História The last flowers - Chanbaek (Hanahaki byou) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, TWICE
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Dahyun, Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Min Yoongi (Suga), Momo, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin, Yugyeom
Tags Bts, Chanbaek, Dahmo, Exo, Flores, Hanahaki, Hanahaki Byou, Hunhan, Jikook, Kaisoo, Kpop, Kristao, Markson, Namjin, Sulay, Vkook, Xiuchen, Yoonseok
Visualizações 414
Palavras 1.310
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Three


Fanfic / Fanfiction The last flowers - Chanbaek (Hanahaki byou) - Capítulo 5 - Three

🌹 The first petal 🌹

Baek começou a tossir novamente, diversas vezes seguidas. Era como se estivesse se entalando com algo, sentia dor na garganta.

— V-você está bem? — Jimin perguntou, visivelmente preocupado.

— S-sim.— Disse Baek, quando conseguiu parar de tossir.

Eu vi ele primeiro, sai!

— Você parece estranho.— Jimin disse.

— Devo ter pegado uma gripe.— Baekhyun passou a mão pela garganta.— Sorte não é muito a minha cara.

Chanyeol olhava para o garoto, completamente confuso.

— Estou vendo.— Jimin suspirou.— Preciso ir ao banheiro novamente, licença!

— Está com algum problema? — Chanyeol perguntou, segurando a mão do menor.

— N-não, eu só...acho que a pipoca não me fez bem.— Park mentiu, mas ambos não perceberam.— Acho que vou passar o dia me desmanchando em bosta.

— Fica.— Baek riu, segurando a outra mão de Jimin.— Não quero atrapalhar a nossa tarde.

— Eu...— Park suspirou.— Tenho um compromisso.

— Fica, por favor.— Chanyeol pediu.

— Eu...está bem.— Sentou-se novamente.

Baekhyun não disse nada, até esqueceu de soltar a mão de Park. Jimin mal percebeu, mas acabou agarrando a mão dos dois garotos mais forte do que já estavam. Quando o filme acabou, os três rapazes saíram do cinema e seguiram para a praça de alimentação.

— Estão com fome? — Jimin perguntou.

— Não muita...— Baek suspirou.

— Estou.— Chanyeol sorriu.

— Então vamos lá. Eu já comi, não estou com fome.— Park disse, cruzando os braços.

— Eu pago.— Chanyeol falou, antes mesmo de saber o que o menor faria.

— Você paga mesmo, eu não ia pagar.— Jimin o encarou.— Você quem me convidou, você paga.

— Você é tão educado.— Chanyeol riu, indo pedir sua comida.

— Vocês tem certeza de que não estão arrependidos de terem se aproximando de mim? — Jimin perguntou.

O maior encarou os olhos do outro, sem saber o que dizer.

— Você gosta dele, não é? — Disse o menor, pegando Baek de surpresa.

— Q-quem disse? — Baek cruzou os braços.

— Está escrito na sua testa que você gosta dele.— Jimin suspirou.— E você está com ciúmes de tudo.

— Pare de dizer essas coisas, ele pode voltar.— Baekhyun resmungou.— Não está tão na cara assim, e eu não gosto dele.

— Gosta sim.

— Não gosto!

— Gosta sim!

— Não gosta do que? — Chanyeol apareceu atrás de Baek, fazendo ambos se arrepiarem.

— Que rapidez.— Jimin sorriu, disfarçando o nervosismo.

— Pois é, não é?! Parece até que as pessoas da fila evaporaram. — Sentou-se calmamente.— Do que falavam?

— O Baekhyun estava negando que gostava de orelhas.— Jimin riu, sentando na frente de Chanyeol.

— Aconteceu alguma coisa? — O garoto riu, começando a comer.

— Não, por quê? — Jimin perguntou.

— Vocês parecem meio sérios.

— É gás preso.— Jimin riu, encarando Baekhyun.— E o Baekhyun tem essa cara de viado encubado, desde sempre.

Chanyeol começou a rir, enquanto Baekhyun ficou vermelho de vergonha. Suspirou e mostrou a língua para o menor, que cruzou os braços.

— Quem dá língua pede beijo.— Jimin fez um bico.

Baekhyun arregalou os olhos e corou mais do que já estava.

— Não o seu! — Baek inflou as bochechas e virou a cara.

— E quem disse que eu quero te beijar? — Jimin fechou a cara, desviando o olhar.

Chanyeol começou a rir, vendo ambos terem uma pequena discussão.

— Vocês seriam um ótimo casal.— Chanyeol se manifestou, querendo tirar o clima tenso. Queria formar um casal, mas com apenas um ali.

— Eu acho o contrário. Acho que vocês formam um ótimo casal.— Jimin disse, os encarando.— Confesso que quando os conheci, achei que fossem namorados.

— Eu e o Baek? — Chanyeol olhou para o menor.— Não acho que daríamos certo! — deu risada.

Acho sim!

Não acho.

Acho sim!

— Claro que dariam! Vocês são fofos juntos, antes de eu chegar vocês pareciam uns pombinhos.— Jimin sorriu.

— Antes de você chegar? — Baek arqueou uma sobrancelha.

— No colégio, e...ser amigo de vocês? Somos amigos, certo? — O menor perguntou.

— A menos que você queira algo à mais.— Chanyeol sorriu.

Cara, não faz isso.

Faço sim.

Vai ficar com caganeira.

Baek apenas escutava tudo calado, de cabeça baixa.

— N-não quero.— Jimin disse, abaixando a cabeça.

O menor percebia que baekhyun estava chateado e triste, não queria atrapalhá-los.

— Eu... Preciso ir.— Baek se manifestou, assim que recebeu uma chamada da operadora.— Minha irmã quer que eu volte para casa.

— Então...vamos todos.— Chanyeol disse, levantando.— como meu lanche no carro.

— Sua irmã vai te matar.— Jimin riu.

O menor encarava Baek, enquanto o mesmo apenas o encarou de volta.

— Você pode dizer agora? — Jimin suspirou, o encarando.

— Dizer o quê?

— Que você gosta dele.— Disse o menor.

O maior arregalou os olhos e Chanyeol olhou confuso para os dois.

— Ih, parece que estou recebendo mensagens no meu celular! Como eu disse mais cedo, tenho um compromisso importantíssimo com o meu sono! — Jimin sorriu, olhando para a tela do celular e dando tchau.

E então, os outros dois ficaram sozinhos na mesa, sem saber o que dizer. Jimin já estava do lado de fora, pronto para chamar um táxi.

— Ele me paga...— Baek pensou.

Quando Chanyeol e Baekhyun saíram do shopping, encontraram Jimin parado na entrada do estacionamento.

— Jimin! — Chanyeol correu em direção ao menor.

— A, oi.— O loiro sorriu, sem mostrar os dentes.

— Eu te dou uma carona, quer? — O maior sorriu.

— Sua irmã é quem dirige.— Jimin lembrou.— E não, não precisa. Meu táxi já está chegando.

— Tem certeza? — Chanyeol chateou-se.

— Sim.— Disse o menor.— Podem ir.

— Ah... A gente espera seu táxi chegar, então! — Chanyeol parou ao seu lado.

— Não quero que vocês esperem.— Jimin suspirou.— Vão atrasar.

— Está com pressa? — Perguntou Chanyeol, para o Baek. 

— Também tenho um compromisso.— Baekhyun o encarou.

— Ah é... Bom, se cuida! — Deu um abraço apertado em jimin.

— Igualmente.— O menor retribuiu o abraço.

— Te vejo na escola segunda.

— Claro. Até mais Chanyeol, e Baekhyun! — Disse o menor.

Jimin estava triste por ter atrapalhado tudo, por ter entrado no caminho de Baekhyun, porém o menor não sabia que estragaria tudo com Baek e Chanyeol. Queria  que baekhyun conseguisse ficar com o garoto, pois caso não ficassem juntos, Baek teria um destino cruel, como o que estava tendo. Quando os outros dois entraram no carro, estavam em um completo silêncio, fazendo Baekhyun se sentir culpado. O loiro sentiu um embrulho em seu estômago, um nó em sua garganta e um sentimento estranho. E assim, começou a tossir fortemente.

— Tudo bem aí? — Momo perguntou.— Quer que eu pare o carro?

— N-não, continue dirigindo.— O garoto disse, com a mão na garganta.

— Tem certeza? Você não parece bem...— A moça suspirou, receosa.

— Tem tanta coisa que eu não pareço mas sou.— Baekhyun suspirou.— dirija, por favor.

— Aconteceu alguma coisa no cinema? — Hirai não hesitou em perguntar.— está um clima tenso, estou ficando agoniada.

— Não aconteceu nada.— Chanyeol sorriu.— foi tudo bem.

Ao chegarem na casa de Baekhyun, o garoto saiu do carro rapidamente, encarando Hirai e Chanyeol.

— Obrigado por convidar para ir ao cinema.— Baek sorriu mínimo.— e obrigado pela carona, Momo.

— Tem certeza de que está tudo bem? — A moça perguntou.

— Tenho.— Disse o loiro.

— Sua irmã está?

— Uh...não.— Baek estranhou a pergunta repentina da moça.

— Ah, ok.— Disse a moça, antes de sair com o carro.

Baekhyun acenou e entrou dentro de casa, logo correndo para o banheiro. Abaixou-se em frente à privada, pensando em vomitar as pipocas, mas não.

O garoto começou a tossir sem parar, até que acabou vomitando uma pétala, com muita dificuldade.

— U-uma pétala?! — estranhou.

O que é isso?

Uma pétala de flor, idiota.

Mas...como veio parar aqui?

Em breve você descobrirá.

Mil coisas passavam pela cabeça do loiro, mas nenhuma explicava o porquê de ter tossido uma pétala, porém, ele descobriria.

🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo!

Chanbaek logo tem interação e logo começa o drama todo :3

Beijos com Nutella ❣️🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...