História The Love Survive - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Gabyihh

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, Harry Styles, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Allyson Brooke, Apocalipse, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Lgbt, Normani Kordei, Norminah, The Walking Dead, Zumbi
Visualizações 122
Palavras 2.233
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Canibalismo, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sobre esse capítulo: Ok... Talvez a Camz não seja assim TÃO inocente 🙃
Espero que gostem do capítulo 😊
Boa Leitura 🤗

Capítulo 5 - You're So Hot Lauren


Camila´s POV

Acordei às sete da manhã, minha aula só começava as oito, por isso tinha tempo suficiente para fazer tudo com calma. Normani já havia saído, pois sua aula hoje havia começado as seis e meia, o que não a deixou nem um pouco feliz, ela também fazia medicina, mas estava em um período antes de mim, pois havia trancado a faculdade durante um semestre, para pensar um pouco na vida, ter certeza se era realmente isso queria, o que acabou sendo.

Tomei banho, comi uns biscoitos, que dessa vez eram meus, não dá Mani e olhei celular, ainda não havia nenhuma mensagem da Lauren, achei aquilo um pouco estranho. Por fim respondi algumas mensagens pendentes do WhatsApp, mas antes de sair...

Camila:

Bom Dia Lauren.

Não recebi mensagem sua ontem... você chegou bem em casa?

Fui para aula. Cheguei na hora dessa vez, tudo ocorreu bem e não cochilei em nenhuma das aulas. O dia passou rápido, fui para o refeitório as nove e meia e comi alguma coisa, estava com fome e muita, na verdade eu sempre estava com fome, por isso comia o tempo todo. Depois tive duas aulas que foram extremamente chatas e umas onze e meia cheguei no quarto.

A primeira coisa que fiz foi pegar uma lasanha para micro-ondas e esquentar, minha sorte era que o quarto era bem completo. Além do micro-ondas tínhamos um mini frigobar para guardar algumas coisas, uns armários de cada lado do quarto e o banheiro, que facilitava muito a vida da gente. Se quiséssemos realmente cozinhar alguma coisa poderíamos ir para a cozinha do campus, mas isso quase nunca acontecia. Terminei de esquentar a comida peguei os talheres, fui para cama e percebi que haviam chegado algumas mensagens da Lauren, que corri para ler.

Lauren:

Bom Dia, cheguei agora...kkk

Camilla:

Ahh... Tudo bem kkk. Então, como foi a noite?

Lauren:

Podemos dizer que interessante kk

Camila:

Acho que entendi seu “interessante” kkk

Então... não vai trabalhar hoje?

Lauren:

Não, hoje não. É meu dia de folga. Trabalho 4 e folgo 2.

Camila:

Nossa.... amaria estudar 4 dias e folgar dois... mas é simplesmente um sonho ☹

Conversamos o resto da tarde inteira e mais a noite, falamos sobre a vida, filmes, músicas, coisas em comum que gostávamos, era ótimo falar com ela e fizemos o mesmo no outro dia e no outro e outro. Conversávamos o tempo inteiro, qualquer hora que tivéssemos uma folguinha, mesmo que por um minuto, estávamos mandando mensagens uma para a outra. Eu sempre tinha aulas de manhã, em alguns dias a tarde estava como voluntaria no hospital e ela trabalhava pela manhã e à tarde até as seis da noite, infelizmente ela sempre tinha que ficar de plantão até as oito, para caso alguma coisa acontecer, eu odiava quando algum idiota tentava roubar alguma coisa, pois isso queria dizer que ela teria que sair para o local da ocorrência, por isso nossas conversas na maior parte do tempo aconteciam a noite quando ambas estávamos em casa, a tarde a penas quando era sua folga.

Nesses dois meses em que conversamos nos aproximamos bastante, conhecíamos muito bem uma a outra, sabíamos como a outra estava apenas pelas mensagens que mandávamos, tínhamos uma conexão incrível. A Lauren era muito fofa e educada comigo, mesmo que as vezes me pedisse certos tipos de fotos, mas eu nunca mandava, não por não confiar nela, era mais que não fazia ideia de como tirar aquele tipo de foto, já tinha tentado, mas nunca gostava do resultado, eu tinha muita vergonha e ela respeitava isso. Ela já havia me mandado algumas fotos como aquelas, nada demais, eram mais fotos de biquíni, ou mostrando uma nova lingerie que havia comprado. Sempre ficava paralisada com suas fotos, ela era linda, incrivelmente linda, de todas as formas, tanto seu rosto, como sua personalidade e seu corpo, esse sim era de morrer, eu sempre ficava tentada a lhe pedir mais fotos, com cada vez menos roupas, mas minha vergonha não deixava e eu odiava aquilo.

Quando recebia esses tipos de fotos dela minha mente vagava para muito longe, para Boston para ser mais exata, ficava a imaginando na minha frente com aquela roupa, queria tira-la, peça por peça, era um sentimento incontrolável. Em uma das vezes em que me mandou uma foto com uma lingerie azul passei tanto tempo imaginando coisas e olhando para sua foto que ela ficou preocupada, me chamou várias vezes por mensagem, mas eu não respondia. A culpa não era minha, aquela mulher poderia tirar o juízo de quem quisesse, não sei se queria tirar o meu, mas conseguia.

Em uma das noites que Mani estava fora, saindo com alguma peguete que tinha encontrado na faculdade, estávamos na ligação, as vezes fazíamos isso, quando tínhamos tempo e não havia ninguém para nos atrapalhar.

Estávamos falando do novo álbum da The 1975, amávamos aquela banda, as músicas eram incríveis, estávamos falando que algum dia iriamos juntas para um show dela.

- Ah Camz, nem te falei, mas eu estava voltando para a casa hoje e vi uma lingerie preta, linda... e eu comprei, mas não briga comigo – ela disse.

- Outra Lolo? – Nos chamávamos assim, eram nossos apelidos carinhosos, Camz e Lolo – Você já deve ter umas cinquenta lingeries, isso é um vício. – a Lauren era completamente louca por lingeries, não se controlava, comprava todas que via. Eu reclamava brincando, pois na verdade amava quando ela comprava uma nova, isso significava mais uma foto sua para mim.

- Ei, não são tantas assim exagerada... – ela disse fazendo voz de indignação – Desculpa Camz... – ela só está me pedindo desculpa pois disse que queria juntar dinheiro para viajar e por isso me prometeu que não compraria mais lingeries por um bom tempo, eu não gostei muito da informação, mas disse que iria ajuda-la, iria brigar com ela caso ela descumprisse a promessa.

- Não. – falei rápido.

- Não? Não vai me desculpar? – ela perguntou.

- Não. – respondi de novo.

- Ahh Camz, por favor... prometo que não compro outra.... pelo resto desse mês, pelo menos – ela falou a última parte baixinho.

- Tudo bem, mas com uma condição. – disse.

- Qual? Tudo para minha Pequena me perdoar – ela também me chamava de Pequena porque eu era alguns centímetros mais baixa que ela, mas não eram tantos assim.

- Me manda uma foto usando sua lingerie nova. – eu disse, mas não sei como tive coragem de falar isso, por ligação, eu nunca havia pedido foto dela com lingerie, ela simplesmente me manda, mas naquela noite eu tive que pedir, percebi que minha voz saiu um pouco diferente que o normal.

- O que? Você está pedindo uma foto minha usando lingerie? – acho que ela também se surpreendeu um pouco o pedido – Tudo bem... se você quer, tudo para a minha Pequena. – sua voz também estava um pouco diferente, mas amei seu tom de voz. – Espera um pouco.

Ela tirou os fones de ouvido e foi vestir a lingerie enquanto eu esperava me perguntando porque eu tinha perdido aquilo, bom... eu sabia muito bem o porquê, mas tinha sido muito cara de pau. Cinco minutos depois ela voltou.

- Voltei Camz, vou te mandar a foto agora. - ela disse e eu escutei o som de uma nova mensagem chegando em meu celular.

Abri a mensagem e cliquei na foto. Ela estava em pé, com o cabelo bagunçado que combinava muito com ela, as luzes de seu quarto estavam acesas e ela estava bem diferente para o espelho segurando seu celular enquanto tirava foto, mas ele não tampava nem uma parte de seu corpo.

Sus olhos estavam de um verde um pouco mais escuro, mas ainda sim muito lindos e brilhantes. Sua pele é muito branca o que contrasta de uma forma incrível com a lingerie preta. A foto estava completa mente linda, a lingerie era composta de um sutiã, uma calcinha e uma liga de perna, tudo preto. O sutiã tinha uns pequenos detalhes dourados por baixo da renda preta, a calcinha era fio dental minúscula e Lauren estava um pouco de lado o que me dava uma visão de como aquela calcinha ficava perfeita em sua bunda, a liga era completamente preta e tinha um pequeno laço pretona frente.

Ela estava muito sexy, maravilhosa, assim que vi a imagem soltei um gemido baixinho, mas tampei a boca assim que percebi.

- Camz? – ela me chamou – O que foi isso?

- O que foi o que? – perguntei constrangida.

- Esse barulhinho que acabei de ouvir...

- Eu não ouvi nada – ficava com mais vergonha a cada momento.

- Camz... Você acabou de gemer? – ela me perguntou, consegui saber que estava com um sorriso na no rosto pela sua voz.

- Porque você acha isso? – perguntei, mas ela não respondeu, ouvia apenas sua respiração do outro lado da linha – Tudo bem... desculpa... eu realmente gemi, mas é que você está muito gostosa nessa foto. – outra vez... eu não acreditava que havia dito isso para ela, eu vou calar minha boca.

- Você me achou gostosa na foto Camz? Por isso você gemeu? – ela me perguntou, sua voz estava completamente diferente agora, estava mais pesada.

- Lolo... o que você está fazendo? Sua voz está... diferente. – não houve resposta.

Quando ia perguntar de novo ouvi um gemido baixinho e me calei na hora, queria ouvir mais.

- Camz... – ela falava enquanto gemia – eu estou molhada.

Cada palavra era um gemido diferente que ela soltava e eu estava amando aquilo, queria que ela gemesse mais para mim. Já estava começando a ficar com calor e o ar-condicionado estava ligado. Não falei nada, não sabia o que falar.

- Você está molhada Camz? -ela me perguntou gemendo, mas não me deu a chance de responder pois soltou um outro gemido, mais alto dessa vez.

Eu sentia o calor passando por todo meu corpo e eu já estava molhada, a cada gemido seu ficava mais ainda.

- Sim – respondi com medo de que se falasse mais ela pararia.

- Você parece desconfortável, quer que eu pare de gemer Camz? – ela falou gemendo Camz baixinho.

- Não. Não para – falei firme e ela gemeu mais – quero que gema mais alto para mim.

Então ela gemeu ao ouvir aquilo. Nossa... como ela gemia gostoso e estava ficando cada vez mais alto.

- Também quero te ouvir gemer Camz. – ela falou e eu concordei com um gemido

A verdade é que eu já não aguentava mais só ouvir, já estava completamente molhada e o calor dominava cada patê do meu corpo. Então abri o botão e o zíper do meu short, não havia ninguém no quarto e a porta estava trancada, a única que possuía outra chave era Mani e eu tinha certeza que ela não voltaria tão cedo. Olhei para os lados e tirei o short junto com minha calcinha, podia sentir o quanto estava molhada só de ouvi-la.

Levei minha mão até o meio das minhas pernas e passei dois dedos de cima a baixo e eles já ficaram completamente molhados apenas com isso. Levei meus dedos até meu clítoris e com apenas esse contato gemi e ouvi que Lauren também gemeu do outro lado. Comecei a fazer movimentos circulares no meu clitóris, mas parei assim que ouvi um som na porta, alguém estava tentando entrar. Puxei a coberta para cima e vi a porta abrir, era Mani.

- Ooooi Milaaaa – ela já estava bastante bêbada – Vim só pegar mais dinheiro o meu já acabou.

Ela me olhou, mas eu apenas balancei a cabeça ainda segurando a coberta contra meu corpo, minha respiração estava um pouco pesada, mas acho que ela já estava bêbada demais para perceber. Ela veio até mim e deu um beijo em minha testa e saiu trancando a porta.

- Camz? Você está ai? – Lauren perguntou ainda gemendo.

- Estou sim Lolo. – falei me descobrindo

- Você quer parar? – ela perguntou com a respiração ofengante.

- Não Lolo, não quero. Vamos continuar.

- Então geme para mim Camz. – ela pediu.

O susto já tinha passado e a Mani com certeza não voltaria. Novamente levei meus dedos e comecei com movimentos circulares no meu clítoris. Eu gemia baixinho, mas aquilo estava muito gostoso, principalmente por que podia ouvir a Lauren gemendo para mim do outro lado.

Ela começou a gemer mais alto, cada vez mais gostoso e meu corpo pegava fogo com o som, eu nunca tinha ouvido alguém gemer daquele jeito, mas estava adorando. Meus movimentos começaram a ficar mais rápidos e fui gemendo mais e mais alto, percebi que Lolo também ia mais rápido. Estávamos nos tocando e parecíamos estar na mesma velocidade.

- Est... quas... – ouvi Lolo gemer e eu também estava perto.

- Eu... tamb... – nenhuma das suas conseguia falar direito na hora, só saião gemidos.

Ouvi seus gemidos ficarem muito mais altos, já não havia intervalos entre eles, ela só gemia, até que ela deu um gemido muito alto e gostoso antes de um outro morrer na sua garganta e o som me fez gozar logo depois dela.

- Oi Camz – ela falou com a respiração pesada, mas podia ouvir que sorria.

- Oi... Lolo – também estava com dificuldade para respirar, mas lhe respondi sorrindo.

- Cansou Pequena? – ela perguntou rindo baixinho o que me deixou com um pouco de vergonha.

- Hã... Não... Imagina... – respondo procurando por ar.

Então começamos a ri.


Notas Finais


Um hot, bem de leve, por ligação...🙃
Então, o que acharam do capítulo?
Por favor favoritem e comentem se estiverem gostando da Fic 🤗
Obrigada por lerem 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...