História The Loser Wins - TaeKook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Bts, Jungkook, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 272
Palavras 2.188
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


De preferência, imaginem os TaeKook como eles estão na capa, mas se quiserem imaginar de outro jeito, podem imaginar



Esse é o meu primeiro hentai, então peguem leve
Espero que tenha ficado no mínimo razoável
Amo vocês <3

Capítulo 1 - One Shot - Loser or Winner?


Fanfic / Fanfiction The Loser Wins - TaeKook - Capítulo 1 - One Shot - Loser or Winner?

* Narradora On *

– PORRA, TAEHYUNG, EU NÃO ACREDITO! – Jungkook gritava de indignação com seu inimigo no videogame, o qual estava ao seu lado soltando uma gargalhada alta, mas gostosa de se ouvir.

– O quê? – O mais velho perguntava (ou tentava perguntar) no meio de sua crise de risos.

– Já é a terceira vez de quatro rodadas que tu me vence hoje! Não é possível! Eu sou melhor que você nesse jogo! Eu devia ter ganhado pelo menos duas! Você está roubando, só pode ser! – O atual perdedor da partida não entendia como aquilo poderia estar acontecendo. Ele era o melhor nesse jogo no grupo de amigos!

– Apenas estou inspirado hoje. – O vencedor disse tentando se recompor, mas não conseguia, afinal, ver Gukie (o hyung mais velho dos amigos havia dado esse apelido carinhoso ao maknae) inconformado com as recentes perdas nas partidas de seu videogame favorito.

– Saiba que ainda não me dei por vencido! – O mais novo tentava se defender, mas a quem ele enganava? Ele se encontrava praticamente sem esperanças.

Praticamente.

– Já sei! Que tal fazermos uma aposta? – Jungkook disse ajudando seu hyung a se sentar novamente na cama em frente a televisão em que eles jogavam, já que por conta das gargalhadas, Taehyung tinha caído da cama.

– Diga. – O de sorriso quadrado disse pegando seu controle caído no chão e finalmente conseguindo se recuperar.

– Se eu vencer essa partida, que será no nível mais difícil, serei considerado o vencedor de todas essas outras partidas e você terá que ficar me devendo algum favor, ou seja lá o que for, desde que eu te peça e te cobre pela "vez que eu te ganhei no modo mais difícil do jogo". – Gukie disse com o mínimo de esperança que sobrava nele.

– E se eu vencer? – Tae perguntava já confiante de sua próxima vitória.

– Você é considerado o vencedor de todas essas outras partidas e eu ficarei te devendo um favor e blá blá blá. – Como Kook não queria repetir tudo de novo, deu uma resumidinha.

Taehyung fez uma expressão de quem pensava muito sobre isso, até porque, ele realmente pensava. O problema não era nem o favor, era seu rival ser considerado o vencedor, pois o mais velho tinha um ego muito inflado (e ele sabia disso).

Enquanto isso, Jungkook observava Taehyung pensar e achava sua expressão extremamente sexy. Tae mordia o lábio inferior e olhava para cima, um pouco na diagonal, enquanto arqueava uma sobracelha. Jungkook achou aquela imagem tão linda e provocadora, que chegou a se excitar um pouco.

"Não, Jungkook! Pare de pensar isso! Ele é só seu amigo, ele não faria nada a mais! Ele acharia estranho e isso arruinaria a amizade de vocês! Não, nem pensar!", ele repetiu para si mesmo.

– Tá, eu aceito. – Ao atual vencedor acabar de pensar e concordar, o atual perdedor criou um pouco mais de esperanças e clicou na opção de "Jogar novamente", logo mudando o modo do jogo para o mais difícil.

Iniciar.

Jungkook estava como Player 1 e Taehyung como Player 2.

De início, Tae estava praticamente detonando Kook no videogame, que só percebeu isso ao escutar uma bomba explodindo no jogo, pois ele estava muito ocupado observando a Taehyung se concentrar no jogo: nosso ET passava sua mão em sua coxa por conta do nervoso, prensionava os lábios, e as vezes mordia o inferior, semi-cerrava os olhos frequentemente e umidecia os lábios lentamente. Era a perdição de Jungkook.

Mas voltando ao assunto, quando o ainda perdedor escutou a explosão e voltou a se concentrar, parecia um profissional, o melhor do mundo naquele jogo. Por algum motivo, se motivou bastante e em questão de pouquissímos minutos, fez o jogo virar, o que foi o suficiente para a partida acabar e Jungkook ser declarado o vencedor.

Game Over to Player 2.

– NÃÃÃÃÃÃÃÃO. – Tae fazia seu mini drama, se arrastando pela cama enquanto Jungkook saltitava ao redor do quarto, com um baita sorriso no rosto.

Quando Gukie parou de saltitar, se jogou na cama de olhos fechados, ofegante e suado, pois o drama e os saltos duraram um tempo bem longo se formos considerar o tempo normal de um drama e de saltos.

Ao Taehyung olhar para Jungkook naquele estado jogado na cama, teve a certeza de que ele era um pedaço de mau caminho. Puta merda. "Como alguém consegue ser tão gostoso?", Tae se perguntava. Ele também sentiu a temperatura subir um pouco ao ver aquela cena, mas relevou.

– Eu sou o vencedor. – O mais novo vencedor se sentou na cama e ficou repetindo essa frase no ritmo de uma música infantil por um bom tempo.

– Sim, eu já entendi, você é o vencedor. – E o mais novo perdedor disse isso tanto para Jungkook parar de cantar essa musiquinha irritante quanto para aceitar logo que ele havia perdido. – Mas e o favor? Já tem em mente o que é? – Taehyung disse se sentando novamente na cama, já que estava jogado no chão por conta do seu teatrinho.

– Não... – Ele olhou para o nada e pensou para saber se não tinha nada mesmo que ele queria neste exato momento. Não pode pensar em nada. Bom, em nada não, né? – Na verdade... Tem uma coisa sim... Mas se você não quiser fazer, não precisa, okay? – O maknae disse com um certo receio do que seu hyung acharia desse pedido.

Taehyung assentiu com a cabeça e com um "Aham", dando sinal de que seu ex-rival poderia continuar a falar.

– É que... Eu queria... Eu queria... Eu queria um boquete. – Kookie fez o pedido logo escondendo seu rosto em suas mãos por conta da vergonha e do medo de ter estragado a amizade tão verdadeira que eles tiveram por anos.

Ao contrário do que Jungkook pensava, Taehyung adorou a idéia, pois apesar de ter achado o vencedor um puta homão da porra, tinha vergonha de falar, e agora que descobriu que era mútuo, não ia recusar de jeito nenhum.

– É claro. – Tae disse num tom de voz calmo, enquanto tirava as mãos do rosto de Kook, que parecia surpreso com a resposta do mais velho, o qual beijou sua testa e se ajoelhou na frente da cama. – Sente aqui, só para ficar mais fácil para mim, por favor. – O perdedor - que estava adorando perder - pediu para o vencedor, que sem ainda dizer uma palavra por conta da surpresa, se sentou na ponta da cama, de frente para Taehyung.

O mais velho, começou a passear suas mãos pelas coxas do mais novo, até que começou a subi-las em direção ao pênis ainda coberto do mais novo, assim como subia seu corpo para aproximar seu rosto com o de Jungkook e logo selar seus lábios, num beijo que de início era calmo e fofo, mas que em poucos segundos se transformou num beijo veloz e cheio de luxúria, principalmente após Taehyung fazer uma massagem no membro já ereto de Jeon, que acabou arfando e gemendo baixo com o ato. Ao escutar os sons emitidos pelo maknae, Kim tirou de uma vez só a calça de moletom e a cueca que Jungkook usava, revelando seu membro que ficava cada vez mais pulsante por conta da excitação.

Tae desceu a cabeça em direção ao pênis do mais novo, que observava cada movimento seu, e sem perder tempo, lambeu toda a extensão do membro, arrancando um suspiro de Jungkook, que estava com a cabeça tombada e olhos fechados. Após isso, enfiou lentamente todo o membro dentro de sua boca, sentindo a ponta dele encostar em sua garganta, coisa que fez Kook gemer rouco. Começou a movimentar sua cabeça já em uma velocidade bem avançada, fazendo o vencedor, quase que gritar e involuntariamente movimentar sua pélvis contra a boca de Taehyung, que agora movimentava sua cabeça ainda mais rápido, e como consequencia, fazendo Jeon gemer cada vez mais e mais alto.

Ele estava feliz por estar satisfazendo seu pareceiro assim, mas ele queria ainda mais daqueles gemidos. Ele queria gritos. Gritos de prazer por sua causa. Então, passou a massagear seus testículos de leve e aumentou para o máximo que conseguia a velocidade de sua cabeça.

Taehyung sentiu que aquilo ainda não era o suficiente, então agora frequentemente parava na glande do menos e brincava com ela: beijava, a lambia, sugava e mordiscava bem fraco, tudo isso enquanto o que sua boca não fazia no resto do membro do mais novo, sua mão livre fazia.

Jungkook já podia sentir espasmos em seu corpo e sabia que estava perto de seu ápice, então decidiu se pronunciar.

– T-Taehyung-ah, eu v-vou g-gozar. – Ele disse entre gemidos, e contrariando suas expectativas novamente, após ouvir isso, Taehyung voltou a enfiar o pênis do vencedor em sua boca, logo a movimentando novamente o mais rápido o possível, onde tempo depois, viria a sentir o líquido de Gukie, seguido de um grito rouco.

Enquanto limpava a pouca quantidade de gozo que tinha caído para fora de sua boca, Tae observava Jeon se recuperando de seu recente orgasmo, ou seja: ele estava mais ofegante, mais suado ainda, ainda de cabeça tombada e olhos fechados. Era o paraíso. Taehyung conseguiu se excitar mais ainda, já que já estava excitado por conta dos gemidos do mais novo.

O mais velho foi pego de surpresa ao ser puxado por Jungkook, que o deitou na cama e ficou por cima do mesmo, logo lhe lascando um beijo de extrema ferocidade enquanto colocava as mãos de Tae acima da cabeça dele.

O maknae desceu seus beijos para o pescoço de Taehyung, enquanto tirava a camisa do perdedor para depois lamber cada parte do seu peitoral e abdômen. Jungkook queria provar cada parte de seu melhor amigo (agora colorido), que achava que cada lambida que o mais novo dava em seu corpo era tão majestosa que ele estava no céu. Mas ele foi para um nível acima do céu quando Jeon tirou sua calça e cueca e começou a masturbá-lo, fazendo assim, o mais velho gemer.

Ao escutar esses gemidos, Jungkook não pode mais se controlar, então tirou sua camisa e na mesinha ao lado, pegou uma camisinha e lubrificante, logo colocando o plástico em seu membro e passando o lubrificante no mesmo e na entrada de Taehyung, a qual logo em seguida, começou a penetrar bem lentamente, para não machucar o mesmo, que arfou e fechou os olhos ao se sentir sendo penetrado.

Jungkook sabia que aquilo doía, então numa tentativa de acalmar o mais velho, o beijou, mas dessa vez de um jeito calmo.

Quando ele terminou a penetração, ficou parado um tempo para Taehyung se acostumar com a sensação.

Após um tempo, o penetrado se pronunciou.

– J-jeon, pode s-se mexer. – E assim foi feito pelo mais novo, que se mexia lentamente e assim como o mais velho, gemia arrastado e rouco.

Por conta dos gemidos de Kim, Jungkook passou a se movimentar mais rápido, mas não muito para não ficar desconfortável para Taehyung.

Um tempo depois, a velocidade de Jungkook já estava bem mais rápida do que no início, e os gemidos de ambos já estavam mais altos e mais frequentes. Mas os gemidos de Taehyung ficaram mais arrastados ainda quando Jeon passou a deixar marcas por seu pescoço, logo descendo sua cabeça para seus mamilos, os quais chupava, lambia, beijava e mordiscava, enquanto aumentava cada vez mais seus movimentos, às vezes deixando gemidos escaparem no meio disso tudo, é claro.

Seus corpos suados estavam em perfeita sintonia. O som do choque dos corpos misturado com os gemidos de ambos formavam uma perfeita harmonia. Aquele quarto era arte. Era sexo em forma de arte.

Após mais um bom tempo assim, ambos chegaram ao seu ápice juntos, soltando gritos roucos e se sujando com o líquido branco e espesso.

Jungkook saiu de cima de Taehyung e se deitou ao seu lado. No calor do momento, criou coragem e finalmente revelou algo ao seu melhor amigo:

– Eu te amo. Não só como amigo. Eu queria poder te chamar de algo a mais que só melhor amigo. Eu queria poder dizer que Kim Taehyung é o meu namorado e meu futuro marido, e eu diria com orgulho. – Dessa vez, quem ficou surpreso foi Taehyung com as palavras do seu melhor amigo. Não porque ele achava isso um absurdo, mas justamente porque era recíproco.

– Eu também. Eu também te amo, Jeon Jungkook, e quero passar o resto da minha vida ao seu lado. Não aguento mais ter só amizade com você. Eu quero um relacionamento sério. E não é que nesse relacionamento não tenha amizade, pelo contrário, nós seremos amigos e namorados, o refúgio um do outro. – Tae deu uma pausa, respirou fundo e se virou para Jungkook, que se virou para Tae também.

– Jeon Jungkook, você quer namorar comigo? – O mais velho perguntou e o mais novo não pode deixar de dar um baita sorriso, sendo acompanhado do sorriso quadrado de Taehyung.

– Mas é claro que eu quero. Na verdade, é tudo o que eu quero. – Após a resposta de Jeon, ambos se beijaram, em um beijo cheio de sentimentos.

Quando o ar fez falta, o beijo se rompeu e Taehyung se deitou no peitoral de Jungkook e o abraçou, recebendo um cafuné.

Por conta do cansaço, poucos minutos depois, ambos caíram no sono.

Taehyung finalmente deixaria de abraçar travesseiros para dormir, pois agora ele tinha um namorado para dormir abraçado.


Notas Finais


Aaaaaa meu ship simmmm
Tchauzinho e até a próxima, meus amores ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...