1. Spirit Fanfics >
  2. The little carrot thief >
  3. Wait ... is he a rabbit?

História The little carrot thief - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


boa leitura!

Capítulo 2 - Wait ... is he a rabbit?


autora pov.

- Quem será que está invadindo minha plantação, hyung? - dizia TaeHyung dando voltas pelo sofá preucupado olhando para seu primo mais velho.

-Olha TaeHyung, quem será eu não sei. Mas acho que você deveria se sentar e parar de rodar como uma barata tonta. - diz seu primo mais velho, SeokJin, do outro sofá.

Suspirando se senta no sofá e se permite dar uma acalmada. Estava levemente nervoso, não era comum algumas de suas cenouras aparecerem comidas e largadas ao chão. Aquilo era realmente muito estranho.

-TaeHy, por que você não fica essa noite acordado e vê de quem se trata? - Jin o encara - assim você acaba com essa curiosidade e as cenouras voltarão ao normal. - solta um sorriso vitorioso, pois havia encontrado uma solução para o problema de seu primo.

-Eu posso tentar, mas vai que eu tome um tiro... A cada dia que passa as pessoas estão ficando cada vez mais violentas...- diz TaeHyung se levantando e voltando a dar voltas no sofá preucupado.

-Deixe de ser besta, garoto. Qual ladrão seria burro o suficiente para deixar pegadas e cenouras comidas espalhadas ao chão? - jin dizia como se fosse algo óbvio - deve ser apenas algum bicho, você sabe que mora praticamente colado com aquela floresta medonha.

-É... agora que você disse, faz sentido. - O loiro parou de rodar, porém continuando parado. - essa noite, Kim TaeHyung desvenda o mistério das cenouras!- diz com convicção soltando um sorriso.

--

--

O sol já tinha se posto, e TaeHyung como prometido, iria ficar acordado para ver quem era o malandrinho que comia suas cenouras.

Com uma manta amarela fina e um livro, o loiro se encontrava sentado no sofá da varanda de sua casinha de ferramentas. No local havia um sofá cinza escuro, uma mesinha com alguns vasos, e alguns bebedouros de néctar para beija-flores.

Concentrado em seu livro, quase não notara um ser branquelo adentrando sua plantação - a varanda ficava um pouco distante da plantação, porém tinha uma vista boa para a mesma - sorrindo vitorioso por encontar o autor da bagunça toda, o mesmo vai até lá calmamente, sempre tomando cuidado para não esbarrar em nada que fizesse barulho.

Chegando mais perto do ser que estava há alguns metros de distância, pode notar que era um híbrido de coelho. Sua estatura era baixa e magrela, sua pele era bem pálida como a de uma nuvem, seus cabelos eram escuros como breu e suas orelhas eram compridas e estavam levemente amarronzadas. Seu corpo estava despido, porém Kim não conseguia ver muitos detalhes e nem olhava de forma maliciosa. Apenas admirada, nunca havia encontrado um hibrido.

-Oi? - TaeHyung disse um pouco alto para que o híbrido o olhasse.

As orelhas e a cabeça do híbrido branquelo se viraram rápidamente em sua direção e seus olhinhos se arregalaram.

TaeHyung mesmo de longe, pode notar que o pequeno estava com medo, aliás quem não estaria sendo pego roubando comida por algum estranho?

O mais alto mesmo vendo que o coelho estava com medo, resolveu se aproximar, mas logo o pequeno híbrido arisco saiu correndo de volta para a floresta.

Jungkook se sentia protegido pela floresta. Quando raramente alguém o via, jungkook corria para a floresta, pois sabia que ninguém se arriscava a entrar lá.

Bufando de frustração, o loiro resolve voltar para sua casa, amanhã daria um jeito de conseguir a confiança do menino-coelho, ou aomenos tentar faze-lo vestir algo. Se ficasse nu assim com a chegada do inverno - que não estava tão longe - pegaria certamente uma pneumonia.

--

--

"isso mesmo que você ouviu, hyung. Tem um híbrido roubando minhas cenouras" - disse TaeHyung preparando seu café para se manter acordado. Já que passou a noite em claro pensando em formas de ajudar o pobre coelhinho arisco.

"Pelo menos não era nenhum ladrão que iria te dar um tiro" - jin riu do outro lado da ligação, se lembrando do desespero de seu primo.

"Mas eu realmente achei que fosse, sério, não ria de mim! " - O Kim mais jovem dizia enquanto mexia o seu precioso café amargo.

"Ok, não rio... Bom, tenho que ir agora, vou trabalhar" - diz do outro lado da linha olhando para seu relógio, lembrando que já tinha começado seu horário de serviço.

"está bem, hyung, tchau" - Tae se despediu.

"Tchau, se cuide" - Foi a última coisa dita, antes de encerrar a ligação.

Após terminar seu café da manhã, Kim resolveu ir para o mesmo lugar que encontrará o híbrido.

Sentindo a leve brisa da manhã chocar contra seu corpo, sentiu um breve arrepio pelo ar levemente gelado chocando com seu corpo, e sorriu sem mostrar os dentes. TaeHyung amava morar em seu sítio, adorava poder olhar o sol nascer e se por, adorava escutar o vento batendo sobre sua plantação, adorava o ar fresco que emanava o lugar... Para ele, onde morava era o melhor lugar do mundo e nada e nem ninguém poderia faze-lo pensar de outra forma.

Caminhando de braços abertos e com a cabeça inclinada para cima, apontando para o lindo céu azul, TaeHyung exibia um sorriso retangular.

Em outro lado do grande campo verde, que se clareava aos poucos graças a luz grande estrela quente, estava o pequeno coelhinho arisco olhando para o moço que o flagara roubando alimentos. O pequeno não tinha culpa, precisava se alimentar. E caçar animais pequenos não era algo que jungkook soubesse fazer muito bem e muito menos gostava de fazer.

Achando curiosa a forma que o mais alto andava pela plantação, o coelhinho foi se aproximando - ainda mantendo uma distância do humano de cabelos loiros. - Jungkook achava estranha a forma que não tinha medo daquele homem, achava estranha sua vontade de conhecer mais o belo homem.

O híbrido não gostava nenhum pouco de humanos, sentia medo. Não era culpa dele, os únicos humanos que se lembrava, sempre o tentaram caçar. Jungkook apesar de não saber o que exatamente aconteceria com si se fosse pego, não era burro, sabia se esconder muito bem sem deixar rastros.

Seguindo o moço de cabelos loiros com o olhar atento, jungkook percebera que o mesmo estava chegando cada vez mais perto. Com medo de ser pego, jungkook sai de seu esconderijo e volta com passos cautelosos para onde se sentia seguro e protegido. A grande floresta escura e fria.

--

--

No relógio grudado a parede, TaeHyung percebera que já se passavam das 19:00 horas, ou seja, estava na hora de colocar seu plano em prática. Depois de passar praticamente a noite toda em claro, o loiro teve a brilhante ideia de colocar uma peça de roupa sua - um moletom preto simples, que ficaria gigante no pequeno coelho - e algumas gulozeimas, que adorava beliscar durante o dia.

Com as coisas dentro de uma simples caixa de papelão, Kim coloca o objeto marrom perto de onde o orelhudo esteve ontem, e se afasta um pouco. Ficando há uns 15 a 20 metros de distância.

--

--

Bufando frustado pela 10 vez, TaeHyung já estava quase dado meia volta e desistindo quando vê algo branco adentrando a plantação correndo. Por algum motivo, sentiu seu coração acelerar, tinha 99% de certeza que era o coelhinho, mas mesmo assim estava nervoso. Não sabia qual seria a reação do pequeno.

Notando a presença do coelho um pouco distante de si, que o observava atento, TaeHyung o chama com a mão, em um ato simples e calmo para não parecer ameaçador.

Jungkook com receio, decide se aproximar calmamente. Ficando mais perto -porem nem tanto- do homem que emanava um ar de tranquilidade e bondade.

-Pegue as coisas da caixa... você vai precisar - disse TaeHyung calmo se aproximando um pouco, enquanto notava o olhar curioso do pequeno coelho sobre a caixa marrom com o cheiro de comida.

Sendo deixado sem nenhuma resposta dita, o loiro apenas observava os movimentos delicados e tímidos do coelho xeretando a caixa. Jungkook com suas mãos esbranquiçadas e gordinhas, retirou de dentro da caixa um tecido macio e felpudo. Confuso com a forma estranha do tecido, mandau um olhar curioso para o belo homem na intenção de achar uma resposta para o tecido estranho e macio.

-Isso é um moletom. - disse TaeHyung soltando um leve sorrio vendo o pequeno coelhinho tombar levemente a cabeça ainda em duvida - Bom, você não pode ficar andando peladão pela floresta. - soltou uma risada nasal - Você pode pegar uma pneumonia. Vista ele e assim se protegerá um pouco. - disse em um tom preucupado. Se sentiria muito mal se o coelhinho ficasse doente.

Vendo que o híbrido ainda estava com dúvida, TaeHyung retira seu moletom azul e o coloca novamente com calma, na intenção de fazer o menino entender como se vestia.

Com uma certa incerteza se tinha compreendido como se vestia o moletom, Jungkook começa a tentar vesti-lo com uma certa dificuldade. TaeHyung sem se conter, deixa uma risada baixinha escapar ao ver a cena. Aquilo com toda certeza era algo extremamente fofo e engraçado na visão do Kim.

Ao terminar de vestir o moletom, que por sinal havia ficado imenso em si, o coelhinho toma coragem e diz um "obrigada" baixinho. O pequeno estava muito agradecido, mesmo sendo coisas simples, - como salgadinhos, bolinhos e algo para se proteger do frio - Se sentia feliz ao saber que alguém se importava contigo e o queria proteger do frio.

Os invernos era sofridos para o pequeno coelhinho. Sempre teve que se esquentar com a pequena manta azul em seu ninho, sempre teve que aguentar seus pezinhos e suas orelinhas congelando de frio, era doloroso demais para sí.

TaeHyung deixa um sorriso escapar de seus lábios rosados a escutar tal palavra simples, porém para si significava muita coisa. O mais alto tinha um pouco de noção do que o coelho passava todos os anos, imaginava o quanto deveria ser doloroso para o coelho sentir o vento gelado se chocar contra o corpinho magro, imaginava por quanto tempo ficou com fome, até criar coragem de comer algumas cenouras. Ele realmente queria ajudar o coelhinho dos olhos escuros.

Essa noite, com certeza, Kim dormiria tranquilo e feliz, sabendo que estava ganhando aos poucos a confiança do pequeno coelho arisco.

Nem que demorasse meses, ele ajudaria o pequeno coelhinho


Notas Finais


obrigado por ler ♡

qualquer dúvida pode perguntar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...