História The little - Capítulo 2


Escrita por: e SraGook

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Baekyun, Chanyeol, Chen, Exo, Imagine, Kai, Lay, Sehun, Sexo, Suho, Você, Xiumin
Visualizações 10
Palavras 987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong Mocchin's~~

Capítulo 2 - Buquê


Kim Minseok on

A parte que eu mais gostava do meu horário era quando eu chegava em casa, ver meu pequenino e abraça-lo era a melhor coisa do mundo.

— Kwon? – Atendo a chamada da mesma.

— Já está vindo senhor, quer que eu prepare algo? – Sorri, ___________ era a mulher que me ajudava em tudo, praticamente era uma pessoa que se sacrificava de todas as formas para me ajudar.

— Não, estou sem fome – Digo – Já estou chegando em casa, caso queira comer a sua comida chinesa favorita pode pedir que eu pago – Desligo logo em seguida a chamada virando a esquina.

Fico pensativo, nunca vi ___________ se divertir em uma festa, ou com um namorado ou amigos. Praticamente ela gastava seu tempo trabalhando e provavelmente na casa de sua mãe. Aish ela merece tanta coisa que se eu pudesse faria de tudo... Calma eu posso muito bem ajudar a mesma a conhecer alguém, isso, eu tenho o cara certo para isso.

Kim Minseok off

Quebra de tempo...

__________ On

Escuto a campainha e logo vou atender a pessoa já que o bebê dormia serenamente.

— P-Pois não? – Observo um cara na porta segurando um buquê de flores – Kim Junmyeon? O que faz aqui? – Arqueei uma sobrancelha – E essas flores? Vai entregar para o Minseok? – Antes de eu dizer mais alguma coisa, Xiumin apareceu bem atrás do mais velho.

Fico ainda mais confusa com aquilo, o que diabos estaria acontecendo?

— São para você – Fala Junmyeon me entregando o buquê.

— Para mim? – Estando confusa ou não, apenas aceito o buquê que me entregou.

Kim Junmyeon, era meu ex namorado, praticamente meu primeiro e único namorado que tive em toda a minha vida. Mas tudo acabou quando o mesmo mentiu para mim dizendo que estava ocupado bem no dia do nosso aniversário de namoro e bem, eu o peguei num encontro às escondidas com uma ex amiga minha que prefiro nem citar o nome já que eu não quero mais manter contato com a mesma.

— Então __________ – Junmyeon começa mas logo o interropo.

— Me desculpe pela atitude do meu chefe, mas não posso simplesmente esquecer de tudo aquilo e bem podemos ser só amigos – Dei de ombros devolvendo o buquê para o mesmo e pegando minha bolsa que estava pendurada junto do meu casaco.

— Como é? – Kim Minseok fica me encarando por detrás de Junmyeon – Vai deixar ele assim?

— Bem, o bebê está dormindo – Avisei sem dar explicação sobre o meu relacionamento – Tem macarrão instantâneo no armário – Seok assentiu – Bem já vou indo – Avisei passando pelos dois ali e simplesmente saindo do local.

Assim que pego o elevador acabo pensando em ter sido rude de mais, afinal não era para eu falar daquela maneira mas ver Kim Junmyeon na minha frente me fez querer sumir. Era para estarmos juntos até hoje se não fosse por aquele motivo, e daí que eu me dediquei muito ao trabalho que Kim Minseok me contratou. Eu tinha os horários divididos em perfeita sincronia era so ele me deixar seguir o rumo certo.

Mas nem tudo é um mar de rosas, mesmo se eu quisesse que aquilo desse certo, Junmyeon nunca iria aceitar o fato de eu estar trabalhando para seu amigo por ciúmes...

Assim que senti meu celular vibrar percebo que estava parada olhando para o nada enquanto o elevador apitava para informar que já havia chegado ao hall.

Mensagem on

Chefe: Desculpa por não perguntar antes de trazê-lo, eu pensei que você precisasse conhecer alguém novo, sei lá, sair um pouco, beber com os amigos...

Eu: Pensou errado, não é assim que trabalhamos Minseok, você tem que me deixar fazer minhas obrigações e não tentar me atirar para os braços de algum amigo seu.

Chefe: Mianhae...

Mensagem off

Saio do apartamento indo para um ponto de táxi, fico esperando com os braços cruzados até um carro aparecer e parar a onde eu estava.

Abri a porta entrando logo em seguida, como de costume dei o endereço da minha casa e fiquei com a cabeça encostada na janela fechada do veículo.

Omma sempre me incentivou a dirigir, mas depois de um acidente que me fez perder alguém em especial, nunca mais quis saber desse tipo de coisa. Sei que é bobagem minha mas prefiro pagar um táxi do que dirigir um carro.

___________ off

Kim Minseok on

Arfei percebendo a burrice feita, claro que ___________ não precisava de alguém, afinal ela já tem tudo o que precisa, claro que ficar muito no trabalho causaria exaustidão mas se era a preferência dela o que eu poderia fazer? Praticamente nada...

— Suho, eu não sabia mesma, desculpa por ter feito isso – Pedi para o mesmo que estava sentado no sofá.

— Eu precisava vê-la de toda forma – Diz de uma forma desanimadora.

Estendi uma cerveja para o mesmo, se fosse para ficar batendo papo que fosse bebendo.

Fico mudando de canal enquanto pensava algo um pouco estanho. ___________ era uma mulher diferente de tudo o que eu já tinha visto, ela era praticamente dona de si, não ligava para o que pensavam dela, principalmente quando os paparazzi tiraram foto da mesma junto de mim e do meu filho colocando a típica legendado chamativa “Uma família escondida? Xiumin deve ter acertado o lance no último jogo”

Aquilo para mim foi a gota d'água, mas ela reagiu normalmente, como se aquilo fizesse parte do trabalho dela.

— Então Suho, alguma novidade? – Tento puxar assunto.

Ver meu amigo para baixo era ruim, praticamente era pior do que um novato esquecer de colocar todo o equipamento e acabar com as partes de baixo esmagadas.

— Acho que nenhuma, além de me darem um aumento e também conseguir um novo contrato – Fala um pouco alegre.

— Nossa e isso é coisa de ficar desanimado, cara você vai conseguir crescer na vida – Disse demonstrando gentileza.

— Não sei se devo assinar o contrato – Diz.

— Claro que der, o melhor pra você é o necessário para tudo – Digo – Olha a gente só vive uma vez então se der vontade faça.

— Cara por isso que eu te considero como um irmão – Me abraça dando tapinhas em minhas costas.


Notas Finais


Jal-ga~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...