1. Spirit Fanfics >
  2. The Life I Never Wanted For Me >
  3. Losing Everything Little By Little?

História The Life I Never Wanted For Me - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Oii meus amores!! Como vcs estão?
Mais um capítulo.
Espero que gostem!!
Boa leitura a todos.

Capítulo 23 - Losing Everything Little By Little?


Fanfic / Fanfiction The Life I Never Wanted For Me - Capítulo 23 - Losing Everything Little By Little?

“ O difícil é você ter que começar a aceitar, que uma hora ou outra você vai ficar na miséria.” 

 

 

Amber Bieber - Point Of View.

24 de Dezembro de 2019.

8:26 A.M

Los Angeles, Califórnia - Estados Unidos.

Abro meus olhos devagar e sinto uma dor horrível em minha intimidade, o que está acontecendo? A única coisa que me lembro é de ir buscar um suco na cozinha ontem à noite. O resto não me lembro de nada, que merda aconteceu? Me lembro também que o Justin estava lá. Ele disse algumas coisas ruins pra mim, eu fiquei com raiva dei um tapa em seu rosto, mas quando eu estava saindo da cozinha eu não me lembro de mais nada. Isso é estranho. Tudo isso não faz sentido nenhum, será que o Justin fez alguma coisa pra mim? Eu não duvido nada, quando se trata dele. Ele seria muito capaz de me drogar e abusar de mim. Já que ele não tem coração nenhum. Já não basta tudo isso que estou passando? E ainda ele tem coragem de me drogar pra poder me estuprar? E eu ainda estando grávida! Se ele foi mesmo capaz de fazer isso comigo, ele provou que nunca vai ter concerto mais. E que vai morrer sendo um monstro machista sem coração. 

Me levanto o mais devagar possível e ainda sinto uma forte dor em minha intimidade, sinto pontadas fortes em minha cabeça e caminho em direção ao banheiro, tiro minha camisola com dificuldades, e em seguida tiro minha calcinha, entro dentro do box e ligo o chuveiro, solto os meus cabelos e entro debaixo da água gelada e começo a me banhar. 

Não demora muito e logo saio do banho indo em direção ao meu Closet, pego uma calcinha qualquer, e um vestido de alcinha preto soltinho e os visto em seguida. Decido ficar sem sutiã, já que esse vestido se usa sem. Pego a escova e começo a pentear meus cabelos, assim que termino faço um coque no alto com eles molhados mesmo. 

Saio de meu closet indo em direção a minha cama e sentando em seguida. Sinto uma cólica desconfortável na região aonde está o bebê e levo minhas mãos até a barriga respirando fundo. 

— Eu me sinto tão mal por fazer você passar por isso. Você é um ser tão novinho e já sente todos os nervos que eu passo dia após dia dentro deste lugar. 

Eu digo passando a mão levemente por minha barriga. Isso tudo é muita pressão pra mim. Quando eu não estava grávida eu me preocupava mais nem tanto assim, agora não é só minha vida que eu tenho que pensar, então eu fico nervosa o dobro do que eu ficava antes. Só quero que isso acabe logo um dia. 

Ouço batidas na porta e logo vejo Claire entrar em meu quarto sorrindo. 

— Bom dia Bee, você não desceu pra tomar café, então resolvi trazer um chocolate quente pra você. — Diz vindo até mim com uma xícara na mão. 

Sorrio pra ela concordando e pegando a xícara de sua mão a agradecendo logo em seguida. 

— Está com uma carinha bem triste. Aconteceu alguma coisa? — Pergunta se sentando comigo na cama. 

— Tenho quase certeza de que aconteceu uma coisa terrível ontem à noite comigo. Sabe o suco que você deixou na geladeira pra mim ontem? — Eu a pergunto e ela assente. — Ontem à noite eu fui na cozinha de madrugada tomá-lo, e vi que o Justin estava parado perto da pia, eu acabei levando um susto e tentei ignora-lo o máximo possível, mas assim que eu tinha acabado de terminar o suco ele começou a me provocar falando algumas coisas ruins sobre o bebê, então eu fui até ele e lhe dei um tapa forte na cara. Aí ele me segurou nos meus braços e falou algumas palavras, mas quando eu fui sair da cozinha eu já não me lembro de mais. Daí hoje eu acordei com uma dor forte em minha intimidade e com pontadas na cabeça. Eu acho que o Justin batizou o meu suco e eu fiquei drogada, ele me trouxe pra cá me estuprou. 

Eu falo olhando pro nada e levando o chocolate quente até a boca, bebendo o primeiro gole. 

— Aí meu Deus... Ele seria capaz de tanto? Como ele pode ser tão monstro. — Diz desapontada. 

— Com certeza foi isso que aconteceu Claire! Pois eu não me lembro de nada, e acordo com uma dor horrível em minha intimidade? Isso não é normal! Com certeza Justin fez alguma coisa comigo ontem. — Falo desanimada. 

Tomo mais um gole do chocolate quente, e logo sinto a cólica aumentar. Levo uma de minhas mãos na barriga pelo o desconforto em que sinto. 

— Ta tudo bem? Você está um pouco pálida! E com uma cara nada boa. — Ela fala me olhando. E eu respiro fundo. 

— Eu estou com cólica, não sei o porque disso, mas é tipo uma cólica menstrual sabe? Estou com medo que aconteça alguma coisa. — Falo realmente com medo, se acontecer alguma coisa com o meu filho por causa do Justin, eu o mato sem dó e sem piedade. 

— Quer que eu ligue pro seu médico? Isso é meio perigoso Amber. — Ela diz com uma voz preocupada, e eu sorrio.

— Não será preciso Claire. Eu vou me deitar um pouco e tentar dormir. Mas se acaso piorar aí eu te aviso para ligar ok? — Falo tranquilamente e ela concorda ainda preocupada. 

— Ta bom! Mas pelo amor de Deus, qualquer coisa me chama ok? Vou deixar você descansar um pouco. — Ela diz se levantando da cama e saindo logo em seguida e fechando a porta do quarto. 

Termino de tomar todo o chocolate, e coloco a xícara na mesinha ao lado da minha cama, me deito logo em seguida e puxo o lençol cobrindo todo o meu corpo. 

Espero que essa dor passe logo, não consigo suportar o fato de pensar que meu bebê não está bem dentro de mim. Morro de medo que aconteça algo, porque já estou muito apegada a essa criança em que cresce dentro de mim. 

Em meios aos meus pensamentos logo começo a sentir meus olhos pesarem, e em seguida sou dominada pelo o sono. 

... 

4:26 P.M

Acordo com uma cólica forte demais, mais forte do que estava antes pra piorar, rapidamente sento em minha cama controlando minha respiração. 

— AAH! — Grito alto por conta de uma pontada forte que sinto na região do meu útero. 

Decido me levantar pra poder avisar a Claire que não estou bem. Mas quando eu afasto o lençol do meu corpo vejo sangue pelas minhas pernas e o lençol branco todo sujo, e manchando o colchão. Gelo na hora e sinto o meu coração pulsar cada vez mais rápido. Começo a sentir as lágrimas descerem automaticamente dos meus olhos.

Eu não posso perder esse bebê!! Não posso. 

 

Justin Bieber - Point Of View.

24 de Dezembro de 2019.

5:27 P.M

Los Angeles, Califórnia - Estados Unidos.

Hoje é mais um dia comum, estou totalmente tranquilo e bem, já que ontem matei a vontade transando com a gostosa da Amber. Foi a coisa mais deliciosa que eu já fiz, e foi bem inteligente também! Droga-la e transar com ela, não teve gritos e nem choro. Ótimo, é assim que eu irei fazer sempre! Deveria ter feito isso antes. Foi a melhor coisa que eu já fiz em toda minha vida com ela. 

Enfim, agora estou em um dos meus galpões, resolvendo algumas coisas importantes, hoje o meu amigo Alfredo vai vir participar dessa reunião de negócios que eu irei realizar aqui no galpão. O Alfredo cuida dos meus milhões do banco ele que cuida de toda a minha fortuna. Ele é tipo meu empresário. E ele me disse que teria algo importante para dizer hoje pra mim! Espero que seja algo me beneficiando materialmente. 

Eu e Jake e meus homens estamos todos aqui, esperando só ele chegar para começarmos a reunião de negócios. Esse tipo de reuniões são bem chatas. Mas é preciso fazer já que eu sou um traficante bem sucedido. 

É por isso que a vadia da Amber precisa me dar esse filho, pois mesmo eu não sendo o pai biológico dele ou dela, quem vai comandar tudo isso no meu lugar um dia será esse filho. Enquanto a Amber nos casamos com separação de bens, então quando eu morrer não vai ficar nada pra ela. E ela nem merece nada mesmo, é apenas uma vadia, então pra que se preocupar com ela? 

Eu e meus homens estamos todos sentados aqui bebendo e fumando, vejo Jake acender outro cigarro, e beber um pouco de seu Wiske em seu copo. 

— A quanto tempo fuma Jake? — Pergunto puxando assunto já que está sala está muito quieta. 

— Desde os meus dezesseis anos! Comecei a fumar na adolescência. — Ele diz normalmente bebendo mais um gole de seu Wiske. 

— Eu comecei aos quinze. E depois nunca mais larguei. — Digo dando uma tragada em meu cigarro. — Já tentou largar?

— Algumas vezes, mas todas as tentativas foram falhas. — Ele diz sorrindo olhando pro nada. 

— Realmente é muito difícil. — Concordo com ele por fim.

Ouço o barulho da porta se abrindo e vejo Alfredo entrando em meu galpão. Sorrio pra ele, que está com uma cara nada boa. 

— Até quem enfim em!! Achei que iríamos amanhecer aqui te esperando. 

— Eu me atrasei por conta do trânsito. Desculpa Senhor, mas vou logo avisando que temos péssimas notícias. — Ele fala tudo de uma vez, me deixando irritado! Que porra! Mais problemas? 

— O que é agora Alfredo? Já tive varios problemas por esses dias! E você vem me trazer mais? Tá me tirando? 

— Senhor, esses problemas são muito delicados. Olha eu nunca vi isso na minha vida, e olha que eu já trabalhei como empresário com muita gente. — Ele fala se sentando em uma das poltronas e abrindo sua pasta em seguida. 

— Fala logo que porra de problemas são esses! 

— Senhor Bieber... os seus milhões estão sumindo aos poucos da sua conta bancária! Esta tudo sumindo. Estão Hackeando sua conta entende? E estão tirando tudo do senhor! — Ele fala pegando um dos papéis em sua pasta e me entregando. E eu fico sem palavras. — Já estão fazendo isso faz uma semana. Eu só pude avisar o senhor hoje pois não consegui horário antes. Daí quando eu soube da reunião eu já aproveitei para trazer a notícia. 

— MAS COMO ISSO ACONTECEU??? 

— Eu sinceramente não sei senhor! Mas não podemos se comunicar com a polícia, já que é dinheiro sujo de tráfico e a polícia vai querer investigar o caso. — Ele fala calmo e eu só tenho que concordar. Realmente não dá nem pra pensar em chamar a polícia. 

— E o que eu posso fazer para recuperar todos os meus milhões?? — Digo ainda não acreditando no que acabei de ouvir. 

— Senhor Justin... O que está sendo perdido não tem como ser recuperado! Eu nunca vi isso na minha vida! São pessoas inteligentes pra caralho que estão fazendo isso. Eu nunca vi Hackers tão inteligentes assim, eles realmente manjam na tecnologia, e eles fazem de um jeito que não tem investigação nenhuma que saibam quem eles são! Eu estudei esse caso dos milhões roubados e não tem como detectar as pessoas que estão fazendo isso!! — Ele diz me olhando sério. — Sinto muito Senhor Bieber. Mas infelizmente o senhor está prestes a falir. Tanto por conta deste problema quando por conta de algumas dívidas altas que o senhor fez anos atrás, e estava pagando aos poucos. Mas por conta deste problema inesperado que está acontecendo, o senhor não vai conseguir pagar todas as dívidas tão rápido. 

Fico tão louco tomado pelo o ódio que jogo o meu copo com Wiske na parede o vendo se quebrar em pedacinhos. 

— MAIS QUE PORRAA!!! — Eu grito não acreditando nisso. 

Eu vou ficar pobre uma hora ou outra. E o governo vai vir me prender por tráfico de drogas já que eu não vou mais ter dinheiro para pagar propinas a eles para ficarem quietos. Isso não pode estar acontecendo não mesmo!!! 

— Como você deixou isso acontecer Alfredo? — Eu lhe pergunto com ódio na voz. 

— Senhor a culpa não foi minha!! Eu fui dar uma olhada no sistema financeiro do senhor, e a grana tá sumindo!! Só isso, é uma coisa louca! Eu nem sei como isso foi acontecer. 

— QUE MERDA!! — Digo socando a mesa que está em minha frente. 

— Apesar de todos esses problemas só chegamos a uma única conclusão! O senhor tem um inimigo! E ele é muito inteligente, e não gosta nada nada de você. — Jake se pronuncia pela primeira vez olhando fixamente pro meu rosto, e soltando a fumaça do cigarro devagar. 

E eu tenho que concordar com ele! Realmente ganhei um inimigo nessa área! E não é qualquer pessoa, é uma pessoa muito esperta que com certeza tem tanto dinheiro quanto eu. E sabe realmente como usar a tecnologia. 

— Qual é o prazo pro dinheiro ir embora de vez Alfredo? — Eu pergunto me controlando me sentando e passando as mãos em meus cabelos. 

— Três dias mais ou menos! Já que o dinheiro está indo aos poucos, e não da pra tirar tudo de uma vez. E temos alguns bens que você pode vender! Para ficar com uma grana a mais e pagar pelo menos a propina para não ser preso. O prazo é de oito meses mas geralmente pode acabar até antes. Então eu aconselho que o senhor venda a empresa, que o senhor usa só pra disfarçar. E vender algumas mansões que o senhor tem pelo o mundo. Para pagar a dívida e pagar a propina, pelo menos pra isso. 

— Como Hackers pode entrar na minha conta bancária e fazer toda essa algazarra? Me deixando a zero aos poucos? 

— Neste mundo de tecnologia existe Hackers pra tudo Senhor Bieber! — Alfredo diz pegando sua pasta e se levantando. — Olha sinceramente vou colocar tudo a venda o quanto antes, e como teremos que vender os seus bens tudo rápido com certeza não vai ser o valor alto que nós queremos, vou por tudo a venda, e garanto que em uma semana já esta tudo vendido! Mas esse dinheiro não vai render pois mais alto que seja! Máximo que dure o dinheiro das vendas é uns 7 ou 8 meses. Depois disso o senhor precisa achar uma maneira para pagar propina e não ser preso! Só isso. — Ele diz caminhando até mim e colocando uma de suas mãos em meu ombro. — Sinto muito mesmo Justin!! Não consigo explicação pro seu caso. Aconteceu tudo muito rápido! E não podemos fazer nada para impedir esses Hackers. Só lamento. 

— Pode ir Alfredo! — Digo seco pra ele que sai logo em seguida me deixando aqui sozinho com os meus homens. 

Como isso está acontecendo?? Porque estão fazendo isso? Nunca pensei que fosse um dia ficar na miséria. E o pior é que eles estão me roubando numa boa porra! E eu não posso fazer nada, pois se a polícia entrar nisso quem vai preso sou eu já que minha identidade é suja. Só não fui preso porque pago propina, e pra continuar pagando terei que vender alguns bens materiais meus, incluindo minha empresa que eu uso pra “disfarçar” que sou um empresário. Que porra!!! Não acredito que isso está acontecendo. Hackers roubando na minha cara e eu não posso fazer nada! Merda!! Merda!! Merda!! Mil vezes merda!!! 

Primeiro as minhas duas tentativas de roubo no banco, que foram falhas com sucesso, agora esses Hackers que surgiu do nada me roubando aos poucos de baixo do meu nariz e eu vendo tudo e não poder fazer nada a respeito porque se não eu me ferro tanto quanto eles. Sinceramente não sei mais o que fazer! Se eu ficar na falência, vou virar traficante barato que vende pó pra não passar fome. Isso é algo ridículo para uma pessoa de alto nível como eu sou. 

Mais de uma coisa eu tenho certeza! Quem quer que esteja fazendo isso, me odeia e muito, e quer vingança por alguma coisa. 

 

 

 

Continuaa...

 

 

 

 

 


Notas Finais


Oii meus amores!! Gostaram do capítulo de hoje?
O Justin finalmente está ficando na miséria aos poucos!! Vocês acham que o Jake está envolvido nisso?
Comentem por favor...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...