História The Little Things - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Deadpool, Doutor Estranho, Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Bucky, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Rupert "Rhodey" Rhodes, Loki, Peter Parker (Homem-Aranha), Stephen Vincent Strange / Doutor Estranho, Steve Rogers, Thor, Visão, Wade Willson (Deadpool), Wong
Tags Doctorman, Guerra Infinita, Ironstrange, Spideypool, Spoilers, Strangeman, Stucky, Superfamily20
Visualizações 391
Palavras 1.363
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente desculpem a demora mas estes dias eu estive muito mal e muito triste também. Minha série, Lucifer, amor da minha vida foi cancelada e isso acabou comigo demais. Os últimos dias eu passei no twitter tentando ajudar o fandom com as #SaveLucifer e #PickUpLucifer e foi uma loucura. Estamos todos fazendo de tudo para encontrar um novo lar para a série e eu tenho fé que iremos conseguir.

Por isso eu não postei nada, estive ocupada tentando salvar meus bebês. Na verdade, ainda estou tentando mas consegui um tempinho para escrever esse cap e postar para vocês <3

Enfim chega de enrolação!! Boa leitura!!

Capítulo 5 - Momento


Fanfic / Fanfiction The Little Things - Capítulo 5 - Momento

 

         Tony acordou sentindo algo pesado em seu corpo, seus braços enrolado no corpo de Stephen que ainda estava como rosto em seu pescoço. Sorriu, ele se sentia feliz e calmo em ter Strange em cima de seu corpo, era bom e parecia certo ter aquele idiota pomposo em seus braços. 

 

        Deu uma olhada para baixo e viu a mão esquerda de Stephen caída no colchão. Tirou um braço do corpo do mais alto e pegou aquela delicada mão devagar e com carinho, tal como se fosse a mais bela obra criada. Olhou-a mais de perto; ele já havia percebido tremores vindo daquela mão quando Stephen estava sem fazer nada na Sede dos Vingadores. Ele já quis perguntar mas nunca teve coragem, ele já quis tocar nessas mãos antes e acariciá-las mas nesse quesito ele era um covarde.

             Lentamente ele olhou para cada cicatriz que aquele homem tinha, cada uma se interligava na outra, era lindo. Não o fato de ter ocorrido o acidente, mas o modo como cada cicatriz se encontrava e mudava de direção. Ele deixou mentalmente claro em não dizer aquilo ao Stephen nunca. 

 

            Uniu suas mãos juntas no ar e viu que a mão de Stephen era maior que a sua, obviamente. Observar aquelas mãos unidas fazia Tony pensar e pensar sobre Stephen, sobre ele mesmo, sobre os dois e sobre o que eles poderiam ser. Strange seria diferente de Pepper, isso era total certeza. Apesar da Potts ser uma boa amiga, ter sido uma boa amiga em todos os anos, ela não tinha a confiança que Stephen tinha nele. Ela não acreditava em Tony como Stephen acredita e muito provavelmente não tinha a fé em Tony como Stephen tinha. Eram diferenças que faziam ele seguro e confiante. 

 

              Estava tão perdido que se surpreendeu quando a mão de Stephen fechou-se sobre a sua, segurando forte e carinhosamente.

 

              - Está acordado? - Tony perguntou olhando para o cabelo de Stephen e dando um leve beijo ali.

 

               - É difícil não estar quando você está brincando com a minha mão. - Stephen respondeu beijando e pescoço de Tony e depois levantando a cabeça para olhar nos olhos do menor. - Dormiu bem?

 

               - Incrivelmente bem. Sem pesadelos. - Tony comentou sorrindo. - E você?

 

               - Bem também. - Stephen respondeu dando uma breve olhada em volta. - Que horas deve ser? 

 

              - Não sei, não quero saber e tenho raiva de quem sabe. - Tony respondeu arrancando um risinho do doutor.

 

               - Muito bem, estou indo tomar banho. Estou me sentindo grudento. - Strange disse se levantando lentamente.

 

               - Tá bom.  

 

               - E você vem comigo. - Stephen disse piscando para Tony que se animou.

 

               - Com prazer, doutor. - Tony respondeu se levantando e seguindo o homem.

 

 

               Depois do banho, Stephen deu uma de suas camisas para Tony e um moletom cinza, ambas as vestes haviam ficado largas no mecânico mas isso só o deixava mais fofo e lindo. Depois de Stephen também ter se vestido, os dois saíram do quarto, indo para cozinha.

 

              - Eu pensava que você tinha que ficar acordado e atento o tempo todo com esse lugar. - Tony comentou se sentando na bancada e observando Stephen fazer um lanche.

 

              - Mas eu estava. Esse lugar é protegido, Anthony. Qualquer ameaça que pense em se aproximar eu saberei. - Stephen respondeu focado no lanche. - E eu tenho Wong para observar por mim quando estou dormindo ou em uma reunião com o conselho.

 

              - Então vocês bruxos também tem que aguentar um conselho? - Tony perguntou interessado.

 

              - Infelizmente sim. - Strange resmungou. - Felizmente as reuniões são uma semana inteira por mês.

 

              - Uou, vocês conversam tanto assim?? - Tony perguntou novamente surpreso. - Não aguento meu próprio conselho um dia, imagina uma semana.

 

             - Não queira ser um mago então. - Stephen disse sorrindo para o Stark que também sorriu.

 

              Se fez um silêncio confortável quando Tony sorriu maroto.

 

             - Então... estou esperando. - Tony comentou ainda sorrindo.

 

            - Esperando o que? - Stephen perguntou confuso olhando para Tony.

 

           - Hogwarts existe ou não? - Tony perguntou fazendo Stephen revirar os olhos e voltar para o lanche. - Já deixo claro que eu sou da Grifinória e você?

 

           - Estou quase te mandando para outra dimensão. - Stephen resmungou. 

 

           Stephen terminou os lanches e levou para Tony, se sentando na cadeira enquanto o outro continuava em cima da bancada e já pegava o lanche.

 

            - Você tem que se acostumar com isso, você sabe não é? - Tony perguntou casualmente fazendo Stephen olhar surpreso para ele.

 

             - Vou? Quer dizer, isso... você quer que se repita? - Stephen perguntou.

 

             - Claro que sim, você não quer? - Tony perguntou temeroso.

 

             - ... Quero, parece interessante. - Disse sem saber o que realmente dizer.

 

             - É o que eu acho também. - Tony respondeu sorrindo. - Eu gosto de você Stephie, e eu me divirto quando você está lá na sede. E eu acho que isso - apontou para si e depois para o mago. -, pode ser algo muito bom. 

 

             - Mas... e a Pepper?  

 

            - O que tem ela? - Tony perguntou confuso, afinal, Stephen sabia sobre seu término com a mulher.

 

              - Eu pensei que você ainda quisesse ela de volta. Que isso fosse só algo passageiro entre vocês dois. - Stephen respondeu.

 

            - Não. Meu relacionamento com a Pepper era bom. Ela me ajudou com meus vícios e sabia como me deixar estável mas... sabe quando você chega de um dia exaustivo de trabalho, onde você fez mil coisas num período curto de tempo e se sente como se estivesse carregando o céu, o inferno, o mundo todo? Era como eu me sentia quando voltava para casa depois de uma missão com os Vingadores. Eu queria chegar em casa e poder me sentar com ela e conversar, desabafar... eu admito eu precisava de carinho. Mas todas vezes que eu chegava em casa, querendo alguém para abraçar, para me dizer que me ama, só havia um bilhete dela dizendo que iria para a casa da mãe. Eu percebi que só era uma desculpa dela para...

 

               - Poder respirar sem precisar se preocupar com você. Ela não estava aguentando a responsabilidade que você carrega. - Stephen terminou por Tony, recebendo um aceno confirmativo do mesmo.

 

               - Foi assim sempre. Mas dessa vez, depois que eu cheguei em casa, depois de ter vencido Thanos, ter trazido Peter de volta, trazido você, todos de volta, eu me sentia exausto e precisando de alguém para me dizer que eu havia conseguido. Que estava acabado. Vencemos. - Tony dizia olhando diretamente para Stephen que não quebrava o contato em nenhum momento. - Eu cheguei em casa e ela não estava lá. De novo. Eu poderia ter desmoronado naquela noite se Peter não tivesse aparecido do nada e me convidado para comer com ele e a May, sua tia. Então eu percebi que... não preciso da Pepper. Eu já tinha, eu tenho o ser mais importante da minha vida. É a criança mais sem noção, tagarela, e bondosa que eu já conheci. Peter é meu garoto e ele me faz feliz. - Tony disse sorrindo se lembrando com carinho do menino. - Eu o amo, Stephie.

 

            Era estranho e bom poder dizer todas aquelas coisas finalmente. Poder se abrir sobre o que sentia com alguém que ele sabia que o entenderia.

 

                   - Toda vez que você fala do Peter, eu me sinto mais orgulhoso do nosso menino. - Stephen disse arrancando o sorriso mais lindo que ele já havia visto Tony dar. 

 

                 - Eu sabia que você concordaria comigo sobre ele ser nosso filho! - Tony exclamou tocando no nariz do mago que revirou os olhos.

 

                 - Não se anime tanto, Anthony. - Stephen resmungou bem humorado.

 

                Tony ia retrucar quando a capa apareceu do nada indo até ele e o abraçando, fazendo Tony rir. 

 

                 - Ela gosta de mim. - Tony comentou.

 

                 - Infelizmente não existe bom gosto para tudo. - Stephen comentou recebendo um tapa de seu próprio manto na nuca. 

 

               Stephen encarou o manto bravo e o manto o encarou na mesma altura e Tony ria.


Notas Finais


Espero que tenham gostado; deixem nos comentários o que acharam <3

Obrigada a todos os favoritos e comentários <3 vocês são AMAZING <3 BjS!
#SaveLucifer e #PickUpLucifer


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...