1. Spirit Fanfics >
  2. The last one of us >
  3. Bonus 13

História The last one of us - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Eu resolvi fazer alguns capitulos bonus pra poder dar mais uma fechada em algumas coisas, então teremos um pouco da historia de olivia, haseul investigativa e a construção da relação de todas


espero que gostem

Capítulo 4 - Bonus 13


 

 

 

 

 

 

Gowon acordou de seu pesadelo assustada, mais uma chuva de sonhos e memórias desordenadas e que não lhe faziam sentido, ao seu lado o relógio marcava sete horas, era hora de levantar. Tinha aulas pela manhã e depois treino com Yves. Isso significava que seu dia seria cheio e cansativo. 

 Respirando fundo e abotoou o último botão de seu paletó, o frio já castigava naquela época, fazia dias que o sol não saía. 

Assim que abriu a porta de seu pequeno dormitório deu de cara com alguém sentado ao lado de sua porta com os joelhos dobrados e seus braços sobre eles, seu cabelo perto tampava os ombros e o rosto, Olivia. Estranhando, Gowon se aproximou e percebeu que a garota cochilava naquela posição, levou a mão até seu braço e balançou de leve a chamando. 

-Olivia – sussurou – vamos acorde - balançou com um pouco mais de força e a mais nova enfim despertou se levantando devagar. Seu pescoço doía por ter passado muito tempo naquela posição - O que estava fazendo aqui? - Gowon perguntou encarando a maior em dúvida. 

-Eu senti que você estava assustada e então eu acordei aqui – disse olhando em volta - não me lembro de levantar só me lembro de sonhar que você estava assustada e que não queria ficar sozinha – disse baixinho. 

-Ótimo - Gowon suspirou cansada – agora você também é sonâmbula - Olivia sorriu fraco passando a mão pela sua nuca. 

-Você está bem? O que foi aquilo tudo? - a cada dia que se passava Gowon descobria como ser alma gêmea de alguém lhe afetava. Seus sentimentos eram compartilhados, Olivia conseguia sentir quando Gowon estava em perigo ou triste por exemplo, assim como Gowon também conseguia sentir. 

-Eu não sei – suspirou - só sei que não foi a primeira vez que tive pesadelos iguais a esse, mas fazia tempo que não tinha um – se aproximou um pouco mais e tocou o pescoço de Olivia – seu pescoço dói - afirmou. 

-E só um mau jeito, deve passar daqui a pouco – assegurou encarando a mais baixa. Queria muito abraçá-la mais sabia que apesar de tudo ainda não estavam nessa fase.  

-Sei o que está pensando, eu vou ficar bem Olivia – sorriu fraco – assim que eu entrar naquela sala de aula e olhar aquele quadro, já nem me lembrarei mais do pesadelo – respirou fundo e a olhou nos olhos - sei que não é como se tivesse controle, mas obrigada por vir – segurou sua mão e acariciou o dorso com seu dedão - significa muito para mim. 

-Faço essas coisas sem sentido, e nem por isso ganho um beijo – disse brincado e Gowon soltou sua mão, lhe dando um pequeno tapa. Estava se virando de costas e se preparando para se afastar quando Olivia segurou sua mão e lhe puxou delicadamente em sua direção - É brincadeira – sorriu largo – fico feliz de saber que minha presença te acalma, sinto que essa é minha missão de vida – acariciou sua bochecha levemente com apenas o dedo indicador, fazendo Gowon abrir um sorriso. 

-O que? - perguntou baixinho. 

-Fazer você feliz – respondeu no mesmo tom. 

 

 

 

 

 

Yves estendeu o braço e desligou seu despertador, sentou na cama e se alongou, o músculo de seus braços doíam. Apesar de não contar para ninguém, desde o resgate de Olivia seu braço estava sempre doendo. 

 Tinha aula logo pela manhã e precisava se aprontar, alcançou o roupão ao lado da cama e enrolou em seu corpo. Se virou para o lado e deixou um pequeno beijo sobre o ombro desnudo de Chuu que ainda dormia. 

-Está na hora de levantar, meu amor – disse carinhosamente e ouviu um grunhido de “ mais cinco minutos” em resposta – Tudo bem – sorriu – pode dormir um pouco mais enquanto tomo banho – fez um pequeno carinho em seus cabelo antes de se levantar e entrar no banheiro para seu banho. 

Assim que saiu do banho, com seu uniforme já colocado se encaminhou para Chuu novamente que ainda não tinha movido sequer um músculo. Acariciando seus cabelos Yves acordou Chuu que ainda demorou mais uns cinco minutos para levantar, assim que sentou na cama Yves lhe estendeu seu roupão para que se cobrisse. Meia hora depois as duas já estavam prontas e Chuu se despediu de Yves com um beijo rápido já que ela iria para a sala de treino, o cronograma de Chuu no dia de hoje era diferente do resto, envolvia treino diferentes com cada membro do grupo. 

 

 

 

Ajeitando sua braçadeira vermelha de Líder do ODD EYE CIRCLE, Kim Lip ouviu pequenas batidas na porta. Abriu e deu de cara com Jinsoul em seu uniforme de treino também, a mais velha sorriu e entrou no pequeno dormitório. 

-Pensei que tivesse aula neste horário, Kimmie – disse parando em sua frente. 

-Mexi um pouco em meio horário, vou treinar Olivia agora – disse e encarou o relógio acoplado a seu uniforme de treino – depois tenho planos de treinar armas com Chuu – se aproximou um pouco Jinsoul e segurou sua mão - algumas aulas e por fim o último treino, com vocês - sorriu tímida. 

-Seu dia vai ser cheio – ponderou - será que sobra algum tempinho para mim? - perguntou brincando. 

-Podemos almoçar juntas se quiser – suas orelhas estavam vermelhas. 

-No terraço? - perguntou esperançosa. 

-Claro, aonde você quiser – afirmou com certeza e sorriso de Jinsoul se abriu - está indo treinar na piscina agora? - observou como o traje de Jinsoul era de material um pouco diferente, ela possuía dois, uma para treinos de combate e um para a água. 

-Na verdade estou, e Chuu provavelmente está me esperando nesse momento, mas queria passar aqui para te ver um pouco antes de ir, os últimos dias têm sido tão corridos - abraçou os ombros de Lip – que nós mal conversamos. 

-Desculpe - abraçou a cintura de Jinsoul. 

-Você não tem culpa Lip, nenhuma de nós duas temos – inclinou seu rosto - está tudo bem, eu me contento em ter você comigo só um pouco – Kim Lip balançou um pouco a cabeça e beijou sua testa com carinho. 

-Dorme comigo hoje? - perguntou baixinho - tem razão os últimos tem sido tudo tão corrido, quero ficar perto de você um pouco mais – Jinsoul concordou com a cabeça antes de selar seus lábios. 

 

 

 

Hyunjin estava jogada de bruços na cama, com o edredom todo embolado, a blusa sem mangas estava levemente levantada devido aos movimentos que fazia enquanto dormia. A garota tinha o cabelo sobre o rosto e os lábios levemente abertos, estava em um sono profundo babando no travesseiro. Seu quarto estava uma zona, com correria dos últimos dias mal tinha tempo de organizar suas coisas, chegando tarde apenas para desabar na cama. Suas roupas sujas estavam espalhadas pelo chão, livros abertos pelos cantos, folhas soltas e bolinhas de papel. Pelo menos hoje teria a manhã de folga. 

Haseul abriu a porta do quarto e se deparou com esta cena, estava ali para pedir ajuda de Hyunjin. Desde que voltaram ela se ocupou em investigar o grande mestre e agora queria ter acesso aos arquivos do computador do grande mestre que infelizmente era trancado com senha. Seu plano era usar Hyunjin para intimidar Mark e fazer com que ele hackeasse o computador. 

Suspirando ela adentrou o quarto tentando desviar da bagunça, se aproximou da garota que babava em seu travesseiro e balançou seu ombro bruscamente. 

-Hyunjin – chamou com a voz firme – acorde – sacudiu com mais força e a mais nova foi despertando aos poucos e se sentando na cama. Passou a mão pelo rosto cansado, seus olhos quase não abriam, ainda não estava cem por cento alerta – Preciso de sua ajuda – Haseul continuou. 

-Que? A essa hora? - Hyunjin se espregruiçou  e encarou sua líder - o que quer?  

-Preciso que me ajude a convencer Mark a hackear o computador do grande mestre – disse fechando os punhos. 

-Com todo respeito, mas você ainda está nisso? - disse se levantando de forma preguiçosa - Haseul, já está tudo bem, nós já temos Olivia – se aproximou e passou a mão pelos seus braços - devemos seguir em frente – a encarou nos olhos. 

-Não posso seguir em frente enquanto não chegar ao fundo dessa história - levantou a cabeça - porque se a suspeitas se confirmarem nós estamos dentro da toca do inimigo o tempo todo, não posso deixar que isso aconteça. Preciso ter uma confirmação, Hyunjin – a mais nova suspirou. 

-Tudo bem, eu vou te ajudar, só preciso me trocar – disse se encaminhando para o pequeno armário. 

-E quando terminarmos, você vai arrumar este quarto – Hyunjin grunhiu em resposta - não adianta reclamar, daqui a pouco isso aqui vai atrair ratos por conta da bagunça - determinou – Agora se troque rápido, estarei esperando no corredor – disse e se direcionou a porta. 

 

 

 

 

-Direto – Kim Lip instruiu Olivia de forma firme, a mais nova usava luvas de box e batia na manopla que Kim Lip usava. As duas treinavam a pouco mais de meia hora e durante esse tempo Lip pode observar o quão desatenta estava a outra. Havia ficado confusa com a direções e instruções da mais velha por mais de três vezes – Preste a atenção, Olivia – chamou sua atenção e escutou um grunhido de resposta – Jab – levantou as luvas – double jab – continuou e Olivia seguiu suas ordens, porém em um momento de desatenção abaixou sua guarda e como não era a primeira vez que Kim Lip lhe avisava sobre isso, a mais velha resolveu dar uma lição em Olivia, aproveitando-se da brecha Kim Lip estendeu sua mão e com toda sua força bateu com a manopla na testa da  mais nova que com a pancada rodopiou em seus próprios pés e caiu sentada no chão. 

Ainda meio perdida levou a mão com a luva em sua cabeça e encarou a mais tinha o rosto fechado e a encarava um pouco brava. 

-Avisei para levantar a guarda – disse tirando a manopla e cruzando os braços - duas vezes – disse fazendo dois com a mão - isso é o que acontece quando não presta a atenção no que estou dizendo, Olivia – disse e estendeu a mão para a ajudar a levantar, Olivia rosnou mas aceitou sua mão se levantando devagar – quer me contar o motivo de estar tão distraída? 

-Não tive uma boa noite de sono – respondeu baixo, estava brava pela pancada mas resolveu ficar calada. 

-O que quer dizer com isso? Teve pesadelos?  

-Não, Gowon teve – disse e Kim Lip a encarou em dúvida - nossa conexão faz com que eu veja quando alguma coisa acontece com ela. Ela teve pesadelos e eu senti que deveria estar com ela então eu acabei dormindo na porta de seu quanto. De forma inconsciente eu caminhei até sua porta e dormi sentada ali. 

-Isso explica muita coisa – caminhou até o canto do ringue pegando duas garrafas de água que estavam ali – sabe Jinsoul, Choery e eu também estamos conectadas – disse lhe entregando a garrafa – as vezes até conseguimos nos comunicar por pensamento, mas isso exige muita concentração - Olivia bebeu a água escutando atentamente – sei como isso é uma benção e maldição ao mesmo tempo porque não consigo esconder nada daquelas duas, mesmo que eu queria – Olivia concordou com a cabeça - talvez você devesse mudar de dormitório, para um mais perto dessa maneira você estará sempre perto – sugeriu. 

-Acha que Yves vai deixar? - seu nariz se retorceu quando pronunciou seu o nome de sua líder. 

-Falarei com ela mais tarde – disse recolocando as manoplas – agora chega de conversa e se concentre no seu treino. 

-Espera tem outra coisa ... que não sai da minha cabeça - disse baixinho e olhando para os seus próprios pés. 

-Tudo bem – Kim Lip lhe olhou atentamente – pode dizer – a encorajou. 

-Eu não consigo mais me transformar – levantou os olhos – desde o meu resgate, todas as vezes que tentei, eu só não consigo. Sinto que não tenho controle sobre meu corpo. Aparentemente aquele homem estava certo, eu sou um híbrido que não consegue se transformar, inútil... 

-Já chega – Kim Lip a interrompeu tirando a manopla novamente e jogando no chão, se aproximou de Olivia com passos largos e segurou seu rosto firmemente – eu quero que você preste bem atenção no que eu vou te dizer – Olivia a encarou assustada - você não é inútil, Olivia. Nos arriscamos tudo por você, porque você vale a pena, você é a número 12, uma guardiã. Quando os tempos mais sombrios vierem é você que vai proteger pessoas com poderes, você - apontou o dedo para o peito de Olivia – eu, Chuu, Yves, todas nós somos a chave para muita coisa. Você ainda não controla seus poderes, mas é para isso que estamos aqui, cada uma de nós já esteve no seu lugar e superamos isso. Eu não sei o que aquele homem fez com a sua cabeça ou o que ele te disse, mas nada daquilo é verdade, Olivia. Nós vamos te ajudar a ter controle de seus poderes porque é isso que fazemos, nós nos ajudamos – finalizou soltando Olivia e recolocando a manopla – agora trate de acertar essa manopla como se sua vida dependesse disso – sorriu de canto. 

Olivia balançou a cabeça e sorriu timidamente, tinha um longo caminho a percorrer até o controle de seus poderes, mas ao contrário de que pensava antes parecia q não seria tão complicado assim com a ajuda certa. 


Notas Finais


Como eu já tenho tudo planejado e nada pra fazer eu volto bem rápido com a segunda parte


obrigada por ler


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...