1. Spirit Fanfics >
  2. The King’s Ômega - Jikook (ABO) >
  3. Abrigo e Eu Te Amo

História The King’s Ômega - Jikook (ABO) - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo, esse adiantado...

O da batalha, provavelmente, sairá neste sábado...

Espero que gostem...

Quem ainda não leu, leem minha nova oneshot, ela está muito boa em minha opinião...

Boa leitura e me desculpem os erros...

Capítulo 7 - Abrigo e Eu Te Amo



                          AUTORA POV

Jimin, agora, estava arrumando sua pequena bolsa para ir ao abrigo.


Colocou algumas mudas de roupas e logo a fechou, mas sentia que faltava algo.


Tentando lembrar do que era, seus pensamentos voltaram-se para Jungkook.


O alfa havia saído cedo para resolver os assuntos pendentes e organizar as tropas, afinal teriam que sair essa noite, já que as batalhas não aconteciam em território habitacional.


Sempre que lembrava do conflito ficava preocupado e aflito, temia pela vida de seu amado.


Assim que o alfa saiu pela porta do quarto, Jimin teve certeza, estava apaixonado.


“– Se algo te acontecer, eu não sei o que farei, Jungkook.” – pensou, soltando um suspiro.


Seus olhos rodaram pelo quarto, assim batendo os olhos em suas ervas em cima da estante.


“– Era isso que faltava.” – sorriu, indo pegá-las.


.

.

.


O clima no reino era tenso e frio, como nunca esteve antes.


O rei lúpus estava sério, mas seu lobo revirava-se por dentro, como se soubesse que algo aconteceria.


Jungkook já havia resolvido suas pendências e agora adentrava o castelo à procura de Jimin.


Iria levá-lo para o abrigo, já que este era o único ainda que não fora.


Assim que passou pela cozinha, sentiu o cheiro do menor e logo entrou, vendo este e Lalisa conversando.


– Oh, amor, estava te procurando. – disse, indo abraçar o ômega pelas costas.

– Estou bem aqui. – sorriu manhoso, esfregando-se no peitoral deste.

– Ah, pronto, esqueceram de mim. – Lalisa soltou.

– Falando em esquecer, o que você ainda está fazendo aqui? Eu já mandei o aviso de retirada imediata. – Falou, confuso.

– Você acha que iria pro abrigo e deixaria meu pequenino aqui sozinho?

– Oh, você tem razão, obrigado por cuidar dele até agora. – disse, deixando um beijo no nariz de pequeno, este que soltou uma risadinha. – Então, já que cheguei, vamos para o abrigo?

– Sim. – disseram ambos, em uníssono.


Então, Jungkook entrelaçou sua mão com a de Jimin e foram em direção ao abrigo.


.

.

.


Após se organizarem em um cantinho, Lalisa estava conversando com uma conselheira e os dois estavam deitados em uma pequena cama.


O alfa acariciava as costas do menor com carinho, estava aproveitando os seus últimos momentos com este antes de partir para a batalha.


– Jung?

– Sim, meu bem.

– Eu sei que você tem que ir e entendo, mas mesmo assim não quero que vá. – abraçou o tronco do maior, preocupado.

– Eu te entendo, mas não posso deixar meus soldados sozinhos no campo de batalha.

– Eu sei.

– Eu prometi que iria voltar vivo para você, não é?

– Sim.

– Então, eu vou cumprir.

– Eu tenho certeza que vai, mas mesmo assim não me sinto confiante.

– Vai ficar tudo bem, meu amor,  descansa um pouco. – Deixou um beijo na testa deste, que logo adormeceu.


.

.

.



Os soldados já estavam prestes a partir, agora, todos se despediam de seus amados, afinal não sabiam se os veriam novamente.


Jungkook sentia-se abalado por ver os olhos de seu ômega cheios de lágrimas.


Para ele, aquela era uma das piores visões do mundo, seu pequeno fragilizado.


Ele abraçava o ômega com força contra seu peito, este que começava a soltar alguns soluços.


– Jungguk-ah, não posso te deixar ir antes de falar algo.

– Pode falar, eu ouvirei. – disse, atento.

– Eu te amo, Alfa, eu me apaixonei por você e não quero te perder. – disse, chorando.


O rei sentiu seus olhos marejarem, havia ficado imensamente feliz ao ouvir aquilo do ômega, então não resistiu aos seus desejos e o beijou ali mesmo, na frente de todos.


O beijo transmitia amor, carinho e preocupação.


As bocas mexiam-se como uma melodia perfeita, suas línguas se encontravam de maneira deliciosa como se estivessem se conhecendo agora.


Era um ósculo ardente e apaixonante, ou melhor, aquele beijo era o desejo de estarem juntos pelo o resto de suas vidas.


Ao se separarem, o lúpus encostou sua testa na do menor e abriu os olhos.


– Eu também te amo, Ômega e pode ter certeza, eu voltarei para os seus braços, não importa o que aconteça.

– Eu estarei te esperando, e cuidarei de você quando voltar.

– Ficarei ansioso por seus cuidados. – sorriu largo, sendo retribuído. – Bom, soldados é hora de ir e proteger o nosso povo. – O rei, falou alto.

– Sim. – gritaram em uníssono.

– Vamos, agora, em direção à floresta.


E deste modo, a tropa inteira começou a se distanciar, deixando os outros com o coração machucado pela preocupação.


– Eu estarei aqui quando voltar, Alfa. – Jimin sussurrou aos ventos, observando o rei sumir entre suas vistas.


Os corações, hoje, batem freneticamente, sensação causada por apenas algumas emoções, amor, preocupação e medo.


Medo de nunca mais poderem estar com seus amados novamente...





















Notas Finais


Gostaram?

Qual a cor do cabelo de vocês? Estou fazendo um trabalho de estatística, meu tema é variação das cores de cabelo...

Não sejam leitores fantasmas...SKKSSK

Até a próxima, se cuidem e bjinhos! 😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...