História The love battle. - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Seventeen, Stray Kids, TWICE
Personagens Bang Chan, Boo Seungkwan, Han Ji-sung, Hwang Hyun-jin, Kim Seung-min, Kim Woo-jin, Lee Felix, Lee Min-ho, Personagens Originais, Seo Chang-bin, Yang Jeong-in
Visualizações 91
Palavras 1.506
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Uuuu chegueeeii💜

Quanto tempo hein rsrs, estava ficando com saudades.

Espero que gostem 💜

Desculpem se houver erros ortográficos e tenham uma boa leitura 💜

Capítulo 7 - Chapter six


Fanfic / Fanfiction The love battle. - Capítulo 7 - Chapter six

Yang ficou um pouco confuso com a resposta do mais velho, pois não tinha a menor ideia do que ele ia fazer. Estava tudo escuro no quarto de Jeongin, e a única luz que entrava dentro do quarto era as luzes dos postes que atravessavam pelas frestas da porta.

Hwang se levantou do chão e se deitou com seu menor, Jeongin aparentemente não estava entendendo nada, mas não negou a aproximação de Hyunjin. Hwang apenas se deitou ao lado do mais novo e o acolheu em seus braços.

- Como você acha que isso vai me ajudar? - susurrou contra a orelha de Hyunjin, oque fez o mais velho se arrepiar. - Vamos Jiniie, me diga. - pediu mais uma vez, e Hwang suspirou pesado para conseguir o responder.

- Foi assim que você dormiu a primeira vez. - arrumou Jeongin e o deitou por cima de seu peito dessa vez, deixá-lo longe de seu ouvido agora era uma nota mental. - então esqueça pesadelos e durma. - Hyunjin ignorou totalmente o medo de Yang e dormiu com rapidez.

[...]

O dia seguinte chegou em pouco tempo, oque fez os dois saírem da cama, o relógio despertador de Yang insiste em perturbar os ouvidos de Hyunjin, que não quer acordar de forma alguma.

- Iniie... Hoje é sábado, pra quê você liga esse despertador? - disse colocando as mãos no ouvido.

- Hyunjin já é mais de oito horas da manhã. - disse observando as feições do mais velho.

- Mas hoje é sábado. - choramingou mais uma vez antes de se levantar.

- Hoje é o dia que você me prometeu que ia ajudar no trabalho de teatro. - disse e sentou-se na cama para ver a feição frustrada do mais velho.

- Afinal, oque a Marta passou pra você? - Hyunjin bateu a mão na testa como quem não estava nada afim de ajudar, mas como ele havia prometido, teria que cumprir.

- Tenho que escrever o script de uma curta-metragem. - ditou simples.

- Como você fala tão simples assim? Não tem pena dos meus neurônios? - perguntou Hwang e viu Yang discordar com a cabeça.

- Vai escovar os dentes pra gente ir tomar café, a cantina só fica aberta até as dez.

Hyunjin revirou os olhos, pegou sua escova e uma muda de roupa que havia preparado na visita que fez em seu quarto noite passada e foi em direção ao banheiro, já Jeongin foi atrás do celular, ele sabia que Seungmin devia ter ligado para ele ontem a noite, mas o fato de ele não saber onde estava já complicava quase em 100%; e o pior, o celular do mesmo sempre estava no silencioso, ou seja, não adiantava ligar, ninguém ia ouvir.

Hwang saiu do banheiro com roupas novas e os dentes escovados.

- Oque está procurando? - olhou confuso para o menor.

- Meu celular. - disse enquanto olhava os bolsos da calça moletom que ele havia usado no dia passado.

- Aquele ali? - Hwang aponta.

- Sim. - Jeongin se sentiu um pouco estúpido por estar procurando algo que estava em sua cara literalmente.

- Vamos, é sua vez, e você pode mecher no celular depois. - o mais velho aponta pro banheiro e Jeongin caminha até ele desanimado.

[...]

Depois de quase trinta minutos Jeongin sai do banheiro, Hyunjin nunca havia visto alguém demorar tanto tempo para escovar os dentes e trocar de roupa. Hwang ainda acha que o fato de Yang ter uma tia dentista interferir no caso, mas ele não se importou muito com esse pensamento.

- Alguém já te disse que a água do mundo está acabando? - Hyunjin debocha de seu menor e solta uma risadinha cômica.

- A minha paciência também. - disse irritado e revirou os olhos.

- Você chega a ser fofo bravo. - Hwang realmente amava brincar com fogo, por isso provocava Jeongin.

Hyunjin caminha até junto do mais novo e aperta suas bochechas com um pouco de força, que fez Jeongin choramingar manhoso.

- Não cansa de me maltratar? - tirou as mãos do mais velho de seu rosto. - Olha, ficou roxo! - fez bico e apontou para a bochecha.

- Não seja tão dramático, no máximo ficará vermelho por uns dois dias. - Hyunjin diz acariciando o local do machucado dessa vez.

- Vai ficar vermelho por DOIS DIAS? - Jeongin berrou nos ouvidos de Hyunjin. - esse negócio dói hyung! - choramingou outra vez e fez Hwang sentir pena dele.

- Own minha criança. - o mais velho distribui um selar na bochecha de se pequeno e o abraça - me desculpa. - olhou nos olhos do mais novo, que concordou com a cabeça e o abraçou novamente. - Agora vamos, se não nós vamos ficar sem café.

Jeongin larga a cintura do mais velho e caminha até a porta, eles vão até a cantina conversando coisas aleatórias, como quem são seus professores favoritos ou algo do tipo. As conversas sem nexo algum continuarão durante todo o café, e até mesmo a volta para o quarto, oque causou uma pequena surpresa a Yang.

- A chave... - Jeongin disse enquanto passava a mão nos bolsos na calça jeans que o mesmo estava usando.

- Que chave maluco? - Hwang perguntou confuso.

- A do quarto Hyung, eu perdi. Eu perdi minha cópia da chave. - disse e bateu a mão na testa. - eu sou estúpido.

- Não diga isso. - o mais velho o conforta.

- Me dê motivos. - Yang parecia curioso na discordância do maior.

- Suas chaves estão comigo. - ele tira a chave do bolso com um sorriso largo no rosto e o mais novo o olha com tédio.

- Você fez eu me preocupar por nada! - deu um leve soco no braço de Hyunjin e pegou as chaves para abrir o quarto. - Agora a gente vai sentar em uma daquelas camas e escrever a merda daquele script. - Jeongin ordena e assim faz Hyunjin.

Com caneta e papel nas mãos, ambos escrevem com cuidado e atenção uma pequena parte do script, as vezes se comunicando um com o outro para saber oque o outro estava escrevendo e continuar a escrever como maluco.

[...]

As ideias voaram dentro daquele pequeno quarto, e logo se foram horas e mais horas, quando conseguiram se dar conta de horário já era um pouco tarde, seis horas da noite marcava o despertador digital de Nayeon; Hyunjin deu seu suspiro final em questão ao texto e pede arrego.

- Eu vou morrer Iniie. - ele se joga no chão com gemidos exagerados.

- Cê' tem demência? - Jeongin o olha extremamente confuso.

- Eu tenho fome. - choramingou manhoso.

- Tudo bem, vamos jantar, mas quando nós voltarmos temos que insaiar o texto pelo menos uma vez. - disse e o mais velho concordou com a cabeça.

Eles foram para o refeitório, e dessa vez Jeongin se certificou que estava com a chave. Ambos estavam corroídos pela fome, depois do café eles não havia comido quase nada, apenas uma ou duas maçãs que estava no frigobar do quarto; ou seja eles mal tinham força para andar sequer.

A caminhada foi longa o suficiente para deixar eles com mais fome do que já estavam, suas barrigas roncavam, e o cheiro que vinha da cozinha dava-lhes água na boca. Hoje era a noite da pizza no refeitório, oque fez Jeongin lembrar de Jisoo pois é a noite predileta dela no refeitório da escola.

Ambos chegaram sedentos por comida, por Deus não havia fila alguma e eles foram direto para a bancada. Uma fatia de pizza e um copo de suco de laranja, esse era o jantar oferecido pela Faculdade aquela noite, apesar de saberem que depois eles iriam pedir mais alguma coisa em algum delivery aleatório na Internet, recusar pizza "grátis" Não é educado.

Após enganar seus estômagos com um pouco de comida eles voltaram ao quarto, mas antes passaram no quarto de Hyunjin, ele precisa saber se estava tudo bem entre o loiro coreano e o ruivo austráliano, e aparentemente sim, já que estava tudo em seus devidos lugares; Hwang aproveitou para pegar seu notebook e mais duas mudas de roupa. O caminho de volta a quarto de Yang foi tranquilo como sempre, as vezes eles encontravam um ou dois conhecidos na calçada, mas continuava o caminho despreocupados até chegar no quarto do mais novo.

[...]

O jantar já havia passado, a barriga de ambos já estavam cheias, e a volta para o quarto aconteceu como a de todos os outros dias. Mas nesse momento, oque acontecia dentro daquele quarto era inacreditável para ambos.

Olhares confusos, respiração ofegante e corpos próximos era oque acontecia naquele quarto naquele exato momento; palavras bonitas e sorrisos bobos escapavam dos lábios avermelhados do maior enquanto o menor olhava-o com atenção, seus lábios eram chamativos e bonitos, a vontade que o mais novo tinha de atacá-los aumentava a cada segundo, sua boca pedia pela do mais velho. 


Notas Finais


Até o próximo moreees💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...