História The Last Song - 5sos - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags 5secondsofsummer, 5sos, 5sosfam, Ashtonirwin, Ballet, Calumhood, Carro, Lukehemmings, Michaelclifford, Racha, Romance
Visualizações 45
Palavras 889
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction The Last Song - 5sos - Capítulo 1 - Prólogo

- Aaron Baldini, desce daí agora! - falei com raiva para o garotinho, que me olhou emburrado - Senta nessa cadeira e fica quieto. - ajeitei o cinto no pequeno.

- Você é muito chata, nana. - ele disse emburrado.

- E você é muito bagunceiro. - sentei e cruzei as pernas - Mamãe disse pra você me obedecer e você não tá fazendo isso. - o olhei e o pequeno me deu língua.

- Posso ver filme? - perguntou me olhando.

- Se eu pôr o filme você vai ficar quieto? - o olhei levantando a sobrancelha e o pequeno balançou a cabeça animadamente - Se você não se comportar, eu vou tirar o filme e você vai dormir, entendeu? - o olhei antes de lhe dar os fones.

- Tá bom nana. - sorriu - Posso comer chocolate? - eu acabei rindo da cara que ele fez e lhe dei seu chocolate que estava em minha bolsa.

- Agora quieto. - pus o fone em seu ouvido e encostei-me ao banco, pondo os meus.

Não demorou muito para eu olhar para o lado e ver a cena mais fofa da minha vida, um pequeno dormindo encostado em meu ombro e com o chocolate meio terminado na boca. Ri baixinho e o ajeitei, deitei o banco e o deixei dormir.

Encostei-me à janela e comecei a pensar em como tudo pode mudar de uma hora para outra. Londres foi a cidade que eu morei mais tempo, exatamente dois anos, e também a cidade que mudou minha vida.

Deixe que o sono me atingisse também, eu não via a hora de tudo aquilo acabar, eu odeio mudanças.

(...)

- Como foi à viagem? - minha mãe perguntou enquanto meu pai pegava as malas naquela esteira gigante do aeroporto.

- Metade dela Aaron não me obedeceu, a outra metade ele dormiu. - falei rindo e minha mãe olhou feio para o pequeno.

- Você não obedeceu a sua irmã, rapazinho? - perguntou pegando em sua mão.

- Eu obedeci sim mamãe, ela que é chata, não me deixa brincar. - falou emburrado e cruzou os braços.

- Subir na poltrona e começar a pular igual um doido, no meio do avião, não é brincar Aaron. - o olhei de cara feia e o moreno deu língua.

- Vamos? - meu pai falou carregando o monte de coisa.

Peguei uma das malas para ajudar e fomos em direção a nossa mais nova casa, e mais nova cidade, pela vigésima vez.

- Ei, eu sei que você odeia isso, mas tenta aproveitar ao máximo! É a sua chance bebê. - papai disse me abraçando de lado antes de entrarmos no carro, e eu sorri concordando.

O condomínio era grande, eu nunca havia morado em um apartamento, que eu me lembrasse, e era tudo verde claro com branco, havia três torres e várias áreas externas.

O elevador demorou meio século para chegar ao décimo andar, o corredor e as portas brancas eram lindos, e uma planta com um espelho em uma mesa no meio do corredor dava um aspecto mais leve ao ambiente.

Entrei no apartamento por último e fechei a porta, tudo já estava praticamente arrumado. Meus pais vieram há alguns dias para arrumarem tudo, e eu e Aaron ficamos na casa de uma tia nossa em Londres.

- Espero que goste do seu quarto, fiz do seu jeitinho, é só você decorar agora. - mamãe sorriu - Terceira porta no corredor. - eu assenti e fui em direção a onde ela indicou.

Abri a porta e vi tudo em tons de branco e um roxo mais escuro, minha cama estava com meus ursos de pelúcia, que eu tenho desde criança, uma caixa grande ainda estava no chão, e pelo que eu percebi eram meus pôsteres, quadros e decorações.

Pus uma das malas em cima da cama e comecei a arrumar tudo no armário e afins.

Acabei tudo algumas horas depois, tomei um banho quente para relaxar e pus uma calça de moletom com um casaco qualquer, a noite estava fria.

- Vamos pedir pizza, você vai querer? - papai disse abrindo a porta do meu quarto.

- Claro. - o olhei e sorri.

- Nunca tinha visto esse. - ele apontou para um pôster de um carro cinza e preto e eu dei de ombros.

- Julie me deu antes de virmos embora. - sorri e ele assentiu.

- Amanhã vamos a sua escola para fazer a matrícula e tudo direitinho, tá bom? Se eu não me engano, as aulas começam semana que vem. - apoiou no batente.

- Tudo bem. - dei de ombros - Acho que as aulas da academia também começam semana que vem, eu tô muito nervosa. - sorri passando a mão pelo cabelo.

- Você é maravilhosa filha, não é a toa que você ganhou essa bolsa e não é a toa que estamos aqui. - ele veio em minha direção e me abraçou.

- Tem razão papai. - sorri.

- Só, me promete que você vai ficar nesse caminho, por favor?! - o senti respirar fundo - Eu morro de medo, e você sabe. - se afastou um pouco para me olhar.

- Pai, tá tudo bem, eu não já te prometi? - o olhei e ele assentiu - Confia em mim. - sorri.

Ele respirou fundo e deixou um beijo em minha testa antes de sair do quarto.

Voltei a mexer em meu celular e a falar com Julie sobre como estava tudo por aqui, aquela baixinha vai me fazer falta.


Notas Finais


Oi meus amores, tudo bem?
Estou postando aqui também, mas ela já está sendo postada no Wattpad. Sou eu quem escrevo, então não estou copiando ou coisa do tipo kkkkk.
Espero que vocês gostem, e se gostarem, comentem, seria o máximo, obrigada 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...