do mesmo com um pano, puxou outra cadeira e se sentou ao lado do garoto esperando que Taehyung acordasse enquanto mexia em seus celular.

Jeon o amava e não teria coragem de mata-lo, ainda não fazia a menor ideia do que faria com o mesmo e tinha medo que se o deixasse vivo, Jeon acabasse preso e não pretendia ser pego tão cedo. Estava se sentindo um completo monstro e até mesmo se arrependia de ter saído naquela noite, não queria que o namorado lhe visse daquela forma, da forma mais assustadora. Jeon virava outra pessoa quando vestia aquela maldita máscara, o garoto ainda se perguntava todos os dias como deixou as coisas chegarem a este ponto, como deixou que ele se tornasse um assassino em série. Graças ao seu passado, ele se transformou em que ele é hoje, mas Jeon passou a tomar gosto por matar, ele realmente se tornou um assassino e não consegue parar de ser assim, ele acredita que iria pro inferno de qualquer forma, então que ele vá por um bom motivo. Killer bunny, seu segundo nome, sua segunda personalidade, o segundo ele que habitava aquele único corpo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...