História The Life Of Retarded Friends - Capítulo 23


Escrita por:

Visualizações 71
Palavras 1.217
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nossa... Oque é isto? Capítulo adiantado? HUUUUUUUUUUUM!

Capítulo 23 - A "tal" da festa


Fanfic / Fanfiction The Life Of Retarded Friends - Capítulo 23 - A "tal" da festa

P.O.V Gabriel

-Ta, oque você pretende fazer? Lukas me pergunta enquanto ajeitava seu boné.

-Eu não sei, mas eu tenho que resolver isto, pelo menos até a formatura! Eu falo e mordo meu lábio inferior.

P.O.V Cellbit

-Mãe, eu to indo pra uma festa, tudo bem? Eu pergunto para a minha mãe, que estava na cozinha.

-Pode sim filho, vai lá vai! Ela fala, sorrindo em seguida.

Sai de casa, indo em direção a casa de Willian, aonde seria o local da festa.

Avistei a casa, e adentrei a mesma. Já tinha muita gente na festa, mas não encontrei nem um dos meu amigos. Então, peguei uma bebida qualquer, e sentei em um lugar aleatório, ao som de Alone, do marshmallo.

-Olá! Alguém que eu não conheço me diz, e se senta ao meu lado.

-Oi, eu te conheço? Eu pergunto, o rapaz ri.

Ele tinha várias tatuagens, na cara, no pescoço, e possivelmente, nas outras partes do corpo.

-Sou Tom! Ele diz e estende a mão para mim, a aperto como forma de comprimento.

-Rafael. Digo e tomo um gole de minha bebida.

P.O.V Alan

-PORRA MEIA-UM VAMO LÁ CARAAAA! Felps grita, no portão da casa de Goularte.

Resumo: Goularte e Meia-Um estão tento várias brigas, motivo? Tem nome: Tawon! 

Ele é André tão conversando muito, até de mais!

-Eai? Eu pergunto ao moreno.

-Ele não vem... Vamos? Meia-Um diz, e sorri mínimo.

Entramos todos no carro, eu dirigindo, Felps do meu lado, e Meia-Um no banco de traz.

Silêncio...

-E o... Saiko e o Ycaro? Felps pergunta, tentando puxar assunto.

-Eles vão vir... Eu acho. Meia-Um fala olhando para a janela.

Chegamos na festa, estacionei o carro, e nós todos descemos.

Por impulso, segurei a mão de Felps, eu jurei que ele ia saltar, ou algo do tipo, mas não!

Adentramos no local, e vimos Cellbit conversando com um cara que eu não conheço.

-Eu nem queria ter vindo... Meia-Um fala e bufa.

-Deixa de ser estraga prazer! Felps fala e imita Meia-Um bufando.

Sentamos em algum lugar aleatório, e ficamos conversando.

22:09 P:M

P.O.V Saiko

-Caralho que casa grande! Ycaro diz maravilhado.

-Verdade... Eu digo e sorrio.

Já tinha gente se comendo em todo o canto.

Do nada, perdi Ycaro de vista, e quando o encontrei, estava conversando com Willian.

Fui até ele, e ele quando me viu, veio até mim.

-Qual o motivo da conversa? Eu pergunto e olho para Willian.

-O bixin' deixa de ser ciumento... Vem! Ele diz e me puxa para o andar de cima.

Ycaro me empurra para um dos quartos e tranca a porta do mesmo, quando Ycaro se vira, ele me olha malicioso.

-Saikinho mene! Ele fala e me empurra na cama.

-Y-ycaro... Eu falo e sou calado por um beijo.

Começo a tirar a minha camisa, e Ycaro tira a dele, fazemos o mesmo com as calças.

Inverto as posições ficando por cima de Ycaro, e começo outro beijo, depositando em todo o seu corpo.

-S-saiko... Ouço Ycaro gemer meu nome.

Tirei sua cueca box, e coloquei suas pernas em meus ombros olhei para o rosto de Ycaro, ele estava vermelho.

-Ta tudo bem? Eu pergunto, o mesmo faz sim com a cabeça.

Penetro Ycaro de vagar, recebendo um suspiro longo e arrastado do loiro.

As estocadas ficaram mais rápidas, ambos gemendo de prazer.

-S-saiko e-eu v-vou... O loiro goza e eu faço o mesmo em seguida.

Me deitei na cama, e Ycaro deitou em meu peitoral, comecei a fazer carinho nos cabelos do loiro.

-Eu te amo! Eu digo.

-Eu também te amo otário! Ycaro fala e eu dou um selinho no mesmo.

P.O.V Felps

00:02 P:M

-O JOGO VAI COMEÇAR!!! William grita sentando em uma roda enorme em volta de uma garrafa de cerveja vazia.

-Cê' vai jogar? Alan me pergunta, me tirando de meus pensamentos.

-Sim! Eu respondo e o acastanhado sorri.

Me sentei junto a todas as pessoas, e Alan sentou ao meu lado.

William girou a garrafa, e muita gente se beijando, ficando quase sem roupa...

-A regra é simples: arregou pro desafio, tira a roupa! William fala para um garota que estava tirando sua camisa.

-E quem ficar só de roupa íntima? Alan pergunta.

-Ta fora! Ele fala.

Finalmete a garrafa parou em mim, e em um garoto da minha sala que se chama Daniel.

-Verdade ou desafio? Ele pergunta.

-V-verdade... Eu respondo com um certo receio.

-É verdade que você ta afim de alguém que ta aqui na roda? Perguntinha típica de criança.

-Sim é verdade! Eu falo sem ânimo nenhum e giro a garrafa.

-ESPERA! Alguem grita e vem em direção a roda.

Gabriel?

Ele se senta junto a nos e me encara, eu aperto meu pulso e uma lágrima solitária escorre em meu rosto.

-Felps, tá tudo bem? Alan me pergunta e põe sua mão por cima da minha.

-S-sim... Eu respondo sorrindo mínimo.

Quebra de tempo...

Eu tinha já havia tirado minha calça, e só estava de camiseta, ao contrário de Alan que tinha só tirado a camiseta.

Ai, a merda aconteceu.

-Gabriel e Alan! Uma garota aleatória gritou.

-Verdade ou desafio? Gabriel pergunta para Alan.

Alan me olha, eu só dei ombros.

-Verdade! Alan fala tentando acalmar a tensão.

-É verdade que, você gosta de roubar do que é dos outros? Gabriel pergunta, todos fazem um "Boooooh".

-Dependo do que for... Uma peça de roupa... Um material escolar... Ou alguém? Alan revida olhando para Gabriel e todos, novamente começam a sussurrar.

-Ai tem coisa viu? Um garoto fala.

Mais algumas pessoas jogaram, todo mundo tava bêbado... Inclusive eu.

-Super fantástico amigo... Eu tava cantando feito um retardado.

-Vem Felps, vamo sair daqui! Alan fala e me puxa para fora da roda.

Nós vestimos nossas roupas e fomos para o lado de fora.

-Alaaaaaaaaan... Me beija? Eu falo manhoso.

-Cara, você ta bêbado! Ele fala num tom autoritário.

-Neh, eu to nem aí! Eu falo.

Alan me da um comprimido um lado azul, outro branco, sem pensar, o engoli. Logo minha sã consciência voltou rapidamente.

-Ai minha cabeça! Eu falo colocando minhas mãos em minha cabeça.

-É a ressaca! Alan fala e ri baixo.

-Não tem graça! Eu falo e faço, sem perceber, um bico.

-Você é adorável! Alan fala pegando em minhas bochechas e as apertando.

-Para isso machuca! Eu falo.

Nós dois rimos, e um silêncio pairou no ar...

-Alan eu quero ir pra casa! Eu falo olhando para baixo.

-Vem. Ele fala e pega na minha mão.

-E o André? Eu pergunto, enquanto saio da casa.

-Ele vai ficar bem! Alan fala e entra no carro.

Alan estava ligando o carro, eu olhava atentamente cada um de seus movimentos, até que uma de suas mãos foi para a minha bochecha.

-Você é lindo, sabia? Ele me pergunta, eu coro como resposta.

Sem pensar duas vezes, junto nossos lábios, em um selinho demorado, e que foi cedido como um beijo de língua.

-E-ei calma... Eu falo recuperando o ar.

-AI MINHA CARALHA, DESCULPA!!! Alan grita e joga a cabeça na direção, fazendo a buzina ecoar o típico barulho dela.

-Alan, sai dai! Eu falo e o ergo.

O caminho inteiro nós fomos em silêncio, até chegar em meu apartamento.

-Alan, eu nunca conheci sua casa. Eu falo olhando para o moreno.

-Algum dia eu te levo lá, tudo bem? Ele me pergunta.

-Então... Thau... Eu falo o encarando.

-Thau... Ele fala.

Por impulso, dou um selinho nele e saio do carro.

Adentrei meu apartamento, e me joguei no sófa.

Recebi uma mensagem.

~~Mensagens on~~

Calangão viadão~ Eai?

Eu~ Pq não foi na festa?

Calangão viadão~ Ficar abraçadinho com o mozão é melhor!

Eu~ AI QUE GAY!

Calangão viadão~ O SUJO FALANDO DO MAL LAVADO! 

Eu~ ANIMAL EU TO BRINCADO!

Calangão viadão~ ta ta ta... E o Alan em?

Eu~ Oque tem ele?

Calangão viadão~ Tu é lerdo em?

Eu~ ta eu preciso dormir, tem aula amanhã!

Calangão viadão~ ta boa noite!

Eu~ Boa noite!

Larguei o celular em algum canto e me deitei em minha cama, dormindo em seguida.

Continua...


Notas Finais


AI QUE MERDAAAAAAAAA foi isso bbs, thaus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...