História The Light of My Life - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Félix, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Jalil Kubdel, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Marichat, Miraculous
Visualizações 156
Palavras 1.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yay minna- san ! :3 Pra quem não me conhece, sou 《Park》
Sabe, eu estava vagando pelo pinterest vendo umas tirinhas °•Marichat e pensei: "Oh, porque não fazer?"
E com isso, "The Light of My Life" nasceu ! ☆ Eu fiz com todo meu amor, espero que gostem. ♡
Boa leitura. (/°□°)/

Capítulo 1 - Capitulo 1: Prólogo


Fanfic / Fanfiction The Light of My Life - Capítulo 1 - Capitulo 1: Prólogo


Olhava para a rua de minha mansão pela vidraça de meu quarto, sem exatamente nenhuma motivação em comparecer a escola.

Meus devaneios eram simplesmente todos tomados por aquela garota que tanto me encantou em minha puberdade: Ladybug. E embora já tenha dezesseis anos, ainda não consegui nem pistas sobre sua idêntidade.

E pra piorar, já que Hawk Moth, ou seja, meu pai, foi preso, meu irmão mais velho, Félix, tomou seu lugar na empresa de moda, ficando responsável por ela e por mim. Mas claro que assim que formar meus dezoito anos eu sumo de vista.

Embora seja bom meu pai ter sido preso, sinto saudades dele, afinal, ele era meu pai. E mais, sinto saudade de Ladybug.

Desde então não temos nos encontrado. Apenas nas patrulhas de quinta, mas nunca algo diferente. E claro, hoje é quinta.

Suspiro em derrota, logo pegando minha mochila.

-Rapaz, você precisa se animar. - Plagg me olha preocupado

- Claro, Plagg. -sorrio pra ele- Quer queijo ?

-E precisa perguntar ? - ele retruca, irônicamente

Abri meu pequeno freezer e o dei um pedaço daquele queijo fedorento que ele tanto ama.

-Alimentado ? -pergunto ao ve-lo literalmente engolir o queijo- Ótimo, entre na bolsa, estou indo para a escola.

Assim que Plagg entrou em minha bolsa, sai de meu quarto e desci as escadas, já que a limusine estava á minha espera.

-Ei, Adrien ! -ouço a voz familiar que tanto me irrita

- Sim, Félix ? -me viro pra ele

-Não esqueça que hoje tem ensaio de fotos ás quatro. - ele sorri irônico- Não esqueça de passar baton.

-Ai, eu te odeio ! -ri, logo voltando a andar

- Você me ama, garoto ! -sua voz se dissipou assim que saí da mansão e entrei na limusine

O caminho foi silêncioso, como sempre. E sem demorar muito, cheguei na escola.

Desci da limusine e me despedi de Gorila, indo me encontrar com Nino, que se encontrava na porta da escola.

-Fala ae, bro ! - ele me cumprimenta- Cara, eu preciso da sua ajuda !

-Com o que, bro ? -pergunto, enquanto caminhávamos para dentro da escola, onde já tinha vários adolescentes conversando

-É a Alya, cara.. - ele finge uma cara de sofrimento, me fazendo rir- Ela não para de tagarelar e chorar, falando do quão triste é Ladybug e Chat Noir estarem se separando de pouco a pouco, afinal, eles são uma dupla imbatível.

E ao ouvir, me sinto mal. Não vamos nos separar.

- Olha, na minha opinião, ela está triste com razão. Eles salvaram Paris várias vezes, e agora que derrotaram o tal Hawk Moth, não sabemos se ainda estarão na ativa.

Nino ficou pensativo por um momento, e quando entramos na sala, ele se jogou em sua cadeira e abriu a boca novamente.

- Você tem razão, Paris inteira é grata por eles.

- Isso. -sorri

Eu realmente não sei se estou defendendo os heróis de Paris ou só me gabando de ter a salvo.

O sinal bateu e então os alunos entraram, me fazendo sentar

-Olá, meninos ! - Alya nos cumprimenta, indo em direção a Nino

-Olá, Alya. Nino disse que você não para de tagarelar ultimamente. -digo para ela, fazendo Nino me olhar feio

- Ah, é ? - ela se aproxima dele- Você também só sabe falar de música eletrônica. - ela beija sua testa

-Mas musica é cultura ! - ele diz indignado, fazendo Marinette, que acabara de chegar, rir

-Nino, escolha bem as palavras perto dela. - ela se senta, arrumando seu material

-Obrigada e bom dia, Marinette. - ele diz rindo

- Bom dia, Nino, Bom dia, Adrien. - ela sorri de maneira uma fofa

- Bom dia, baixinha ! -sorri, vendo-a corar de leve, com um sorriso bobo

E assim a aula começou.

Como tem sido ultimamente, tudo normal. Assim que a aula terminou passei um tempo com Nino no fliperama e fui ao meu ensaio de fotos.

Sinceramente, não vejo graça nenhuma em ser modelo. Taí que ser rico é bom pra um cacete, mas é cansativo. Mas graças ao meu irmão, tenho tido mais tempo para mim e meus amigos. Amo aquele viado.

(Park: Claramente eu e meu irmão kkkk)

Sim, como disse mais cedo, hoje é quinta. Dia de patrulha.

- Plagg, seu fominha, cadê você ? -O procuro pelo quarto

- Ocho aqui. - ele aparece na minha frente com a boca entupida de queijo

- Ah, estava comendo. -reviro os olhos- Vamos, temos patrulha.

-Dicha as chalavras. - ele cospe queijo na minha cara

-Eca.. Plagg, transformar !

Assim que me transformei, abri uma janela de minha vidraça discretamente e saí de lá, pulando em cima dos prédios com meu bastão em minha mão.

É disso que eu gosto. Essa é a melhor parte desse trabalho. A liberdade. Não..

Como Clarice Lispector disse, " Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome. "

Cheguei ao nosso ponto de encontro, que era em cima de uma loja de conveniências, e vi Ladybug, sentada no parapeito do prédio, olhando para o nada.

Me aproximei dela devagar e sentei ao seu lado, chamando sua atenção.

- Boa noite, My lady.. -sorrio pra ela

- Boa noite, gatinho. - ela acaricia minha orelha- Como vai ?

-Com saudades de você.. -sou direto- E você ?

-Bem, eu acho.. - ela abraçou as pernas, ainda com o olhar distante- Já fizemos isso tantas vezes...

- Isso o que ?

-Sentar aqui, apreciar a vista... conversar, patrulhar.. Muitas vezes.

- Sim.. -coloco meu braço envolta de seus ombros- A mesma paisagem de sempre.

E mais uma vez, olhávamos para aquela vista noturna de Paris, vista de cima de um prédio qualquer de uma rua qualquer

-E agora, Chat ? O que faremos.. -A garota ao meu lado agora olhava vagamente para a rua movimentada

Claro, sem Hawk Moth em nosso caminho, poderiamos seguir a vida. Mas o que exatamente fazemos? Demos nossas vidas tantas vezes por Paris, já a protegemos tantas vezes. Era nossa vida, nosso cotidiano. E agora acabou.

-Então isso.. é um adeus ? - Olho pra ela triste

A mesma que há um segundo estava com um olhar vago, agora estava cheia de determinação.

-Não. Nunca é um adeus. - ela sorri pra mim- Enquanto o mal estiver por aí, nunca diremos adeus. Na rua ou em casa, iremos proteger Paris até o fim.

E assim consegui recompor meu sorriso.

A garota de olhos azuis se levantou rapidamente e se posicionou na ponta do prédio, olhando em volta.

E com mechas de seu cabelo brincando ao vento e a lua a iluminando, ela olhou para mim com o sorriso que me fez aprender a amar.

Afinal, ela é minha luz.

-Venha, gatinho ! Me siga !

-Ao seu dispôr, My lady.. -me posiciono ao seu lado, e curvando-me para ela, retribuo seu sorriso

E vou segui-la até o fim.

Não me importo em ser apenas uma sombra na luz que ela exala, desde que esteja ao seu lado.

Pois onde há luz, há sombra.

Bem, era assim que eu pensava até me envolver com outra garota.











Notas Finais


Bem, acabamos o capítulo por aqui ;^;
Me desculpem por qualquer erro, é espero que tenham gostado.
Caso gostaram, comentem, favoritem..
E até a próxima, pessoal !
《Bjs da Park》


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...