História The Last Curse - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Mal, Príncipe Ben
Tags Bal
Visualizações 531
Palavras 432
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction The Last Curse - Capítulo 1 - Prólogo

Era como se um milhão de facas a estivessem perfurando. Um milhão de facas das mais afiadas, é preciso dizer. Ou um milhão de agulhas em pontas de rocas. Aquelas malditas rocas.

Ouvia a voz de Evie, desesperada, pedindo que mantivesse seus olhos abertos. Que porcaria! Será que ela não conseguia ver seu esforço para manter as pálpebras abertas? Mas elas estavam abertas, afinal? Só via borrões à sua frente, não sabia definir.

E aonde estava Ben? Não ouvia sua voz em lugar algum, nem de Carlos ou Jay. Não que tivesse imaginado que os amigos estariam ali naquele momento específico, mas seria muito bom saber que eles estavam por perto.

“Evie, eu não sou nenhuma especialista, mas eu acho que tem algo muito errado.” A voz de Lonnie não era nem de longe o alívio que precisava, mas era bom saber que não estava tão sozinha.

“Jane, cadê a sua mãe?”

“Ela está trazendo o curandeiro, Evie... Mas eu não sei se ela poderá ajudar muito.” Se sentiu mal pelo tom da amiga, ainda mais diante dos questionamentos de Evie e Lonnie. Havia feito Jane mentir uma vez mais.

“Evie, cadê o Ben? Eu preciso ver o Ben.” Implorou em meia as arfadas, tentando respirar o mais profundamente possível.

“Ele e os meninos estão chegando, M, não gasta as suas energias.” Para pessoas que nunca derramaram uma única lágrima durante 16 anos de suas vidas, até que elas estavam chorando muito nos últimos tempos.

“É, minha mãe nunca falha, não é? Ela se vingou de mim por desobedecê-la.”

“Fica quieta, Mal, não vai acontecer nada.” Lonnie sentou ao seu lado, segurando sua mão. “Jane, entra em contato com a minha mãe... Pede para ela chamar a minha avó, sei lá.”

“Lonnie, você sabe o poder das maldições da minha mãe... Não vai adiantar.” Mal sorriu tristemente, a cabeça caindo para trás, cansada. “Eu quero ver o Ben.”

“Eu vou tentar falar com eles de novo.” Jane correu para fora do quarto, sabendo que desmoronaria se ficasse ali. Evie e Lonnie se alternavam em secar a testa de Mal e acompanhá-la na respiração.

“Respira, M, já tá quase acabando. Logo o Ben vai entrar pela porta, e o curandeiro também. E vai dar tudo certo, eu prometo.” Evie tentava se convencer disso, e Mal teve que admirar o otimismo da amiga.

Mas em seu coração, em seu ventre, em todo o seu corpo, corria a certeza de que ela estava errada. Havia duas vidas em jogo naquele momento, e só uma poderia permanecer no final.

E ela já havia feito sua escolha.


Notas Finais


Olá, tudo bem?
Bom, eu tenho essa história escrita há mais de um ano, mas nunca tinha pensado realmente em postar. Agora, após o segundo filme, veio a vontade. Estou acertando um e outro detalhe, que veio agora com o segundo, mas no geral vou seguir pela minha linha original.
Não sei se tem muito o que se falar no prólogo (posso dizer que amei minha capa? Posso, porque eu amei mesmo), mas espero que estejam gostando.
Logo volto com mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...