1. Spirit Fanfics >
  2. The Love - Season 2 - Bruno Mars and Camila Cabello >
  3. Our last kiss.

História The Love - Season 2 - Bruno Mars and Camila Cabello - Capítulo 9


Escrita por: talitamondeja

Notas do Autor


Desculpem a demora, mais um capítulo pra vocês, boa leitura.

Capítulo 9 - Our last kiss.


Fanfic / Fanfiction The Love - Season 2 - Bruno Mars and Camila Cabello - Capítulo 9 - Our last kiss.

two weeks have passed

Desde que a vi com aquele cara, no meu show, meus dias tem sido mais sombrios do que eu pensava que seria, eu nunca me vi tão no fundo do poço como estou agora, Phil diz que eu estou parecendo um homem que mora em baixo de uma ponte a anos, eu só não sinto tanta vontade de fazer as coisas e acho que abandonei meus fãs que não tem nada a ver com a minha vida pessoal e as merdas que eu faço, eles merecem mais, porém eu não consigo dar mais a eles nesse momento, quero muito superar tudo e seguir em frente como ela está fazendo, mas eu só consigo pensar nela e em como eu estraguei tudo.

— Você está um bagaço, Mars. — Phil disse se sentando ao meu lado enquanto eu tomava cerveja e assistia a um futebol. 


— Me disse isso ontem, e anteontem também. 


— É que todos os dias você está um bagaço, desde a última vez que a viu. 


— Por acaso você engoliu um rádio rec repet? 


— Acordou de mal humor, bela adormecida?


— Eu estou de bom humor até, espera só pra ver o dia em que eu acordar de mal humor! 


— Peter, vou ser o mais sincero possível, mais do que nunca fui — Ele se sentou ao meu lado e me olhou diretamente nos olhos — Eu gosto da Camila e eu era muito fã de vocês dois juntos, você errou feio? Claro, mas não pode se culpar para sempre, o primeiro passo para quem errou é assumir e você fez isso, agora só cabe a ela te perdoar ou não.


— Mas ela nunca vai voltar pra mim, e isso está me matando por dentro.


— E ta tudo bem, Bruno! Você precisa seguir em frente assim como ela fez, senta e conversa com ela sobre tudo o que aconteceu, nenhum de vocês pode ficar arrastando essa história pra sempre, até porque o Brian precisa que os pais sejam unidos para o bem estar dele.


Ele estava certo, eu precisava me resolver logo com a Camila e então deixar ela seguir em paz e eu me refazer de uma vez, eu errei e assumo, mas não posso e nem vou ficar me culpando pra sempre. Peguei meu celular colocando no contato dela e mandei uma mensagem, queria muito me encontrar pra conversar. 


precisamos conversar sério, como adultos, posso te encontrar hoje as 19hrs?  me dizer o local caso aceite."


Assim que enviei a mensagem, me senti um pouco mais aliviado, meu coração estava doendo por saber que ela estava com outro, mas eu não podia fazer nada se ela tinha decidido seguir o caminho dela, só poderia aceitar e desejar uma boa vida.


"me encontre no central park, não atrase, tenho um trabalho a entregar ainda hoje para meu chefe"


Ótimo, fico feliz em saber que ela aceitou, agora podemos acertar as diferenças e seguir nossos caminhos em paz. 


Camila P.O.V 


Todas as vezes que Bruno me manda mensagem, meu coração acelera, não se deixa de amar uma pessoa de um dia para o outro, mas ele me magoou profundamente e eu não consigo esquecer, talvez esteja faltando um acerto de contas.


— Pensando em mim? — Olhei para o lado e lá estava ele, Rio tinha acabado de acordar.


— Você não acha que está abusado demais? 


— Gosto de abusar quando estou com você. 


Sorrimos juntos, antes de tudo, eu não estou apaixonada, mas o Rio tem algo que me prende a ele e quando estamos juntos eu consigo esquecer todos os meus problemas, eu nunca mais toquei no assunto sobre ele ser assassino de aluguel.


— Vou me encontrar com o Bruno hoje, ele quer conversar. — Eu já tinha contado tudo pra ele, até que ele era muito tranquilo quanto a isso.


— Vai sim, vocês precisam resolver essa pendência, mas diz pra ele que eu to de olho.


Eu poderia dizer sim, mas isso iria causar uma guerra das grandes, Bruno é o homem mais ciumento que eu conheço, na época em que o Jonna era apaixonado por mim, eu vivia com medo dele fazer besteira. 


— Com certeza. — Sorri divertida dando um beijo em seus lábios. 


Estamos juntos a umas duas semanas depois daquele show exclusivo do Bruno, no começo relutei um pouco, mas depois vi que ele me fazia bem e bom, aqui estamos. Eu só esperando que meu coração não invente de ficar palpitando quando ver os olhos dele, aqueles olhos lindos de jabuticaba que só ele tem. 


later in central park 


Estava tão frio que eu podia sentir os dedos das minhas mãos congelando, nada do Peter aparecer e já eram exatamente 19:15 hrs, eu pedi pra ele chegar cedo pois realmente tinha um trabalho de fotografia a entregar. 


— Desculpe a demora, não estava conseguindo estacionar. — Finalmente. 


— Já ia embora, mas entendo. 


— Aqui está muito frio, você quer conversar no carro? tem ar quente.


O olhei e meu plano deu errado, meu coração palpitava sem parar, quase saindo pela boca, mas consegui me controlar, fomos em direção ao estacionamento e então entramos no carro, realmente estava muito melhor do que ficar do lado de fora naquele frio. 


— E então? O que queria conversar comigo? — Ele respirou fundo e então eu meio que imaginava o que viria.


— Eu vi o beijo, a dança e bom, eu só queria te pedir perdão por tudo o que eu fiz, eu não tive a intenção de te magoar mas tenho plena consciência de que eu magoei, eu ia te contar no dia que descobriu, mas eu acabei dormindo por estar cansado e o resto você sabe! A Emma foi muito importante pra mim, eu não estava sóbrio quando a conheci, bebia todos os dias e já não conseguia escrever músicas e tudo estava me afundando ainda mais, ela me estendeu a mão e então consegui sair de onte estava, o que eu quero dizer é que ela foi uma parte importante na minha vida. 


Eu queria dar um soco na cara dele, mas meu coração foi ficando mole enquanto ele contava tudo o que passou quando estávamos longe um do outro, jamais queria que ele tivesse passado por isso.


— Bruno, eu entendo que tenha encontrado abrigo nela, mas isso não jus.. — Ele me interrompeu. 


— Não justifica o que eu fiz, eu sei disso e reconheço que eu errei feio, mas eu ia terminar com ela aquele dia e eu não estou mentindo pra você, eu te amo demais e acho que sempre irei amar, e tudo o que eu quero é somente que você me perdoe.


Ah aqueles olhos negros, brilhando devido as lágrimas que se juntavam enquanto ele falava, eu queria tanto beijar seus lábios e ficar com ele pra sempre, mas como eu disse uma vez a ele, não funcionamos juntos, sempre tem uma brecha onde faz tudo desmoronar e um dos dois saem machucados. 


— Eu perdoo você, Bruno! E eu também te amo muito, eu te amo mais do que eu gostaria e também acho que nunca vai passar.


— Mas você seguiu em frente e eu preciso fazer o mesmo, Karla. — Meu coração parou por alguns minutos, a muito tempo ele não me chama assim e nesse momento, sinto que acabou pra sempre. 


— Eu segui — Assenti o encarando mas eu estava mentindo para ele e para mim mesma, eu não havia seguido coisa alguma.


— Você sempre fará parte da minha história, baby. — Ele sussurrou coloco meu cabelo para trás, como sempre fazia e então não consegui evitar as lágrimas. 


— Eu sei, você também vai fazer para sempre parte da minha história. 


— Não chora 


— Não da! 


Bruno P.O.V 


Eu raramente choro, mas quando se trata dela, eu não consigo segurar as lágrimas e ver ela chorando me deixava pior ainda, na minha cabeça estava ecoando que aquilo era o fim e eu não queria aceitar, mas estava sendo obrigado.


— Me desculpa por tudo. 


Foi o que eu consegui dizer antes de a abraçar, segundos depois eu apenas conseguia ouvir nossos choros, tocar ela novamente é tão maravilhoso e me deixa tão feliz que eu não consigo imaginar como será daqui pra frente, sabe a sensação de quando se perde um pedaço da sua história, do seu coração? eu estou sentindo nesse momento.


— Só quero que fique tudo bem, precisamos fazer com que o nosso filho se sinta amado e não veja brigas e nem discussões.


— Eu sei baby, vamos fazer tudo dar certo, você vai ver.


Eu nunca iria deixar meu filho ver nós dois brigando, até porque de agora em diante não tem mais motivos, decidimos seguir caminhos diferentes e com tudo, não somos mais um casal e nem temos nada a ver um com a vida do outro. 


— Me desculpa também, por qualquer coisa.


— Não tem que se desculpar, mas se você sente a vontade de pedir, eu desculpo. — Me afastei um pouco a observando — Posso te dar um último beijo? 


Ela me encarou por alguns segundos quieta, mas logo assentiu sorrindo, passou seus dedos por meus lábios e então não demorei muito a beija-la, minha cabeça dizia que não era uma boa ideia, mas meu coração pulava de alegria e eu só queria que aquilo não acabasse nunca mais, porque é a última vez, é o nosso último beijo. 












Notas Finais


Me perdoem o capítulo pequeno, não estou em casa mas prometo que vou caprichar no próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...