1. Spirit Fanfics >
  2. The little one >
  3. Lena?

História The little one - Capítulo 2


Escrita por: Selkiyaa

Notas do Autor


Outro cap depois de 48 anos kkkk. boa leitura e esperos que gostem :3

Capítulo 2 - Lena?


Fanfic / Fanfiction The little one - Capítulo 2 - Lena?

POV Kara:

   Que droga! Logo hoje, não sei porquê eu tinha esperanças que hoje ia ser um dia normal como eu queria. Não posso ficar parada tem mais lasers atingindo o prédio, eu sai correndo do banheiro e logo um raio foi lançado ao meu lado, ele destruiu uma parede que tem um buraco imenso nela agora. Ajudei algumas pessoas que estavam ali perto, depois disso comecei a voar por todo o prédio para evacuar os seres do recinto, seria muito perigoso se elas continuassem ali.

   Voei rapidamente em direção a ele e cassei o que estava causando aquele estardalhaço todo, dei uma boa olhada e não consegui ver nada, mas as explosões ainda estavam atingindo a CatCo. Fui em direção aos lasers mesmo indo para ao céu, estava em alta velocidade quando bati em absolutamente nada, o impacto foi tão grande que fui jogada para trás com tamanha violência que quase choquei em outro prédio, mas consegui controlar o meu voo.

   Aquilo provavelmente é uma nave... Merda. - Voltei para lá com um pouco mais de calma, porém ainda com certa velocidade, tateei um pouco a lataria ate achar um lugar que seria mais fácil para eu entrar. Arranquei algumas placas de algum metal estranho da nave e entrei na mesma, era péssimo lá dentro, uma nave certamente feita com um Zoorg, eles que têm esse tipo de estrutura estranha. Mas por que um deles atacaria a CatCo? Isso não faria sentido em hipótese alguma, continuei correndo para ver se encontrava algo, tinham algumas celas a mostra naquela nave o que não é nada comum. Quebrei uma porta imensa que tinha no final do corredor e fui parar em uma sala, provavelmente a de controle, diria que foi sorte, mas isso seria muita ironia. Tem um cara imenso mandando mais explosões para o prédio, pelo menos já evacuei todos que lá estavam.

— Se divertindo aí colega?- A pessoa se virou e fui rapidamente em direção a ele, lhe acertei um soco certeiro em seu rosto o que fez ele ser lançado ao painel de controle da nave, estou surpresa que ele não a ultrapassou e foi soterrado por algum prédio, me afastei dele para olha-lo melhor.

   Ele é um homem alto com um porte bem forte, sua pele é escamosa e extremamente dura, ele tem um olhar brincalhão mesmo na situação que se encontra. Ele está se apoiado sobre o painel que esta bem danificado, ele parece estar bem machucado e em uma de suas escamas á um corte pequeno, mas com certeza esta doendo por quê aparentemente é bem profundo. Ele está sangrando muito... O sangue dele é fluorescente e... É a primeira vez que vejo isso.

— Você realmente é forte como dizem há há há. - Ele começou a rir de uma maneira tão sínica que fiquei incrivelmente mais irritada, voltei a disferir socos nele, porém não pareciam fazer muito efeito, isso não vai ser boa coisa...

— Quem é você seu canalha?! - Perguntei muito enfurecida. — Sou Krou, e antes que pergunte sim eu só queria sua atenção, não veja pelo lado ruim da situação. Consegui te encontrar e eu não conseguiria fazer isso de outra maneira.

   Não acredito que ele fez isso simplesmente para falar comigo! Por que especificamente a CatCo? Por que não outro prédio menor ou de menor importância? Têm tantos questionamentos em minha cabeça agora, vou parar de pensar um pouco e evitar ficar extremamente estressada com isso. Não quero que... Que aconteça como da última vez. Estou frente a frente com Krou, vou perguntar o que ele quer comigo para depois entregar ele ao D.O.E.

— Então o que você queria tratar comigo? Já que para isso você teve que destruir um prédio... Estou curiosa, fale antes que eu arranque a força. - Falei bem alto para não deixar duvidas do que eu avia dito.

— Direta e reta certo? Bem, estou montando uma nova liga que lida com seres extraterrestres, e suas incríveis capacidades de combate. Seria excelente ter sua ajuda nela. - Eu não sei se aquilo é brincadeira ou não, ele tentou me abordar dessa forma tão abrupta mesmo? Isso é ridículo! Acho que esta estampado eu meu rosto minha expressão de nojo e indignação por esse ser.

— Que cara é essa Supergirl? O que fiz não foi tão ruim assim, você está aqui não esta? Algumas pessoas só tiveram uns leves machucadinhos, não fez mal a ninguém. Você deveria relaxar um po-

   Dei outro soco nele, nunca tinha ficado tão enfurecida assim, como ele ousa correr o risco de sacrificar vidas apenas para falar comigo?! Ele começou a sangrar mais, vou leva-lo ao D.O.E e evitar mortes desnecessárias. — Agora você vai aprender a não por vidas de pessoas inocentes em risco atoa, então vam- AH!

   Ele tirou uma faca do bolso e fez um corte em minha bochecha esquerda, isso esta ardendo muito! Mas...Mas como raios isso?! Kadrelium, é uma faca de kadrelium, onde ele arranjou essa merda?! Isso é um item muito raro e caro, além da kriptonita só esse metal pode me fazer mal, mas só perfurações nada de extremamente perigoso, só assustador mesmo. Tirei a faca da mão dele e o prendi em uma chave de braço, consegui apagar ele com algum custo.

   Voltei para o corredor e fui para fora da nave com rapidez levando Krou nos braços, levei também a cosmonave em minhas mãos porque se dependesse de mim eu nunca mais iria achar uma coisa invisível no meio do céu, assim é melhor que evito algum estresse ou complicação futura. Eu deveria tirar umas férias, ser a Supergirl traz muito cansaço físico e emocional, bem demorou um pouco para eu chegar ao D.O.E porque a nave apesar de aparentemente bem pequena ela pesa muito, com certeza deve ser por causa do material que não conheço.

   Minha bochecha continua ardendo muito eu só senti essa sensação uma vez quando era menor, a cidade estava sendo atacada e tinham destroços alienígenas por toda parte e coincidentemente eu estava perto deles, como eu era uma pessoa curiosa eu passe a mão nela e acabei me cortando nela, aquela placa estava extremamente afiada. Foi horrível, pois foi a primeira vez que sentindo aquilo, mas não ficou nenhuma cicatriz ou algo assim. Chegando lá entreguei Krou e a nave para algumas pessoas que trabalhavam lá, vi ele sendo levado para a sala das selas, eles tinham uns kits médicos em suas mãos provavelmente para tratar o corte que ele tinha.

— Supergirl como foi lá, ele atacou a CatCo certo? Você conseguiu combater ele sem maiores problemas ou alguém te viu? E porque sua bochecha esta cortada e sangrando?!- Ai Alex, sempre toda preocupada com tudo é impressionante.

— Foi tranquilo e não foi nenhum pouco difícil de abate-lo ou algo assim, e sobre o corte bem... Ele tinha uma faca feita de kadrelium, não sei como conseguiu ela, mas temos que averiguar isso direito. Ele também falou sobre estar criando uma liga de aliens,ou uma coisa muito esquisita desse feitio para ajudar seres intergaláticos. Alias o nome dele é Krou, se ele estivesse feito de um jeito certo eu provávelmente adoraria saber mais sobre isso, ele também disse que não conseguira ter a minha atenção se não causasse aquele ataque, e como você pode imaginar fiquei extremamente irritada.- Falei lembrando do perigo que aquele desgraçado causou ao desferir aqueles lasers contra a CatCo, alguém realmente poderia ter morrido naquela merda. O pior que foi no primeiro dia da srta Lutor, espero que ela esteja bem e segura agora... Por que diabos lembrei dela agora?! Isso não faz nem sentido, arg! Que idiotice, depois vou falar com ela para ver se tudo esta bem, espero que esteja.

— Okay foi muita coisa para digerir, mas vou informar isso ao Jhon, não se preocupe tanto. Daqui a pouco a equipe de reparos já deve começar a ajustar os danos feitos pelo Krou lá na empresa.

   Depois disso fiquei no D.O.E por mais algum tempo resolvendo alguns problemas, quando percebi já eram oito da noite, fui falar com a Alex por que já estava meio cansada. — Você parece exausta Kara, vá para a casa e tente descansar um pouco, já que você não tem mais trabalho hoje porque que a CatCo esta em frangalhos e porque também, já esta bem tarde. - Apenas respondi que sim com a cabeça sai de lá e fui em direção a minha casa, mas antes passei em um café para comprar um late, isso certamente iria me relaxar mais ainda.

   Comprei o late e fui direto para casa, cheguei em meu prédio, peguei o elevador e cliquei em meu andar, sai dele e fui ao meu apê. Entrei e estava tudo escuro devido ao horário. Acendi a luz do hall principal, coloquei minhas coisas em cima da mesa e fui para o banheiro. Entrei no mesmo e fui em direção ao boxe, me despi por completo liguei o chuveiro e fui para de baixo d'água, tomei um banho bem demorado para tirar todo o canssaço e a sujeira que os eventos de mais cedo causaram, meu cabelo ficou imundo depois dos lasers, era muita poeira, pedaços de paredes caindo e coisas assim.

   Nenhum cabelo sobrevive a isso por muito tempo, tenho que maneirar um pouco mais.

   Depois de tomar meu banho longo e relaxante fui ate meu quarto e coloquei meu pijama de ursinho, a Alex acha extremamente infantil, porém gosto muito dele, ganhei no meu segundo aniversário aqui na terra é surpreendente ele ainda serve em mim, mas ainda gosto muito dele. Peguei meu secador e sentei tranquilamente na cama, comecei a secar meu cabelo lentamente, depois disso fui para a cozinha com o late na mão e cassei o interruptor, mesmo eu sendo uma super-heroína ainda sim tenho um leve medo do escuro há há, acendi a luz e be-
— Hey Kara... Ou melhor, Supergirl

   Le- Lena Luthor?!
 


Notas Finais


Inhaee gostaram? Vou tentar postar mais capítulos por que gosto bastante de escrever esse trem kkk. Se quiserem dar dicas, comentar o que acharam se gostaram ou não. Ficaria muito contente em ler kkk, bjss te a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...