História The Last Call - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Overwatch
Personagens Bastion, D.Va, Genji, Hanzo, Junkrat, Lúcio, Mccree, Mei, Mercy, Personagens Originais, Pharah, Reaper, Reinhardt, Roadhog, Soldado: 76, Sombra, Symettra, Torbjörn, Tracer, Widowmaker, Winston, Zarya, Zenyatta
Visualizações 22
Palavras 1.607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yoo pessoas!

Primeiramente eu queria agradecer ao "TPG__GOD" por comentar no último capítulo, sinceramente eu achei que ninguém ia querer ler essa fanfic, nas até que vocês foram bem receptivos! Mas, aproveitando essa brecha, vou falar sobre os dias em que a fanfic será atualizada:

-Segunda

-Quarta

-Sábado

Nesses dias fiquem de olho porque vão sair novos capítulos! Dito isso, espero que gostem, e nos vemos nas notas finais.

Capítulo 2 - Re-Encontro Nada Amistoso


Fanfic / Fanfiction The Last Call - Capítulo 2 - Re-Encontro Nada Amistoso

-Seu Bastardo! Eu ta mato! - Fawkes gritou antes de pular encima do mais novo. Não demorou até Ethan rosnar como resposta e os dois começarem a uma espécie de briga.

 Enquanto os dois tentavam se matar, Roadhog olhava para o corredor a sua frente. Diversas celas com outros presos se erguiam até uns duzentos metros a frente e acabavam numa porta que levaria para uma parte separada da delegacia, a parte burocrática como ele gostava de pensar. A mente de Mako retornou ao corpo quando ouviu seu parceiro dizer algo sobre se explodir, e quando Robert chegava a esse ponto, ele sabia que deveria intervir.

Usando suas enormes mãos, Roadhog puxou Junkrat para um lado e Ethan para o outro. Os dois ainda se encaravam com fogo nos olhos, e por mais tentador que fosse a idéia de deixa-los se matar, o Porco sabia que precisava de ambos se quisesse fugir dali.

-Qual é Grandão! Você sabe que é culpa dele estarmos aqui! Porque não o enforca de uma vez?! Você sabe que ele vai voltar de qualquer jeito. - Fawkes tentava argumentar com seu companheiro gigantesco, enquanto Ethan simplesmente estalava sua cauda do outro lado da cela.

-Minha culpa?! Você sabe contar pelo menos?! Eu disse pra você esperar dois minutos antes de explodir aquele maldito prédio! Como eu ia driblar um sistema de segurança inteiro em menos de vinte segundos?! - O felino protestava irritado, sabia que Junkrat era imprudente, mas não sabia que ele seria idiota ao ponto de estragar um plano milimetricamente cronometrado. Como ele queria tirar aquele sorriso idiota do rosto dele...

   Ethan ,- ou "BlackJack" como era conhecido no mundo do crime organização -, era um rapaz em seus vinte e seis anos, supostamente. Suas vestes não eram exageradas como a de seus parceiros, tanto que eram resumidas a um casaco preto com um capuz felpudo e uma calça cargo preta com um par de all-stars da mesma cor. Em sua cabeça ele usava uma tiara em forma de orelhas de gato, sendo que grande parte da tiara era coberta por seus cabelos extremamente bagunçados. Sua única extravagância era a cauda robótica que estava conectada a sua coluna vertebral. 

   Fazia quase dois meses que o trio andava junto. Ethan os havia conhecido por acaso, quando Junkrat tentou roubar um banco vestido de policial ,- o que foi Hilário de ver! -, e como ele já conhecia Mako, não foi difícil somar um mais um e formar o trio de assaltantes mais incompetente de todos os tempos. Na teoria, eles seria fortes juntos, afinal, Roadhog era um "tanque", forte e duro na queda. Junkrat causava um dano razoável e constantemente usava suas armadilhas para prender os inimigos e BlackJack? Ele era tão rápido que mal conseguiam vê-lo, fazia a limpa em segundos.

   Mas, por algum motivo, Robert e Ethan constantemente discutiam, e na maioria das vezes essas discussões acabavam levando a uma briga, e como consequência, alguma coisa cara explodia e isso obrigava os três e a fugir o mais rápido possível. Roadhog estava começando a se encher dos dois, eles pareciam duas crianças! Junkrat só se importava em explodir alguma coisa, e BlackJack, apesar de ser esperto, era muito arrogantes e cheio de si ,- característica que quase sempre ferrava com as missões -.

-Ethan S. Marsh. - Um policial chamou enquanto passava na frente das celas. A primeira idéia do felino foi simplesmente Avançar no guarda assim que a porta abrisse, porém, desistiu do pensamento quando viu outros cinco guardas carregando armas de calibre cinquenta. 

-Presente. - Debochou ele enquanto saia da cela. Um dos guardas o algemou e guiou ele pelo corredor. Apesar de manter o sorriso arrogante na face, Ethan suava. Sua cauda balançava nervosamente enquanto todos os seus sentidos pareciam subitamente aguçados. Estava tendo mais um ataque de nervos.

   A curta caminhada o levou a uma sala de interrogatório. O cômodo todo branco com uma mesa no meio e Três cadeiras, duas de um lado e uma do outro. Haviam duas pessoas sentadas naquelas cadeiras, uma policial com a cabeça abaixada e um outro cara vestido de Cowboy com as pernas encima da mesa. As orelhas da tiara se mexeram em um sinal de visível confusão. 

   Os guardas fizeram o moreno se sentar na cadeira indicada e saíram da sala. Ele tentou ver os rostos das duas figuras, mas a policial estava deitada na mesa com os braços cobrindo a face, e o cowboy, ele havia baixado o chapéu de modo que os outros não pudessem ver seu rosto. BlackJack riu de forma debochada, as mãos ainda estavam algemadas atrás das costas, coisa que lhe era um incomodo. 

-Olha, vocês devem ser muito fodões pra Policia me deixar com vocês. Bem, o que vocês querem? Uma confissão? Sim, fui que roubei aquele banco. Os caras comigo se chamam Robert Fawkes e...

-Segura a língua parceiro. - O cowboy disse erguendo o chapéu com o cano do revólver. Quando Ethan viu a face dele, sorriu animado.

-Jesse McCree...Seu cão sarnento. - Ethan riu com o Apelido que havia "carinhosamente" dado ao amigo no passado. Jesse sorriu de canto e ajeitou sua postura. 

-Ethan. - Ele simplesmente disse.

-Se você está ai, presumo que seja Lena que esteja dormindo ali. - Black perguntou apontando com a cabeça para a policial adormecida. Jesse riu com o comentário e cutucou a policial com o cotovelo.

-Você gosta mesmo da Tracer não? - Hana disse sorrindo de maneira sarcástica enquanto se espreguiçava. 

   Se ouve um momento na história em que o sorriso de Ethan sumiu, com certeza foi aquele

-Hana. - BlackJack disse seco. -A que devo a honra dos dois EX-Agente da Overwatch. - Rosnou o felino dando ênfase na palavra "ex". 

-Wow. Qual o problema gatinho? Ainda não superou o nosso termino? - D.va disse apoiando a cabeça nos braços e encarando o gato com um estranho ar provocativo. Ethan revirou os olhos com a atitude. 

-Primeiramente, vai se ferrar Song. Segundo, não vou comentar sobre isso na frente do Jesse.

-Não se acanhem. Eu não to aqui. - McCree disse divertido antes de tragar um pouco do charuto.

-Ouviu? Então porque não começa dizendo o quanto você sentiu a minha falta. - Debochou a acastanhada. 

-Você não tem algum campeonato de StarCraft para ir? - Resmungou Ethan enquanto olhava para Jesse procurando algum apoio.

   A mais ou menos dois anos, Ethan e Hana foram namorados. O relacionamento foi oculto pelos dois, afinal, se a mídia descobrisse que a Atriz e Gamer Profissional Hana Song estava envolvida com um mercenário procurado pela Overwatch, com certeza a carreira da garota iria acabar. A questão é que o relacionamento dos dois não deu muito certo. Segundo BlackJack, Hana passava a maior parte do tempo jogando ou fazendo "streams" para a Twitch, coisas que não tinham a menor graça para o gato. Para piorar a situação, as visitas noturnas que ele fazia a garota ,- e que costumava a acabar em sexo -, simplesmente pararam quando Hana decidiu que não iria mais acordar para receber o moreno, simplesmente por estar cansada de jogar o dia todo.

Um mês depois, BlackJack pediu um termino que não foi muito bem recebido pela garota no início, sendo que esse "não muito bem recebido" se resumiu a vários gritos, berros e memes feitos pela garota na Internet. Depois, ela simplesmente fingiu que nada aconteceu.


   Talvez a última parte tenha sido a pior.

-Brincadeiras a parte, temos uma proposta para você Ethan. - Jesse disse apagando o charuto na mesa. Black arqueou a sobrancelha, visivelmente curioso.

-Prossiga...

-A Overwatch foi re-ativada. - Hana disse num tom de voz mais baixo. -E nós queremos você. 

   O felino ficou parado por longos minutos, imaginando. Ele, a encarnação do puro azar, trabalhando na Overwatch. Será que eles sabiam que ele trabalhou com a Talon? Por fim, BlackJack riu de forma sarcástica e relaxou na cadeira. 

-Vão ter que me matar antes. - Ladrou o gato. Jesse e Hana se entre-olharam. 

-Ok então. - McCree deu de ombros e puxou sua "Pacificadora" do coldre, atirando no meio da testa do gato logo em seguida. O sangue e pedaço de cérebro coloriram a parede atrás do falecido Gato-Preto.

-Quanto tempo demora pra ele voltar? - Hana questionou receosa. Apesar de já ter visto aquilo mil e uma vezes, sempre ficava com medo dele não voltar. 

-Alguns segundos. Relaxa. Ele já deve estar vindo. - Tranquilizou McCree, os braços atrás da cabeça numa tentativa de ficar mais confortável. 

   Alguns minutos depois, os polícias entraram na sala trazendo Ethan. O felino mantinha uma expressão irritada nos olhos. Meio confusos, os outros policiais tiraram o cadáver de BlackJack para que ele pudesse se sentar novamente. 

-Olha. Devido a essa argumentação intensa, apresentando pontos de vistas tão claros e fatos inegáveis. - Ethan disse com sarcasmo, apesar de sorrir calmamente, seus olhos pareciam os de um lobo encarando dois coelhos. -Eu aceito

-Otimo! - Hana sorriu animada. -Eu vou trazer seu uniforme!

-Espera. Eu só saio com uma condição. - Completou o moreno.

-E seria...? - O cowboy perguntou.

-Quero que soltem meus amigos. 

-Os dois criminosos?! Você ta maluco né? - Hana arregalou os olhos ao ouvir aquilo, é óbvio que não deixariam eles soltarem dois criminosos procurados, a polícia já começava a desconfiar de Jesse! Não podia perder tanto tempo discutindo com seu ex!

-Sem eles eu não saio. - O gato soltou a frase, ela sabia que aquilo seria seu ponto final, e odiava isso. O sorriso arrogante que ele soltava quando sabia que havia ganhado uma discussão antes mesmo dela começar, ou o jeito que ele ria, como odiava adorar cada pequeno detalhe dele.

-Certo. Você venceu. - Hana resmungou. 

-Eu sempre venço.


Notas Finais


Bem galera, é isso!

Espero que tenham gostado desse capítulo! Sim, foi meio curto mas ultimamente eu ando meio sem tempo para escrever. Os capítulos podem ser meio lerdos por causa de estarmos no início, mas garanto a vocês que a partir do capítulo quatro, o pau vai cumê! *-*)

Obrigado mais uma vez por lerem até aqui. Tudo de bom. Sempre.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...