História The love is a Devil - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Aline Penhallow, Asmodeus, Clary Fairchild (Clary Fray), Hodge Starkweather, Imogen Herondale, Isabelle Lightwood, Ithuriel, Jace Herondale (Jace Wayland), Jocelyn Fairchild, Jonathan Christopher Morgenstern, Jordan Kyle, Kaelie, Lilith, Luke Graymark, Madame Dorothea, Magnus Bane, Maia Roberts, Maryse Lightwood, Max Lightwood, Meliorn, Ragnor Fell, Rainha Seelie, Raphael Santiago, Raziel, Rebecca Lewis, Robert Lightwood, Sebastian Verlac, Simon Lewis, Valentim Morgenstern
Tags Clace, Clalec, Clary Fray, Climon, Clizzy, Isabelle Lightwood, Jace Herondale, Jimon, Jizzy, Malec, Rizzy, Shadowhunters, Simon Lewis, The Love Is A Devil
Visualizações 91
Palavras 2.251
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


yaaay, espero que gostem dessa aqui 😚 boa leituraa!

Capítulo 1 - Não ouse me tocar Beyoncé


Fanfic / Fanfiction The love is a Devil - Capítulo 1 - Não ouse me tocar Beyoncé

Sexta-feira, 02:34 a.m.

(Clary pov)


Não consegui dormir e era um frio do cacete, nunca pensei que Londres se superaria. Hoje tinha exatamente tudo pra ser um daqueles dias clichês, que eu normalmente tomaria muito café, passaria o dia todo na cama e comeria muita bobagem. É claro, a última vez que eu fiz isso devia ter sido quando eu tinha uns 17 anos, antes de eu saber que a minha vida toda mudaria...


Então quando eu estava quase conseguindo pegar no sono o meu celular tocou. Merda!


~ ligação on ~


Lewis: Você não acredita o que aconteceu!!!


Eu: Simon, são quase - bocejo - 3 horas da manhã!


Lewis: Eu sei, eu sei, mas é importante.


Eu: Tá, fala logo, eu to morrendo de sono, e amanhã a gente tem que ir pro Instituto.


Lewis: Eu consegui convites pra festa do pessoal do Instituto, já que a gente foi transferido, achei que seria legal conhecermos algumas pessoas.


Eu: espera, oQUE? COMO? Quem é que você conhece de lá?


Lewis: Eu te apresento na festa, vai ser sábado de madrugada


Eu: dE MADRUGADA? - falei surpresa


Lewis: Sim, vai ter algum tipo de posadão lá na mansão de um deles, e faça amigos novos. Até mais Fray.


~ ligação off ~


Simon e eu seríamos tranferidos para o Instituto de New York segunda-feira, na verdade eu seria, mas o Simon como um bom amigo vampiro que é iria comigo. Eu pude notar a felicidade do Simon só pelo tom da voz, ele realmente estava empolgado com a idéia, e tenho que admitir, eu também fiquei.


09:23 p.m.


Acordei assustada com o barulho do celular tocando, fui conferir, 47 chamadas perdidas, era do Simon. MERDA, EU TO ATRASADA!
Levantei e eu acabei me enroscando no cobertor e eu cai no chão, levantei rápido, fui ao banheiro, me troquei, peguei minhas coisas e fui. Chegando lá eu pulei um dos portões de trás, porque eles fecham os portões as 8 horas. Sim, eu estava fazendo faculdade, achei que seria bom antes de eu mudar totalmente a minha vida, mesmo eu nunca conseguindo ser tão mundana, mas eu mal comparecia nas aulas, o Instituto tomava muito do meu tempo, aliás os demônios não param nunca! Fui em direção a sala e consegui sentar ao fundo sem chamar atenção. Ninja fucking Fray ataca novamente!
E então eu resolvi mandar mensagem pro Simon.


~ mensagem on ~


Eu: Lewis, cheguei, eu meio que me atrasei


Lewis: Clary é a quarta vez nessa semana que você se atrasa


Eu: Desculpe, é que alguém meio que me acordou quase 3 da manhã 🙄


Lewis: Mas foi por um bom motivo ok. 😑
Aliás eu vou passar na sua casa pra te buscar mais tarde, leve algumas roupas.


Eu: Pode deixar 😎


~ mensagem off ~


Passei quase a aula toda pensando no que eu deveria levar, e como seria tudo. Quando finalmente acabou eu corri pra casa e fui arrumar as coisas.
De repente eu escutei um barulho na porta...! Era o Simon.


- QUE SUSTO PORRA - gritei e ele riu da minha cara - Woooow, você ficou bem de terninho.


- Eu comprei ontem, mas e então??? Ta pronta?? - falou mexendo no cabelo


- Quase pronta... - disse e peguei o vestido -  O que acha?


- Tenho certeza que vai ficar melhor quando você vestir. - falou sorrindo


- Ok, ok, eu já volto. - peguei minhas coisas e fui me trocar no quarto, coloquei um vestido rendado preto, ele era comprido e um pouco aberto, arrumei meu cabelo um pouco amarrado e fiz uma maquiagem.


- Como estou? - sorri mexendo no vestido.


Simon ficou parado alguns minutos até dizer algo.


- V-você ta incrível!!! - ele ainda estava com os olhos em mim.


- Vamos?


- Não vai levar nada?


- Ah, eu acho melhor não.


- Você que manda Fray, vamos - ele estendeu a mão e nós fomos. Sim nós fomos de mãos dadas, mas o que tem de mais? Simon é meu melhor amigo.


00:39 a.m.


- Você tem certeza que é aqui? - eu confesso que tinha quase certeza que o Lewis tinha se perdido.


- Fray, relaxa! Eles estão na casa do Magnus Bane, aquele feiticeiro super poderoso do Brooklyn, parece que ele é noivo do chefe do Instituto de NY. #LGBTPOWER


- Simon cala a boca.


- Não precisa ficar tensa Fray... você acha que eles te conhecem? -Simon falou aquilo e colocou a mão no meu ombro.


- Não, é claro que não, só você e Luke sabem sobre eu criar novas runas... E eles não sabem da mamãe e Valentin, porque ela fez de tudo pra ninguém saber... você sabe... quando eles se mataram no Lago Lyn... Luke cuidou das coisas... - senti uma lágrima escorrer


- Hey, ta tudo bem - ele limpou minha lágrima - hey... vamos se anime, você merece um pouco de diversão.


Eu acenei com a cabeça e então entramos... esse lugar é incrivelmente lindo!
Tinha muitas pessoas para todos os lados, eu não sabia o que fazer... Até que Maia, uma das lobisomens da matilha do Luke veio até nós.


- Oii, o que vocês estão fazendo aqui? A festa é privada! - ela ficou parada na nossa frente de braços cruzados... Ela estava vestida como... ela era a bartender provavelmente.


- Nós fom... - Simon começou a falar, mas alguém o interrompeu, ele parecia... Ele É Magnus Bane, oh meu Deus! Ele é simplesmente fabuloso.


- Maia, o bar esta cheio querida, e eles são meus convidados, obrigada por recebe-los - ele sorriu ironico e nos abraçou.


Maia simplesmente sorriu ainda mais ironica e voltou ao bar, ela definitivamente não ia muito com a nossa cara...


- Então, Clary esse é Magnus Bane, Magnus essa e a Clary - Simon sorria feito um idiota.


- É um prazer conhece-lo, sua casa é incrível. - eu falei um tanto tímida


- Ora, igualmente, mas não mais do que esse vestido incrível que você está usando. - senti meu rosto corar e então ele voltou a falar. - Venham, vocês precisam conhecer mais algumas pessoas.


Ele nos apresentou tantas pessoas, pelo anjo, eram tantos nomes. Uma garota de saltos super altos e cabelo negro comprido veio nos cumprimentar. Ela vestia um vestido preto justo e decotado.


- Oi, eu me chamo Isabelle Lightwood, mas podem me chamar de Izzy, quem são vocês? - Ela estendeu a mão num gesto simpático.


- Lightwood? Eu ouvi falar muito da sua família. - sorri e apertei sua mão - eu me chamo Claris... Clary Fray. - eu não acho que seria a hora de falar o meu nome correto, ou possivelmente as pessoas saberiam quem eu era.


Simon ficou olhando deslumbrado para a garota.


- E-eu... Lewis, Simon, quero dizer... Simon Lewis - ele sorriu e deve ter ficado uns 5 minutos segurando a mão da garota...


- Terra chamando Simon. - e então eu o belisquei.


- Ai, isso doeu. - Ele disse agora me olhando.


- Vocês são...? - Isabelle fez um gesto com o olhar.


- Só amig... - Simon iam dizer que éramos amigos? Somos melhores amigos!


- Melhores amigos. - completei a frase do Lewis.


- Bom saber... - ela riu de um modo mais ousado pro Simon e então... o Deus, flertes... - Bem, venham conhecer meus irmãos.


- Quantos irmãos você tem? - Simon perguntou curioso.


- Três. Alec, Jace e Max. Alec é o mais velho, ele ficou noivo do Magnus a algumas semanas. Jace é o nosso melhor soldado, e Max é o nosso irmão caçula. - Ela disse indo na direção de 2 caras, incrivelmente bonitos... Abençoados sejam os Lightwoods...


- Alexander Lightwood, esses são Simon Lewis e Clary Fray. - Ela disse nos apresentando... e eu senti o olhar do outro irmão vindo direto a mim... Ou ao meu decote... eu senti minhas bochechas corarem...


- É um prazer conhece-los... mas essa é uma festa particular, vocês foram convidados por quem? - ele era sério e alto, bem alto.


- Alec, não seja estúpido com os convidados, Mag os conhece. - Izzy deu uma cotovelada no mesmo.


- Jace Herondale, bem você já sabe quem eles são agora. - Jace sorriu pra mim e ignorou a existência do Simon.


- É um prazer enorme te conhecer... a e bom te conhecer vampiro. - Ele olhou rápido pro Simon e voltou a olhar pra mim. - De que família você é pequena shadowhunter?


Eu o encarei por me chamar de pequena, eu não era tão pequena... Okay, talvez eu fosse um pouco, mas ele era alto, não mais alto que o outro irmão, mas era alto.


- Ahn... Fair... Fray - falei sorrindo, parabéns Clarissa, até o fim do dia você já tem contado a todos.


Eles se olharam e pareciam pensativos... Bom talvez eles não conhecessem, talvez porque não existisse, bom de qualquer forma...


Eu já mencionei o quão aquele cara parecia não só um pedaço de mal caminho, mas o caminho todo... ele ficava incrivelmente sexy com aquele terno... e aquele cabelo loiro...e aqueles olhos meio azuis e castanhos... foco Clary!!! Senti Simon falando meu nome... O Deus, eu acho que posso ter desviado meus olhos pra calça do Jace... eu me senti extremamente vermelha...


- Eu-eu vou pegar uma bebida - Fiz um gesto com a mão e fui até o bar. Simon havia ficado conversando com Isabelle em um dos cantos, Alec tinha ido a algum lugar com Magn... A eles estavam falando com outros shadowhunters, e alguns feiticeiros... Sinto falta da Dot...


- Hey, eu quero uma dose de vodka. - falei para Maia, a qual estava atendendo os pedidos, ela demorou um pouco até trazer a minha bebida, ela colocou uma garrafa ao lado do meu copo e sorriu.


- É por conta da casa. - Eu realmente teria que pagar por aquilo? O que? Agradeci com um gesto e enchi o meu copo. E perdi a conta de quantas vezes eu virei aquele copo.


02:49 a.m.


(Simon pov)


Fiquei um tempo conversando com a Izzy, ela era tipo uma Deusa... eu nem sei quanto tempo ficamos conversando, até que eu percebi que a Clary não estava mais no bar. A música estava alta e tinha muitas pessoas dançando, principalmente perto da piscina, tinha mesas de sinuca, ping pong, e um monte de coisas, fui procurar a Clary, até que vi uma louca em cima de uma mesa tirando a roupa. O Deus, me diga que não é a Fray...


- VAMOS NADAR! - ouvi uma voz feminina gritar, era a Fray, e ela estava tirando o vestido e tinha uns 10 caras ao redor dela. A maior parte da festa já estava bebada e drogada... Corri na direção dela e tentei passar pelos caras, ela estava bebada, possivelmente drogada e dançando.


- FRAY, PARA, VESTE ESSE VESTIDO E DESCE DAI! - gritei pra ela e os caras me olharam como se eu fosse louco. Ela riu e começou a tirar mais do vestido eu tentei pegar ela, mas ela gritou.


- NÃO OUSE ME TOCAR BEYONCÉ. - a roda ao redor dela aumentou e ela ja estava com o vestido apenas na cintura, mostrando toda a parte do sutiã rendado em cima, até que que vi um cara loiro... Ah! O Jace, irmão da Isabelle, ele mandou todos os caras saírem de lá e a pegou no colo, ela não disse nada a ele só sorriu e se jogou no colo dele, ela já estava sem vestido, apenas com a roupa de baixo, e então tinha mais algumas garotas tirando a roupa, eu vi Izzy, e o meu Deus, ela parecia drogada também, olhei a toda parte procurando Alec, Jace ou Magnus e não os vi, então decidi ir tira-la de lá. Eu sei que eu deveria ter ido atrás da Clary, mas algo me disse que ela ficaria bem com Jace, e algo me disse que eu poderia confiar nele, quando ele foi pega-la parecia que queria ajuda-la, eu não vi maldade no modo como ele havia olhado pra ela. Assim que consegui pegar a Izzy de la eu a deixei em um quarto e sai procurar Clary, não a encontrei e liguei pra ela, então resolvi voltar ao quarto e pegar o número de Jace no celular da Izzy, quando cheguei lá, havia um cara se aproximando dela, ele devia ser um seelie, eu nem pensei simplesmente o ataquei, bati tanto nele até a minha mão doer, ele tentou se defender, mas ele era pequeno e não fez muita coisa, devia ter me acertado alguns pequenos socos. Eu o soltei e ele correu, então fiquei lá com a Izzy, pensando se a Clary estaria bem, eu tentei levantar e ir atrás dela novamente, mas eu acho que havia sido drogado, não consegui me mexer, e de repente tudo ficou escuro.


(Clary pov)


Minha cabeça nunca doeu tanto, abri os olhos devagar ainda tonta, eu não me lembro de ter vindo parar em um quarto. OH MEU DEUS, MINHAS ROUPAS!!! Puxei a coberta e eu estava com um moletom cinza incrivelmente quentinho, olhei por toda a parte procurando meu vestido, ele não estava ali... Ai meu Deus, mas eu ainda tinha minha roupa íntima, graças ao anjo. Mas o que diabos havia acontecido? Eu procurei por uma estela e não encontrei, até que ouvi um barulho, havia alguém saindo do banheiro e era...




Notas Finais


Voteeem e comentem muuuito! Me falem se gostarem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...