História The King - (BTS) - Park Jimin - (Long Fanfic) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Seokjin (Jin), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Ação, Bts, Drama, Jimin, Long Fanfic, Park Jimin, Romance
Visualizações 14
Palavras 1.673
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eaiii pessoas lindaaass. Aqui é a Juhh vindo com uma nova fanfic. Uma long Fanfic do nosso amado Jimin. Olha que lindu ele *^*
Desculpem qualquer erro e boa leitura amores ❤️

Capítulo 1 - Capítulo 01.


Fanfic / Fanfiction The King - (BTS) - Park Jimin - (Long Fanfic) - Capítulo 1 - Capítulo 01.



Capítulo 01



O Reino de Diamond. Ano 1818, um reino calmo e de paz governado por um único rei. Um rei generoso e bondoso. A família Park sempre governou o reino. Até que...


O Rei morreu. O corpo foi encontrado por empregados pela a manhã. Ninguém sabe o que aconteceu mas à boatos que tenha sido suicídio por culpa da depressão que o mesmo tinha depois da morte de sua Rainha.


O Reino ficou de luto.


Agora estaria na hora do irmão mais velho. Park Jimin. Governar o reino. Mas então os irmãos Park começaram a discutir e a discutir. Jihyun não aceitou o facto do irmão ser o rei. Era injusto. Chegou até mesmo a o acusar da morte de seu pai. Como é óbvio o povo também entrou em guerra. Uns do lado do Jihyun e outros do lado de Jimin e foi então... Que a guerra começou.


1820 o reino de Diamond agora dividido em dois reinos.


O Reino Golden, a parte do reino quente e mais alegre, também com mais população, reinado por Jihyun.


O Reino Silver, frio, não tão habitado mas ainda tem bastante população. Reinado por Jimin.


Um reino dividido em dois.


Tudo é um mistério para o povo, ninguém sabe ao certo como isto tudo começou, muito menos como acabará. Sabemos que um dos irmão ainda morrerá nesta guerra e voltando a juntar um reino só de paz. O tratado de paz nesta guerra não é opção.


"Morrer ou ser morto" era o que o general mais cedo gritava para o povo que respondia com a alvorada.


Quem ganhará esta guerra?



No reino de Golden... 


Jihyun 


As reuniões reais. Chatas. Odeio estar aqui, apenas falam me do que já sei. Falam dos problemas do povo, Uau. Eu não me importo se estão passando fome. Eu quero saber da guerra. Planos.Sangue. Quero logo conseguir a coroa do meu irmão. Apertei o meu punho enquanto pensava mas os meus pensamentos são interrompidos quando uma voz chama me. Kim SeokJin. O meu braço direito do reino. 


–Diga – Falei com uma voz grossa e fria. 


–Venha comigo, por favor – falou o menor fazendo sinal para eu o seguir enquanto o andava e o segui. Sairmos da sala de reuniões indo até à sala do trono. 


–Porque me chamou Jin? 


–Certo, Senhor! Então lembra se de que o seu pai pedia a uma assassina para matar os fora da lei 


–Sim lembro me. Min Moon, mãe da Sunhee Moon. 


"Sunhee Moon. Vinda de uma família de assassinas e a única mulher que me fascina nestes reinos. Eu divirto me com várias mulheres. Mas a Sunhee... Eu irei a pedir em casamento quando tiver o Reino de Diamond de volta. Ela é a única coisa que o meu irmão não pode me roubar"


–Sim ela exatamente. Eu pensei que talvez. Antes da guerra. Ela pode-se entrar no Reino Golden, e o matar 


–É uma estu... Uma ótima ideia!!! Chame a Sunhee! 


–Sim senhor! – falou Jin começando a andar atrapalhadamente e saindo da grande sala. 


"Eu vou ganhar esta guerra! Esteja Reino é meu!!!" 


Sunhee


"Os meus pais ficaram no reino de Golden. O meu pai sabe que o rei Jihyun quer pedir a minha mão em casamento. Mas eu não quero!! Que injusto! E se for lésbica hein? Que injustiça! Devíamos ser capazes de escolher com quem casamos! Não tenho nada contra o rei, simplesmente não o amo e não quero casar com ele. Não é que ele seja feio... Ele... Ele é absolutamente lindo mas ainda assim... Eu não o amo." 


Pensei enquanto entrava em casa, depois de um longo dia como assassina. Ao abrir a porta dou de caras com Jin. O cachorro real do rei. Que ódio desses dois.


–Sunhee! O rei a chamou, venha comigo!


Eu assenti e segui Jin até ao castelo. Chegando ao castelo, iluminado e quente, entra na sala do trono e vê Jihyun. Que inferno. Ninguém merece.


–Chamou Magestade? – Falei quase com um nó na garganta e me aproximei dele.


–Não sejas tão formal Sunhee – falou ele bem próximo do meu rosto e dando um sorriso.


Não suporto a ideia de não poder escolher com que caso mas não minto que fui má servida. O Jihyun é de facto lindo.


–Apenas fala logo!


Jihyun sorrio me olhando e então se afastou de mim pegando algo de cima da mesma.


–Como sabes... Estamos em guerra.


–Sim eu sei.


–Preciso de um serviço teu.


–Diga.


Ele se virou com uma caixa de veludo vermelha e abriu a mesma mostrando uma adaga bem desenhada de ferro com um cabo preto de couro.


–Matarás o meu irmão!


–Eu?


–Sim. Tens uma semana, uma carroagem já pronta levará para o Reino Silver. Consegui também que alguém arranjasse uma casa para ficares. É seguro. Mas terás de partir agora mesmo se não queres correr riscos.


–Jihyun eu não posso simplesmente abandonar a minha família...


–Sunhee... Meu amor, eu prometo que cuidarei da tua família – ele pegou uma mexa do meu cabelo castanho escuro e cheirou a mesma. –Eu simplesmente quero te ter logo para mim – falou dando um sorriso malandro. Se afastou e tirou a adaga da caixa. – Aceitas o teu serviço?


Eu o olhei um pouco reciosa. Nunca conheci ou vi o rei mais velho. Dizem que é bastante diferente do Jihyun, outros dizem que é pior que matou o próprio pai para ter o reino. Não posso dizer que acredito. Não o conheço.


–Eu aceito. – peguei a adaga.


–Tens uma semana, trarás a faca com o sanguessugas dele e o anel no seu dedo como prova que ele morreu.


–Certo!


Jihyun se aproximou de mim e pôs uma mexa do meu cabelo atrás da minha orelha. Me olhou por momentos e então voltou a se afastar.


–Jin!! Leve a Sunhee para a carroagem.


Ele gritou, oiço a porta atrás de mim abrir e vou até Jin que me conduziu para fora do castelo e me dou de frente com uma carroagem decreta mas elegante.


–Entre – falou Jin abrindo a porta para eu entrar. Eu entro e Jin entra também.


A carroagem começa a andar. Eu olhei pela a janela e o Jin me olhou.


–Confias nele? – falou Jin me olhando sériamente. Nem parece o miúdo nervoso e desastrado depois da divisão de reinos. Cresceu. Lidar com o Jihyun também o tornou mais forte. O admiro por isso. O conheço. Outra hora o chamaria amiga. Hoje mal falamos. Nem sei que tipo de pessoa se tornou. Sei que embora tenha crescido se tornou um cachorro real,e ele o sabe.


–Não... Eu não confio. – Falei ainda olhando pela janela. 


–Porque vieste então? – Suas palavras tinham sentido, se não confio porque vim? Está claro. Medo. Ele quando falou que cuidaria da minha família enquanto tivesse fora foi algo que me deu alívio, ainda assim. Ele pode cuidar dela como a pode machucar. Não posso permitir isso. Irei entrar hoje no Reino Silver e sairei hoje, matarei o Rei e irei embora. Algo rápido.


–Medo. Medo da minha família ficar mal. Vou acabar este trabalho rapidamente. Deixei me perto do castelo.


Jin assente e então pega um manto de uma mochila. Tirei a minha atenção da janela e o olhei.


–O Reino silver é frio e aqui poderás guardar a tua adaga. –Jin antes sentado no lugar à minha frente se levantou sentou se do meu lado e passou o manto pelas minhas costas.


–Foi o rei que deu? –Perguntei.


–Não. É um presente. De amigos para amigos. –De facto umas direta para a nossa antiga amizade.


–Mudaste Jin. Algumas coisas boas mas muitas também más.


Jin sorrio me olhando.


–Todos mudamos. – foram as últimas palavras da nossa conversa naquela carruagem. Voltei a olhar pela a janela vendo a noite, a lua e as estrelas. Como será o reino Silver?



Depois de um tempo finalmente chegamos naquele reino. Ficamos perto do castelo. E sai da carruagem e a mesma não perdeu tempo em continuar a andar. Eles iriam me buscar quando mandasse uma carta com o anel do rei para Jihyun. Irei terminar este serviço logo. Comecei a andar em direção ao Castelo. Ao me aproximar vejo que é um castelo bem mais simples que do reino Golden. O castelo reino Golden normalmente é cheio de ouro, pinturas, coisas exageradas. Este não. Um castelo em tons de azul. Simples. Alguns detalhes em prateado nada muito extraordinário. Eu entrei. Era um castelo frio que apenas tinha a luz da lua cheia vindo das janelas. Eu comecei a andar pelo o enorme corredor. 



Jimin


"Todas as noites fico aqui. Estou à frente da enorme janela na minha sala do trono. Olho a lua relembrando os rosto do meu pai e de minha mãe. Saudade. Aqueles rostos sorridentes pela a manhã. As piadas com o meu futuro reino e agora... Agora estou em luta com o meu mais novo e único irmão. Uma luta a qual tenho o medo de perder. Nenhum dos dois é inocente na nossa história. O que foi feito não está certo. Guerra é o único geito? Passo os dias a me importar com o meu povo. São poucos, mas quero o melhor para eles... São o meu povo.Pergunto me se Jihyun se importa com o seu povo,ele sempre foi muito possessivo"


Pensava quando sinto algo frio e afiado no meu pescoço. Fazia pressão contra o meu pescoço, ia me matar,mas não o deixo. Peguei a mão do criminoso que tentara me matar, o joguei contra a parede com força. Ouvi o som do metal a cair peguei os pulsos só criminoso e os prendi acima da cabeça dele. Quando olhei era uma garota. A mesma tentou se soltar mas não o conseguiu sou mais forte. Ela abre os olhos depois de se debater e me olhou nos olhos.

Ela tem pele clara, aparentando ser suave,lábios rosados, olhos claros e brilhantes, longos cabelos castanhos e brilhantes. Nos olhamos nos olhos como se tivéssemos em transe, como se acabasse de conhecer a mulher da minha duvido. Nem sei se é. Sei que... Tem algo diferente... Ela é simplesmente... Linda...

Ficamos nos olhando nos olhos, com os corpos quase colados. O silêncio invade a sala do trono. Quem é esta garota?


Continua... 



Notas Finais


Eaiii gente querem que continue?? Digam o que acharam.
Espero mesmo que tenham gostadooooo
Se sim, nos veremos no próximo capítulo!! Um beijo e ateee ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...