História "The love of a vampire" - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chen, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Sobrenatural, Vampiro, Vkook
Visualizações 8
Palavras 1.528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


aproveitem!

Capítulo 3 - "Dreams"


Fanfic / Fanfiction "The love of a vampire" - Capítulo 3 - "Dreams"

- Desculpa, eu queria confirmar uma coisa.

- C-confirmar o que? – perguntou Jimin com o rosto meio corado.

- Nada.

- Como assim? Você me beijou para confirmar “nada”?- perguntou Jimin sério.

- Na verdade quero que me responda uma coisa.

Jimin me olhou confuso por uns instantes.

- O que você pensou desse beijo?

- Descobri que meu amigo é um pervertido. – respondeu de imediato.

- Isso eu já sabia que iria dizer, foi o que eu pensei na hora também. Não sentiu nenhuma vontade de chorar, ou algo do tipo?

- Não, por quê?

- Era só isso que eu queria saber.

Jimin continuava a me olhar confuso, sem entender absolutamente nada. Eu queria saber se ele teria a mesma reação que eu tive, quando o Tae me beijou...

- Da próxima vez que resolver me beijar, me avisa. – disse cruzando os braços e fazendo bico.

- Então quer dizer que gostou né, Senhor Park?

- Não, mas talvez sim.

- Hum...

 

Deitei Jimin na cama, e coloquei uma de minhas pernas entre as suas enquanto segurava suas mãos à cima de sua cabeça. Com uma das minhas mãos livre, levantei sua blusa até o peito, deixando a mostra seu abdômen definido. Comecei a acariciar lentamente aquela região, depois deixei uma leve mordida na lateral, e como resposta recebi um gemido.

 

- Por que você está assim hoje? – perguntou Jimin envergonhado.

- Não fique assim. Foi apenas uma punição por não ter me dito sobre a sua nova casa antes. Mas não deve estar sendo nada cruel o que estou fazendo.

 

Jimin corou mais ainda. Na verdade fiquei bem chateado por ele não ter me dito nada, minha intenção era só para provocar um pouco.

 

- Nunca mais esconderei nada, e muito menos virei na sua casa nesse horário.

- Acho bom mesmo. Não será sempre que me comportarei como um bom menino Sr. Park.

- Depois disso tudo, já estou desculpado né?! Então poderia me soltar?

- Só porque, achei interessante o seu leve gemido no final. – respondi baixinho em seu ouvido.

Jimin ficou vermelho que nem um tomate, e eu comecei a rir.

- Definitivamente, hoje você não está bem!

- Desculpa, desculpa. Não pude evitar, prometo que não farei mais nada.

- Apenas porque hoje, não estou no direito de reclamar de algo.

- Certo, certo! Você irá dormir comigo na minha cama, ou prefere que eu pegue outro colchão? – perguntei.

- Por motivos de segurança, prefiro me deitar em outro colchão.

- A gente sempre dorme junto quando você vem aqui, eu juro que não irei fazer nada.

- Quem jura mente!

- Está bem, irei pegar outro.

- Ok. Enquanto isso irei trocar de roupa. – disse Jimin.

 

*02:00*

 

- Ainda sem sono? – perguntou Jimin que já estava deitado.

- Sim. – respondi olhando o teto.

- Hum... Mas então, sobre essa festa que terá...

- O que tem?

- O Tae estará certo?

- Para falar a verdade não sei. Ele não parecia interessado, por que a pergunta?

- Só por curiosidade mesmo... E o irmão dele é bonito?

- São bem parecidos um com o outro, mas o Tae chega a ser mais atraente...

- Temos alguém apaixonado aqui? Quem diria...

- Não é isso! Só disse a verdade.

- Se você diz... Boa noite então.

- Boa noite!

 

*Dia seguinte...

 

*Jimin*

*19:00*

 

Eu acordei praticamente na hora do almoço, enquanto Jungkook ainda continuava dormindo fiz a comida. Depois que ele acordou e nós comemos, passamos a tarde toda jogando vídeo game, e como sempre, não ganhei uma jogada se quer... Sei disso, mesmo depois de anos de amizade, não ganhei nenhuma vez, é vergonhoso podem rir.

Mas se pensam mesmo que eu o perdoei pelo que ontem , estão muito enganados... Tá, eu sei que deveria ter contado tudo antes, mas não queria incomodar, não disse nada pensando nele. Mas ao invés de me entender, ele  me provocou, Uma hora ou outra terá troco, ou eu não me chamo Park Jimin!

 

- Jungkook, que horas vai começar a festa? – perguntei, afinal ele me disse que seria de noite, mas não disse o horário.

- 20:00 horas.

- Mas já são 19:00, por que não disse antes?

- Você não perguntou e eu também havia me esquecido.

- Ótimo!

- Relaxa, ainda há tempo. – disse Jungkook tranquilo.

- Mas não tem como eu ficar apresentável para essa festa, em menos de uma hora!

- Jimin, você fica bonito de qualquer forma, até mesmo sem roupa.

-Mas que audácia é essa?! Me respeita, sou mais velho!

- Em quesito de idade só, porque de altura...

- Eu ainda posso crescer mais, sabia?

- Dúvido muito.

- Jeon Jungkook, sofreu algum trauma para sua personalidade estar mudando assim?

- Não, nada.

- Que tipo de pessoa muda da água para o vinho em um dia?

- Mas não aconteceu nada. Bom, pelo menos nada traumatizante.

- Fala o que houve? Tem dormido direito?

- Dormir? Ultimamente acho que “dormir direito”, é algo que não tenho feito.

- Como assim?

- Faz um tempo que  eu venho tendo os mesmos sonhos, mas ao acordar não me recordo deles. Então não tenho dormido, mas a meu ver, tenho vivido... não sei explicar. – disse suspirando.

- São apenas os sonhos?

- Também aconteceu uma, não duas coisas comigo ontem e o dia anterior á ontem...

 - O que foi?

- Sobre meu pulso enfaixado, não foi porque eu torci. Na verdade eu fui mordido...

- Mordido? Como assim?

- Por um vampiro. Eu estava saindo do trabalho, quando eu escutei alguém gritando por socorro, fui ver o que estava acontecendo e me deparei com aquele ser... Daí, ele me mordeu.

- Hã? Vampiro? Você está bem, quer ir ao médico?

- Estou bem. Só não foi pior, porque o Tae me salvou, ele apareceu e atirou no vampiro com uma bala de prata.

- Isso está parecendo aquelas séries americanas.

- Mas não foi só isso que aconteceu, ontem quando Tae insistiu em me acompanhar até minha casa, mesmo eu morando ao lado, ele me beijou, e por algum motivo senti como se já o tivesse conhecido antes, tanto que acabei chorando... Aish! Eu sinceramente não entendi nada nesses últimos dois dias! E ainda apareceu você me dizendo que está morando só!

- Nossa... Desculpa, eu não queria te estressar.

- Você não me estressou, no caso me fez sentir melhor.

- Espera, então ontem você me beijou para saber se eu teria a mesma reação que teve com o Tae?

- Sim. – respondeu de imediato.

- Você quer morrer Jeon Jungkook?

 - Eu já pedi desculpas.

- Aish! Eu mereço... Então o fato de você estar mudando assim de repende, deve ser pela mordida do vampiro, ou...

- Ou?

- Eu não sei. Essas coisas que aconteceram com você não fazem sentido algum. – respondi simplista.

- Nossa, me ajudou bastante. – respondeu irônico.

- Desculpa, mas não sei mesmo como ver isso tudo.

- Fazer o que...

- Vamos nessa festa hoje, talvez você se sinta melhor, sem preocupações. Eu sei que nunca foi a uma festa antes, mas tenho certeza que irá gostar.

- Se está dizendo.

- Vamos nos arrumar logo então! – falei animado.

- Ok.

 

...

 

 

Eu já estou pronto. Estou usando uma calça preta de couro, uma blusa social branca com listras pretas, junto também a uma bota preta. Como acessório, estou usando um brinco. Agora falta o Jungkook, que já está mais de meia hora trancado no quarto se arrumando.

 

Eu estava sentado no sofá, mexendo no celular quando ele apareceu...

- Estou pronto.

- Nossa!

- Está muito estranho?

- Se beleza, é estranho para você, então sim, está MUITO estranho.

- Hã?

 

Ele está simplesmente maravilhoso. Eu sempre achei Jungkook atraente, mas depois dos 16 ele começou a crescer, não só na altura, mas também fisicamente. Ele estava usando  blusa branca, com a calça preta que marcava bem as sua cocha definidas, um cinto e um coturno preto. Também usava um brinco, de acessório.

- Você está  muito bonito.

- Eu tinha comprado essas roupas a algumas semanas, mas não tive oportunidade de usa-las.

- Entendi. E eu, como estou? – perguntei.

- Também está muito bonito, mas essas calças que está usando não está muito colada?

- Olha só quem fala.

Jungkook riu com o que eu disse. Já eram 20:40 estávamos escutando o som da casa ao lado...

- Parece que a festa já está rolando.

- Sério, nem percebi. – disse Jungkook irônico.

 

Quando abrimos a porta da casa, Taehyung estava parado nossa frente.

 

- Oi! Eu vim chamar você Jungkook, meu irmão estava perguntando porquê não havia ido ainda.

- Ah sim, eu já estava indo com o Jimin.

- Oi Jimin! Que bom que você veio. – disse Tae com um sorriso.

- Oi. Está bem bonito Taehyung.

- Obrigado, vocês dois também. Tomem cuidado para não serem atacados na festa. – disse dando um leve risada.

 

Taehyung estava usando uma calça preta, com uma blusa social vermelha e sapato branco. Na minha opnião, de fato muito bonito

 

- Vamos indo então. – disse Jungkook.

- Claro. – respondi.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

continua...

 

 

 

 

 


Notas Finais


Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...