1. Spirit Fanfics >
  2. The Losers Club - Reddie >
  3. Back to Derry

História The Losers Club - Reddie - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Depois de dois mil anos eu to de volta

desculpa a demora pra postar pessoas,to muito ocupada com as aulas online e a falta de criatividade bateu,ent me perdoem se ficar ruim

Boa leitura 💖😔✊

Capítulo 16 - Back to Derry


Fanfic / Fanfiction The Losers Club - Reddie - Capítulo 16 - Back to Derry


A tarde passou rápido,já a noite foi o oposto,estava preenchida pela angústia.


Quando a noite caiu os otarios estavam se preparando pra assistir filmes,mas uma ligação interrompe o momento 


(Bev) -Quem é Stan? - a ruiva olhava para o amigo com o cenho franzido 


(Stan) -M-Meu pai - o garoto mantia o olhar firme no aparelho telefônico,suas mãos tremiam e ele suava frio,tinha medo de seu pai


(Bill) -C-Calma Stan - o gago rapidamente foi ao lado do amado e o abraçou  de lado


(Mike) -Atende e põe no viva voz - logo o loiro fez o que o amigo pediu e colocou o celular na mesa no meio dos otarios


(Stan) -O-Oi pai... - o judeu segurava firme nas mãos de Bill


-Stanley,você tem idéia do que você fez? - a voz rouca e irritada do homem ecoou pela sala toda e Stanley estremeceu -Por toda Derry tem um boato Stanley,um dos meus amigos que frequenta a igreja vai até ao mercado e sabe o que ele houve Stanley Uris? Que você anda de mãos dadas com um garoto aí na Florida,e tem mais,além de andar de mãos dadas você ainda o beija,Stanley você enlouqueceu?! - nesse ponto o homem na linha já gritava e ninguém sabia o que dizer,Stanley apenas derramava lágrimas sem emitir som algum


(Stan) -P-pai eu... - a voz falha do judeu é interrompida pelo mais velho


-E pelo que essas FOTOS mostram,é um de seus amigos Stanley,eu sempre soube que andava com um bando de viadinhos,não é a toa que você sobre bullying - um silêncio novamente se fez presente,o homem suspirou e retomou a falar - eu quero que você esteja aqui amanhã,não importa o que fale,ou eu busco você aí - logo foi possível ouvir o bip seguido de chamada encerrada no telefone


Stanley desabou em lágrimas,chorava alto e apertava Bill contra si,logo todos os losers se juntaram aquele abraço apertado


Após um logo silêncio quando as lágrimas de Stanley cessaram,o judeu se pronunciou 


(Stan) -Me perdoem pessoal,mas precisamos ir,eu preciso... -  o garoto se levanta do sofá aveludado em direção às escadas 


(Bev) -O que? Sério Stan? Por que nós não...


(Stan) -Bev não podemos fazer nada,obrigado por quererem me ajudar mas,eu não posso,ele vai... - o garoto faz uma pausa e encara o nada,logo balança a cabeça e volta a falar - só não,tudo bem?


Ninguém podia fazer nada além de subir e fazer as malas,o silêncio era ouvido pela casa e apenas ele. 



Todos estavam na sala vendo algum programa,nada além das vozes dos apresentadores e o silêncio dos otarios estava sendo ouvido,até que outra ligação chega,do celular de  Richie


(Richie) -Fala pai -o garoto se pronuncia após colocar o telefone no viva-voz na mesa central


-Tozier,de tantas pessoas pra você fuder nessa cidade,você quer logo a Beverly Marsh? - todos se olhavam assustados com o cenho franzido 


(Richie) -Que diabos você tá  falando pai?


-Sua mãe e eu acabamos de ouvir que você está namorando a Beverly Marsh,tem até fotos Richard,além de tudo você fumando com ela


(Richie) -Pai,convenhamos,você não liga pra mim de verdade,liga pra porra da sua reputação não é? Não quer ser avaliado como dentista de merda pelo filho mal criado que fuma e anda com uma mal falada,e aliás pai,pouco me importa sua reputação de merda,eu não namoro a Bev,por que sou gay e namoro o maravilhoso filho da Sônia Kasprak,então finge melhor que nunca viu as caixas de Malboro no meu quarto e da um tempo! - o moreno desliga o celular sem sequer deixar o mais velho se pronunciar,o restante estavam chocados,nunca viram o amigo tão irritado desde o ocorrido com a coisa 


(Richie) -Não galera, não vamos deixar estragarem essa última noite na Florida,já não basta a merda toda que vamos ter que enfrentar em Derry -o garoto de óculos com lentes grossas se levanta e gesticulava conforme se pronunciava


(Eddie) -O Richie tem razão -  o mais baixo se lavanta e encara os amigos -Stanley,pega o projetor que eu ajeito tudo lá em cima,galera faz um lanche que eu aviso pra subir 


E assim todos fizeram,logo os otarios estavam no quarto de Eddie e Stanley chocados com a cena que estavam vendo, várias galáxias do universo sendo transmitidas por um projetor caríssimo,os 7 podiam ser diferentes em várias coisas,mas o que tinham em comum era o amor pela astrologia,sempre que possível iam na biblioteca central olhar e ler sobre as diversas galáxias e planetas do universo.


(Mike) -Caramba,isso é...


(Bill) -Incrivel - os otarios passavam o olhar maravilhados por todo o quarto estrelado enquanto se sentavam no tapete


Eddie colocou "Disturbia" para tocar e logo se sentou ao lado de Richie,a musica combinava com o ambiente,de certa forma
Era daquele silencio que eles precisavam,todos eles,por um tempo as duvidas de Mike de como seriam as coisas em Derry foram caladas, a duvida sobre os sentimentos de Bev sobre Ben,o medo de Stanley sobre seu pai,o medo de Bill de perder o namorado,a furia de Richie sobre todo o preconceito de Derry e a mistura de sentimentos de Eddie,todos foram mutados por uma enorme paz.


Eddie sentiu um arrepio gostoso percorrer seu corpo quando Richie juntou seus mindinhos e foi para mais perto de si


(Richie) -Eds... - o garoto sussurrava para não estragar o momento


(Eddie) -Fala Chee - o mais baixo responde no mesmo volume de voz


(Richie) -Mesmo com tudo isso...eu queria te dizer uma coisa - o moreno olhava na imensidão castanha dos olhos de Eddie,que olhava de volta


(Eddie) -Pode falar Chee - o mais baixo olhava para o moreno fixamente 


(Richie) -Eu estive pensando e... - o garoto encarou o nada por alguns segundos - eu acho que eu te amo e quero você pra mim - Richie não encarava o menor de volta,e logo Eddie puxou sua bombinha do bolso


(Eddie) -vocetamepedindoemnamoroRichie? - o garoto falava alto e rápido,tirando sorrisos de Richie e desviando a atenção dos outros pra si


(Richie) -Sim meu Eds - já o Tozier mantia os sussurros e voltou a encarar Eddie,segurando suas mãos 


(Eddie) -Então eu... - o garoto encarou o nada e abriu um sorriso,respondendo em seguida - eu aceito Chee - ambos sorriram e juntaram seus lábios,tirando comemorações com sorrisos e boquinhas no ar do restante,que assistia sem emitir nenhum som 


(Bill) -T-Tudo vai dar certo - o gago junta suas mãos com as do judeu,que após assistir a cena romântica dos amigos se desanimou pensando em Derry


(Stan) -Eu te amo -o cacheado sussurrou para o gago com os logos marejados e Bill selou seus lábios rapidamente para logo se envolver em um abraço acolhedor com o namorado 



Eram 9:00 em ponto,os otarios ja estavam em Derry indo para a casa de cada um de carona com Stanley,seus subconscientes não os deixavam relaxar,mas tentavam o máximo possível com Piadas idiotas.

 


-Achei que não chegaria nunca - Assim que fecha a porta,Stanley escuta uma voz rouca vindo da sala e quando se vira da de cara com seu pai


-Já estou aqui,o que queria - o garoto olhava nos olhos do pai com tédio


-amanhã você vai a igreja se purificar 


-purificar? - o garoto franziu o cenho


-Sim Stanley,vou dizer a todos o que você fez e oraremos por você,e amanhã a noite quero você em casa, vou te apresentar uma linda garota - o homem deu de ombros 


-o que? Definitivamente não, pode me expor pro mundo,mas eu não sou hetero pai! Entenda isso,pode me bater,me humilhar ou me crucificar,eu amo meu namorado e você nem ninguém vai me fazer mudar de sexualidade - o judeu andava em círculo e gesticulava com a mão


-Escute aqui Stanley - o pai do menino o prensou contra a parede enquanto segurava o seu pescoço - filho meu não é bixa,você vai conhecê-la por bem ou por mal


-v-voce pode tentar, b-b-boa sorte em c-conseguir - o judeu disse tentando se livrar das mãos alheias e tentando pegar ar,mas logo conseguiu e puxou ar desesperadamente quando seu pai o soltou


-é o que vamos ver - o mais velho vai até um cômodo da casa e volta com uma cinta,fazendo Stanley arregalar PS olhos e se esquivar pra trás aos poucos - você é o que Stanley?


-G-Gay - o judeu mantinha sua raiva e postura firme,mas logo grita de dor quando seu pai lhe bate com a cinta na cintura, fazendo-o cair


-É o que,Stanley?


-G-G-Gay! - de novo,só que dessa vez fora agredido no peito 


-Eu não ouvi direito - o homem arqueou uma sobrancelha


-E-EU SOU GAY!


Então o pai do judeu começa a bater no menino sem dó,que já estava chorando aos prantos


-AMOR PARA! - a mãe do judeu se intromete no meio tentando fazer Donald parar, não que ela não concordasse com o marido,mas amava seu filho


(Donald) -ANDREA NÃO SE META


(Andrea) -ELE É NOSSO FILHO DONALD! - enquanto os pais discutiam,o judeu aproveitou para subir as escadas e se trancar no quarto,se acabando em lágrimas

 

******


(Eddie) -Richie cala essa boca - o menor empurra levemente o mais alto irritado


(Richie) -Mas é verdade,sua mãe reclama demais - o garoto diz com um sorriso no rosto


(Eddie) -Essa parte é verdade, ja a outra ... - o asmatico faz uma careta e Richie ri alto


(Richie) -A parte que eu fodi ela? 


(Eddie) -Richie! 


(Bill) -E-Ei galera,vocês viram o Stan hoje? - o gago se junta aos amigos em frente a escola ignorando a discussão dos dois namorados


(Mike) -Não,não vi a Bev hoje também


(Ben) -Será que aconteceu algo com eles? - o loiro gordinho olha preocupado para os amigos 


(Eddie) -A bev chegou - o menor aponta para a entrada da Escola onde a ruiva estava,ela olhou para os meninos com receio e depois seguiu caminho reto para dentro da escola,deixando os outros ali no gramado da Derry High Schooll


(Richie) -O que deu nela? - o garoto de óculos com lentes grossas tinha o cenho franzido


(Ben) -Vou ver se ela está bem - o loiro pega a mochila do chão e rapidamente corre até a direção que a ruiva estava,e logo os outros 3 otarios veem Bill indo em direção aos fundos da escola,então percebem que Stanley estava ali,mas decidem deixar os pombinhos conversarem


(Bill) -B-B-Bom dia Stanie - o gago diz se aproximando do namorado para lhe dar um beijo,mas é impedido


(Stan) -Não William,não chega perto - o garoto faz sinal para o gago se afastar e o mesmo franze o cenho


(Bill) -Ta tudo bem Stanie? eu fiz algo ou... - o gago é cortado pelo outro chorando 


(Stan) -B-Billy,o meu pai,ele me bateu muito ontem - o judeu ergue a camiseta e Bill vê os cortes e marcas na barriga do judeu - ele me bateu assim que eu cheguei,e depois de madrugada enquanto minha mãe dormia - o gago se abaixa e da um abraço no amado,que logo retribui


(Bill) -V-Vai ficar tudo bem amor - o gago passava a mão entre os cachos do judeu


(Stan) -Billy - o Judeu afastou minimamente o amado de si - vamos ter que... terminar - olhava os olhos de esmeralda com tristeza

 


(Bill) -Não...


(Stan) -Billy precisamos


(Bill) -Não Stanie,Não vamos nos deixar abater por isso e..- o judeu afasta o namorado e se levanta


(Stan) -É isso William,eu ja te disse,agora me deixa em paz - Bill ergue o olhar até o judeu e vê o medo em seus olhos,olhando mais atrás do judeu pode ver Donald na porta da escola,então apenas assente com a cabeça,vendo Stan entrar na escola e lançar um ultimo olhar ao amigo.

 


(Mike) -O que acham que aconteceu? - Mike pergunta aos amigos que observavam a cena


(Eddie) -Eu não sei,talvez apenas tenham brigado por algo,logo se resolvem,eu e o Chee brigamos a cada segundo


Enquanto os amigos conversavam,Richie não pode deixar de notar o olhar vindo de Donald,sabia muito bem quem havia feito aquilo.

 

********

 


(Richie) -Ei bev - o cacheado se encosta no armario ao lado da ruiva


(Bev) -Oi Richie... - a ruiva tinha o olhar baixo,e Richie não pode deixar de notar


(Richie) -Ta tudo bem? Você não falou conosco nem nada hoje


(Bev) -Olha... - a ruiva solta um suspiro e se vira de frente pro amigo - minha tia ficou sabendo do boato sobre a gente e... pediu pra mim ficar longe até isso passar,é por uma semana no maximo,logo outro boato sobre outra coisa surge e eu volto


(Richie) -Mas... por que? - o garoto estava assustado com aquela sitação,sentindo mais a culpa lhe invadir


(Bev) -Ela não quer que eu volte a me lembrar sobre a época do meu pai,isso acontecia frequentemente não lembra? - a ruiva encosta as costas no armario e solta outro suspiro pesado


(Richie) -O Ben vai ficar com você não é? 


(Bev) -Vai sim,se puder informa os outros por favor - ambos se olhavam de lado


(Richie) -Nem vai dar,Stanley e Bill estão esquisitos e nem falaram com a gente hoje,o Bill sentou sozinho no almoço e o Stanley sumiu do mapa


(Bev) -Será que eles estão bem? - assim que a ruiva termina de falar o sinal para a ultima aula toca e os varios alunos começam a ir para suas devidas salas


(Richie) -Não sei,mas te mantenho informada,boa sorte com o Ben,Tchau Bevvie de Neve - o moreno diz as pressas e a ruiva acena com a mão rapidamente pois a sala de Richie era no andar de cima

 



-E então? conseguiu? - o ruivo encarava o sorriso cinico formado nos labios alheios


-Não é obvio? tudo do jeito que eu imaginava,mas ainda falta uma coisa - Connor joga sua mochila em algum canto e se senta ao lado do amigo


-E o que é essa tal coisa? - Peter olhou de canto para o amigo


-Sônia Kaspbrak - Connor estende um papel com um endereço até o ruivo,que dá um riso soprado e pega o papel


-Preciso falar o que? - o ruivo se vira para Connor,que da um sorriso e começa a contar seu plano.


✎Continua...


Notas Finais


Foi isso pessoas ksksks

obg por ler e até a proxima 🌈💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...