História The louvre - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Boyfriend
Personagens Donghyun, Jeongmin, Kwangmin, Minwoo
Tags boyfriend jeongkwang
Visualizações 4
Palavras 1.314
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Lemon, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Now we sit in your car and our love is a ghost


Kwangmin's pov

No outro dia,levantei da cama rápido, estava me sentindo desconfortável. Por algum momento pensei em simplesmente sair e não dar um adeus á Jeongmin,mas o outro lado da minha cabeça ficava me dizendo "e se os pais dele estiverem lá em baixo,eles vão pensar que eu sou um estranho ou mais uma das "fodas" de Jeongmin".

Eu poderia acorda-lo só pra perguntar se os pais dele iam voltar cedo,mas eu aposto que ele estava em seu décimo sono e não seria fácil acorda-lo. Ah...eu preciso pensar.

Eu não iria pular a janela,não quero me machucar,me sinto como naqueles jogos eletrônicos que você tem que escapar da sala sem muita ajuda, a diferença é que estou bravo e não quero falar com Jeongmin. Eu não tenho opção.

-Jeongmin-ah...-sussurrei enquanto cutucava o outro.

-Ah, o que...-dizia Jeongmin um tanto sonolento.-Você poderia me dizer como eu faço pra sair da sua casa sem muita dificuldade e enrolação,por gentileza?

-Porque você quer ir embora?

-Porque eu não sou seu escravo,babaca.-dizia Kwangmin num tom irônico e revirando os olhos.

-Em baixo do tapete da sala deve ter a chave do portão, ou algo assim...talvez em cima da mesa...talvez com os meus pais.

-Ah tá. Fala serio,eu ordeno que você me tire da sua casa agora. Vai levanta..-dizia Kwangmin irritado e puxando o cobertor da cama do outro o batendo com alguns socos leves o que fazia o outro rir.

-Você tá parecendo uma criança birrenta de novo..-dizia Jeongmin entre risadas.-Ok, seu mimadinho eu posso tomar um banho e dai te levo pra sua casa.

-Você ta falando sério,né? É daqui direto pra minha casa.-dizia Kwangmin com os braços cruzados e a bater o pé firmemente ao chão.

-Tá bom...Tá bom...-dizia Jeongmin bocejando e se retirando de seu quarto.

Kwangmin percebia que estava com fome,não tinha nada comestível no quarto de Jeongmin, e era claramente impossível conviver com os roncos que sua barriga fazia,teria que descer para a cozinha, e isso seria uma tarefa difícil.

Descia os degraus silenciosamente,este era o seu plano,passar despercebido,mas não sabia se isso iria funcionar por muito tempo. Os pais de Jeongmin estavam na sala,que se encontrava de frente para a cozinha, os sofás virados para o lado oposto o que fazia sua missão ser fácil, esperando passar totalmente despercebido.

Corria para a cozinha, e tudo havia sido feito corretamente. Era estranho, seus pais o ensinaram que não é muito bacana mexer na geladeira da casa de outras pessoas,mas ou era isso ou ia desmaiar de fome. 

Andava em circulo pequeno, se perguntando se isso era correto a se fazer,ou se iria esperar Jeongmin descer para que não parecesse tão estranho,mas Jeongmin parecia demorar uma eternidade no banho, e a cantarolar mais alto que qualquer outra coisa existente que fizesse um barulho estrondoso.

Era a unica opção que tinha,seu orgulho e educação não o permitia se quer se mover,então se escondia atras do balcão da cozinha e ficava ali, claramente observando o nada.

Jeongmin descia sem sua blusa,com uma toalha em seu ombro e um short qualquer,assobiava enquanto parecia procurar calmamente a Kwangmin.

-Ei...-sussurrava o outro.

-O que você ta fazendo ai?-dizia Jeongmin rindo.

-Fala baixo...Eu to com fome.

-Ah,tudo bem, você quer um lanche? Espero que não esteja estragado.-dizia Jeongmin rindo e jogando um lanche que havia dentro de sua geladeira nas mãos do outro, o fazendo levantar da onde estava e morder um pedaço rigoroso do alimento.

-Você é engraçado...E ai vamos?

-Tá...mas...como?Quero dizer,seus pais...

-Ah tudo bem,eu te apresento pra eles. -dizia Jeongmin confiantemente e puxando Kwangmin pela mão enquanto o mesmo ainda parecia comer o lanche apressadamente.

Os pais de Jeongmin viam tal movimentação,e quando olhavam para trás lá estava ele e Kwangmin encarando-os com olhares diferentes. Jeongmin parecia feliz e animado enquanto Kwangmin estava com a boca cheia e com um olhar assustado.

-...Quem é este?- perguntava a Mãe do outro.

-Ah,é...uma pessoa que eu conheci no museu...estudante de artes.

-Ah, é..Oi...é...Me chamo Kwangmin..é um prazer conhecê-los.

-Tudo bem..-dizia a mãe de Jeongmin com certo desdém,observando o garoto dos pés a cabeça,e pra variar,com as roupas de seu filho.-Você dormiu aqui?

-É..eu estava meio mal,e...não podia voltar sozinho,me desculpe.

-Tudo bem,é meio perigoso mesmo.-dizia o Pai de Jeongmin a dar determinada confiança ao garoto.

-Bem, eu vou leva-lo de volta pra casa dele, até mais.-dizia Jeongmin animado e a entrelaçar sua mão com a do outro,o que fez o mesmo se sentir um tanto desconfortável.

Jeongmin entrava em seu carro junto de Kwangmin,que ainda parecia tímido e nervoso, seus sentimentos estavam extremamente confusos, e parecia haver uma enorme bagunça dentro de si.

-Porque você fez isso?

-Isso o quê?-dizia Jeongmin ligando o rádio de seu carro.

-V..Você...Eu...Eu não sei..

-Olha,ou era isso ou você ia morrer de fome,e eu não queria que..sei lá..você morresse.-dizia Jeongmin rindo.

-Seus pais não pareciam ter gostado muito de mim.

-Não é isso. Minha mãe é chata por natureza. Mas o meu pai é um cara bacana.-explicava Jeongmin enquanto dirigia.

Kwangmin se mantinha em silencio,apenas sentia o vento bater em seu rosto como se colocasse seus pensamentos em ordem. Era tudo extremamente complicado para si.

Jeongmin era um cara interessante, com uma família rica e rígida. Seu temperamento era confuso,ia de alguém totalmente agressivo e manipulador,a alguém romântico e carinhoso. Em outros momentos também parecia ter um fogo incessável dentro de si,e isso era o que o causava adrenalina e desejo.

Quando pensava nas vezes que Jeongmin o chamava de mimado,chato,birrento, ou irritante,lhe subia uma espécie de nervosismo,sentia vontade de simplesmente sumir, e em outros momentos se sentia insuficiente e como se Jeongmin estivesse correto, então pensava em trabalhar melhor toda a sua personalidade,porque se sentia como se aquela relação fosse tudo o que precisava agora.

Achava que não se dava á Jeongmin o suficiente, e que talvez ele tivesse total direito de jogar em sua cara o quão infantil era, precisava crescer e talvez se tornar como Jeongmin, que agora era como a maior imagem de garoto independente que conhecia,porém sua cabeça era uma eterna bagunça,e não percebia o quão errada estava toda a situação que vivia.

Queria chegar em casa e conversar com seus amigos,seria a unica coisa que iria lhe acalmar ou deixar menos estressado,e lhe parecia as únicas pessoas que poderia contar.

-O que você vai fazer quando chegar em casa,Kwangminnie?- perguntava Jeongmin, dando ênfase no apelido que acabará de sair de sua boca,fazendo o coração do outro parar por 5 minutos.

-E..Eu vou falar com Donghyun e Minwoo,eles devem estar chateados.

-De novo..-dizia Jeongmin revirando os olhos e respirando fundo.

-Porquê você fica tão irritado com isso?

-Porque você não percebe as coisas..

-Que coisas,eles são meus amigos,eu conheço eles bem antes de se quer conhecer você.-dizia Kwangmin um tanto irritado e levantando seu tom de voz.

-Ah,então vai com eles quando você ficar bêbado de novo..

-Eu não estava bêbado,eu só me sentia mal...-dizia Kwangmin a engolir o sentimento de choro que parecia querer sair,virando o rosto rapidamente para o outro lado,encarando as paisagens que passavam enquanto as lagrimas rolavam de seus olhos exageradamente.

-Ah...Me desculpa ok.-dizia Jeongmin respirando fundo enquanto não ouvia se quer uma palavra do outro.-Ei,você vai ficar assim comigo?

Ainda sem respostas, estacionava o carro á frente da casa do outro,que parecia estar quieto e irritado,apenas abrindo a porta do carro,até sentir Jeongmin o puxar.

-Me solta.-dizia Kwangmin num tom sério.

-Mas..

-Jeongmin,eu estou falando sério.

-Você está vendo como você me trata? Tudo bem...mas pense nisso,você esta agindo de uma forma muito estranha,alias, onde é que estava o garoto inocente que eu conheci no museu,hã?

-Você o matou.-dizia Kwangmin num tom sério e puxando seu braço das mãos do outro, e se retirando do carro sem se quer ouvir o que o outro teria a falar, estava magoado,confuso, e extremamente fora de si, e isto provavelmente não iria resultar em boas noticias...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...