1. Spirit Fanfics >
  2. The Losers Club - Reddie >
  3. Capitulo 1- Edward Kaspbrak

História The Losers Club - Reddie - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Aq sto eu TwT


gente,mt obg pelos 20 favoritos da hot de reddie mano,hj quando eu vi eu chorei TwT

essa fic ta com uns probleminha pq meu spirit ta coisado postando 60 mil coisas repetidas >:v

se verem capitulos repetidos,leiam só o primeiro deles ok? =w=

boa leitura UwU

Capítulo 2 - Capitulo 1- Edward Kaspbrak


Fanfic / Fanfiction The Losers Club - Reddie - Capítulo 2 - Capitulo 1- Edward Kaspbrak


Era mais um dia normal em Derry,no ano de 1988,mas para Sônia não era nada normal,primeiro dia de aula de seu filho Eddie,ele nunca havia ido para a escola até o governo de Derry anunciar uma lei que crianças agora são obrigadas a estudar o ensino fundamental 2.E la estava Sônia,andando de um lado para o outro em sua sala,aguardando seu filho Eddie voltar da escola,era o primeiro dia de aula do menino e Sônia estava preocupada se o seu frágil garotinho estava bem,se estava machucado,se sua bombinha havia falhado,se tomou seus remedios ou até mesmo se foi sequestrado,porém logo sua preocupação foi acalmada quando ouviu a porta de entrada se abrir e viu seu Eddie entrando com a mochila nas costas.
-Eddie querido,tudo bem? como foi seu dia? muita matéria e... querido me dê sua mochila pra mim guar... - Sônia é para de falar quando vê que Eddie a ignorou completamente e subiu as escadas -Ursinho?
-Me deixa em paz mãe - diz o asmático entrando virando no corredor e entrando em seu quarto.
Eddie não havia gostado nem um pouco de seu primeiro dia de aula,está certo que ele sabia muitas coisas do primeiro ensino fundamental mesmo nunca tendo ido até a escola,mas Eddie nunca teve amigos,e percebeu o quão ruim é ficar solitario,além de ter sofrido bullyng em seu primeiro dia de aula pois um  garoto alto chamado Henry viu quando sua mãe havia lhe deixado na escola e ouviu cada palavra dela,desde horarios de medicamentos a apelidos, e isso foi motivo de Eddie ser chamado de "afeminado", "fragil", "docinho da mamãe" e "bichinha". Eddie nunca havia se apaixonado mas,nunca teve uma visão própria do que seria uma "bichinha", sua mãe nunca havia conversado sobre isso consigo e apenas sabia que eram pessoas que gostavam de outras do mesmo gênero,mas,se para os outros ser um "bichinha" é ruim,Eddie não queria ser um bichinha,pois apesar de tudo observou como foi seu primeiro dia e achou Henry e sua gangue legais,eles eram conhecidos,varias garotas gostam dele e ele era descolado,havia trombado com uma garota com cachos dourados e olhos de diamante, havia achado a garota linda,mas ouviu coisas,disseram que Greta era uma vadia,inicialmente Eddie não acreditou nesses comentários imbecis,mas quando fora a hora do intervalo viu Greta no banheiro masculino beijando um garoto,praticamente despida,rapidamente Eddie saiu de lá e passou a acreditar nos boatos.
E la estava ele agora,chorando em sua cama se perguntando porque ele era assim,e se perguntava se achar Henry bonito o tornava uma bichinha,ele queria ser legal,ser descolado como Henry e Greta,todos conheciam os dois loiros muito bem,Eddie queria ser descolado mas sabia que se fosse um bichinha seria mais motivo de zoação, porém ele não achava tudo descolado em Henry e Greta como todos da escola,ele só os achava descolados pela popularidade,pois acha estúpido Greta ficar com varios caras ou Henry fazer bullyng com outros alunos igua faz consigo.Afinal,o que realmente é descolado?
Tudo aquilo passava pela cabeça do pequeno Kaspbrak, que soluçava sem parar, sua mãe nunca dera permissão para Eddie sair ou brincar com as crianças do bairro para que entendesse como é se socializar.
Sônia estava muito preocupada com seu filho,nunca tinha visto ele daquele jeito,não sabia o que fazer,até decidir subir pra ver do que se tratava.Viu a porta encostada e entrou dando de cara com a visão de Eddie chorando deitado em sua cama
-Eddie? 
-V-Vá embora m-mãe - diz entre soluços e Sônia se senta na cama ao seu lado.
-O que houve ursinho? 
-N-Não é nada... - Eddie enxuga suas lagrimas ainda deitado - vá embora p-por favor
-Eddie,sabe que pode me contar tudo não é? o que foi filho? - Sônia não sairia de lá tão cedo,ela queria ajudar o filho
Eddie então se senta e conta tudo a sua mãe,Sônia se sentia culpada,ela sempre mentiu a vida toda ao seu filho sobre ele ser doente,mas ela sabia que não podia falar ainda,era melhor Eddie achar que era doente do que realmente ser,mas Sônia também sabia que não seria seu menino pra sempre e uma hora descobriria sozinho sobre tudo,ela odiava ver Eddie daquele jeito e queria ajudar o menino,sabia que ele estava daquele jeito por ela nunca ter deixado-o sair,e estava na hora daquilo mudar,a mulher esclareceria todas as duvidas de Eddie.
-Eddie... - a mais velha fala chamando a atenção imediata de Eddie - vou conversar com você pra você aprender mais sobre você mesmo,ser popular não é ser descolado filho,ainda mais nessa idade,ser você é ser descolado,não se importe com ser popular ou não,e sobre ser gay,gostar de alguém de outro gênero não é errado,mesmo que pensem que é,é uma decisão sua filho,não minha,nem desse Henry,tudo bem? - diz a mulher com um sorriso minimo abraçando o filho,Sônia se preocupava com Eddie,mas ela não ia proibir o menino a fazer algo que ele não quer,ela era mãe,não um monstro. - agora,guarde essa mochila e vá fazer amigos pela cidade,mas cuidado e por favor volte antes das 20:00 
-S-SÉRIO?! - Eddie se levanta rapidamente da cama com o que sua mãe disse e, mesmo com o coração apertado,Sônia assente
E lá vai Eddie,pela primeira vez saindo sozinho pela cidade com o intuíto de fazer amizades.
 


Notas Finais


Obg por ler e dscp qualquer erro d português ou algum erro do spirit TwT


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...