História The Little Fairy - Imagine Jimin - - Capítulo 4


Escrita por: e Bibiisviieira

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Acidente, Asas, Comédia Demais, Exo, Fadas, Hae, Irene, Kai, Misterios, Sehun, Vale Das Fadas, Vhope, Xiumin
Visualizações 19
Palavras 1.591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hellou baby's
Sorry por não ter postado antes mas meu 4G não está funcionando tão bem, desculpa mesmo💖
A Bia daqui a pouco aparece KK

Capítulo 4 - Chapter Four


Fanfic / Fanfiction The Little Fairy - Imagine Jimin - - Capítulo 4 - Chapter Four


Apartamento do Jimin.

Hae, Point Of View.



 Depois de muitas tentativas de vôo que na maioria das vezes deu errado, me sento nessa cama macia com os lençóis azuis. O humano Jimin tem razão... Eu tenho que ficar de repouso.

 Ele está fazendo escrevendo em alguns papéis com a respiração forte sentado em uma cadeira, ela é bonita talvez de couro, diferente das que nós temos no vale afinal tudo aqui é melhor. Ele para de fazer tal coisa nos papéis e se levanta indo porta a fora, parecia irritado. Como não queria ficar sozinha, coloco meu pé na beirada da cama e vou descendo aos poucos, me agarrando nos tecidos azulados, com muita dificuldade por causa do meu tamanho de 20 centímetros, eu acho.

 Quando estava prestes a chegar no chão, dou um pulo esperando minhas asas funcionarem mas acabou não dando muito certo como esperado. Caio de bunda no chão sentido a região doer, e a dor do acidente - da janela - também havia voltado, uma raiva subiu lembrando da minha prima e do meu chefe Sehun. Vamos ficar normal pois de estressado já basta o tal Jimin, fica na paz, santa paz! Como é bom te sentir novamente terra firme.

 Vou caminhando e observando o lugar distraída, era bem decorado, além de ser grande. - ou sou eu que sou pequena. - Para um menino novo ele era até que organizado... Estava tudo em cores claras e meio "apagadas", trazendo harmonia e calma para o lugar. Tento voar novamente mas falho, estou começando a ficar desanimada e um pouco irritada.

 Corro até a porta e grito o nome de Jimin, não obtendo resposta. Estava cansada e com dor não queria mais caminhar, o jeito seria pedir uma ajudinha ao humano. Bom se é pra mim ficar com ele um tempo que sejamos amigos, não? Eu penso assim. Ele aparece no corredor com a maior cara de tédio possível, poxa! Mau humor? Encara os lados não achando nada, mas logo olha pra baixo me encontrando.

- O que você quer? - Pergunta cruzando os braços e se encostando de lado na parede deixando seu cabelo levemente caído em seus olhos, ato que segui com os olhos. Sua calça moletom e sua blusa simples e larga branca o deixava lindo... O que eu estou falando?...


- Ahm, se é pra mim ficar com você por um tempo, que seja em paz! Paz, Jimin!- Cruzo os braços e bato uma vez meu pé no chão, ele estava demorando para responder e acabei bufando, Jimin deu um riso de lado.


 Uma mecha do meu cabelo cai em meu rosto eu a assopro e ela cai novamente. Jimin da um riso e vem até mim, se ajoelha tentando ficar na minha altura. Mas só tentando mesmo.

- Beleza, fadinha. Mas você ficará quieta! Enquanto, eu faço minhas coisas! - Fala um pouco grosso mas ignoro já que percebo que seu mal humor é meio diário e grosseria vem de brinde. 


 Coloca sua mão na minha frente com a palma pra cima me incentivando a subir, estava com um pouco de medo, não nego.

- Beleza, gigante!  - Ele dá um riso de lado. Subo em sua mão parecia uma escada com montanhas gordinhas vou pisando e ele da um riso - Por que está rindo?


- Isso me faz cócegas! Vai rápido! - Ele diz risonho e eu reviro os olhos olhando novamente pra suas mãos gordinhas. 


 Seu mindinho era pequenino oque me fez rir por dentro. Sento em sua mão e ele levanta indo em direção a outro cômodo.

 Coloca sua mão - a que eu estava - encostada em seu peito. Seu peitoral acaba virando um encosto pra minhas costas, fico vendo tudo de camarote... Sua casa era nos mesmos tons que o quarto, bonito também. Ele para perto de mesa que era de vidro com o suporte (A: Não sei se é esse o nome) de madeira, bonito e charmoso...

 Ele me coloca na mesa delicadamente e eu desço por seus dedinhos gordos, ele se vira calmamente indo em direção a Tv - grande por sinal - ligando a mesma. Enquanto isso eu; olhava em volta maravilhada vendo os quadros na parede. Pareciam ser feitos a mão  - as do Jimin, provavelmente. - não eram tão coloridos o deixavam no jeito do Jimin e sua casa, sem muitas cores e nada muito chamativo. Ele volta me tirando do transe dos quadros já com a Tv ligada passando algumas coisas aleatórias...

 Ele pega um pequeno pão e passa em uma geleia, acho ser morango, come e eu apenas olhava. Não estava com fome mas parecia tão bom... Ainda mais de morango... 

- Se quiser, se sirva. - Ele fala não dando muita atenção para mim.

 Levanto alegre e vou indo em direção ao pote de geléia. Coloco a minha pequena mão dentro do pote a afundando na geleia. Mal me importava se estava me sujando, trouxe minha mão novamente, toda melada coloco na minha boca sentido todo o gosto do morango, docinho! (A: Sorry se vc não gosta de geléia...)

 
 Jimin me encarava com cara de nojinho, dei de ombros e continuei comendo e deliciando a minha mão, ou melhor; a geléia.


[...]



 Estava terminando de comer e volta e meia Jimin ficava me encarando enquanto comia seu pão com geléia, tudo em um grande silêncio, não ruim, até que era bom. Bem melhor que qualquer assunto dito - ou algo rude vindo de Jimin. - Me levanto e caminho em direção ao copo com água, que provavelmente é do Jimin. Dei uns pulinhos e alcancei a beira do copo me segurando, lavo minhas mãos dentro do copo d'água do Jimin e ele me encara bravo, dei um sorriso fofo tentando o convencer com o meu aegyo.

- A pia era muito longe. - Sorri maldosa e me sentei de frente pra Tv ainda na mesa. Jimin parecia me matar com os seus pequenos olho fofos mas que agora estavam me dando um pouco de medo. Fiquei sentada na mesa, já que pra ir no sofá preciso de um avião, nem que seja de papel... 

Olhei em volta e Jimin havia sumido, pensei em me transformar mas lembrei da minha tia falando sobre se transformar e virar um humano. Era como se fosse um crime, é praticamente trair o vale... Apenas em caso muito sério, ruim, mas eu quero muito fazer isso, parece ser uma sensação incrível. Ser maior! Poder alcançar as coisa, não que no vale isso seja um problema, pois la as coisas são modificadas pro meu tamanho.


 Olho pra Tv não me importando nenhum pouco com oque passava, penso em porque o Jimin me acolheu de certa forma, não quis me matar e nem surtou quando me viu, eu acho afinal estava desacordada... Olho pra minhas asas, elas estavam voltando com o brilho, oque quer dizer que meus poderes voltariam também. Ninguém do vale veio me procurar, que eu saiba...

 Jimin vem vindo e se senta na cadeira que estava antes fitando a Tv sem muito interesse, apenas ficava o observando, deve ser legal ser maior, grande, gigante! Me levantei e olhei pro chão me dando um arrepio - Já que estava na mesa. - a altura era um pouco grande, mas nada se compara a queda que deixou metade do meu corpo vermelha. Jimin agora me encarava.

- O que as fadas fazem? - Ele me pergunta e eu penso um pouco tirando do pensamento de ficar maior.


- Bom, além de ajudar na natureza, nós sobrevivemos e damos continuidade as fadas... Meio que somos obrigadas a reproduzir. - Disse sem ânimo nenhum, eu não quero mini Hae correndo por ai, depende, se for com o amor da minha vida é diferente, mas ninguém do vale me interessa...


- Hum, entendi, e quem é seu pretendente? - Jimin apoio seu rosto entre suas mãos deixando suas bochechas gordinhas ainda maiores e eu apenas me sentei novamente.


- Não tenho ninguém. - Me deitei e ele se levantou.


- Vem. - Colocou a mão do meu lado, encarei sua mão e depois seu rosto, fique parada. - Vai logo! Ou quer que eu te leve!?


- Quero que tu me leve... - Sorri de lado e ele bufa.


 Logo me pega pelo pé me deixando de cabeça pra baixo, me fazendo ficar tonta mas logo passa quando ele me coloca na sua mão deitada, me aconchego mas logo ele se joga no sofá fazendo eu voar longe.

- Aaaaaa JIMIN!! - Grito e ele entra em desespero. 


 Respiro fundo e em poucos segundos tudo ficou em câmera lenta, isso foi meu subconsciente? Ou eu estou aprendendo coisas novas? A primeira coisa que pensei foi água, olhei ao redor e vi um copo de água. Tudo volto ao normal, estava prestes a cair quando a água que eu havia 'pegado' me coloca no chão em uma grande onda molhando o chão todo de Jimin.


- Poxa! Eu ia conseguir te segurar! - Ele disse meio frustrado me olhando, apenas dei de ombros. - Limpa pelo menos!


- Ah Jimin! Eu tenho que ficar de repouso! - Quando ele ia dizer mais alguma coisa que eu já sabia o interrompi. - Aquilo foi uma decisão de vida ou morte! Nem vem!


- Afe Maria, sua fadinha chatinha! - Disse indo pra cozinha, provalvemente pra pegar algo pra limpar a grande poça que havia se formado no chão, por minha causa de certa forma, porque a culpa foi mais do Jimin!



Notas Finais


O próximo cap, espero que a Bia faça... Mas ela, e eu, estamos um pouco ocupadas.

Espero que estejam gostando da fic, se estiverem não esqueçam de dar um ----> ❤💛💚💙💜

Gente, Hae e Jimin são dois cabeças quentes, okay? Por isso que eles ficam brigando, mas sim eles tem seus momentos amorosos hehe.

Bj bj até o próximo baby's


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...