História The Lord of The Rings: Uma nova História - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias O Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings)
Personagens Frodo Bolseiro, Gandalf, Meriadoc "Merry" Brandybuck, Peregrin "Pippin" Took, Samwise Gamgee
Tags Hobbit
Visualizações 2
Palavras 1.060
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei e espero que para ficar.

Capítulo 14 - Revelação


Frodo se abaixou, bem em tempo de ver uma flecha acertar o pescoço do lobisomem. Cambaleou para trás, impedindo-se de ser esmagado pelo corpo da criatura que caiu morta a seus pés. Se pôs de pé em um salto, e tornou a correr. A medida que ele avançava, mais orcs apareciam; mas, por um milagre, flechas, lançadas pelos elfos, fincavam-se nas cabeçorras ou nas gargantas das criaturas, que caiam com estrépido.

Um orc (ou outra criatura que não sabemos o nome) de aspecto feroz, e muito maior do que os outros, se levantou de um rocha e saltou um enorme grito, tão alto que tremeu o chão abaixo dos orcs, elfos e hobbits. Então, uma enorme criatura, parecida com uma cobra mas com um rosto deformado e assustador, irrompeu das profundezas do abismo e se ergueu até o céu, uma enorme sombra tapando a luz do céu e de todos os corações. A mão de Frodo tremeu ao segurar mais firme a espada, que estava com um brilho avermelhado, mas a voz do hobbit se encheu de bravura e ele gritou:

- Não recuem! Por Valfenda! - Tomados de uma força imensurável, os elfos gritaram "Por Valfenda" e correram para a batalha. Maior foi o medo dos orcs, mas o orc (que tinha o nome de Orgon, pela sua malignidade e crueldade) soltou novamente um enorme rugido de estremecer os ossos. Seus asseclas sorriram com malícia e gritaram "Por Mordor". Mais flechas choveram dos dois lados, matando elfos e orcs. A enorme criatura avançou e devorou inúmeros companheiros de Frodo. Mais uma investida; mais elfos mortos.

"Eu os trouxe para a morte, então? Não há salvação para Valfenda afinal?" Frodo pensou. Mas então, quando a criatura ia dar mais uma investida para tragar a vida de mais elfos, um lampejo de luz destruiu a garganta da criatura. Com um sonoro som de sucção, a coisa caiu para trás, e esmagou mais da metade dos orcs. Os dois lados estavam praticamente igualados, mas os orcs ainda estavam uma centena na frente. Mais flechas e mais mortos.

Sam:

O pequeno hobbit sentiu a dor de seu metre quando, por três vezes, a criatura mergulhou no ar para tragar uma dezena de elfos e sentiu o alivio dele quando a criatura tombou; e foi isso que o motivou a continuar a batalha. Um enorme orc avançou para cima dele e por pouco ele não desviou. Enfiou sua espada, que estava com um estranho brilho esbranquiçado, nas costelas do monstro que urrou de dor. Sangue negro esguichou da ferida e manchou as vestes de Sam. O hobbit tirou sua espada das entranhas de seu inimigo e deixou-o cair como um saco. Olhou ao redor e viu Frodo correndo à frente do grupo, sua espada de ouro (da mesma forma que a sua) emitindo um brilho avermelhado. Correu atrás dele mas foi barrado por três orcs. Sem perder tempo, decapitou o do meio e desviou dos enormes braços que  ameaçavam se fechar ao redor dele. Continuou correndo e viu seu mestre indo para Orgon. Quando chegou a uns passos de distância do monstro, este lhe deu um enorme soco no rosto, que o lançou para a esquerda.

-Nããããão - Sam avançou para cima de Orgon, matando orcs no caminho, mas recebeu um chute no estômago que o fez vomitar o que tinha comido de manhã. Ficou caído no chão, largou a espada e levou as mãos a barriga. Com esforço e muita força de vontade ele se pôs de pé e pegou sua espada. Levantou a espada á cima da cabeça, com braços fraquejantes, para desferir um golpe na cabeça do monstro, mas este os segurou com uma mão e desferiu um soco na barriga do pobre hobbit que sentiu as pernas ficarem moles e seu corpo pender como um espantalho, sustentado apenas pela mão do orc. Este por sua vez apenas riu e começou a esmurrar o corpo do hobbit.

Sam já estava sangrando na boca,de um corte na testa e na sobrancelha direita, e seu corpo ele já nem sentia mais. Cansado daquela imbecilidade, puxou sua espada da bainha e disse:

- Morra, criatura medíocre - Mas antes que ele pudesse terminar de matar Sam uma espada dourada atravessou sua barriga.

- Antes você do que ele - Frodo falou. Arrancou sua espada dele e viu este levar as mãos a barriga para tentar estancar o sangue negro que escorria da barriga, mas era inútil. Quando o monstro morreu, Frodo ajudou Sam a se levantar e ficaram olhando o corpo do mestre orc e os que sobraram fugirem. Os dois se olharam e sorriram um para o outro. Mas então Frrodo sentiu uma dor lancinante no ombro esquerdo. Olhou para trás e viu uma enorme flecha negra projetar-se dali. Caiu para frente, carregando Sam com ele. Tudo o que ele sentiu foi o vento frio inundar-lhe a alma.

[...]

Ele sentiu que estava em uma cama macia, mas sentiu também um peso maior que o seu em cima de sua barriga e uma dor excruciante em seu ombro. Abriu olhos baços e viu cabelos loiros e uma bela face a centímetros de seu rosto. Sentiu uma mão agarrar-lhe os cabelos e puxar-lhe a cabeça para trás e sentiu algo frio encostar-lhe a garganta; mas seu choque foi ver quem empunhava a faca. Elrond estava com um olhar assassino para cima de Frodo.

- Ainda bem que acordou, eu queria que você visse eu te degolar - A voz de Elrond ficara extremamente rouca - Agora... a sua execução. - Quando foi terminar de adentrar a faca na garganta de Frodo, uma espada dourada atravessou o peito de Elrond. Era Sam, que vira a cena e não perdera tempo. o corpo de Elrond pendeu para o lado e ele caiu no chão, os olhos vidrados de um morto.

Frodo se sentou e levou a mão a garganta e sentiu algo pegajoso. Tirou a mão do pescoço e viu que ela voltara vermelha. Agradeceu a Sam com um aceno de cabeça, mas viu que Sam olhava pra o lado da cama. Com horror, Frodo viu o corpo de Elrond se transformar em areia negra e, num sopro de vento, sair voando pela janela.

- Bem, vejo que eu estava certa... - os hobbits olham para trás e veem Galadriel a soleira da porta a sorrir-lhes.                      


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...