História The love outlast the ignorance - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane, Lauren Jauregui, Normani
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila G!p, Camren
Visualizações 225
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Esporte, Famí­lia, LGBT, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


hey :)

Capítulo 2 - Pequenas pistas


Lauren Pov.

Depois de termos deixado Oli na escola, fomos levar Verônica até seu consultório. Ela era uma ótima psicóloga infantil e depois de dois anos tentando, ela finalmente conseguiu abrir seu próprio consultório.

Camila me deixou em casa e foi para o treino dizendo que buscaria Oli na escola assim que voltasse. Passei a manhã toda tentando começar a escrever o livro novo mas tudo o que eu conseguia pensar era se estaria tudo bem com Oliver.

Me deem um desconto, Camila e eu somos super apegadas à Oli por ser nosso primeiro e único filho, Camz diz que eu consigo ser pior por ter carregado ele na barriga por nove meses. Mas ei, a única coisa que eu quero é proteger meu filho.

Tentei fazer de tudo, mas Norma não deixava que eu fizesse muita coisa, porque segundo ela, nada daquilo era meu trabalho e sim o dela.

- Menina solte isso! - Norma disse quando me viu lavando as louças que ela usou para fazer o almoço.

- Norma, eu preciso fazer algo ou eu vou enlouquecer. - choraminguei e ela riu baixo balançando a cabeça em negação.

- Vá escrever seu livro. - começou a secar a louça.

- Eu não consigo me concentrar o quanto eu preciso. - suspirei.

Quando terminei de lavar a louça, ajudei Norma a colocar a mesa e me sentei batucando os dedos na mesma enquanto esperava os amores da minha vida chegarem. Minutos depois ouvi Camila e Oliver entrando na cozinha, minha esposa o mandando ir lavar as mãos para comer, arregalei os olhos e levantei rapidamente.

- Oi babe. - Camz chegou perto segurando minha cintura me puxando para perto e me beijando calmamente, o que me relaxou de imediato.

- Ew Camz você está suada. - fiz uma careta e ela gargalhou jogando a cabeça pra trás e eu automaticamente sorri. - como foi o treino?

- Pesado, estou acabada. - disse fazendo um biquinho, eu não resisti e a beijei. Olhei por seu ombro e vi Oli se sentando a mesa. Camila me soltou e foi se sentar, me fazendo repetir seu ato. - Norma venha almoçar conosco.

Quando já estávamos todos sentados e servidos, Camila decidiu começar uma conversa com Oli.

- Como foi na escola, campeão? - me virei para Oli esperando sua resposta.

- Legal. - respondeu de boca cheia.

- Não fale de boca cheia, meu amor. - sorri e ele engoliu a comida. - fez algum amiguinho?

- Não. - balançou a cabeça e Camila arqueou uma sobrancelha.

- Porque não Oli? Você não gostou da escola? - perguntou calma.

- Gostei, é só que os meninos são chatos. - deu de ombros e eu o olhei confusa.

- O que? - Camila disse sem som me olhando também confusa.

- Luisa disse que tia Normani e tia Dinah vão fazer a festa dela com fantasias, Mãe. - Oli disse de repente me olhando.

- Oh, podemos ir ver uma fantasia pra você essa semana Oli. Tudo bem pra você Camz? - perguntei para Camila que ainda olhava Oliver tentando entender.

- Tudo. O que acha de jogarmos futebol depois do almoço filho? - Oli iria responder mas se lembrou que tinha comida na boca e fez um sinal com a mãozinha apontado pra própria boca para que Camila esperasse, nos fazendo rir.

- Ok mamãe. - sorriu e voltou a comer.

Terminamos de comer em silêncio. Pedi para Norma ajudar Oliver a se trocar e os dois subiram deixando eu e Camila na cozinha.

- O que foi aquilo de "os meninos são chatos"? - perguntei distraidamente enquanto tirava a mesa.

- Vai ver ele prefere ficar perto das meninas, já está aprendendo cedo. - Camila riu e eu a olhei.

- Camila Cabello! - bati em seu braço. - ele não tem idade pra isso e além do mais ele pode gostar de meninos também.

- Estou brincando meu amor. - passou os braços por minha cintura me abraçando. - Já disse que te amo hoje?

- Já, mas eu não me importaria de ouvir de novo. - me deu um selinho e sorriu.

- Eu te amo babe. - sussurrou e eu a beijei.

Ficamos um tempo assim até ouvirmos um pirragueio e olhamos para a porta da cozinha vendo Norma nos olhando com um sorriso enorme e Oli encolhido ao seu lado.

- Vamos lá campeão? - Camila perguntou e Oli concordou com a cabeça pegando a mão da mãe.

- Cuidado Camz. - alertei e eles saíram.

Subi para o escritório e comecei a fazer um pequeno esboço do meu livro, eu precisava adiantar já que era pra ter começado a dias atrás mas isso tudo do primeiro dia de aula do Oli me deixou mais nervosa que o próprio. Passei um tempo no escritório concentrada, pude adiantar muita coisa, o que me deixou bem satisfeita. Levantei da cadeira e sai do escritório, quando estava descendo as escadas pude ouvir a voz de Camila soar alta.

- OLIVER! VOLTE AQUI. - arqueei as sobrancelhas e apertei o passo descendo a escada mais rápido e indo em direção a porta que dava logo na piscina que ficava ao lado do grande jardim.

Vi Oliver vindo em direção à casa de braços cruzados e cabeça baixa, com o corpo tremelicando, corri em sua direção e agachei, peguei em seu rosto e vi lágrimas grossas deslizando por seu rosto.

- Ei meu amor o que foi? Porque está chorando? - perguntei o abraçando e vi Camila vir em nossa direção com uma expressão que beirava a confusão.

- M-mamãe brigou c-comigo. - disse soluçando.

- Amor, porque brigou com ele?

- Eu não briguei! Só disse pra ele parar de chutar como uma garotinha. - explicou e eu fiz uma careta.

- Babe, shh... Olhe pra mim. - levantei seu rosto e limpei o vendo soluçar. - Mamãe não quis ser mau com você.

-Hey filho, desculpe. - Camz abaixou olhando chateada para Oliver. - prometo que não faço mais isso ok?

Oli assentiu e me abraçou. Camila abaixou a cabeça passando as mãos pelo rosto e logo a levantou me olhando.

- Oli, vamos tomar banho? - Camila chamou e o pequeno a olhou por alguns segundos.

- Você não vai brigar comigo? - perguntou ainda ressentido.

- Não filho, eu prometi que não. - sorriu fraco e abriu os braços, Oliver foi devagar e se aconchegou em Camila que se levantou com o mesmo no colo.

Suspirei e levantei entrando novamente em casa vendo Norma acompanhar os dois com o olhar.

- Ok, isso foi um tanto quanto estranho. - parei ao seu lado com as mãos na cintura suspirando alto.

- Ele deve estar sensível porque hoje foi o primeiro dia na escolinha nova, com outras crianças que ele nunca tinha visto. Não se preocupe Lauren. - Norma disse sorrindo e voltando para a cozinha.

Talvez ela estivesse certa e eu estava me preocupando atoa com tudo, mas algo dentro de mim dizia que não era apenas isso e que algo a mais viria, eu só não sabia o que e nem quando viria de fato.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...