História The last flowers - Chanbaek (Hanahaki byou) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, TWICE
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Dahyun, Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Min Yoongi (Suga), Momo, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin, Yugyeom
Tags Bts, Chanbaek, Dahmo, Exo, Flores, Hanahaki, Hanahaki Byou, Hunhan, Jikook, Kaisoo, Kpop, Kristao, Markson, Namjin, Sulay, Vkook, Xiuchen, Yoonseok
Visualizações 369
Palavras 1.251
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Eight


Fanfic / Fanfiction The last flowers - Chanbaek (Hanahaki byou) - Capítulo 10 - Eight

Jimin dormiu a tarde inteira, e acordou durante a noite, com uma flor lhe sufocando. A flor era muito grande, por isso tampava as vias respiratórias do garoto. Byun se assustou ao ver aquilo perto da boca do loiro, e então correu até o mesmo.

Park tinha sua respiração calma, mas por dentro, estava tudo um caos.

— Jimin? — Baekhyun mexeu no rosto do mais novo.

A flor de jungkook era demasiadamente enorme, Baek observava o garoto tentando conter o sufoco. Queria poder ajudá-lo de alguma forma, então

começou a passar a mão no cabelo do menor sem saber o que fazer.

— Você está me deixando muito preocupado.— Disse o loiro.

Algumas horas depois, Park acordou-se, encarando o outro com a feição sonolenta. Assustou-se ao ver Baekhyun dormindo ao seu lado, tanto que caiu da cama.

— Aconteceu alguma coisa? — Baekhyun perguntou, o encarando.— Por quê está no chão?

— N-nada.— Levantou-se com a mão nas costas.— Tenho que ir para casa.

— Você fica desmaiando toda hora, não pode sair.— Baek o encarou.

— Eu não quero ficar aqui o tempo inteiro, sua irmã pode chegar.

— Ela não chegou desde ontem e disse que iria demorar um pouco para voltar.— Baekhyun suspirou.

Park sorriu e sentou-se na cama, passando a encarar o loiro.

— Vou adorar ter sua companhia.— Jimin falou.

— Perdemos a aula.— Baek lembrou-se.

— Foi melhor assim. Se eu fosse hoje, eu teria visto o jungkook e o Taehyung juntos, e ficaria mais fraco ainda.— Jimin cruzou os braços.— Eu sei que ele não gosta de mim, mas eu sou amigo dele a mais tempo que o Taehyung, eu conheço ele desde que éramos crianças e ele simplesmente escolheu o Taehyung!

— E eu teria visto o Chanyeol lindo radiante maravilhoso divino conceitual.— Baekhyun suspirou, esperançoso.

— Eu achava impossível uma pessoa gostar de outra em tampouco tempo, mas de alguma forma eu consegui fazer isso. Não vou negar que me apaixono só por mandarem coraçãozinho na mensagem, eu me encho de amores! Mas... de qualquer maneira eu não acho que o jungkook jamais gostaria de uma pessoa como eu.— Jimin falou.

— Ele não sabe o que está perdendo. Tenho certeza que existe alguém que goste de você, mas não tem coragem o suficiente para se declarar.— Baekhyun sorriu.

— Estou torcendo por você e pelo Chanyeol, fique com ele e sejam felizes.— Jimin sorriu.— Quando eu morrer, vou ser o anjo de vocês e ficar observando tudo, seja lá onde eu estiver.

— Você não pode dizer isso, você tem que lutar.—  Baekhyun o abraçou.— Não quero que você morra!

— Eu não preciso me esforçar em uma luta que eu sei que não vou ganhar. Jamais ganharei seu amor, e muito menos o do jungkook, que é tão difícil.— Jimin retribuiu o abraço.

— Vou me esforçar e descobrir se há alguma maneira de te deixar vivo, não vou desistir.

— Ninguém escolhe por quem se apaixona.— Jimin suspirou.— Quando nos apaixonamos, aprendemos à amar tudo sobre a pessoa, até mesmo os defeitos. Eu aprendi a gostar do jungkook, mesmo ele me ignorando, e aprendi a gostar de você mesmo sabendo que você não gostava de mim.

— Eu te odiava até alguns dias atrás.— Baekhyun deu risada.— mas isso mudou, e agora eu gosto muito de você. Parecemos melhores amigos, não é? Tenso, o luhan não gosta muito de você.

— Me odiava? Por que me odiava, sendo que jamais fiz mal á ti? — O garoto perguntou, cruzando os braços.— E por quê o luhan me odeia?

— Não sei, ele acha que você me impede de ficar com o Chanyeol.

— Você que é devagar, ele gosta de você. O seu amor é recíproco.— Jimin suspirou.— Já os meus...

— Estou triste por você estar portando essa doença duas vezes pior. Se uma flor é difícil, imagine você que cospe dois tipos diferentes? Esse amor que você alimenta dentro de si, está te machucando, e uma hora vai te matar. Eu não quero que você morra, eu sei como é triste amar e não ser correspondido, pois sabes que estamos vivenciando o mesmo problema, mesmo eu te adorando, te achando legal, eu me sinto incapaz de te amar da forma que estás me amando e amando á esse jungkook aí. Eu sei que você gosta muito de nós dois, mas como você tinha dito antes, eu não tenho culpa por não gostar de você. Antes eu achava que era incapaz de amar duas pessoas, mas você chegou e me provou que isso era possível, você acabou gostando de duas pessoas.— Baekhyun suspirou.— Você é imprevisível!

— Eu sei que não é sua culpa se não me ama, nem eu mesmo faço isso.— Jimin riu, sem humor algum.

— Não diga isso! Você tem que se amar, amor próprio é tudo, sabia? Se não se amar, quem irá te amar? Do mesmo jeito que você sofre por nós dois, outra pessoa deve sofrer por você e não ter uma chance de dizer o que sente. Eu costumava pensar que jamais amaria alguém, que todos viriam atrás de mim, como sempre fizeram. Mas não foi assim, eu acabei encontrando uma paixão. Uma paixão que fez meu coração acelerar, que me fez ficar envergonhado e aqueles sintomas de apaixonados. Até perdi metade da minha autoestima maravilhosa que era o que eu mais prezava! Não sei nem se o Chanyeol gosta de mim, então...— Baekhyun o encarou.

— Eu gostaria de poder me amar...— Jimin suspirou.— e o Chanyeol gosta sim de você. Ele só tem medo de agir, assim como você. Ele tem medo igual á você, pensa em você da mesma forma que você pensa nele.

— É difícil quando gostamos de uma pessoa, ficamos só pensando nela, ficamos triste quando ela está com outra pessoa e não nos dá atenção. Ficamos chorando por horas por causa dessa pessoa, eu sei que é difícil... e sei o quanto você está sofrendo e o que está sentindo, já que também estou sentindo a mesma coisa. Mesmo que o seu seja pior por estar gostando de dois ao mesmo tempo, eu sinto essa dor.— Disse o loiro.

— Chega de falar sobre isso.— Jimin cruzou os braços.— Não quero chorar.

Baekhyun assentiu e pensou no que dizer, mas apenas ficou observando o teto, sentindo o sono aparecer aos poucos.

— Acho que estou com sono.— Baekhyun bocejou.

— Pode dormir, eu vou dar uma voltinha pela sua casa.— Jimin sorriu mínimo, levantando da cama.

— Cuidado.— Baekhyun disse.— Aí eu durmo e você cospe uma árvore da sua boca, Deus me livre!

Park revirou os olhos e saiu do quarto, após ver que Baek tinha adormecido. Foi até o lado de fora da casa e passou a tomar ar fresco, observando a lua e o céu estrelado. Olhou para as flores e as árvores, vendo a beleza que possuíam, Jimin se sufocava com flores, mas não via a beleza que as mesmas tinham através do sangue. Eram lindas e vivas, cheias de charme, cada pétala tinha uma história, enquanto Jimin tinha apenas um vazio em seu peito, recheado de beleza e dor. Seu interior estava sendo preenchido por flores, aquilo estava o sufocando e era difícil de respirar, era difícil de viver com aquela doença. O amor sufoca, sufoca tanto que pode nos matar.

Park sabia que estaria destinado à morte, pois não deixaria sua memória ser apagada e esquecer dos garotos. Não queria esquecer o jeito de jungkook, e Byun Baekhyun com sua autoestima de arrasar. Jimin não era amado por ninguém, porém queria tanto ser amado...

🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹


Notas Finais


Olá amores!

Tudo bem com vocês? Gostaram do capítulo? Comentem o que acharam!

Beijos com Nutella ❣️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...