História The Little Fairy - Imagine Jimin - - Capítulo 5


Escrita por: e Bibiisviieira

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Acidente, Asas, Comédia Demais, Exo, Fadas, Hae, Irene, Kai, Misterios, Sehun, Vale Das Fadas, Vhope, Xiumin
Visualizações 21
Palavras 1.856
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nhaaaaa.
Cheguei, cheguuuueeei.
Demorei um pouco mas cheguei.
Bom, eu n sei porque coloquei essa foto, mas eu gostei, é isto.

⚠ESSE CAP É SÓ SOBRE A RELAÇÃO DELES⚠ que por sinal ta melhorando pra caramba...💖🙂🍃

Capítulo 5 - Chapter Five


Fanfic / Fanfiction The Little Fairy - Imagine Jimin - - Capítulo 5 - Chapter Five

Coreia do Sul. 18:00

Apartamento do Jimin. 

Hae, Point Of View.

Jimin havia feito algumas comidas e estávamos no sofá agora. Estava de noite. Quanto mais se passava as horas eu ficava cada vez mais nervosa. Talvez meu chefe Sehun venha me buscar, ou só me esquecer. - seria muito bom. - Nunca quis tanto ser esquecida em toda a minha vida, que não tem muitos anos. Por outro lado se me encontrassem com Jimin, poderiam o punir ou a morte, ou a mim, ou nós dois juntos.

   Eu estou tentando olhar esse filme romântico com um toque de drama, que ao meus olhos é interessantíssimo. Mas mesmo assim está difícil prestar atenção com meus pensamentos a milhão. Será que tens como eles me encontrarem? Não deve ter algum jeito, mas talvez a magia funcione... Não quero nem pensar nessa possibilidade, que o vale pense um pouco pra chegar nessa conclusão. Mas eles lembram de mim? Espero que não, estou aflita!

   Coloco minhas mãos em meus cabelos e os puxo com um pouco de força, encaixo minha cabeça entre as pernas e fico ali pensando um pouco e descontando minha raiva em meus fios.

- Está tudo bem Hae? - Jimin pergunta para mim chegando mais perto com uma feição preocupada.


- Sim, Jimin. Só estou um pouco aflita... - Digo e logo após tento relaxar minhas pernas no sofá macio de Jimin.


- Ahn... Quer desabafar? - Ele diz com a voz calma, o olho e ele estava com um belo sorriso no rosto. O qual me encantava mais que magia.


- Não precisa. Mas obrigada por perguntar. - Sorri de lado e ele retribuiu gentilmente com um sorriso fazendo seus olhinhos sumirem e torna-se dois risquinhos.


   Ri por dentro com sua fofura e desviei o meu olhar do seu voltando a atenção ao filme, deitei minha cabeça no ombro olhando a cena que se passava na TV: Dois humanos se beijando. Achei fofa essa forma de carinho repetina, no vale é raro ter demonstração de carinho.

- Bom... Se quiser alguma coisa chame, vou arrumar sua cama. - Ele se levanta fazendo o acolchoado se levantar também. 


   Sorriu de lado e eu retribui em bom agrado, ele estava sendo educado e gentil agora, acho que sua irá de raiva passou...

   Depois que Jimin passou por mim indo em direção ao seu quarto. Me levantei e caminhei até a ponta do sofá vendo a altura, estou me acostumando com essa coisa de ser pequena demais. Me agarrei e fui descendo aos poucos até alcançar a pontinha dos meus pés no tapete branco. Fui caminhando em direção ao quarto pra ver oque Jimin estava a fazer, como ele disse "Vou arrumar sua cama."
 
   Sigo até seu quarto parando no batente da porta ouvindo uma música calma. Entro mais um pouco e vejo Jimin cantarolando e dançando minimamente, sorri de lado com a cena maravilhosa. Caminhei mais pra dentro tentando não chamar sua atenção, me veio a ideia de o assustar, poderia ser xingada? Sim, mas e dai? Corri até a cama de Jimin e fui escalando rapidamente enquanto ele estava de costa pegando alguns lençóis brancos. Fiquei sentada na de pernas cruzadas, ele se vira e não percebe minha presença e continua a fazer suas coisas, bufei e resolvi falar.

- Além de pintar, ainda canta e dança? - Digo e ele pula em um susto me encara com raiva e eu sorrio.


- Não me assuste mais! - Ele diz rigoroso e eu dei de ombros. - Eu desenho as vezes, canto e danço de vez enquanto. - Sorriu se lembrando de algo que me deixou um curiosa, mas consegui controlar a minha curiosidade. - Mas então, você quer bastante cobertas? Ou posso colocar só esse tecido? 


   Ergueu dois tecidos um em cada mão, um grosso branco e outro mais fino azulado que parecia com a cor das minhas asas. Coloquei minha mão em meu queixo fazendo uma posição pensativa, ele sorrio e negou com a cabeça.

- Eu quero o branco; pois se pegar esse azul é capaz de não me achar no meio. - Sorri de lado e ele deu umas gargalhadas gostosas de se ouvir e jogou o azul em sua cama e pegou o branco e colocou sobre sua escrivaninha dobrando em duas partes. 


- Pronto... Quer comer alguma coisa? - Me pergunta vindo em minha direção. Assento rápido e ele da um sorriso de canto. Estende seu dedo e eu coloco minha mão ali segurando em seu dedinho gordo e subindo em sua macia. - São 19:52... Quer lanchar alguma coisa, sim?


- Siiim - Sorri empolgada, eu não estava com tanta fome, mas, mais pouquinho de comida não faz mal. Ele sorriu e me largo em cima do balcão da cozinha gelado. - Aah ta frio, Jimin!


  Ele se virou pra mim e deu um riso abafado, pegou um pano e estendeu ali em cima. Me aconchegei no simples pano e fiquei por fita-lo fazendo alguma comida. Meus olhos foram fechando, tentei os abrir mas era tarde demais.


[...]


- Hae...? Hae?? - Estava sendo balanceada a um bom tempo já, me irritei e acabei despertando de meu lindo sono.


- O que foi, praga? - Disse alto e ouvi a risada abafada do humano me fazendo sorrir. Mesmo estando de olhos fechados pela claridade, sabia que Jimin estava sorrindo divertido vendo meu cabelo, provavelmente, bagunçando. 


- É que a comida tá pronta, dorminhoca... - Acrescentou na sua fala me deixando com um pouco de raiva por ter acordado e já ter que lidar com isso, mas, por outro lado, tinha comida e comida é ótimo e me deixa feliz, é isso.


- Ah, tá! Mais amoroso que uma pedra... - Disse esfregando meus olhos com minhas mãos e arrumando meus cabelos. Me levantei e fiquei meio tonta, Jimin me segurou e me levou pra outro lugar, não sabia qual era, afinal, estava de olhos fechados. 


  Abri os olhos lentamente e vi a mesa de farta de comida que era totalmente desnecessário. Dava comida para uma semana, no meu caso, um mês. Olhei pra cima procurando a cara da anta acéfala que fez comida demais. Jimin olhou pra mim por um bom tempo, mas logo desviou o olhar sorrindo fofo. Fitei a mesa com as comidas e neguei rapidamente com a cabeça.

- Só isso? - Ironizei e Jimin riu alto me fazendo rir também, me abaixou e acabei por me sentar em outro pano. Já que a mesa era de vidro, e o vidro estava frio.


- Eu sou amoroso, tanto que eu preparei isso aqui com amor. - Sorriu de lado, eu me derreti todinha por aquele humano mas acabei por não demonstrar. Ainda estou na dúvida se não vai vir mais ninguém. - E se quiser eu faço mais. - Completou.


 Sorri meiga pra ele e me aconcheguei mais no pano brando da cozinha que estava em cima da mesa. Jimin se sentou na cadeira e ficou encarando as comidas em cima da mesa com uma feição satisfeita.

- Então, oque temos? - Falo lambendo os lábios apreciando as comidas apetitosas com um cheiro incrivelmente bom.


- Ah... Eu fiz Lamen, tem pão, molhos, geléia, suco, e yakissoba. - Disse apontando um por um e eu concordando com a cabeça enquanto ele falava.

- Eu dormi tanto tempo assim? - Digo me lembrando que apaguei e ele ficou sozinha, ele deu um riso de lado e assentiu com a cabeça me fazendo dar um riso. Deve ter sido o cansaço de voar e a pancada... 


- Bom, quer comer o que? - Diz se levantando e esticando os braços pra pegar a minha escolha.


         - Hmm... Um pouco de lamen, suco e yakissoba.


[...]


Deitada nos panos brancos quentinhos, esquentados por mim mesmo. A janela estava aberta fazendo com que a claridade da lua entrasse. Fitava o teto sem sono, acho que por dormir antes e estar de bariga cheia. - ou também pela presença do humano. - Olhei pro lado vendo suas costas com uma camisa branca, ele estava deitado para o outro lado. Não sabia se estava dormindo ou não, mas acho que está. Um vento entrou pela janela do vidro rachado, fazendo me encolher mais entre as cobertas. Ouvi uns resmungos achei ser de Jimin, e estava certa.

- Jimin...? Está dormindo? - Pergunto não obtendo resposta, me viro para o outro lado na intenção de dormir mas ou ouço os panos, não meus, se mexerem.

- Estou sim, Hae. - Jimin fala com a voz rouca, me viro novamente encarando o teto branco.

- Está com sono? - Pergunto meio receosa com sua resposta. Não quero o atrapalhar.

- Não... E você? - Pergunta-me. Assim começamos um dialogo longo sobre coisas aleatórias e curiosidades sobre os dois tipos ali presentes; um humano e um ser místico. Até que ouço ele reclamar

- Putz, putz! Amanhã tem aula! - Ele diz se levantando rápido e se sentando na cama. Me sentei um pouco sonolenta. Ele levanta e vai correndo até seu um... Quadrado brilhante? Já tinha visto outros nas outras vezes que vim aqui, que não foram muitas. - O Jeon não me respondeu! 

Jeon? Que diabos? Okay Hae, se contenta e não enche Jimin de perguntas, ele já está estressado. ~ 

Jimin coloca o quadrado brilhante no ouvido e começa a falar sozinho que nem um louco, pronunciando várias vezes o  "Jeon Jungkook". Jeon Jungkook é o nome do seu quadrado?

- KOOK! Anda! A está tarde? Então por que não me passou antes? Por que eu não te lembrei? ATA. Anda levanta seu preguiçoso! - Jimin andava de um lado pro outro parecendo com raiva, nervoso, aflito, inconformado. Entre outros adjetivos que eu poderia usar. Ele iria fazer um buraco no chão branco brilhante, de tanto andar em círculos. Até achei que ele estivesse envocando alguma coisa. - Pego Jeongguk? Manda! Ta esperando o que, meu filho!? 

 Espera ai, Jimin tem um filho? Ah? Vamos ver no que da. Por enquanto vamos escutar e ficar olhando. ~ 


[...]


 Depois de muito tempo, Jimin para de escrever em suas folhas e fica encarando o céu com a lua ainda iluminado o quarto. Ele havia parado de falar com seu quadradro brilhante, que acho ter Jeon Jungkook como nome.

- Hae... Desculpa... É... Aish! - Diz se levantando e rastejando até o colchão, se deita e fica me fitando. Me deito também e espero ele explicar oque estava acontecendo. - Bom... Eu estava falando com o Jungkook.

- Jungkook o seu quadrado brilhante? - Pergunto como se fosse óbvio. Ele me olha estranho e volta a falar.

- Não... Aquele é meu celular, mas dá pra falar com o Jungkook por ali... Depois te explico. Mas voltando ao assunto; amanhã eu tenho aula e esqueci de pegar a matéria, e lembrei só agora... - Ele fica a fitar o chão, já que havia se sentando na beira da cama. - Como é que eu vou te levar pra aula?

- Ah... A gente da um jeito, prometo ser boa menina! Ou melhor... Boa fada! - Sorrio fofa e ele bagunça os cabelos abrindo um sorriso, provalvemente, de nervoso. 




Notas Finais


Como será que Jimin ira levar a Hae pra aula hein? Ela pode fazer bagunça, ne? Se ela for uma boa BabyGirl... Desculpa eu tinha que falar isso, mas enfim, será que a Hae vai aprontar? TURURURUUUU esperamos o próximo cap

Querem cap grande?

BJBJ💗💗💗❤❤❤💛💛💛💚💚💚💙💙💙💜💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...