História .the less i know the better - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sasuke Uchiha
Tags Narusasu, Narusasunaru, Nsn, Sasunaru, Sasunarusasu, Sns
Visualizações 128
Palavras 1.930
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: LGBT, Shonen-Ai

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Único


Naruto amava Sasuke. Sasuke amava Naruto. Eles não podiam se amar.

 

Desde que se entendia por gente, Sasuke sabia com quem teria que casar, – afinal era prometido a sua noiva devido um contrato entre suas famílias, era comum, em famílias como a dele, as crianças já nascerem com alguém prometido a si –, ele sabia e entendia muito bem que não podia fugir a esse compromisso, mas seu coração não entendia e não fazia questão de entender que ele não podia amar Naruto como amava, não podia ceder a esse sentimento.

Mesmo contra todas suas vontades, acabou cedendo, amava Naruto como um louco, amava além da própria vida. Aos dezessete anos – devido a uma noite regada a álcool –, acabou roubando um beijo do melhor amigo, não esperava ser correspondido com tanto amor e tanta intensidade, porém foi. A partir dali seu coração apertou com mais força. Era fácil tentar lidar com esse sentimento quando não sabia dos sentimentos alheios, agora tudo doía mais.

Tentou evitar o máximo de contato com Naruto. O evitava na escola, evitava em treinos, até mesmo em festas. Aquele afastamento o estava matando, como uma abstinência de droga, uma droga forte. Naruto era seu vício, e ele precisava ser curado.

É fácil tentar se afastar daquilo que consome tua mente a cada segundo, difícil mesmo é conseguir, mais difícil ainda é quando aquele vício aparece na porta da tua casa as duas da manhã com o rosto completamente banhado em lágrimas de saudade.

 

 

“Eu sinto tanta tua falta.”

 

 

Incrível como uma simples frase pode abalar todas as estruturas de alguém, incrível como o abraço que deram parecia o lugar mais reconfortante do mundo, era incrível como os corações batiam como um só.

Mas aquilo doía tanto. Eles não podiam, só iria aumentar a dor que viria a seguir.

Sasuke não poderia se importar menos.

Com receio que seus pais aparecessem – não que fosse muito incomum Naruto aparecer por ali essas horas –, Sasuke puxou o melhor o melhor amigo até seu quarto e trancou a porta. Empurrou Naruto contra a parede e começou a beijá-lo de forma faminta deixando transmitir todo seu amor naquele ato, amava Naruto a ponto de quase explodir. Naruto sentia-se da mesma forma.

E, naquela noite, se amaram pela primeira vez.

Engataram um namoro, claro, as escondidas. Mesmo com os avisos de Sasuke, Naruto não se deixaria viver sem aquele experencia de estar com alguém que se ama até a alma.

Passaram a morar no mesmo dormitório quando foram para a faculdade. Sasuke cursava administração e Naruto publicidade e propaganda. A faculdade fora a melhor época para o namoro, estavam juntos o tempo todo e se amavam sempre que podiam. Concluíram o curso na mesma época e, então, o fatídico dia chegou. Precisavam terminar.

 

 

“Eu realmente amo você, mas não podemos continuar a namorar. O noivado já foi anunciado. Eu sinto muito.”

 

 

Naruto assentiu. Ele entendia, com muita dor no coração, mas entendia. Sabia dos compromissos do Uchiha para com a família desde muito cedo, ele sabia, mas mesmo assim decidiu ter um relacionamento com ele. Fora ele quem havia insistido afinal, não era de desistir.

Selou os lábios por uma última vez nos do moreno e saiu porta a fora com algumas lágrimas teimosas que insistiam em descer.

 

 

“Eu também amo você.”

 

 

Foi a última vez que Sasuke ouviu tal declaração de Naruto. A partir dali, era como se seu mundo não tivesse mais cores. Era tudo muito monocromático. Naruto era sua luz, era sua cor, não conseguia ser feliz sem ele ali. Agora só existia escuridão.

Tiveram que cortar amizade a fim de tentar superar tal sentimento.

Não funcionou para Sasuke.

 

Já havia se passado um ano, o Uchiha já havia se casado e assumido seu cargo na empresa tal qual se esperava do filho de Fugaku mas, mesmo um ano sem nenhum tipo de contato sequer, não foi suficiente para esquecer Naruto.

 

Em uma confraternização de sua turma de faculdade, Sasuke soube que Naruto estava saindo com outra pessoa. Seu coração doeu. Tudo o que queria era sair dali e ir atrás do loiro para voltarem a se amar como faziam poucos anos atrás, mas ele não podia, sabia que não podia. Possuía mais responsabilidade agora, tinha uma esposa o esperando e, mesmo que não a amasse, a respeitava o suficiente para ser fiel. Nunca desejou tanto ser livre em relação a sua própria vida como desejava agora. Doía não ter Naruto consigo.

Não podia exigir que o outro não se relacionasse com ninguém, não tinham nada e não poderiam mais ter.

Resolveu sair do bar para fumar um cigarro do lado de fora, quem sabe um pouco de nicotina poderia aliviar o aperto em seu coração, já que o álcool não estava mais dando conta. Péssima ideia.

A confraternização de publicidade e propaganda seria naquele mesmo dia, no barzinho em frente aquele que estava. Xingou a própria sorte, não teria como o dia piorar, teria? Ah sim, teria. E muito.

Apoiou-se em sua moto e acendeu um cigarro e deixou que a nicotina preenchesse seus pulmões dando uma falsa sensação de alívio de ansiedade. Tal sensação logo foi esquecida ao notar, através da visão periférica, uma cabelereira loira vir em sua direção. Orou a todos os deuses que conhecia para que não fosse Naruto e, que ele não viesse falar consigo. Claro, sua oração não foi atendida.

 

 

— Hei.

 

— Hei.

 

 

Sasuke fitou disfarçadamente Naruto de cima a baixo, estava tão bonito quanto lembrava. Não conseguiam se encarar, Sasuke queria agarrar Naruto e beijá-lo como se não houvesse amanhã, mas ele não podia. Era estranho encontrar Naruto e não o ver conversando pelos cotovelos. Estavam estranhos.

 

 

— Como você tá? – Fora Sasuke quem quebrou o gelo, o loiro sorriu para ele como uma forma de agradecimento.

 

— Bem, e você?

 

— Também. Faz tempo que não te vejo.

 

— É... – Naruto coçou a nuca com um sorriso constrangido. – Parabéns pelo casamento, sinto muito não ter ido.

 

 

O Uchiha tragou um pouco mais do seu cigarro. Lembrava bem que seu pai havia enviado um convite para Naruto mesmo contra sua vontade, o patriarca Uchiha descobriu do namoro secreto dos dois pouco após a formatura de Sasuke e, fez de tudo para adiantar o casamento do caçula e dar um fim de uma vez por todas aquele relacionamento. Sabia que o convite tinha sido apenas uma provocação do pai.

 

 

— Não tem problema. Foi melhor assim.

 

 

Naruto apenas assentiu e o silencio mais uma vez se instalou. Se não fosse pelo som alto dos bares da rua, poderiam até mesmo ouvir a respiração descompassada uma do outro. Ouviu alguém chamar pelo loiro e logo o mesmo acenava na direção do chamado. Seus olhares se encontraram, era como se pudessem ver a tristeza e a saudade nos olhos um do outro. Ainda eram tão transparentes.

 

 

— Eu tenho que ir.

 

 

Sasuke desviou o olhar e assentiu. Não sabia se seria mais doloroso não o ter encontrado ali ou esse encontro tão estranho e repentino. Ter Naruto ali era como uma lembrança de uma felicidade que há muito já não lhe pertencia.

 

 

— Sasuke...

 

— Hn?

 

— Você ainda... – Naruto se interrompeu no meio da própria frase.

 

 

Mais uma vez os olhares se encontraram, dessa vez com um maior pesar.

 

 

— Sim.

 

— Eu também – O loiro sorriu sem graça ao admitir isso em voz alta. – Vou indo nessa.

 

 

Sasuke acompanhou com o olhar o caminho que Naruto percorria, seu coração doía mais a cada centímetro que ele se afastava. Acendeu outro cigarro.

Se ainda amava Naruto? Mais que a própria vida.

 

A última vez que Sasuke viu Naruto foi a que mais doeu e a que mais partiu seu coração. O casamento.

Alguns anos se passaram sem que Sasuke sequer ouvisse alguma noticia de Naruto, até mesmo seus amigos evitavam tocar nesse assunto. O Uchiha não reclamava afinal, quanto menos soubesse melhor. Uns meses atrás seu maior tesouro nasceu, Sarada, sua filha. Ela era seu orgulho, uma verdadeira Uchiha. Infelizmente, sua esposa havia falecido no parto e, agora, o moreno se desdobrava em quantos fossem necessários para cuidar de Sarada e da empresa com o mínimo de falhas possíveis. Mesmo viúvo, não tentara procurar Naruto, já havia aceitado tempos atrás que não havia nenhum tipo de possibilidade de ficarem juntos. Não quando recebeu um convite de casamento de Naruto com alguma garota que ele desconhecia, oras, havia ficado tanto tempo fora da vida do outro, era mais que justo que ele casasse, não? Afinal, Sasuke mesmo havia casado antes de si. Então por que doía tanto? Por que sentia como se seu coração tivesse sido quebrado em pedacinhos? Não entendia. Sasuke nunca entendia.

Por nunca se entender, Sasuke não sabia o porquê de ter aceitado ir aquele casamento, ele era masoquista ou o quê? Talvez estivesse sendo realista, precisava disso para poder enterrar de vez o assunto Naruto.

E, bem, ali estava ele na entrada do salão de festas onde ocorreria o casamento, ainda cogitava se entrava ou não. Não sabia se conseguiria.

 

 

— Vai ficar aí plantado?

 

 

Oh, aquela voz. Agora realmente não tinha volta. Ergueu os olhos até encarar aquele olhar azul que costumava conhecer tão bem.

 

 

— Naruto.

 

— Sasuke.

 

 

Riram. A situação parecia um pouco menos constrangedora do que a de anos atrás.

 

 

— Achei que não vinha, já que não fui ao seu.

 

— Quase não. – Deu de ombros. – Quis ver com meus próprios olhos sua felicidade.

 

— Ah... – Naruto corou e deu um sorriso envergonhado. Oh, céus. Sasuke tinha certeza que não existia ninguém mais bonito. – Você pode conhecer ela depois da festa. Afinal, onde está sua esposa? Ela não veio com você?

 

— Viúvo. Faleceu no parto da minha filha.

 

— Oh, sinto muito, Sasuke! E com quem ela se parece? Espero que com você.

 

— Exato. Uchiha até a alma.

 

— Deve ser incrível, não? – Naruto pousou uma de suas mãos nos ombros de Sasuke, o dando seu melhor sorriso. – Você deve ser um pai incrível, sempre foi bom em tudo o que fez.

 

— É claro que eu sou. – Curvou seus lábios em um pequeno sorriso orgulhoso, Sasuke era realmente um bom pai. Suspirou e, em um surto de coragem, abraçou o ex-melhor amigo o deixando sem reação. – Eu sinto sua falta.

 

— Eu também sinto a sua. – Naruto o afastou do abraço. Não podia fraquejar com seus sentimentos justo no dia do seu casamento, não seria justo com sua noiva. – Seja feliz, Sasuke. Você merece toda a felicidade.

 

 

O Uchiha não sabia se poderia cumprir o acordo. Não quando estava tão longe daquele que dava cores a sua vida.

 

 

— Você também. Te vejo depois.

 

 

Sasuke deu um tapinha no ombro de Naruto e virou-se em direção as cadeiras para assistir a cerimonia, mas logo foi impedido pelo mão de Naruto que segurava seu braço.

 

 

— Eu... Eu sinto muito.

 

— Eu também.

 

 

Naruto soltou o braço do ex-melhor amigo e o viu sorrir e desaparecer em meio a multidão. Estava realmente feliz que ele estava ali, mas ao mesmo tempo seu coração apertava com aquela presença. Sasuke Uchiha era uma ferida que talvez nunca fosse cicatrizar.

 

Sasuke podia dizer exatamente o momento que seu coração se quebrou.

 

Os olhos de Naruto vacilaram procurando os seus no momento que seus votos estavam sendo ditos, pareciam apreensivos. O moreno precisou desviar, não conseguiria, ele realmente não acreditava que era o fim. Não queria acredita, mas era real, era realmente o fim, seus destinos foram selados no momento em que Sasuke resolveu não lutar por aquele que amava. Sasuke acreditava que tudo era culpa sua, e foi ali que seu coração despedaçou e, dessa vez, de forma definitiva.

 

 

"Eu aceito."


Notas Finais


é isto, obg mari pelos surtos da fanfic e obg a qm leu, espero que tenham gostado. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...