História The last flowers - Chanbaek - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, TWICE
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Dahyun, Jackson, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Min Yoongi (Suga), Momo, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin, Yugyeom
Tags Chanbaek, Dahmo, Flores, Hanahaki, Hanahaki Byou, Hunhan, Jikook, Kaisoo, Kristao, Markson, Namjin, Sulay, Vkook, Xiuchen, Yoonseok
Visualizações 80
Palavras 1.318
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, LGBT, Sobrenatural, Survival, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Four


Fanfic / Fanfiction The last flowers - Chanbaek - Capítulo 6 - Four

🌹 The secrets of Park Jimin 🌹

— Jimin deve ter colocado isso na minha pipoca, eu sabia que não devia confiar nesse esquisitóide.— Falava sozinho.

— Eu nem mesmo sei que flor é essa. Parece muito a que o Chanyeol me mostrou semana passada, mas não lembro o nome dela...

Jimin finalmente chegou em sua casa, sentindo uma sensação estranha em sua barriga. O garoto acabou rindo com os próprios pensamentos, que não foram normais.

— Estou grávido de Jeon jungkook, pois sempre que vejo sua beleza intensa, acabo engravidando de quíntuplos. Ó céus, acho que vou pedir pensão.— O garoto riu, começando a tossir.

Apoiou-se na pia da cozinha e tossiu forte, vomitando com um pouco de dificuldade, uma pétala ensanguentada de uma flor.

— De novo essa flor feia? —Encarou a pia, confuso.

O garoto aproximou o rosto da pia, tentando ver a flor nitidamente.

— Já estou ficando cansado de cuspir essa flor chata.— Fez bico, encarando a pétala.

Fazia alguns dias que Park Jimin vomitava uma pétala, de uma estranha flor. Era doloroso, sentia que sua garganta iria se rasgar com tanto esforço que fazia para vomitar. O garoto não gostava de vomitar flores ensanguentadas, nem absolutamente nada. Sentia um peso na consciência quando às vezes, colocava sua mão na garganta de propósito, para tentar ser aceito pelos padrões que a sociedade impõe.

— Aish...essas coisas só acontecem comigo.— Suspirou, totalmente enganado.

Pois não muito longe dali, Baek sofria com o mesmo problema, sem ao menos saber o que era.

Enquanto isso, Chanyeol chegou em sua casa tranquilamente e foi direto um tomar banho para relaxar.

— Estou cansado.— Resmungou.— Ninguém me ama!

— Ama sim, você que faz cú doce e tenta fazer ciúmes.— Momo falou, atrás da porta.

— De quem está falando? — O garoto estranhou.

— Agora a madame vai se fazer de sonsa?! O Baek! Cara, ele tá tão na sua.— Hirai aumentou o tom de voz.— E eu tô na da irmã dele.

— Não me interessa os seus rolos, momo.— Chanyeol riu.

— Valoriza o Baek e deixa eu colar velcro em paz, palhaço.

                     🌹🌹🌹

— Seu idiota, eu te amo! Estou aqui pra você, mas parece que eu não sou ninguém, meu amor não é o suficiente? — Jimin dizia, em sua casa.

Estava sofrendo por um amor não correspondido, estava sofrendo por Jeon jungkook, enquanto o rapaz estava em uma balada se divertindo. Jungkook havia ficado uma vez com Jimin, mas em sua versão, foi apenas um deslize. Já na de Park, Foi uma conquista, com seu primeiro e único amor.

— Estou com um pressentimento ruim...— Baek pensou, já deitado em sua cama.

— Estou com um ótimo pressentimento.— Chanyeol sorriu, se jogando em sua cama.

Segunda-feira, Baekhyun acordou de bom-humor, como sempre fazia, principalmente de manhã. O garoto levantou animadamente e caminhou até o banheiro, fazendo suas higienes matinais e descendo para a cozinha. Enquanto isso, Chanyeol acordou-se de mal humor, como sempre fazia, principalmente de manhã e em uma segunda-feira. Por outro lado, Jimin revirava-se em sua cama, tendo pesadelos.

Quando você está preso em seus próprios pesadelos, não existe ninguém que queira te acordar e dizer que está tudo bem.

E então, o garoto acordou totalmente assustado. Sentia que seu coração ia saltar para fora, porém era o que mais desejava. Queria muito não ter um coração, para não sentir a dor que sentia diariamente.

— Caramba, estou atrasado! — Jimin correu para se arrumar.

                     🌹🌹🌹

Prendeu sua bicicleta e percebeu que chegou junto de Baekhyun.

— Oi, bom dia.— Jimin sorriu, de forma educada.

— A, oi.— Baek sorriu, sem mostrar os dentes.— B-bom dia? Desculpe por ontem...

— Sem problemas. Eu entendo, mas se você gosta dele você deveria demonstrar que gosta, e não ficar sofrendo pelas costas. Isso não faz bem.— Jimin o encarou.— Isso vai destruir você, e não vai ter como controlar depois.

Baek suspirou e o encarou confuso.

— Eu te digo o mesmo.

— O quê quer dizer com isso? — Jimin perguntou, o encarando.

— Você entendeu.— Baek suspirou.— Você parece gostar do Chanyeol também.

— Eu não gosto do Chanyeol, somos apenas amigos e jamais seremos outra coisa além disso.— Jimin cruzou o braço.— Mesmo se ele quiser algo comigo, eu não vou ficar com ele. Isso seria furar olho, amigos não fazem isso. Somos amigos, certo?

— Sim, somos amigos.— Baekhyun sorriu.

— Eu vou te ajudar a ficar com ele, e eu sei que...mesmo que os seus amigos não gostem de mim, eu vou ajudá-los nessa. Sei que eles também querem que você e o Chanyeol fiquem juntos.

— Não sei o que dizer...— Baek suspirou.

— Não diga nada, apenas deixe acontecer.

— Oi, o que estão fazendo parados aqui? — Chanyeol apareceu, com o cabelo completamente bagunçado.

— Estou vendo se passa a moça do algodão doce.— Jimin o encarou.

— Ali.— Baekhyun apontou rapidamente, vendo uma moça vendendo algodão doce.

— Compro na saída.— Jimin sorriu forçado.

— Isso é tipo... Seu doce preferido? — Chanyeol perguntou, entrando no colégio.

— Sim! — Jimin sorriu.— E o de vocês, qual é?

— Pirulito.— Baekhyun respondeu.

— Acho que...não tenho um doce favorito.— Chanyeol parou pra pensar.

— Pirulito? Gostei.— Jimin sorriu.

Baek corou, fazendo Chanyeol dar risada.

— Como você é poluído! — Disse o maior.

— Eu também gosto de pirulito.— Jimin riu.— Vocês pensaram que eu me referia á outra coisa?

— Eu não! — Chanyeol riu.

— Eu não disse nada! — Baekhyun respondeu, com as bochechas rubras. 

— Mas vocês pensaram, que eu sei.— Jimin riu.

— Só pensei porque ele pensou primeiro.—  Chanyeol apontou para o loiro.

— Vocês são telepatas, ai que fofo.— Jimin juntou as mãozinhas.— Já dá pra casar!

— Sim, sim.— Chanyeol concordou.— Bom, vou indo.

— Até mais! — Jimin acenou para Baekhyun e Chanyeol, que eram colegas de sala.

Jimin suspirou e seguiu seu caminho, encontrando Taehyung e jungkook na porta da sala de aula. Yoongi e Hoseok estavam juntos, ao lado de ambos.

— Oi.— Jimin sorriu mínimo, se corroendo de ciúmes por dentro.

— Oi Jimin!— Hoseok sorriu, o abraçando.

— Oi.— Yoongi falou, inexpressivo.

Taehyung e jungkook não disseram nada, apenas ficaram conversando como se o garoto não estivesse ali.

— Tae...você esqueceu sua jaqueta lá na minha casa.— Jimin coçou a nuca, encarando o maior.

— Não preciso mais dela.— Taehyung sorriu mínimo.— pode jogar fora.

— Uh...ok.

— Agora eu uso metade das roupas do kookie.— Taehyung riu.

Naquele instante, Park suspirou cansado e saiu da sala novamente, correndo para o banheiro, vomitando uma flor. Aquela era sua primeira flor, estava avançando e não sabia o que fazer.

— Flor feia.— Resmungou, observando a pétala em sua mão.— Não lembro seu nome, vou te chamar de S/N sem coque frouxo.

                    🌹🌹🌹

Baekhyun e Chanyeol estavam no corredor das salas, conversando normalmente enquanto esperavam Sehun e Luhan.

— Eles demoram muito.— Baekhyun suspirou.

— Ooii! — Luhan apareceu, abraçando os amigos.

— Oi! — Baekhyun sorriu, encarando o amigo.

— Onde vocês estavam? Ficamos esperando por muito tempo.— Chanyeol cruzou os braços.

— Eu estava no banheiro tocando flauta com o Sehun, muito legal, vocês dois deviam experimentar! — Luhan sorriu, fazendo Chanyeol rir e encarar Baekhyun.

— Não diga uma coisa dessas.— Baekhyun corou.

— Ala o santinho do pau oco.— Luhan fez careta, olhando para o amigo.— Parece idoso.

— Vou te bater! — Baek cruzou os braços.

— Amor, olha ele! — Luhan fez bico, ficando atrás de Sehun.

No mesmo instante, Kyungsoo chegou.

— Oii! — Luhan sorriu para o amigo.

— Ai meu Deus, que má sorte! — Kyungsoo suspirou, vendo o amigo.

— Oi! — Baekhyun sorriu.

— Bom dia piranha encubada, bom dia Luhanzinho, bom dia Chanyeol.— Kyungsoo sorriu para os amigos. Ainda não tinha intimidade o suficiente para dar apelidos á Chanyeol.

— Eu não sou piranha encubada.— Byun cruzou os braços.

— É sim.— Sehun, Luhan, e Kyungsoo disseram em uníssono.

Baekhyun suspirou e revirou os olhos, entrando na sala de aula. Ao mesmo tempo, sentia uma sensação horrível. 

🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹🌹



Notas Finais


Hoje vai ter att tripla.
Daqui a pouco eu posto outro, hihihi.

Gostaram do capítulo? Estão gostando da história? Eu gostaria de saber a vossa opinião.

Beijos com Nutella ❣️ 🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...