1. Spirit Fanfics >
  2. The Life I Never Wanted For Me >
  3. Love And War

História The Life I Never Wanted For Me - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Oii meus amores!!
Boa leitura a todos vcs!!!

Capítulo 25 - Love And War


Fanfic / Fanfiction The Life I Never Wanted For Me - Capítulo 25 - Love And War

“As vezes temos que tomar decisões difíceis para não sermos prejudicados.”

 

2 Meses Depois...

 

Amber Bieber - Point Of View.

20 de Março de 2020.

1:28 A.M

Los Angeles, Califórnia - Estados Unidos.

Viro para o outro lado da cama e ainda não consigo me livrar de meus pensamentos inadequados. Mas que droga! Eu  já estou no meu quinto mês de gravidez, e minha barriga ja está com um certo volume. E neste exato momento não consigo pensar em outra coisa a não ser sexo. Bem que eu sabia que neste período da gestação a vontade sexual aumenta bastante, mas eu nunca pensei que fosse tanta. Tento fechar os meus olhos para ver se consigo dormir, mas a tentativa é totalmente falha. Eu preciso de sexo. 

Me levanto da cama depressa ajeitando a minha camisola em meu corpo, e saio do meu quarto rapidamente. Desço as escadas devagar e noto que está tudo em silêncio por aqui, já que o Justin saiu e não deu as caras o dia todo. Eu fico tão aliviada quando ele dorme fora de casa, é ótimo. 

Ando rapidamente por alguns segundos até chegar ao quarto de Jake, chegando lá abro a porta devagar e vejo ele dormindo tranquilamente, sorrio. Ele fica tão fofo dormindo, fecho a porta atrás de mim e caminho devagar em sua direção, chego até a cama e sento ao seu lado, fico o olhando dormir por alguns segundos, então aproximo meu rosto perto de seu rosto e deposito um beijo no canto de sua boca. Ele acorda calmo e meio zonzo e me olha surpreso. 

— Amber? Aconteceu alguma coisa? — Ele me pergunta preocupado me olhando. 

— Não. Mas eu preciso de um favor. — Digo passando a mão em seu peito descoberto. — Preciso que você me satisfaça! Eu preciso de sexo Jake. 

Ele me olha ainda surpreso com o que eu falo, mais logo sorri e ataca meus lábios me agarrando pela cintura e me jogando na cama. Sorrio entre o beijo com este ato dele. Ele fica por cima de mim ainda me beijando intensamente. Nosso beijo é com desejo e urgência. 

I’ve waited a hundread years 

Eu esperei uma centena de anos 

But I’d wait a milion more for you 

Mas eu esperaria um milhão mais por você 

Nothing prepared me for the privilege of being yours 

Nada me preparou para o privilégio de ser seu 

If I had only felt the warmth within your touch 

Se eu tivesse sentido o calor que vem do seu toque 

If I had only seen how you smile when you blush 

Se eu estivesse apenas visto seu sorriso quando você cora

Or how you curl your lip when you concentrate enough 

Ou como você curva seu lábio quando se concentra o suficiente 

I would have known what I’ve been living for all along 

Eu saberia pelo que eu vinha vivendo o tempo todo 

What I’ve been living for 

Pelo o que eu tenho vivido 

Separamos o beijo por conta da falta de ar e sem muitas delongas tiro minha camisola ficando só de calcinha, Jake desce os beijos sobre o meu pescoço até chegar em meus seios, ele começa chupa-los com desejo e prazer. Ele fica longos minutos os chupando e logo desce os beijos pela minha barriga e continua beijando até chegar na minha intimidade, ele tira minha calcinha delicadamente a jogando a qualquer canto do quarto,  e logo sinto sua língua maravilhosamente quente em minha intimidade, ele começa a me chupar com força me dando uma dorzinha gostosa de se sentir, começo a revirar os olhos de tanto prazer. Isso me leva nas nuvens. 

Ele continua me chupando por longos minutos e logo sinto uma corrente elétrica passar por todo o meu corpo e tenho um orgasmo intenso. Ele termina de me chupar e logo vem pra cima de mim me beijando fazendo eu sentir meu próprio gosto. Separamos o beijo e eu sorrio pra ele. 

— Eu quero ficar por cima hoje, é mais confortável pra mim por causa da barriga. — Digo olhando pra ele que concorda.

Ele rapidamente tira sua calça de moletom junto com sua cueca box, depois ele se deita e então eu fico por cima dele me sentando em seu membro enorme. Sento bem devagar sentindo aquela coisa gostosa enorme me invadir por completo, gememos juntos com o contato. 

Your love is my turning page 

Seu amor é minha página virada 

Only the sweetest words remain 

Apenas as palavras mais doces permanecem

Every kiss is a cursive line 

Cada beijo é uma linha cursiva 

Every touch is a redefining phrase 

Cada toque é uma frase redefinida 

I surrender who I’ve been for who you are 

Eu renuncio a quem eu tenho sido para ser quem você é

Nothing makes me stronger than your fragile heart 

Nada me torna mais forte do que seu coração frágil 

If I had only felt how it feels to be yours 

Se eu tivesse apenas sentido como seria ser seu 

I would have known what I’ve been living for all along 

Eu saberia pelo o que eu tinha vivido o tempo todo

What I’ve been living for 

Pelo o que eu tenho vivido

Continuo cavalgando cada vez mais rápido sentindo um prazer surreal tomar conta de mim. Eu precisava disso. Sexo é uma das coisas mais maravilhosas que existe. Ambos estamos suados e nossos gemidos preenchem esse quarto. O cheiro de sexo predomina este quarto todo. 

We’re tethered to the story we must tell 

Estamos presos a história, devemos dizer

When I saw you well I knew we’d tell it well 

Quando eu vi você, bem, eu sabia que iria contá-la bem

With the whisper we will tame the vicious scenes 

Com um suspiro nós vamos domar as cenas viciosas 

Like a feather bringing kingdoms to their kness 

Como uma pena trazendo reinos de joelhos

Sinto um prazer enorme tomar conta do meu corpo todo, e sinto as aveias do membro de Jake engrossarem, ele solta um gemido rouco meio alto gozando dentro de mim. Logo depois sinto meu segundo orgasmo se aproximar, e então gozo gemendo alto e tombando a cabeça pra trás, melando todo o seu membro com o meu gozo. Como eu precisava disso. 

Saio de cima dele e me deito ao seu lado nos cobrindo em seguida. Deito minha cabeça em seu peito e ele fica mexendo em meus cabelos com calma. 

— Eu amo você Bee! Você me faz feliz a cada segundo. — Ele diz me pegando de surpresa. Sorrio com suas palavras. 

— Você está falando sério? Olha... eu não quero me machucar no amor novamente. Eu acreditei no Justin e olha só o que ele fez... tenho medo de me entregar de novo no amor e me foder de novo, como aconteceu na primeira vez. — Digo sincera desfazendo o sorriso do meu rosto e dando o lugar para um olhar triste. 

— Bee. Eu nunca vou machucar você! Você é uma coisa preciosa que entrou em minha vida. E sim Eu Te Amo!! Eu nunca diria uma palavra tão forte se não fosse de sincero coração. — Jake fala calmo com sinceridade na voz ainda mexendo em meus cabelos. 

— Você é uma pessoa ótima! Que chegou para colocar luz em meu caminho. Eu amo você! Você é mais que um grande amor pra mim, você é o pai da minha filha. E nós sempre seremos ligados um ao outro. 

Eu falo e sinto ele depositar um beijo em meus cabelos. Começo a sentir meus olhos pesarem e logo sou dominada pelo o sono. 

...

Levo mais um pouco de salada de frutas até a boca sentindo esse gosto saboroso. Meu café da manhã geralmente é só saladas de frutas e eu estou amando isso, já que não engorda e é super saudável para a bebê. 

Ontem depois da noite de sexo com o Jake eu acabei pegando no sono e dormi lá mesmo no quarto dele. Hoje quando eu acordei ele já tinha se levantado e pra minha sorte o Justin não deu as caras até agora. Então eu acabei tomando um banho e vim tomar meu café da manhã. 

Termino de comer toda a minha salada de frutas e agradeço a Claire pela a refeição. Saio da cozinha e vou em direção as escadas, mas quando eu vou subir no primeiro degrau eu sinto uma coisa muito estranha acontecendo dentro de mim. 

Rapidamente levo as mãos até a minha barriga em choque. Fecho os meus olhos sorrindo, e sinto de novo os pequenos movimentos fofos que minha filha está fazendo dentro de mim. Ela se mexeu pela primeira vez. 

Essa é a sensação mais incrível que uma mãe pode sentir! É tão bom saber que seu bebê está bem e está se mexendo tranquilamente dentro de você. Isso significa que ela está bem. E tudo o que importa pra mim é isso. 

Começo a subir as escadas de novo ainda com minha mão direita sobre a barriga, quando de repente escuto um barulho forte vindo da porta da sala, paro no meio da escada e  me viro para olhar. É quando vejo Justin e alguns de seus homens entrarem na sala segurando uma moça loira pelos os dois braços, ela gritava por socorro e ajuda. Que porra é essa? 

— Cala a porra da boca vadia!! — Justin fala alto depositando um tapa no rosto dela. 

— Justin? O que está acontecendo aqui? — Eu Digo descendo as escadas. Olho pra moça loira e e ela está assustada com a roupa toda rasgada. 

— Amber! Que ótimo que esta aqui. Olha só tenho uma surpresa pra você querida. — Ele diz debochado com um sorriso diabólico no rosto. — Levem ela lá fora agora. — Ele diz pra os dois seguranças que pegam a moça pelo o braço e a levam. 

Ele vem em minha direção e me pega pelo o braço, caminhando comigo até o jardim. 

— Justin está me machucando me solta! 

— Xiii, você vai ter um castigo Amber, e aquela mulher também. Só que o dela vai ser pior do que o seu acredite. — Ele diz rindo debochado. Caminho com ele praticamente sendo arrastada pelo o jardim. 

Chego lá vejo os dois seguranças jogarem a moça loira no chão. 

— Justin! Solta essa moça. O que ela fez pra merecer isso? 

— Aah nada de mais! Ela só se negou a me fazer um boquete. E eu não aceito não. Ela é uma prostituta de uma boate que eu amanheci ontem à noite. É claro que se fosse das minhas boates, se eu tivesse ainda minhas boates, ela jamais se negaria a me fazer um boquete, já que quem manda sou sempre eu! — Ele fala dando de ombros e autoritário. 

Justin olha para os seus dois homens e parecem que eles entendem o que é pra fazer, eles então começam a rasgar a roupa da mulher que está em minha frente, a deixando somente se sutiã. Um deles a segura enquanto o outro pega o cinto de sua cintura e logo começa a bater na costa dela. Ela começa a gritar de dor e agonia. Fecho os olhos e tento sair mas o Justin me segura. 

— Não Amber! Você vai ficar e vai assistir esse sofrimento dela até o fim. — Ele diz sorrindo e eu o olho indignada. Como ele pode ser tão imundo? Ao ponto de fazer isso? 

Ele começa a bater cada vez mais e mais, me fazendo tremer por cada cintada depositada na costa daquela moça. Fecho os meus olhos só ouvindo os gritos de socorro dela, e isso me parte o coração pois eu sei exatamente a dor que ela está passando, porque eu já apanhei assim do Justin varias vezes, o pior é que eu não posso fazer nada. 

Eles ficam uns minutos batendo nela e finalmente eles acabam. Sinto minha bebê mexer inquieta dentro de mim e coloco minhas mãos a barriga para tentar tranquiliza-la. 

Olho pra essa pobre mulher e ela está com a costa toda ensangüentada. O Justin é um louco psicopata. 

Ela está toda mole de tanto apanhar e isso me parte o coração cada vez mais. 

— Agora é com você Amber! — Justin fala e eu o olho confusa. — Você vai matá-la com esta arma. — Ele pega a arma de sua cintura me entregando em seguida. E eu nego na hora. 

— Justin! Porque está fazendo isso? Pare por favor... deixe essa moça ir embora, esqueça isso. 

— Amber... se você não matar essa mulher agora na minha frente. Eu vou prejudicar essa filha que você carrega dentro de você. Eu estou mandando você matar ela e você vai ter que matá-la. Porra. — Ele diz com raiva na voz. Eu não acredito que estou passando por isso. Até quando as loucuras deste homem vai? 

Pego a arma de sua mão, e olho pra mulher em minha frente que me olha chorando. 

— Porque está fazendo isso Justin? — Eu o Pergunto de novo, e ele da de ombros. 

— Porque eu gosto de assistir pessoas matando as outras. — Ele diz apenas isso. E eu respiro fundo. Sei o que o Justin é capaz de fazer e eu temo pela minha filha. Só por isso. 

Caminho até chegar mais perto da mulher e logo que chego perto dela ela me olha com olhar de piedade. Ajeito a arma em mãos e aponto para a cabeça dela. Isso não pode estar acontecendo.

— Por favor moça... não me mate, eu só tenho vinte anos! Não quero morrer tão nova. Tenho um filho de quatro anos que precisa de mim! Por favor não faça isso. — Ela me implora chorando desesperadamente. Sinto lágrimas descerem sobre o meu rosto. 

— Amber, você tem dez segundos. — O filho da puta do Justin grita. 

Destravo a arma e continuo apontando para a cabeça dela. 

— MOÇA POR FAVOR NÃO FAÇA ISSO!! — Ela me implora chorando com desespero na voz. 

— Me Desculpa por favor! Eu não queria... — Eu falo apertando o gatilho e disparando um tiro contra a cabeça dela, vejo o corpo dela cair sem vida perto de meus pés. Choro com isso e jogo a arma em qualquer lugar do chão. E vou saindo daqui imediatamente, mas quando eu olho pro Justin ele está rindo. 

— Um dia Justin, você vai pagar por tudo isso que você está fazendo! Nada disso vai passar em branco, e você vai colher tudo isso. Então logo você não vai sorrir mais, vai só chorar lágrimas de sangue! — Digo firme encarando ele, que logo para de rir e fica sério. Saio dali imediatamente entrando de novo na mansão e indo em direção ao meu quarto para tomar um banho. 

Eu acabei de matar uma pessoa que eu nunca vi na vida! Uma mulher que era mãe! Estou me sentindo horrível. Mas foi tudo culpa do cretino do Justin! Eu não tive escolhas, se eu não a mateasse ele iria prejudicar a minha bebê. E isso não vai acontecer. Ele já a prejudicou muito. Eu estou cansada de tudo isso. Só quero minha vida antiga de volta. É aquela velha frase. Eu era feliz e não sabia. 

 

Justin Bieber - Point Of View.

21 de março de 2020.

3:57 P.M

Los Angeles, Califórnia - Estados Unidos.

Bebo o quinto copo de Wiske e fico pensando no que a vadia da Amber me falou hoje mais cedo. Essa vadia tá muito se achando pro meu gosto. Aonde já se viu me desafiar desse jeito? Eu só matei uma vadia! Só isso. Quer dizer, mandei a Amber matar! Eu amo fazer isso, ver os outros morrendo porque vocês mandou matar é uma coisa muito boa de se presenciar. Apesar de eu estar na falência, ainda preciso apreciar algumas coisas antes que eu perca tudo de uma vez. 

Minhas boates já perdi todas, vendi, para pagar minhas dívidas e continuar pagando propina. Mas mesmo assim minha dívida não acabou! Ainda estou devendo um magnata da pesada chamado Jason! Estou devendo uma boa quantia de dinheiro que eu emprestei dele no passado, mas que eu ainda estava pagando aos poucos. Daí agora terei que pagar tudo de uma vez só, já que estou sem grana nenhuma. Realmente cheguei aonde eu jamais pensei que iria chegar um dia na falência. 

Isso é humilhante, e é horrível de se passar, mas não posso fazer nada! Minha empresa já vendi, e todos os meus bens também vendi tudo, e mesmo assim não consegui pagar toda a dívida. É algo bem complicado. Então é por isso que eu me divirto bastante agora. Porque logo não vou poder mais fazer nada disso. 

Ouço batidas na porta e falo para entrar, logo vejo Alfredo ultrapassar a porta de meu escritório e eu sorrio forçado pra ele. 

— Alfredo? Veio aqui porque temos mais problemas? — Eu Digo cansado e com raiva. 

— Boa tarde senhor Bieber! Sinto lhe informar que sim! O Senhor ainda não conseguiu pagar todas as dívidas nem com as vendas de todas as boates junto com os seus bens! A dívida é muito alta e sabemos que o Jason, não deixa barato para quem está devendo a ele. — Ele diz sério. — Você precisa achar sua nova fonte de dinheiro Senhor Bieber. Se não o senhor está  literalmente ferrado. 

Ele diz sério, e eu bufo em seguida. Que Porra!!! Isso com certeza é tudo culpa da vadia da Amber!! Depois que eu me casei com ela minha vida virou de cabeça baixo. Se eu não estivesse me casado com essa vagabunda, eu nunca estaria na miséria! Ela é uma desgraçada. E eu a odeio, ante eu a amava, mas agora só tenho ódio. Mulheres são uma maldição, pois todo o homem que se casa fica na merda! É difícil quando não fica. 

Então isso é bem complicado, só por causa de uns Hackers que surgiram do nada, eu comecei a perder tudo. E agora estou na falência se matando para pagar uma dívida. 

 

3 meses Depois...

 

 

 

 

Continuaa?? 

 

 

 


Notas Finais


Oii meus amores!! E aí gostaram?
Ódio do Justin cada vez mais!
Comentem por favor...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...