1. Spirit Fanfics >
  2. The last son of Olympus >
  3. Prologo

História The last son of Olympus - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu não sei quase nada de rpg mas gosto muito do género, por isso fiz a história obviamente. Tenham paciente comigo caso eu erre alguma coisa e se puderem me ajudar a melhor os erros no rpg eu agradeço também Kkkkk é isso.

Boa leitura.

Capítulo 1 - Prologo


Fanfic / Fanfiction The last son of Olympus - Capítulo 1 - Prologo

Em uma época onde quem tinha mais dinheiro e prestígio, realmente poderia decidir o destino de alguém, não seria sensato você atrair para si a fúria de um desses figurões certo?! É claro que sim, mas infelizmente Kushina uzumaki descobriu isso da pior maneira possível. Após negar o pedido de casamento de um dos grandes líderes de clãs de sua vila, a bela ruiva de olhos roxos foi alvo da fúria do tal líder que não aguentou sua rejeição e usou de todo seu poder e influência para manipular os populares ignorantes da aldeia, a acreditarem que a ruiva mantinha um romance escondido com Uchiha madara, inimigo declarado da aldeia e responsável por milagres de mortes.

Mesmo sem provas concretas, boato se espalhou rapidamente e logo a ruiva já era alvo da hostilidade dos aldeões, sem escolha, Hiruzen Sarutobi ex-líder da aldeia, interveio pela ruiva e conseguiu abafar um pouco do boato porém, tudo foi por terra quando a ruiva surgiu grávida do nada e um segundo boato de que ela estava grávida do uchiha se espalhado, agora além da hostilidade ela também era alvo de desdém e até mesmo chegou a sofrer ataques por parte dos aldeões e alguns ninjas que tentaram se vingar matando o "filho do traidor" mas Kushina não era nenhuma mocinha indefesa e sempre revisava os ataques e quando não, era o próprio Hiruzen que intervinha e punia os agressores.  

Após saber de sua gravidez, o velho  foi prestativo para ajudá-la em tudo, considerava a ruiva como uma filha e como todo pai ele quis saber quem era o sortudo mas qual não foi sua surpresa, quando a ruiva afirmou não saber quem era o pai, pois segundo ela foi um caso de uma noite e ela estava bêbada. Hiruzen brigou com ela por ser irresponsável mas parabenizar ela por sua coragem e manter a criança, os dias foram se passando e logo sua barriga já era vista e com ela, novos boatos iam surgindo e cada vez mais mentirosos, conforme sua barriga ia crescendo, ficava cada vez mais difícil para a ruiva se defender sozinha e foi pensando nisso que o Sarutobi formou uma força tarefa para proteger a uzumaki nos últimos meses de gestação. 

Curandeira _Força Kushi, eu já consigo vê-lo. Afirmou sorrindo eufórica, encarando a ruiva que lhe encarava como se fosse bater nela a qualquer instantes. Kushina seguiu seus comandos e após mais minutos de dor e altos gritos por parte da ruiva, enfim o choro de  bebê é ouvido e a ruiva pode respirar de aliviou, seu bebê havia nascido. _É um menino, um lindo garotinho. Aqui segure-o. Fala emocionada enquanto entregava o lindo bebezinho de cabelos negros nos braços da ruiva que o pegou com todo cuidado do mundo e sorriu lhe dando um beijo na testa, foi inevitável para ela ou qualquer um das mulheres ali não se emocionarem com a cena, especialmente as que conheciam a história da ruiva e sabiam o quando ela sofre e vem sofrendo por conta das mentiras de um canalha.      

Kushina _Meu filho, meu lindo Naruto-kun, você é a coisa mais fofa que eu já vir. Afirmou sorridente, encarando o rosto redondinho do bebê que tinha parado de chorar, assim que ela lhe segurou e agora apenas balbuciava coisas incompreensíveis, Kushina sorria enquanto o encarava esperançosa, na expectativa de ver como era seu olhos e quando eles abriram, a ruiva não acreditou em tamanha beleza. _Ah! Meu bebê, você é perfeito sabia disso? Sabia que a mamãe te ama mais do que tudo. Comentou serena, acariciando o rostinho do bebê que deu uma gostosa gargalhada com seu ato e a encarou com seus grandes olhos tão azuis quando águas cristalinas, Kushina ficou encantada com eles e com tão visão, ela lentamente começou a se entregar a inconsciência, estava exausta mas antes de sua vista escurecer, ela pensou ter visto um brilho branco azulado cruzou os olhos do bebê, antes dele ser tirado de seus braços. 

A notícia do nascimento de Naruto uzumaki, assim como os demais boatos e fofocas da ruiva, se espalharam com rapidez e logo novos comentários maldosos e histórias mentirosas foram agregadas ao "catálogo" da ruiva que agora tinha de ouvi-los falar de seu filho, Naruto tinha nascido com os cabelos negros e isso na opinião dos ignorantes da vila, era a prova concreta de que Naruto realmente era filho de madara uchiha e dessa vez até mesmo os mais incrédulos em relação aos boatos, passaram a cogitar mais a ideia de que tinha dado a luz ao "filho do demónio" e passaram a incentivar seus filhos a ignorar e não se misturar com o garoto. 

Para proteger a ruiva e principalmente Naruto, Hiruzen fortificou a guarda que ele colocou para proteger os dois, colocando somente os homens que ele mais confiava nesse posto e lhes deu ordem para matar qualquer um que ousar fazer mal a eles, além de usar seus poderes como conselheiro, para criar uma lei que puniria com a morte, aquele que atacasse um companheiro de vila e por um tempo Naruto e sua mãe conseguiram viver uma vida feliz e até mesmo tranquila, em uma cabana bem espaçosa sob a montanha que protegia a vila. 

Graças a lei, os que queriam mal do pequeno não podiam fazer nada abertamente contra ele, mas isso não os impedia pagarem outros para fazer e por conta disso, dezenas de "tentativas falhas" foram eliminadas desde o nascimento do garoto, até os seus cinco anos de idade onde ele enfim entendeu o porquê de tanta hostilidade e desdém de todos para com ele e sua mãe. Naruto sempre se mostrou um garoto inteligente e perspicaz para tudo o que fazia, sua velocidade de raciocínio e aprendizado eram assombrosas, com dois anos ele já sabia lê e estuda a vida ninja com sua mãe, com quatro ele já treinava alguns juntos e para alguém com um talento desses, entender que sua mãe era mal falada pela vila não seria tão difícil. 

Naruto _187... A Okaa-chan parece triste.196... Com certeza foram eles! 197... 198... 199... 200. Completou levantando em um sobressalto, assustando a ruiva que estava parada ao seu lado, acompanhando seu treino físico enquanto lia para ele, em voz alta um livro sobre chakra, Kushina olhou feio para ele enquanto massageava o coração, Naruto gargalhou coçando a nuca. _eu te amo Okaa-chan. E pode deixar que eu não vou deixar que falem mal de você, nunca mais. Afirmou sorrindo largo e determinando, saltando no colo da ruiva e a abraçando com força, Kushina ficou confusa com suas palavras mas retribuiu o abraço e lhe deu um beijo na testa, amava seu pequeno demais e tinha a sorte deste amor ser genuinamente recíproco. Kushina não entendeu o que ele quis dizer na hora mas na manhã seguinte, foi inevitável não saber. 

Um grupo de alunos estavam falando mal dela, repetindo as mesmas coisas que seus pais falavam e provocaram o loiro que não deixou barato e sozinho, avançou contra eles, agora imagine o desespero da ruiva quando seu filho chegou em casa todo machucado mas com um sorriso no rosto, pois tinha mandando o grupo de genins para o hospital.

Naruto era mais novo mas com certeza mais forte que seus aniversários e isso tranquilizou um pouco a ruiva que deu uma longa bronca nele por ter brigado, apesar de ela própria saber que não seria e como esperado dias depois, mais uma confusão e dessa vez eram gennins mais experientes queriam vingança por seus amigos e atacaram todos juntos, Naruto apanhou nesse dia mas caiu batendo e batendo muito, alguns dos alunos até teve ossos quebrados, o garoto aprendia rápido demais e seus atributos físicos pareciam crescer dia após dia.

Os anos foram se passando e a rotina era sempre a mesma, eles atacaram juntos, Naruto matava todos ou certamente a maioria para o hospital e dias depois eles tentavam de novo, sempre usando um upgrade para conseguir eliminar o garoto que sempre conseguia lhes prejudicar gravemente e voltava para casa ferido, onde era tratado por sua mãe que lhe enchia de reclamações. 

Hiruzen soube dias depois da primeira briga e tentou fazer algo para evitar-las mas como não podia punir crianças e nem impedir que eles agridam Naruto verbalmente, ele teve de apenas sentar e assistir Naruto usar dos ensinamentos, que ele e Kushina estão lhe dando para lidar com seus problemas. Os pais indignados por seus filhos machucados, tentaram reclamar com o hokage, líder da vila para que ele tome alguma atitude mas, assim como Hiruzen ele não poderia fazer nada já que Naruto era um criança.   

Kushina _Quantas vezes vou precisar repetir Naru? Não brigue na academia, você pode acabar se machucando gravemente. Repetia pela décima vez o mesmo discurso só naquele dia e também pela décima, recebeu um aceno de cabeça e olhar sofrido do garoto qual estava sentado na mesa de centro em sua frente, enquanto que, ela sentada no sofá, cuidava do seu supercílio cortado. Naruto acabara de chegar da academia e mais uma vez tinha brigado. _Você já é um rapaz, logo fará doze anos, não deveria da atenção ao que pessoas burras falam, ainda mais se for mentiras. Advertiu sorrindo serenamente, dando um beijinho sobre o ferimento do garoto que sorriu abobalhado enquanto a abraçava com força, Kushina correspondeu o ato e ambos logo se levantaram e foram para a cozinha, onde a ruiva foi preparar o jantar e o loiro sentou-se à mesa para fazer suas lições de casa enquanto lhe fazia companhia e conversava banalidades. 

Naruto _Okaa-chan, como faço para saber que elemento eu tenho? Aqui diz que preciso colocar meu chakra em um papel mas não tem papel aqui. Argumentou confuso, mostrando o livro para a ruiva que parou o que fazia para lhe dar atenção. Se comparado aos demais alunos de sua idade, Naruto estava anos luz avançado enquanto eles ainda tentava usar um simples bunshin, Naruto já fazia Kage bushin com oito anos e os utilizando nos treinamentos, sua evolução só alavancou e agora com onze anos, doze meses, nove dias e poucas horas para completar seus doze, ele tinha um nível de chunnin experiente para jounin mediano.

Sua evolução era assombrosa e Kushina teve o prazer de acompanhá-la de perto e em ação, pois nesses anos depois sua gravidez e com Naruto já andando, as contas começaram a apertar e para cuidar dela e do filho, Kushina teve de voltar a ativa e fazer missões, sempre levando seu filho consigo, sim era perigoso e totalmente irresponsável mas o que ela poderia fazer, não tinha ninguém em quem confiasse para cuidar dele e o velho Hiruzen era muito ocupado, além disso ainda tinha as tentativas de assassinatos.

O único lugar seguro para ele era junto dela e sem falar que Naruto foi e é, o melhor parceiro que ela já teve pois mesmo não sabendo nada do que se passava ao seu redor, bom ao menos era o óbvio a se pensar, Naruto muitas vezes salvou sua vida, seja com um grito que a alertou do perigo ou algo mais direto como ele mesmo espancando um inimigo, só porque ele lhe xingou, o que era costumeiro em combates, um tentando desestabilizar o outro para obter a vantagem.

Kushina _Aqui use essa folha, coloque seu chakra nela e dependendo que acontecer com ela, se molhar, queima, corta e etc. Você saberá seu elemento. Explicou pacientemente, entregando uma grande olha de uma árvore que tinha caindo dentro de casa, Naruto ouviu tudo atentamente e empolgadão, pegou a folha das mãos da ruiva que riu de sua eufórica e logo voltou a preparar o jantar, estava sendo um fim de tarde agradável e tranquilo como eles não tinham a muito tempo, e isso estava preocupando a ruiva, sua noites nunca foram tão tranquilas. _naruto-kun querido, você pode ir buscar um pouco de lenha para mim, essas que peguei não serão suficiente e você sabe que preciso de muito fogo pra fazer o ramen certo?! Afirmou sorrindo ardilosa encarando o moreno que estancou na carreira de olhos arregalados e mais rápido do que olhos comuns pudessem ver, ele sumiu dali. Kushina gargalhou dele, era sempre o mesmo garoto esfomeado de sempre, a ruiva fitou o papel na mesa e prendeu o fôlego surpresa, quando viu o papel se cortar, queimar, ficar sujo de terra, se molhar e por fim o papel criou grandes raios branco meio azulados, assim como os que ela pensou ter visto nos olhos de seu bebê a onze anos. cinco, cinco elementos, isso realmente era possível? Seu filho, possuía os cinco elementos. 

Anbu _Onde está o garoto? Não adianta tentar estender-lo! Ambos morreram hoje. Afirmou com desdém, tirando a ruiva de seus devaneios e logo avançou de encontro a mesma com duas katanas em mãos, Kushina virou-se para ele já jogando a faca que estava em suas mãos, o anbu nem viu o que lhe aceitou e caiu morto mas ele não era o único. 

Kushina _Eu senti-los a distâncias, tem certeza de que são da anbu? Parece que os ninjas da vila só pioram a cada dia. Comentou com desdém, encarando os três ninjas parados em sua frente com katanas e kunais, a ruiva sorriu pegando uma outra faca na mesa e a apontou para os ninjas, eram são os três, será que eles não confiam mais em suas habilidades?! O pensamento da ruiva foi respondido, quando outras dezenas de sombras surgiram dentro da casa e outras dezenas de presenças, ela sentiu do lado de fora. _Ah! Droga, agora sim está parecendo um fim de dia normal! Já estava até estranhando que não tinha acontecido nada, rápido! Não quero queimar meu ramen. Afirmou entre dentes, pegando uma segunda faca e se preparando para o combate, incitados os ninjas logo avançaram de encontro a ruiva que fez o mesmo. Ao mesmo tempo, embrenhado na floresta a alguns metros longe dali, Naruto continuava a pegar lenhas, possivelmente já tinha pegado o suficiente mas ele queria certificar de que não faltaria mais e até tinha conseguiu pegar um servo que acabou cruzando seu caminho na hora errada. 

Carregando o servo nos ombros e as lenhas nos braços, Naruto estava voltando para casa quando escutou sons de explosões, vindo da mesma direção da sua casa, um desespero grande tomou o corpo do garoto que rapidamente largou tudo por ali e correu para lá, confirme corria seus corpo ia liberando alguns raios azulados e em poucos segundos ele já estava diante de sua casa e a visão que teve foi desesperadora, sua casa estava completamente destruída e em chamas mas foi quando ele se aproximou das chamas, que seu desespero aumento. Caída no que sobrou do chão da cabana, estava sua mãe, seu corpo estava cheio de feridas e queimaduras graves porém, nada disso causou mais pânico em Naruto do que o grande buraco no peito da ruiva, o grande responsável pela grande poça de sangue que ele via em baixo da mesma. 

Naruto _O... Kaa... Chan... Okaa-chan, ei Okaa-chan, chega de brincadeira! Levanta daí vai, isso não é engraçado, ei Okaa-chan. Chamou-a sorrindo nervoso mas a ruiva sequer se mexeu, sentindo seu coração ficando cada vez mais apertando, Naruto lentamente se aproximou da ruiva e tocou seu corpo, ela estava parcialmente gelada e muito pálida, um nó se prendeu na garganta do rapaz que já derramava lágrimas de desespero. _Okaa-chan, acorda por favor. Okaa-chan, aqui não é lutar para dormir, a senhora vai ficando doente... Por favor Okaa-chan, não me deixe, a senhora precisa acordar. Afirmou em meio ao desespero, sacudindo levemente o corpo da ruiva, numa atitude desesperada de tentar acordá-la porém, a ruiva sequer se mexeu e confirme a ideia de que ela não levantaria se tornava sólida na mente do louro, mais o aperto em seu peito tornava-se insuportável e com um grito alto e ensurdecedor, ele liberou toda a dor e raiva que sentia em seu interior, uma onda gigantesca de poder foi liberada e varreu tudo em um raio de quilômetros, chegando até mesmo na vila.  

Anbu _Não lamente tanto garoto, logo vocês estarão juntos novamente, na outra vida. Afirmou com desdém, surgindo do nada diante do garoto com sua espada, pronto para arrancar a cabeça do "filho dos traidores" porém, assim que a lâmina estava a poucos milímetros de cortar o garoto, um raio, um gigantesco raio azulado surgiu absolutamente do nada e atingiu o homem que gritou em agonia enquanto sentiu corpo era eletrocutado violentamente. 

      

        {Titan god mode:  Ativado}

              "Status do usuário"

Nome: Naruto uzumaki.

Parente/guardião: Kushina uzumaki. 

Força:                [ 40 ].

Vitalidade:       [ 50 ].

Inteligência:     [ 20 ].

Sabedoria:       [ 10 ].

Destreza:         [ 40 ].

Vigor:               [ 40 ].

Perspicácia:   [ 20 ].

Carisma:       [ 10 ].

Manipulação: [ 20 ].

Magia:             [ .... ].


Naruto _Vocês... Força vocês quem fizeram isso? Malditos! Porque não nos deixam em paz? Porque instalaram em machucá-la? Perguntou com a voz baixa e terrivelmente assustadora, os anbus que ainda eram muitos e cercaram o garoto, sentiram seus corpos se arrepiem até o último fio de cabelo, novos raios comemoraram a surgir do nada e envolveram o garoto que se tornou um foco luminoso na escuridão da floresta. Um dos anbus, transformou seu medo em coragem e avançou contra o garoto e incitou os outros a fazerem a mesmo. _Seres insignificantes! Agora sofrem a punição divina, por atraírem a ira de um deus. Afirmou encarando-os superior, sua voz agora era carregada de superioridade e arrogância, tais qualidades que o garoto nunca deve, ou parece demonstrar. De repente um nome surgiu na mente do garoto e sem nem se importar do porque ele murmurou o tal nome, uma espécie de proteção de raios envolveu todos eles e antes mesmo que percebessem, ela se chegou, prendendo a todos que foram eletrocutado violentamente enquanto que, lentamente seus corpos iam se deteriorando e ficando negros, até finalmente não restar nada mais que poeira. 


 {Habilidade 'Dead Zone' adquirida}

     Uma barreira triangular de raios, capaz de prender todo e qualquer ser, que não seja mais forte que o usuário, quando preso na zona, o inimigo é eletrocutado até seus ossos virarem poeira, além de ter seu corpo completamente apodrecido pela energia macabra liberada pela zona. 

    Benefícios: eliminação total de todo e qualquer ser que estiver em seu interior.  

Malefícios: Para utilizar-la o usuário deve gastar uma grande quantidade de magia, além de causar um grande desgaste físico e mental. 

      Add/Arsenal: {Sim} ou {Não}


Naruto apenas confirmou que sim e logo sentiu uma leve pressão em seu corpo, rapidamente novas informações sobre a técnica iam surgindo em sua cabeça, como usar-la e principalmente como fazer para evoluí-la, mas Naruto ignorou tudo isso e voltou a prestar atenção no corpo de sua mãe, ainda envolto por aqueles Naruto sentia seus instintos bem mais apurados que o normal e foi agora com sua super audição, que ele escutou fracas porém esperançosas batidas de coração, vindo da ruiva caída, ela ainda estava viva. Um sorriso largo rasgou a face do garoto que chegou nela em instantes, pegou-a no colo e desapareceu como um raio azulado  o meio da floresta, ele voltaria a vila em busca da esposa de Hiruzen, a curandeira que fez seu parto e sempre ajudou a cuidar deles porém, quando ele parou de correr, ele não estava na casa da Sarutobi, nem mesmo na vila.

Naruto não sabia nem se estava no país do fogo, já que tinha viajado o país quase todo fazendo missões com sua mãe e também aproveitando para conhecer o país, e nunca chegou aquele lugar. O lugar em si era deveras estranho e cheirava a morte, era uma grande e escura caverna que exalava uma estranha energia família que lhe atraia e sem perceber, Naruto começou com adentrar a caverna que estava um completo breu, mas ele conseguia ver perfeitamente sem nem mesmo precisar dos raios, depois de minutos caminhando em transe, Naruto enfim chega ao fim da caverna e fica intrigado ao encontrar somente um estranho anel com um grande rubi vermelho. 

Desconhecido _Se aproxima, eu posso ajudá-la! Basta você se aproximar. Uma voz extremamente grave e poderosa ecoou por toda a caverna, Naruto sem nem hesitar se aproximou do anel com rubi brilhante e quando estava a poucos metros dele, o objeto flutuou no ar em sua frente e mais uma vez aquela notificação estranha apareceu em sua mente. 

             {Infinite power ring}

O anel de poder infinito, é uma ferramenta especial que somente os mais poderosos podem criar e ainda assim, ao custo suas vidas. O anel é nada menos do que uma prisão e só foi utilizada uma única vez para prender o poderoso deus dragão Uria, lord das chamas cortantes. Dizem que aqueles que encontrarem o anel e o deus dragão considerar digno, esse alguém terá para si todo o poder daquele que um dia foi o ser mais temido em todos os mundos.  

       Aceitar anel: {sim) ou {não)

 

Naruto fitou o tal anel por longos segundos porém, logo confirmou o sim e na mesma hora o objeto se ligou ao seu dedo, uma dor alucinante caiu do nada sobre o garoto que foi ao chão mas não gritou e mostrou estar sofrendo, parece que além lhe conhecer mais força e ampliar suas habilidades físicas, aquele estranho poder tinha aumentando sua tolerância a dor. 


Vigor: 60 [100].

Bónus: 10000 ponts.

Você acaba de ganhar 10.000pts por ter aceitado o item "Infinite power ring". 

Realize missões, ganhe pontos e os utilizes para aumentar seus atributos, assim conseguirá vencer seus inimigos facilmente e poderá ficar mais forte. 


Naruto _Lorde Uria certo?! Como eu faço para ajudar-la? Perguntou sereno, sua voz permanecia mais grave e imponente e ele pouco se importando para o que acabara de ouvir, seu interesse principal no momento era salvar sua mãe que estava cada vez pior em seus braços  

Uria _Basta tocá-la, eu garanto que ela se recupera em instantes. Afirmou a grande criatura vermelha de dimensões colossais e uma aparência aterrorizante, Naruto agora conseguia vê-lo perfeitamente em sua mente e pela primeira vez desde que passou a usar aquele poder, ele sentiu medo, o deus dragão era realmente assustador.  

Voltando a sua realidade, Naruto percebeu que em sua mão, agora tinha uma manopla draconiana mas pouco se importou com isso e fez como instruído pela fera, tocou a ferida da ruiva e como a criatura falara, chamas vermelhas incandescentes envolveram sua mão e adentraram  o corpo da ruiva que se curou em pouco segundos.    


            {flames of creation}

As chamas da criação, são chamas extremamente poderosas, tanto é que somente um pequeno punhado é capaz de reduzir civilizações a cinzas. Além do seu poder de destruição, a chama olímpica  também é famosa por seu poder absurdo de regenerar ferimentos, não importa eles quais sejam.Tais chamas são unicamente exclusivas do deus dragão Uria lord das chamas.

Benefícios: O poder para reduzir tudo o qualquer coisa que quiser a nada, além de poder cura qualquer ferimento, seja ele no usuário ou em quem ele utilizar.  

Malefícios: desgaste absurdo de energia do usuário além de exigir um pouco de sua energia vital, logo é necessário ser extremamente cuidadoso ao utilizar-la. 

Add/Arsenal {sim} ou {não}.


Naruto sem hesitar aceitou sua nova habilidade, mesmo ela sendo perigosa, seria bem útil para o futuro.


Vitalidade: -10 [40]

{Bónus 1000 pts} 

Você acaba de ganhar 1000 pts por aceitar a habilitar: flames of creation.   


Naruto _Obrigado por sua ajuda lord Uria, graças a você minha mãe está viva. Agradeceu respeitosamente, encarando a manopla em sua mão esquerda que queimar em chamas intensas mas não prejudicial ao garoto e quando enfim terminou, revelou novamente o anel com rubi. Naruto sorriu apertando o punho formalmente, antes de voltar seu olhar a ruiva, ela ainda estava demasiada mais perfeitamente bem e foi com a visão da ruiva adormecida que o garoto aos poucos, foi se entregando ao cansaço e finalmente desmaiou, caindo ao lado da ruiva.  

(...)

Kushina _Naru, e Naruto, vamos é hora de acordar. Não se esqueça que temos um compromisso hoje. Afirmou aborrecida, a era a milésima vez que ela tentava acordar-lo mais Naruto parecia um urso hibernando e apenas se remexia na cama, ignorando os chamados da ruiva que já estava furiosa com isso e quando ele tentou girar na cama uma última vez, ela simplesmente o jogou para fora da cama, Naruto caiu de cara no chão e levantou em um sobressalto gemendo de dor. _Ate que enfim! Pensei que iria dormir para sempre, vamos estamos quase atrasados e nem tomamos banho ainda. Chamou-o irritadiça, jogando uma toalha na cara do rapaz que ainda estava desorientado, por causa da pancada. Naruto pegou a toalha, a pôs sobre os ombros e saiu arrastando os pés em direção ao banheiro, ele estava pelado mas não parecia se importar em ser visto por alguém, até porque no lugar onde ambos estavam seria difícil alguém espia-los.  

Naruto _Okaa-chan eu não consigo lavar minhas costas, vem me ajudar, por favor. Pediu fazendo um biquinho manhoso, encarando encostada em uma das pilastras daquele lugar, Kushina encantou o filho nos olhos e depois desceu por seu corpo, analisando detalhadamente cada mínimo pedacinho dele, Naruto crescera e se tornou um jovem muito atraente e o moleque sabia disso, percebendo seu olhar Naruto começou a flexionar seus músculos, os exibindo para a ruiva que gargalhou de sua idiotice.

Kushina _É claro bebê, afinal não sou eu quem sempre lhe deu banho e lavou todo o seu corpinho. Afirmou sorrindo cheia de malícia, encarando descaradamente a grande ferramenta de seu filho antes de caminhar caminhar em sua direção, Naruto contemplou a beleza abundante de sua mãe como se assistisse a um filme, seus seios fartos saltitando em câmera lenta conforme seus passos, seu sorriso lindo, suas pernas grossas e torneadas e obviamente, sua buceta apetitosa com alguns poucos pelinhos ruivos só para enfeitá-las, a ruiva sem dúvidas era uma das muitos maravilhas do mundo, se não fosse a maior delas.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...