História The Love is Vintage - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Deidara, Itachi Uchiha, Sasori, Shisui Uchiha
Tags 80s, Deidara, Itachi, Itashi, Itashisui, Itasui, Narusasunaru, Naruto, Sasodei, Sasori, Sasunarusasu, Shiita, Shisui, Suiita, Vintage, Yaoi
Visualizações 236
Palavras 2.615
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Postei antes mais uma vez hsauhhsuas. Espero que gostem do capitulo de hoje <3

Capítulo 3 - Three


Fanfic / Fanfiction The Love is Vintage - Capítulo 3 - Three

Faltavam dez minutos para as seis e Itachi já havia arrumado sua mochila e se vestido para ir ao cine drive in. Naquele momento ele se encontra em frente ao espelho, conferindo uma última vez a roupa que vestia. O Uchiha usava uma calça jeans rasgada nos joelhos de cor clara, uma camiseta básica preta e um All Star da mesma cor. Os cabelos estavam soltos e ainda úmidos pelo banho  emoldurando bem seu rosto, contrastando com as olheiras tão características. Estava apenas indo ao cine drive in e praticamente não sairia do carro, entretanto se sentia como uma garotinha que vai ter seu primeiro encontro. O nervosismo se instalou em si e não entendia o porquê disso, já havia saído muitas vezes com Shisui, mas aquela era a primeira vez que se sentia tão apreensivo. Por fim, decidiu ficar com aquela roupa mesmo, se convencendo que ir vestido de forma casual seria a melhor opção.

A campainha tocou e Itachi pegou sua mochila, descendo as escadas e se despedindo brevemente da família antes de abrir a porta para receber Shisui, que estava de costas esperando a porta ser aberta. Assim que o primo se virou, analisou-o dos pés a cabeça da forma mais discreta possível. Shisui trajava uma calça jeans justa, all star preto, uma jaqueta do time que tinha o brasão da escola nas costas e com uma camiseta branca simples por baixo. Ele estava lindo, sempre achou isso, mas de alguma forma não conseguia vê-lo como a dois dias atrás. Parecia que tudo havia mudado.

Itachi enfim soltou o ar que havia prendido sem perceber e Shisui sorriu como de costume, fazendo-o direcionar seu olhar para os pés.

— Vamos? — chamou ao notar que Itachi parecia empacado na porta.

— Sim.

Mas antes que pudesse sair, a voz estridente e infantil de Sasuke invadiu seus ouvidos e logo um pequeno raio negro passou disparado por si.

— SHISUI — gritou o garotinho se jogando nos braços do primo que o levantou no ar.

— Sasuke, como você está?

— Bem — respondeu rindo assim que foi colocado no chão — O Itachi, não disse que ia sair com você.

O garotinho inflou as bochechas e o irmão riu sentindo vontade de apertá-las.

— Não achei que fosse importante para você saber disso.

— Para onde vocês vão?

— Vamos ao cine drive in — respondeu Shisui.

— Eu posso ir? — perguntou o pequeno dando pulinhos no mesmo lugar devido a animação.

— Vamos sair tarde de lá e eu não vou dormir em casa — disse batendo dois dedos gentilmente na testa do irmão — Desculpe Sasuke, deixa para a próxima.

— 'Tachi… — lamentou.

— Prometo que te levamos da próxima, Sasuke, não fique chateado com o seu irmão.

— Está bem, está bem, mas eu vou querer tomar muito sorvete.

— Te deixo tomar todo o sorvete do mundo se você quiser — Shisui concordou fazendo o menor ficar ainda mais animado.

— Sasuke querido, venha me ajudar a juntar os brinquedos — disse Mikoto ao aparecer na porta — Olá, Shisui.

— Boa noite, tia Mikoto.

— Seu pai chegou bem de viagem?

— Chegou sim, obrigado por perguntar.

— Que bom querido.

— Shisui, se não formos agora vamos nos atrasar — disse Itachi.

— Tem razão, vamos.

— Itachi, por favor esteja em casa amanhã antes do almoço.

— Está bem mãe.

— Prometo que vou devolver ele inteiro, tia — disse o maior de forma divertida.

— Eu espero que sim, Shisui — advertiu — Divirtam-se meninos e tomem cuidado.

Após isso a matriarca voltou para dentro com Sasuke e ambos se dirigiram à rua, mas Itachi estranhou não avistar o carro do tio na rua.

— Onde está o carro?

— Bem ali — apontou para o ford Mustang parado do outro lado da rua.

— O seu pai trocou de carro?

— Não, este é meu — respondeu de forma convencida.

— O seu pai te deu um Mustang? — perguntou inacreditado, recebendo um aceno de cabeça do maior como resposta — Quando isso aconteceu?

— Ontem, mas eu queria te fazer uma surpresa.

— Parabéns, eu estou surpreso.

— Claro que esta, é um Mustang.

— Na verdade estou surpreso pelo tio Kagami ter dado um carro caro para um filho que não é tão responsável quanto deveria ser.

— Aí — dramatizou colocando a mão no peito — Essa doeu.

Atravessaram a rua e Itachi abriu a porta do passageiro, jogando sua mochila no banco de trás antes de se sentar em seu devido lugar e bater a porta. Shisui entrou e ligou o carro, sorrindo ao ver o primo distraído ao analisar o interior do veículo. O menor se esticou sobre o painel e ligou o rádio, parando em uma estação que tocava “Welcome To The Jungle” do Guns N’ Roses.

— Preparado para a diversão, 'Tachi? — disse ao encarar o primo com um olhar desafiador.

— Estou, mas não nos mate.

— Você sabe mesmo como ser um estraga prazeres.

— Um de nós dois tem que ser responsável.

— Eu sou o mais velho e por isso sou o responsável aqui, então vamos fazer as coisas do meu jeito.

Mesmo sendo uma pessoa metida a rebelde às vezes, Shisui era mesmo alguém responsável, principalmente quando se tratava de Itachi e o mais novo sabia disso.

— Está bem senhor responsável — levantou as mãos em derrota.

 

:: ::

 

A fila para entrar no cine drive in estava consideravelmente grande quando chegaram, mas em apenas alguns minutos já haviam pago suas entradas e agora procuravam um bom lugar para estacionar. Shisui dirigiu pela trilha de veículos que já estavam em seus lugares e decidiu por fim ficar em um dos cantos, onde não havia muitos carros e não teria problema se conversassem ou fizessem barulho durante o filme.

Haviam chegado dez minutos antes da sessão e vários carros ainda estavam estacionando, as garçonetes passavam de patins levando os pedidos já feitos até seus respectivos clientes e os Uchihas optaram por esperar dentro do carro até que alguém viesse atendê-los.

— O que você quer fazer depois daqui, 'Tachi? — perguntou após desligar o carro.

— O filme vai acabar tarde, pensei que iriamos para casa.

— Pois é, mas o meu pai decidiu dormir na casa da namorada e só vai voltar amanhã, então não tem problema ficarmos fora até tarde. Ninguém vai saber.

— Vou falar para a minha mãe que você não é uma boa influência para mim, Uchiha Shisui — brincou.

— Sou uma má influência por querer testar o meu carro novo essa noite?

— Hum… Pensando assim, não.

— O que acha de irmos até a costa? Podemos observar as estrelas de lá.

— Isso fica a uns vinte minutos daqui.

— Você fala como se fossemos a pé até lá — ironizou Shisui.

— Eu não sei...

— Tudo bem. Pode decidir para onde vamos até o fim do filme.

Ouviram alguém se aproximar e direcionaram sua atenção para fora da janela, era uma das garçonetes do drive in. Os dois Uchihas desceram do carro e foram até a moça de patins e cabelo roxo que estava um pouco afastada do carro.

— Vocês vão querer comer ou beber alguma coisa? — perguntou simpática.

— Eu vou querer uma barra de chocolate ao leite, duas cocas e uma balde de pipoca… — olhou para o menor em dúvida.

— Grande, nós dividimos.

— E um balde de pipoca grande — repetiu sorridente — Você quer mais alguma coisa, 'Tachi?

— Não.

— Qual o nome de vocês?

— Shisui e Itachi — respondeu o maior.

A garota anotou os nomes em seu bloco de notas e olhou curiosa para Shisui.

— Vocês tem descendência japonesa?

— Temos sim, nossos avós eram imigrantes.

— Eu me mudei do Japão para cá quando tinha apenas quatro anos. Nunca achei que encontraria pessoas com descendência japonesa nessa cidade.

— Toda a família Uchiha tem descendência Japonesa e o nosso tio, Madara, mora no Japão atualmente.

Itachi apenas observava tudo com atenção, percebendo o evidente interesse da garota e aquilo de certa forma estava o incomodando.

— É um prazer conhecê-lo, meu nome é Anko, Anko Mitarashi.

— O prazer é meu — sorriu o mais velho, fazendo um arrepio estranho percorrer a espinha de Itachi.

O mais novo sabia que ele estava apenas sendo simpático naquela situação, afinal o primo sempre pensava muito antes de decidir com quem iria ficar. Shisui nunca o abandonaria por uma noite com uma garota, mas estava claro que a garçonete não precisava que ele realmente desse bola para ela tentar a sorte.

— Agora se me derem licença, eu vou pegar o pedido de vocês.

E assim a garota patinou de volta para a lanchonete que ficava do outro lado do  drive in, deixando o Uchiha menor com um olhar falso de indiferença para trás.

— Ela é bem simpática não é? — disse Shisui ao se virar para o primo.

— É… Simpática até demais.

Itachi não sabia que sentimento era aquele o assolava, apenas sabia que não está gostando nem um pouco da interação do primo com a garçonete.

— Porque está fazendo essa cara? — perguntou o maior deixando que sua cabeça pendesse um pouco para o lado.

— Que cara?

— Aquela cara de indiferença que você só usa quando não gosta de alguma coisa.

Por mais normal que parecesse para os outros, Itachi nunca conseguia esconder seus reais sentimentos do maior, e nas circunstâncias em que estavam aquilo era péssimo, já que nem mesmo ele sabia o que sentia.

— Impressão sua.

— Sei... Mas e aí? Assistimos o filme aqui fora ou dentro do carro? —desconversou sabendo que não iria chegar a lugar nenhum se insistisse. Itachi com certeza lhe falaria o que aconteceu depois.

— Pode ser aqui fora mesmo, eu só vou pegar um casaco na mochila.

— Vou esperar aqui.

Itachi deu a volta no carro até a porta do passageiro e puxou sua mochila do banco de trás sem entrar totalmente no carro, procurando em meio às roupas que escolheu para o dia seguinte uma jaqueta. Assim que a encontrou vestiu-a e jogou a mochila de volta no banco de trás, só então percebendo que a garçonete havia voltado com os pedidos e conversava novamente com o primo.

A garota agora parecia sorrir mais que antes e Itachi decidiu esperar até que ela fosse embora, entretanto, ela não parecia muito inclinada a encerrar a conversa tão cedo. Desistindo de esperar, o Uchiha mais novo fechou a porta do carro e seguiu de encontro aos dois.

Assim que viu o menor se aproximar, Anko sorriu docemente e entregou um pedaço de papel a Shisui, que prontamente devolveu o sorriso guardando o papel no bolso da calça, observando a garota se afastar.

— Você já pagou? — perguntou Itachi assim que se aproximou o bastante.

— Já, não precisa se preocupar, hoje é por minha conta.

— A tal Anko parecia animada falando com você.

— Então você viu — gargalhou.

— Eu estava do outro lado do carro Shisui, não do outro lado do drive in.

— Ela me deu o número de telefone dela.

— E você vai ligar?

— Talvez — disse dando de ombros.

Itachi sentiu vontade de retorcer o rosto, mas se conteve mantendo sua habitual expressão de desinteresse tão usada com Deidara, enquanto Shisui abria seu chocolate, dando uma mordida generosa nele.

— Vamos sentar no capô, o filme já vai começar — sugeriu Shisui e Itachi apenas assentiu seguindo de volta para o carro.

Após alguns minutos as luzes do estacionamento se apagaram e o filme se iniciou. As cenas de ação eram interessantes e havia algumas partes engraçadas também. O filme tinha duração de quase duas horas e por isso ambos agora estavam encostados ao para-brisa, com todos os lanches - ou restos deles - entre eles, concentrados ao máximo em uma cena em que o protagonista havia apostado com os amigos policiais que conseguia se livrar de uma camisa de força sozinho.

Distraído, Shisui derrubou seu refrigerante e se virou rapidamente para o primo com a intenção de murmurar um pedido de desculpas, mas parou no meio do ato ao reparar na expressão divertida do mesmo com o desfecho da cena. Seus lábios finos estavam levemente curvados em um sorriso que não chegava a mostrar os dentes, mas para um Uchiha aquilo era algo significativo. Shisui achava que aquela expressão ficava perfeita no primo e desejava que ela fosse algo mais corriqueiro, pois Itachi ficava hipnotizante quando sorria e um sentimento acolhedor se alojava em seu peito todas as vezes que o leve curvar de lábios era dirigido a si.

Shisui continuou a observar o outro, notando como os olhos ônix reluziam ao refletir a luz da tela e a forma espontânea como ele pegava a pipoca, levando-a a boca ou simplesmente parando no meio do caminho para observar a cena. O filho de Kagami se perguntou o porquê de nunca ter notado o quanto Itachi era gracioso, além de lindo e excepcional. Estava feliz por ter chamado o primo para sair, ele parecia feliz e ambos estavam se divertindo como a muito tempo não faziam. Itachi era sempre tão focado nos estudos que às vezes parecia se esquecer da idade que tem, não aproveitando seus dezessete anos como deveria, tentando ser sempre mais responsável do que é esperado de um adolescente. Era interessante a forma como ambos eram tão diferente, porém tão iguais em alguns pontos e talvez se desse a esse o fato de serem tão inseparáveis.

Ao perceber o olhar atento do outro sobre si, Itachi o encarou por um momento, recebendo um sorriso simples do outro que fez com que suas bochechas formigassem. Desviou o olhar para evitar que Shisui percebesse e voltou a encarar a tela de forma despreocupada. O beijo voltou a sua mente pela primeira vez naquela noite e se sentiu ainda mais desconcertado na presença do primo, mas decidiu afastar esses pensamentos e voltar sua total atenção para o filme.

Em um gesto mútuo ambos colocaram suas mãos no balde de pipoca que já estava quase vazio, fazendo com que suas mãos se esbarracem e Itachi recuou em um gesto inconsciente que passaria despercebido por qualquer outra pessoa, mas não por Shisui e se amaldiçoou por isso.

Depois daquela bendita noite, todas as vezes em que Itachi tocava no primo seu coração disparava em nervosismo e após a conversa com Deidara isso só piorou e um simples olhar era capaz de deixá-lo corado e pensativo. Também estava começando a notar pequenos detalhes no primo, como o fato de Shisui ficar encantadoramente lindo sorrindo e como ele fazia isso não só com os lábios, mas com todo o seu corpo, exalando toda a animação e positividade que habitava em si. Como o cabelo levemente bagunçado o deixava charmoso ou como jaquetas o deixavam descolado e atraente. Estava crucificando Deidara por ter plantado a dúvida em si e certamente iria se vingar por isso em algum momento de sua vida.

Shisui ficou um pouco surpreso com a postura defensiva de Itachi e vê-lo tão acuado o lembrou do que havia acontecido no outro dia. Sua consciência pesou por perceber que talvez tenha sido esse o motivo do primo estar estranho nos últimos dias.

Itachi ficou tão distraído com seus pensamentos, que nem mesmo percebeu quando o filme acabou e as luzes se acenderam, acordando para a realidade apenas quando ouviu a voz de Shisui o chamando.

— 'Tachi? — chamou assim que as pessoas começaram a entrar nos carros para ir embora.

— Hum...

— Você quer ir a costa ou prefere ir para casa?

Parando para pensar na situação Itachi não conseguia decidir o que parecia pior, prolongar a noite mais confusa da sua vida ou dormir ao lado do motivo da sua confusão. Mas dormir com Shisui seria algo inevitável já que dormiam juntos desde crianças, então decidiu que adiar mais um pouco não faria mal, afinal mesmo se sentindo desconcertado ao lado do primo a presença dele ainda lhe fazia bem.

— A praia parece interessante — respondeu ao descer do capô.

— Então vamos para a praia — animou-se entrando no carro e logo sendo seguido por Itachi.

Seria uma longa noite.

 


Notas Finais


O que será que vai acontecer nessa praia, ein? shauhadasdhds

COMENTEM <3

TLIV tem uma playslist <3: https://open.spotify.com/user/whylanny/playlist/3XM0aigndUROeDtWbdpCyu?si=TwGnJgNhT5yucLK_pp5aeQ

próximo capitulo sai dia 25 (ou talvez antes) <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...