História The Love on 3 (G!P) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Personagem Original, Trisal
Visualizações 56
Palavras 2.870
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Galeries, novo shippe, ou melhor, novo shippe misterioso.

Curiosos? Então sem mais delongas sem mais demoras vamos seguir para o capítulo.

Boa leitura🌐

Capítulo 8 - Meu Bolinho


Fanfic / Fanfiction The Love on 3 (G!P) - Capítulo 8 - Meu Bolinho

Ally POV:

A tempestade continuava cada vez mais forte, os pingos de chuva mais pareciam pedras atingindo meu carro de tão grossos e pesados, olho para o meu relógio e vejo marcar exatamente 16:45 da tarde, apesar de que a vista lá fora aparentava ser de quase 19:00hs de tão escura, tenho que admitir que gostei do país, a Alemanha é um país bem típico em formato europeu, as casas, as pessoas, as paisagens, a cultura, tudo, o último show que fizemos aqui como encerramento da "Back to The Us Tour" foi excepcionalmente a melhor de todas, batemos todas as expectativas nesse dia.

(N/A: "Back to The Us" é o quarto álbum da 5H e o primeiro pós hiato com o retorno da Camila para o grupo).

Parei no sinal fechado, a chuva lá fora parecia não ter fim, aproveito o momento para olhar de novo no GPS, que estranho, não faço idéia de onde seja, mesmo seguindo as direções do GPS eu ainda me sentia confusa, porquê ela quer que eu vá para um lugar tão longe, aliás, como que ela conseguiu controlar meu GPS? O que será essa mulher? Mágica? Ilusionista? Cartomante? Satanista? Detetive? Eu não sei, mas preciso saber quem ela é e o que ela quer comigo, mas algo ainda me intriga, sua voz, é tão doce como uma adolescente tímida, mas sua mente é como de uma psicopata de 35, eu não sei, é tudo tão estranho, é como se eu já estivesse sob seu domínio como uma marionete, espera! Estivesse? Eu já estou, e pra piorar, quanto mais penso em fugir, mais eu quero ir a fundo nisso, quer saber? Dane-se, sou a mais velha da 5H, tenho que demostrar que posso fazer isso como se... ISSO, já sei, talvez se eu pensar como uma detetive eu consiga chegar até ela!

Sou tirada de meus pensamentos ao ouvir o meu celular tocar, até estranhei, achei que fosse a mulher misteriosa, mas ok, vamos atender:

Ligação ON:

Camila: Ally?

Ally: Oi Camila, como vai a relação entre Cuba, Alemanha e Estados Unidos?

Camila: Entendi a referência engraçadinha rsrsrs.

Ally: Mas é claro, até porquê... - Ouço ruídos no fundo - O que está acontecendo?

Camila: Nada! Porquê? OH FUCK.

Ally: Camila você tá bem? - Me assusto por ouvir uma voz rouca atender.

Lauren: Oi Allysus, a Camz não pode falar agora, ela tá com a boca ocupada - Disse com uma leve risada maliciosa.

Ally: Vocês estão... eu não acredito - Disse balançando minha cabeça em negação querendo rir enquanto dirigia - Deviam guardar castidade, deixem as fornicações pra depois do casamento - Mais uma vez me assusto com outra voz atendendo a chamada.

Anne: Oi Ally... ohhh... sou eu a...ahhh... a Anne Kate, na...não se preocupe, eu tô... oh yes... cuidando das duas agora... isso chupa Camz me beija Lolo - Ok, não sabia se ria ou se ficava incrédula diante daquela cena.

Ally: Anne - Ainda pude ouvir os estalos do beijo - Eu disse pra vocês guardarem castidade - Falei entre risos, não me contive rsrsrs.

Anne: Eu sei... isso lolo, chupa meu cu, isso baby... eu pedi as duas em namoro hoje... vai Camz suga tudo... ou seja, estamos em compromisso sério agora... OH FUCK YEAH.

Ally: Ok rsrs tudo bem rsrsrs, espera, você tá fazendo garganta profunda na Camila? - Era bem audível e notável o som.

Anne: Sim... ohhh fuck... acho que agora entrou mesmo na garganta dela... isso baby...

Ally: Meu Deus! Vocês estão parecendo até coelhas rsrsrs.

Anne: Não parecemos, SOMOS COELHAS - Falou tão maliciosa que até me deu medo rsrsrs.

Ally: Aonde vocês estão?

Anne: Bem escondidas numa parte do shopping, mas prometo ser rápida, até porquê a Camz tava com fome, e eu prometí que daria algo pra ela.

Ally: Não precisa nem me dizer o quê rsrsrs.

Anne: Preciso desligar agora... OHHH... eu tô quase, e a Lolo tá enfiando a língua muito fundo no meu cu... ohhh tô quase Camz, chupa sua vagabunda gostosa... OH FUCK YESSS.

Ally: Obrigada pela descrição rsrsrs, tchau.

Ligação off

Ok... O QUÊ QUE FOI ISSO? Perguntei pra mim mesma ainda incrédula, eu não acredito que presenciei um momento íntimo delas, mas espera! Elas que quiseram atender a ligação, então elas que são safadas rsrsrs, mas até que foi bom ter desse acontecimento pra descontrair a mente, não demorou muito para meu celular tocar novamente, despreocupada simplesmente atendi a ligação, só pode ser elas ligando pra falarem do incrível orgasmo que tiveram rsrsrs:

Ligação ON:

Ally: O Papa não tá disponível.

?: Claro que não, o Papa está cumprindo com suas santidades no Vaticano.

Ally: É você de novo - Respondi sem surpresa, porém surpresa com minha reação.

?: Sem surpresa?

Ally: É a terceira vez que você me liga hoje, como espera que eu estaja?

?: Feliz.

Ally: E qual seria o motivo de eu estar feliz?

?: Me conhecer.

Instantaneamente eu congele naquele momento, eu finalmente iria conhecer a mulher misteriosa, não sei porquê mas aquilo me deixou muito nervosa, quer dizer, por ligação já estava começando a se tornar comum ouvir esses mistérios, mas meu medo é que de alguma forma estranha essa mulher me transparecía como uma caixinha de surpresas, não sei o que esperar agora, milhões de coisas rodeavam minha mente agora.

Ally: Tá falando sério? Quer dizer, tem coisa aí, não é?

?: Talvez sim, talvez não, só o tempo vai dizer.

Ally: Para de ser tão filosófica e me diz, você vai estar nesse lugar?

?: Vou sim bolinho.

Ally: Me faz um favor, para de me chamar de bolinho.

?: Porquê? Tá com medo de gostar?

Ally: Você é boa nisso - Falei me rendendo, eu estava gostando sim, ela é boa com as palavras, apesar de misteriosa.

?: Sou sim baby, mas não se atrase para o jantar.

Ally: Jantar? Que jantar?

Ligação off

De novo ela desligou na minha cara me deixando em uma centena de dúvidas, mas isso não importa, pelo menos vou finalmente saber quem é a mulher misteriosa que está por trás de todo esse mistério... ah quem estou enganando, adorei quando ela me chamou de bolinho, espera, mas e se ela já tiver me visto pessoalmente antes? E se ela usou esse apelido se referindo ao meu tamanho? Ah dane-se, eu gostei.

Mais alguns minutos se passaram e cá estou, finalmente cheguei ao tal lugar, era uma chácara, um lugar bem bonito apesar de afastado da cidade, era uma daquelas típicas casas chiques que ficam no meio da floresta, bom, pelo menos não é um daqueles casarões abandonados mal assombrados que imaginei durante a viagem inteira, era muito bonita, típica de uma mulher européia, deve ser aquelas bem ricas também, saí do carro até surpresa pela chuva ter parado, porém o frio predominava muito naquele momento, me aproximei cada vez mais da porta que por sua vez estava destrancada facilitando minha entrada, adentre o lugar é simplesmente era surpreendente, tão bonito por fora como por dentro, o piso de madeira vermelho ressaltando as paredes brancas e as várias luminárias brancas espalhadas pela casa, os móveis pareciam ser bem tradicionais dos anos 90, mas isso não tirava a beleza daquele lugar.

Senti meu medo voltar com milhões de pensamentos impuros na cabeça, eu finalmente iria conhecer a mulher misteriosa, mas não sabia do que ela seria capaz, se é uma armadilha ou algo parecido, enquanto andava em passos lentos pela casa avisto uma secretária eletrônica piscando em uma mesinha ao lado da parede... sério? Secretária eletrônica? Já vi que ela tem uns 35 ou mais mesmo, ou não, a voz parece de alguém tão jovem, AGHHH até nisso eu fico confusa, pressiono o botão revelando a mensagem de voz:

Mensagem de voz ON:

?: Bem vinda ao meu humilde lar, bolinho - AGHHH PORQUÊ GOSTO TANTO QUANDO ELA FALA ISSO? - O vinho está esquentando.

Mensagem de voz off

Após ouvir a mensagem me dirijo até cozinha onde vejo duas taças de vinho na mesa, menos a própria, e logo abaixo da taça que seria supostamente a dela tinha um bilhete escrito: "Não demoro", ok, me sento em um dos bancos e tomo um gole da taça de vinho, o silêncio até assustava por ser intenso, não é pra menos, logo me assusto com uma chamada em meu celular, decido atender logo sem perder tempo:

Ligação ON:

Ally: Alô?

Normani: Ally, onde você tá? Você sumiu o dia todo.

Ally: Estou... estou resolvendo uns... uns assuntos da... da igreja - Tento não gaguejar ao falar... ou melhor, inventar uma desculpa.

Normani: Igreja? Agora você tem uma igreja aqui na Alemanha? Daqui a pouco você vira a Papa Ally, ou melhor, a Mama Ally... OH FUCK - Pera aí, isso foi um gemido no final?

Ally: Normani? O que você tá fazendo?

Normani: Transando com a minha namorada.

Ally: O QUÊ? Vocês são todas carnais, relações íntimas só depois do casamento - Como que lendo meus pensamentos outra voz atende a ligação.

Dinah: Amar o próximo como a ti mesma, e é isso que eu tô fazendo, tô amando a minha negra - Disse num tom de brincadeira e ao mesmo tempo maliciosa.

Ally: Não é esse tipo de amar, é... ahhh deixa pra lá - Não sei se dou risada ou se fico em negação com a humanidade rsrsrs.

Normani: Preciso des... ohhh... desligar... isso amor... vai mais rápido.

Ally: Será possível que inventaram o dia Internacional da transa? - Falei entre risos.

Normani: EXISTE ESSE DIA? Então vamos comemorar - Apenas revirei os olhos ainda entre risos diante de tal comentário.

Ally: Tenham uma boa foda vocês duas - Disse antes de desligar.

Ligação off

Já havia se passado uns 5 minutos e nem sinal de nada, já estava começando a me sentir estranha, minha mente estava ficando embaralhada, meus sentidos, meus reflexos, estava tudo tão lento, minha visão estava ficando completamente turva, apesar do intenso frio senti meu calor aumentar instantaneamente, minha respiração estava ofegante como se estivesse correndo a milhas por hora, a única coisa que pude ouvir naquele momento foi a porta bater indicando que alguém havia entrado na casa, era ela, ao tal mulher misteriosa, olhei em sua direção mas foi em vão, minha visão estava completamente embaçada, não consegui visualizar seu rosto, apenas decifrei seus cabelos loiros que pendiam sobre seus ombros, foi tudo que pude ver antes de apagar de vez.

Anne POV:

Meu corpo estava completamente suado, minha respiração estava cada vez mais ofegante, Lauren enfiava a língua cada vez mais fundo no meu cu, Camila continuava a me sugar de forma voraz, sinceramente, acho que o meu pau realmente entrou em sua garganta, pois podia sentir cada vez mais fundo em sua boca, meu ápice estava cada vez mais próximo, naquele ritmo as duas iriam me matar, eu estava simplesmente no paraíso, apesar de estarmos transando em uma área isolada do shopping, mais especificamente uma parte onde está sendo construída outra loja, mas como não havia ninguém alí e não dava para as pessoas de fora nos verem então só aproveitei para alimentar minha baby Camz, por falar nisso, eu já estava sentindo a proximidade do ápice, até disparar 12 jatos de porra bem quente diretamente em sua garganta à fazendo engolir tudo, logo nos separamos para nos vestirmos novamente.

Anne: E então meninas, o que acharam da rapidinha? - Perguntei ainda ofegante.

Lauren: Adorei chupar seu cu amor, ainda mais com essa adrenalina - Disse maliciosa.

Anne: Seu olhar já me traz a própria adrenalina à tona - Disse logo em seguida lhe dando um beijo fervoroso - E você Camz? O que achou do seu leitinho?

Camila: Já quelo mais Daddy - Disse com uma voz extremamente fofa e ao mesmo tempo sexy.

Logo nos juntamos em um beijo triplo bem apaixonado que durou quase dois minutos, mas logo nos separamos pela falta de ar.

Anne: Temos que ir, alguém pode nos ver.

Lauren: Aonde vamos agora?

Anne: Para casa, temos que nos aprontar para o jantar de hoje.

Camila: Si Papi - Sussurrou em meu ouvido me fazendo arrepiar toda, amo quando ela fala em espanhol.

Anne: Vamos mi hijas - Falo fechando o zíper e logo em seguida com a mão no ombro de ambas.

Ally POV:

Acordo com um pouco de dor de cabeça, o que é notável pois logo me recordei da queda que sofri antes de desmaiar, tento esboçar alguma mínima reação mas ao abrir os olhos eu não consigo enxergar absolutamente nada, percebi que estava vendada, tento me mexer mas em vão, pois eu estava com as mãos amarradas atrás da cadeira que eu estava sentada, percebo que minhas pernas estão amarradas separadamente em cada perna da cadeira, apesar de não conseguir ver nada eu podia sentir que havia alguém alí, seu perfume doce exalava aquele lugar, é ela, com certeza é a garota misteriosa, não demorou muito para que a mesma começasse a se pronunciar.

?: Calma bolinho, para quê tanta pressa - Disse me fazendo arrepiar dos pés à cabeça.

Ally: Me vendar? Sério isso? Que clichê! - Falo e logo escuto uma risada muito gostosa de ouvir.

?: Vamos ver se você vai achar "CLICHÊ" quando acabar! - Fala e eu já começo a me preucupar com tal ameaça.

Eu já ia me pronunciar novamente, até que sinto um objeto gelado tocar meu pescoço e imediatamente penso que é uma faca, tiro minhas conclusões quando ela usa o objeto para rasgar minha blusa, nesse momento eu já havia me esquecido de como se respira.

?: Tá tensa bolinho? Não vou te machucar - Disse sensualmente em meu ouvido me fazendo arrepiar.

Não falei mais nada naquele momento, apenas fiquei quieta esperando por suas próximas ações, percebo um movimentar em minha frente, logo em seguida sinto ela se sentar em meu colo, porém, provavelmente só de roupas íntimas.

Sinto seus lábios tocarem os meus iniciando um beijo calmo porém quente, eu fiquei sem reação alguma, simplesmente estática e surpresa com tal ato, acabei por me render retribuindo o beijo, sinto o tocar de suas mãos sobre meu sutiã roxo de renda, ela começou a apertar meus seios e eu deixo um gemido escapar em resposta pela tamanha excitação que eu sentia naquele momento, logo em seguida sinto suas mãos descerem por minhas pernas até desamarrar os laços feitos para prender minhas pernas, ela abriu o zíper da minha calça e tirou a mesma deixando amostra minha calcinha roxa de renda me deixando corada pela situação, não tinha mais jeito, eu realmente estava excitada com aquilo.

?: Ownt, você ficou corada, que fofa - Sussurrou em meu ouvido, começo a sentir algo no meio das minhas pernas - Já tá molhadinha para mim, bolinho? - Começou a deslizar sua mão sobre o tecido molhado.

Eu queria muito ver a tal mulher misteriosa, mas esse mistério todo tá me deixando completamente excitada com tudo, estou ficando muito louca! Eu queria muito poder tirar essa venda e agarrá-la, que isso, eu não deveria estar pensando essas coisas, FOCO.

Ela retirou a minha calcinha lentamente, ficou entre minhas pernas, e logo começou a chupar o meu clitóris me fazendo gemer loucamente, ela literalmente sugava meu clitóris com toda força dobrando meu prazer, logo em seguida ela abocanhou minha buceta me penetrando com a língua, aquele foi o meu fim, não aguentei por muito tempo até que me desfiz em sua boca, sinto a mesma agora chupar meu pescoço e na mesma hora sinto dois dedos me penetrarem sem prévio aviso, me fazendo gritar de prazer.

Ally: OOOOH FUCK, ISSOO OOOOH - Grito cegamente apaixonada.

?: Hummm, tá gostanto baby? - Pergunta dando um leve tapa em minha cara, eu não acredito que me excitei com um tapa na cara, mas amei a sensação.

Ally: S-sim D-daddy OOOOOH FUCK ME!!! - Grito sentido ela acelerar os movimentos, mas a mesma parou bruscamente de me penetrar com os dedos até que eu sinto algo duro em minhas pernas - V...você t...te...tem - Tento falar mas ela me penetra bruscamente me fazendo enrolar as pernas em sua cintura firmimente, ela desata minhas mãos me fazendo agarrar em seu pescoço com força e me levanta da cadeira me apoiando contra a parede e me fodendo agora fundo, forte e rápido- ISSO DADDY, ASSIM - grito vergonhosamente.

?: O que vc quer que eu faça baby? - Pergunta agora metendo fundo e lento.

Ally: M...ME F...FODE DADDY - Grito de prazer.

?: com todo prazer bolinho - Ela diz e começa a meter fundo, forte e rápido.

Ela esticava tão rápido que eu quase não conseguia respirar, tudo que eu conseguia fazer naquele momento era gritar de prazer, ela esticou mais 6 vezes e eu acabo por me desfazer em um grande orgasmo, meu primeiro na verdade, sim, ela acabou de tirar minha virgindade, mas amei que tenha sido ela a fazer isso, apesar de ainda não ter visto seu rosto, sinto ela gozar vários jatos de esperma dentro de mim.

?: Ainda não acabou bolinho, quero fazer mais uma coisa que estou com muita vontade...


Notas Finais


Ainda tem mais? Meu Deus, quanta energia😂😏🔥

Espero que tenham gostado do capítulo de hoje, e claro me desculpem pela demora🤷🏻‍♂

Logo logo eu volto aqui pra revelar o que a mulher misteriosa quer... no próximo capítulo🕵... SEE YA
❣❣❣❣❣❣❣❣❣❣❣❣❣❣❣


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...